quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

MISSÃO 2010


JANEIRO: ANÚNCIO


A Missão de anunciar é para os cristãos e, como tal, nenhum de nós pode deixar de fazer parte desta corresponsabilidade para a Nova Evangelização. Preparemo-nos então para o primeiro anúncio com o canto bonito e tradicional - tão característico deste tempo - as Janeiras.

C O N V I T E
Todos estão convidados para o primeiro ensaio, no próximo dia 29 de Dezembro, pelas 21h30, no Centro Paroquial, vamos afinar as vozes e, se tocas algum instrumento leva-o contigo.
NÃO FALTES!

O secretariado da catequese

* Ilustração de Laura Costa Bilhete postal emitido pelos CTT em 1942 originally uploaded by pincel de mel

sábado, 26 de dezembro de 2009

CHEGOU O DEUS MENINO!

Baseada na proposta apresentada pela Revista A Mensagem: completamos com a chegada do Menino Jesus a dinâmica iniciada no Advento - na catequese de S. Caetano - e que tinha a sua continuação na Eucaristia, com a leitura de um texto e a colocação num cântaro de uma palavra -símbolo- ligada por uma corda à vela que em cada Domingo se acendia.


Para casa, cada catequizando levou uma estrela para pendurar na árvore e fazer a leitura do texto nela indicado, com a família reunida.

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

BOAS FESTAS

ADVENTO - Dinamicas da Catequese

Imagem da dinâmica do Advento 
feita pelo 9º. Ano de S. Martinho

EUCARISTIA COM A CATEQUESE - ACOLHIMENTO AO DEUS MENINO

No passado sábado o grupo do 8º ano com 
a ajuda do Rev. Pe. Zé Manel e das catequistas,  

preparou a Celebração da Eucaristia das 16h00, 
fazendo o acolhimento ao Deus Menino com a originalidade de 
ter a presença de uma jovem futura mãe.
Na Liturgia da Palavra, foi recreado o quadro 
da visita de Nossa Senhora a sua prima Santa Isabel e
lembrados 4 elogios feitos a Maria, em forma de saudação:

GRAÇA
O primeiro elogio foi na Anunciação.
O anjo Gabriel saudou-a, dizendo-lhe:
“Avé, ó cheia de graça, o Senhor está contigo”.

O segundo elogio aconteceu em casa de Isabel.
Esta disse-lhe:
“Bendita és tu entre as mulheres.
Bem-aventurada porque acreditaste em Deus”.

VIDA
O terceiro elogio foi pronunciado por uma mulher do povo, 
no meio da multidão: “Feliz o ventre que te gerou”.
PALAVRA
O quarto elogio foi proclamado por Jesus. 
Estava ele a pregar e disseram-lhe que 
a sua mãe se encontrava lá fora. 
E Jesus, pensando em Maria, disse: 
“Felizes os que escutam a palavra de Deus 
e a põem em prática”.

Os dísticos referentes a cada elogio foram colocados 
no placard junto da imagem de Maria.

No momento de Acção de Graças, 
foi feita a “revelação” do nascimento de Jesus, 
com a jovem futura mãe a abrir uma prenda com a 
imagem do Menino - que recebeu uma grande salva de palmas - 
sendo depois por ela colocado no presépio.
A todos os catequizandos 
foi também oferecido um pequenino Menino Jesus, 
para que não se esqueçam que Ele 
é o verdadeiro símbolo do Natal.

domingo, 20 de dezembro de 2009

IV DOMINGO DO ADVENTO

ACOLHER O AMOR

A Liturgia deste Domingo convida-nos a reflectir sobre a missão de Jesus. A Sua vinda não é indiferente ao mundo, é uma realidade transformadora que não pode passar despercebida. Porque nos ama o Senhor vem ao mundo para nos conceder um projecto de salvação e de libertação que nos conduz à felicidade. Hoje, somos convidados a Meditar e a Acolher o Amor que Deus tem por nós ao ponto de enviar o Seu Filho, Jesus, para nos salvar. Também nós somos construtores desse Amor, desta realidade e vida que transforma o mundo!

A Mensagem nº 399

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

ADVENTO

O Advento já vai a meio e as dinâmicas propostas para este tempo estão a decorrer nos vários Centros de Catequese e nas Eucaristias. Como a riqueza da liturgia está na diversidade com que cada um a pode “ver”, os vários Centros de Catequese vão adaptando as propostas que acham mais apropriadas para os seus grupos.

Hoje damos a conhecer uma dinâmica pensada no sentido de preparar as crianças e adolescentes para irem ao encontro da Luz do mundo: Jesus Cristo.
Para isso, construí-se uma vela que funciona como um calendário de Advento, sendo um convite para as crianças e adolescentes crescerem ao encontro da Luz e descobrirem que ela pode entrar pelos olhos, ouvidos, mãos e coração.

Aqui está a bonita vela do Centro de Catequese de S. Martinho, que a Virginia enviou para todos nós, bem-haja!

sábado, 12 de dezembro de 2009

III DOMINGO DO ADVENTO: DOMINGO DA ALEGRIA

Entramos na segunda metade do Tempo de Advento, neste que é chamado o Domingo da alegria, somos chamados a testemunhar essa alegria de sermos filhos de Deus. E para que de facto possamos ser filhos de Deus a liturgia de hoje coloca-nos a seguinte pergunta: «Que devemos fazer?» João Baptista tinha acabado de apelar à conversão. Muitos corações mostraram-se receptivos ao seu apelo. As multidões, os publicanos e os soldados querem dar passos concretos nesta conversão pessoal e perguntam: “Que devemos fazer?”. João indica que o modo privilegiado para “preparar o caminho do Senhor”, de tornar visível a sua conversão, é converterem-se ao irmão. As relações renovadas com os irmãos serão o sinal da relação renovada com Deus. Que ninguém se iluda do contrário. Não se pode ser cristão, ser filho de Deus e desprezar o irmão. Não se pode correr para os braços do Pai sem abraçar o irmão. O Messias está a chegar para operar uma verdadeira transformação da nossa vida no sentido de Deus. Ocupemo-nos do cuidado do nosso irmão; esse será o melhor sinal de que estamos preparados para a grande Alegria da Sua vinda.

Adaptado da Lectio Divina

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

D. Manuel Clemente é o vencedor do prémio Pessoa 2009

O Bispo do Porto confessa «surpresa» e fala em maior responsabilidade como homem da Igreja e da Cultura.
D. Manuel Clemente, Bispo do Porto desde 2007, e presidente da Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais, é o vencedor do prémio Pessoa 2009. Este prémio é concedido anualmente à pessoa de nacionalidade portuguesa que durante esse período e na sequência de actividade anterior - tiver sido protagonista de uma intervenção particularmente relevante e inovadora na vida artística, literária ou científica do país.
...
" Em tempos difíceis como os que vivemos actualmente D. Manuel Clemente é uma referência ética para a sociedade portuguesa no seu todo", pode ler-se na acta da reunião do júri.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

IMACULADA CONCEIÇÃO DA VIRGEM SANTA MARIA - 8 de Dezembro


Mais do que qualquer outro tempo do Ano Litúrgico, o Advento é tempo de Maria, pois é nele que A vemos em mais íntima relação com o Seu filho, ao Qual está unida «por vínculo estreito e indissolúvel» (LG. 53). Se o Senhor veio ao meio dos homens, se Ele vem ainda, é por meio de Maria. N’Ela se cumpre, na verdade, o mistério do Advento. Embora, na sua origem e no seu princípio, a Solenidade da Imaculada Conceição, que vem do século XI, não nos apareça em ligação com o Advento, contudo ela é uma verdadeira festa do Advento. Ela é a aurora que precede, anuncia e traz em si o Dia novo, que está para surgir no Natal. Enaltecendo a Virgem Maria, esta Solenidade, em vez de nos desviar do Mistério de Cristo, leva-nos, pelo contrário, a exaltar a obra da Redenção, ao apresentar-nos Aquela que foi a primeira a beneficiar dos seus frutos, tornando-se a imagem e o modelo segundo o qual Deus quer refazer o rosto da Humanidade, desfigurado pelo pecado. Assim como na aurora se projecta a luz do sol, de cujos raios ela tira a vida, assim em Maria Imaculada se reflecte o poder do Salvador que está para vir: a Seus méritos Ela deve, com efeito, o ter sido «remida de modo mais sublime» (LG. 53). Festa de Advento, a Solenidade da Imaculada Conceição constitui uma bela preparação para o Natal.

Secretariado Nacional da Liturgia

sábado, 5 de dezembro de 2009

II Domingo do Advento - Ano C

«Preparai o caminho do Senhor, 
endireitai as suas veredas»

ORAÇÃO
Senhor, peço-Te que me concedas sabedoria
para viver cada dia em plenitude,
como se fosse o único, como se fosse o último.
Dá-me um coração capaz de se aperceber
do chamamento que me espera no meu quotidiano.
Sei que deste modo encontrarei a alegria, a paz,
consolação e esperança,
e serei livre de todos os medos, de hoje e de amanhã.
Concede-me viver a vida que me dás,
em acção de graças,
procurando-Te e encontrando-Te no meu viver
descobrindo-Te que és sempre meu Pai.
Ámen.
Ir. Anabela Silva