quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

CARTA APOSTÓLICA ADMIRABILE SIGNUM DO SANTO PADRE FRANCISCO

SOBRE O SIGNIFICADO E VALOR DO PRESÉPIO
Francisco, ao chegar, encontrou a manjedoura com palha, o boi e o burro. À vista da representação do Natal, as pessoas lá reunidas manifestaram uma alegria indescritível, como nunca tinham sentido antes. Depois o sacerdote celebrou solenemente a Eucaristia sobre a manjedoura, mostrando também deste modo a ligação que existe entre a Encarnação do Filho de Deus e a Eucaristia. Em Gréccio, naquela ocasião, não havia figuras: o Presépio foi formado e vivido pelos que estavam presentes.[3]

http://w2.vatican.va/content/francesco/pt/apost_letters/documents/papa-francesco-lettera-ap_20191201_admirabile-signum.html

terça-feira, 10 de dezembro de 2019

CATEQUISTAS EM CEIA DE NATAL

No dia 7 de dezembro de 2019, pelas 20h00, aconteceu mais uma Ceia de Natal dos Catequistas, como é tradição na Paróquia. Cerca de 50 pessoas, entre catequistas e familiares, reuniram-se no Centro Paroquial para conversar, comer, partilhar.
Aproveitamos a ocasião para entregar aos nossos catequistas que fizeram o Curso de Iniciação no anterior ano pastoral os certificados enviados pelo Secretariado Diocesano de Educação Cristã (Porto), relembrando a importância da formação permanente. A nível paroquial, os catequistas são convidados mensalmente a estarem presentes em tertúlias de reflexão sobre textos distintos. 
Fica um enorme e sincero obrigado aos catequistas do 1º e do 6º anos de catequese que organizaram esta Ceia, à equipa da cozinha liderada pela nossa Otília e a todos os que deram vida a este momento feliz de Advento. Terminado, podemos dizer sem medo: que bonito é Deus.

CONVITE

Aos elementos de todos os Grupos Corais a participarem no ensaio que hoje se realiza, pelas 21h30, para que no domingo com as suas belas vozes levem o espírito natalício e muita alegria aos nossos irmãos mais doentes e sós, à semelhança do que aconteceu no ano passado,

Os cânticos serão do livro cantemos todos (velho).

segunda-feira, 9 de dezembro de 2019

II SEMANA DO ADVENTO

Hoje celebramos a solenidade da Imaculada Conceição da Virgem Santa Maria, padroeira principal de Portugal, e não o Domingo II do Advento. Com esta festa nós queremos celebrar a presença de Deus entre nós e ter a certeza de que para Ele nada é impossível. Estamos, pois, em pleno tempo do Advento. Tempo de esperança. Maria coloca-se à disposição de Deus e espera que nela seja feita a Sua vontade.

Ela dá-nos o exemplo de como nós podemos e devemos deixar-nos guiar por Deus. Maria responde á proposta de Deus, dizendo: “Eis a serva do Senhor”(v. 38). O seu sim é completo, total, para a vida inteira, sem condições. E do mesmo modo como o não das origens tinha impedido a passagem do homem rumo a Deus, assim o sim de Maria abriu o caminho a Deus no meio de nós. É o sim mais importante da história, o sim humilde que inverte o não soberbo das origens, o sim fiel que cura a desobediência, o sim disponível que aniquila o egoísmo do pecado.

Inclusive para cada um de nós existe uma história de salvação feita de sins e de nãos. Mas às vezes somos especialistas nos meios sins: somos bons quando se trata de fingir que não entendemos bem o que Deus gostaria e o que a consciência nos sugere. Somos também espertos, e para não dizer um verdadeiro não a Deus, dizemos: “Desculpa, não posso”, “hoje não, pensarei amanhã”; “amanhã serei melhor, amanhã rezarei, amanhã praticarei o bem”. E esta astúcia afasta-nos do sim, distancia-nos de Deus, levando-nos ao não, ao não do pecado, ao não da mediocridade. O famoso “sim, mas...”; “sim, Senhor, mas...”. No entanto, assim fechamos a porta ao bem, e o mal aproveita-se destes sins malogrados. Dentro, cada um de nós tem uma coleção deles. Pensemos, encontraremos muitos sins falhados. Ao contrário, cada sim pleno a Deus dá origem a uma nova história: dizer sim a Deus é verdadeiramente “original”, é origem, não como o pecado, que nos envelhece dentro. Já pensastes nisto, que o pecado nos envelhece dentro? E envelhece-nos rapidamente! Cada sim a Deus dá origem a uma história de salvação, tanto para nós como para os outros. Como fez Maria com o seu sim pessoal.

Neste caminho de Advento, Deus deseja visitar-nos e espera o nosso sim. Pensemos: hoje, qual sim devo dizer a Deus? Pensemos nisto que nos fará bem. E encontraremos a vós do Senhor dentro de Deus, que nos pede algo, um passo em frente. “Creio em ti, espero em ti, amo-te; que se cumpra em mim a tua vontade de bem”: eis o meu sim. Com generosidade e confiança como Maria, digamos hoje, cada um de nós, este sim pessoal a Deus! E que esta solenidade e o tempo do Advento que estamos a viver deixe em nossa vida as marcas deste belíssimo ensinamento.

(Esta mensagem fundamenta-se no dito do Papa Francisco, no Angelus, na Praça São Pedro, no dia 08 de Dezembro de 2016)
Pe. Carlos Correia

domingo, 8 de dezembro de 2019

ANIVERSÁRIO DE ORDENAÇÃO

Completam-se hoje 11 anos de Ordenação do Sr. Diácono Angélico a quem saudamos, e com muita amizade felicitamos desejando que a Imaculada Conceição o ampare e guie na missão que Deus entendeu por bem ser-lhe confiada.
Rezemos por ele. 💗

PARA A MÃE COM TODO O AMOR

E por todas as MÃES, 
na Capela de São Caetano.
 Ave Maria cheia de graça
O senhor é convosco
Bendita sois vós
Entre as mulheres
E bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus.
Santa Maria, mãe de Deus,
Rogai por nós pecadores
Agora e na hora de nossa morte,
Ámen.

IMACULADA CONCEIÇÃO DA VIRGEM SANTA MARIA

Neste dia da Imaculada Conceição, recordamos que - “Deus prepara e encontra em Maria uma digna morada para o Seu Filho. Como Maria, somos chamados a abrir a nossa casa, para que Deus nos venha habitar.”
É também o 2.º domingo do Advento, e como tal lembramos que a nossa caminhada nos indica que somos Batizados: Habitados por Deus!
Nesta Eucaristia estiveram presentes os meninos da Infância Missionária, e numa dinâmica simples com eles fizemos memória do nosso Batismo, pois - “Pelo Batismo, tornamo-nos templos do Espírito Santo, digna morada de Deus.”
O João, o nosso pequeno leitor, a quem hoje coube a importante tarefa de ler uma parte da Oração Universal. 
A irmã Isabel, dos Missionários da Boa Nova, deixou palavras de estímulo e o desejo que mais crianças e jovens se integrem no grupo.
Caminhamos com Maria e pedimos-lhe que fortaleça as nossas "Sementes Missionárias" para que assim possam cativar e evangelizar outras crianças. 
Neste dia especial na Capela de S. Caetano, as mães foram lembradas e agraciadas com uma flor.

«SIM», UM SIM PARA SEMPRE

Foi desse modo que a jovem acolheu o projeto de Deus. «Sim», um sim para sempre. «Sim», um sim inteiro e definitivo. O consentimento de Maria transformou o curso da história dos Homens. Antes era uma sucessão de acontecimentos escravos do não de Eva e Adão, intervalados com alguns «sins» muito limitados e de fraco impacto temporal.

Assim sim, vale a pena. Mas sejamos honestos, há muitos sins grávidos de nãos. «Sim, logo se vê», «se tiver tempo, não sei bem, deixa-me falar primeiro com…», «penso que sim, claro, confirmo amanhã», e a curva do sim entra em declínio, ultrapassa o «talvez», continua em queda, nada o consegue deter de tão pesado, até repousar num «não definitivo». «Desculpa, mas não foi possível… nunca pensei», dizemos quando já tínhamos tudo bem pensado.

Com a pobre de Nazaré tudo foi à primeira. Assim sim. Um sim incondicional, cheio, pronunciado com todas as letras, em maiúsculo. «SIM» como quem grita de alegria porque um sonho amadurecido durante séculos torna-se realidade. «SIM» dito para dentro porque o importante é que Deus ouça e não os homens.

E com uma avalanche de graças, motivada por mil bênçãos, ela foi habitada pelo Mistério. O invisível forma-se silenciosamente no ventre da jovem. Células que se dividem e multiplicam, órgãos que crescem em segredo, no escuro de um seio puro e imaculado de uma mulher que se alimenta da vontade de Deus.

Um coração novo começa a palpitar. Rapidamente aprende a conhecer e a amar através do coração materno. O ritmo acelera quando se aproxima dos aflitos e atribulados. Um coração em permanente ação e que… no calvário, enquanto o coração materno ainda persiste, invariavelmente puro, apesar de torturado pela loucura e a crueldade dos homens. O sim da juventude é repetido em cada batimento. O sim exemplar, para sempre.

O coração das mães diz tudo sobre Deus. É, em especial, o coração imaculado e infinitamente generoso da jovem Maria que, neste advento, nesta solenidade, voltamos a contemplar com gratidão.

FOLHA DOMINICAL: informações e reflexões importantes para toda a comunidade

sábado, 7 de dezembro de 2019

SEGUNDA SEMANA DO ADVENTO

ORAÇÃO

Senhor Jesus:
para nasceres em nós,
precisaste de uma digna morada:
pura, imaculada, cheia de beleza.
Encontraste sobre a Terra
a Virgem Santa Maria,
a mais bela e humilde criatura humana.
Deste-Lhe a graça de vir a este mundo
sem mancha do pecado,
cheia da Tua luz divina.

Acendemos esta vela (do Batismo),
porque, graças ao nosso Batismo,
fomos libertos do mal e conduzidos
para o reino admirável da Tua luz.

Senhor,
faz com que nos tornemos, cada vez mais,
pessoas habitadas pelo Teu amor,
o berço limpo e lavado onde possas nascer,
na luz e na graça de cada novo dia.
Ámen.

sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

O FUTURO DOS MAIS JOVENS- O Vídeo do Papa 11 - Dezembro de 2019

As crianças são as primeiras a sofrer com as guerras, a corrupção, a pobreza, os desequilíbrios e desastres ambientais. Isso exige que seus direitos, desde o direito a brincar e estudar até o de serem escutadas, sejam especialmente protegidos.

“Cada criança marginalizada, cada criança abusada, cada criança abandonada, cada criança sem escola, sem atendimento médico, é um grito que se eleva a Deus.

Em cada uma delas é Cristo, que veio ao nosso mundo como uma criança indefesa, é Cristo que está nos olhando em cada uma dessas crianças.

Rezemos para que todos os países tomem as medidas necessárias para fazer com que seja uma prioridade o futuro das crianças, sobretudo daquelas que sofrem”.

https://redemundialdeoracaodopapa.pt/atualidade/644

VIGÍLIA DA IMACULADA CONCEIÇÃO

No próximo dia 07/12/2019 às 21h30, na Sé Catedral do Porto, irá realizar-se a Vigília Diocesana da Imaculada Conceição presidida pelo Senhor Bispo do Porto D. Manuel Linda.
Deste encontro faz parte a “bênção das grávidas”, pelo que são especialmente convidadas.
Pastoral da Família 

SEXTA-FEIRA DA SEMANA I DO ADVENTO

EVANGELHO Mt 9, 27-31
Dois cegos acreditam em Jesus e são curados
(...)
Rezar a Palavra
Tem piedade de mim, Senhor, que tendo olhos, não vejo. Mostra-me o mistério que se esconde em mim e me faz desejar ver, porque não me é suficiente o que posso contemplar com os meus olhos. Concede-me o dom da fé, a luz para os olhos da fé, a fim de que possa falar de ti aos meus irmãos.

Compromisso
Ao escutar a palavra de hoje vou fazer a experiência dos cegos que seguem Jesus, se demoram com Ele em casa e se lançam na aventura de falar dele aos outros.

quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

TERTÚLIA/FORMAÇÃO DE CATEQUISTAS

Acontece hoje, pelas 21h30, no centro paroquial, mais uma Tertúlia de Catequistas que procuram formação, para que assim possam estar mais preparados e responder aos desafios que em cada semana a catequese lhes coloca.

Para enfrentar o frio haverá certamente uma café ou chá quentinhos a esperar por cada um dos que decidirem deixar a comodidade do sofá e continuar a falar sobre a Exortação Apostólica do Papa Francisco Cristo Vive.

Aventurem-se porque estamos à vossa espera!

quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

NOVO ANO LITÚRGICO - Ano A

Começa no Advento e passa por três ciclos, também chamado de anos A, B, C. Em cada ano tem uma sequência de leituras próprias, ou seja, leituras para o ano A, para o ano B e para o ano C. A ideia desta distribuição de textos bíblicos ao longo de três anos tem como objectivo ter uma visão e leitura de toda a Bíblia.
No ano “A” a leitura principal do Evangelho na celebração segue o Evangelho de São Mateus;

O ADVENTO E A INFÂNCIA MISSIONÁRIA

ADVENTO É O TEMPO DE SAIR AO ENCONTRO DO SENHOR QUE VEM

Advento: a palavra indica que Alguém vem e, para O acolher, é preciso estar preparado. Deus não se conquista; simplesmente se acolhe: o Deus de Jesus é dom gratuito, é amor que surge na história.
A primeira atitude do crente é saber esperar porque sabe em quem põe a sua confiança ao reconhecer que há promessas já cumpridas; ao mesmo tempo, deve abrir o coração a este mistério de Deus, aos caminhos que Ele traça na nossa história. Espera-se aquilo que se deseja. O cristão deseja que Deus se torne presente na história mas, também Deus quer manifestar-se. Há, pois, a confluência de duas vontades: a nossa e a de Deus. Ele está à nossa porta e espera que se abra para que possa encontrar-se e partilhar connosco… Advento é o tempo de sair ao encontro do Senhor que vem, é o momento de sair da insensibilidade (tão frequente nos tempos que correm!) para dar espaço à intervenção decisiva de Deus em Jesus Cristo; é a oportunidade para aproveitar o tempo presente: Deus está aí, mesmo que a sua presença ainda não seja plena e continuemos sempre a invocar: “vem, Senhor Jesus”.

LOUVOR PERENE : Capela de São Martinho

Hoje, Senhor,
detenho-me ao pé de Ti...
Faço silêncio...
Escuto a Palavra. 
Tento compreendê-la e meditá-la.
Rezo, canto e comprometo-me
conTigo e com os irmãos.
 
Esta foi a melhor forma 
de iniciar a caminhada do Advento. 
Aconteceu no sábado, 30 de Novembro.
Agradecimentos a todos 
os que nos fizeram chegar imagens.

terça-feira, 3 de dezembro de 2019

DIA DE SÃO FRANCISCO XAVIER

ORAÇÃO
"Senhor, que, pela pregação de São Francisco Xavier, chamastes muitos povos ao conhecimento do vosso nome, concedei a todos os cristãos o mesmo zelo pela propagação da fé, para que, em toda a terra, a santa Igreja se alegre com novos filhos. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Amém."

São Francisco Xavier, rogai por nós!

CAMINHADA DO ADVENTO E NATAL

"Os  textos  litúrgicos  do  Natal,  sobretudo  as  leituras  do apóstolo  Paulo  a  Tito (Tt2,11-14;  3,4-7),  falam-nos  explicitamente de  um  resgate e  de  uma  salvação, que  nos  é  oferecida  pelo  mistério  da  Encarnação,  à  qual  temos  acesso  por meio   da   celebração   dos   mistérios   do   Batismo,   que   é   sacramento   de regeneração e de renovação, pela água e pelo Espírito Santo. "
"O  Batismo  é,  pois,  o  sacramento  do  nosso  renascimento  pela  água  e  pelo Espírito,  que  Jesus  anunciou  a  Nicodemos,  como  condição  para  nascer  de novo." 
Igreja Paroquial