segunda-feira, 23 de setembro de 2019

REUNIÃO DE CATEQUISTAS


No passado sábado os catequistas estiveram reunidos no Centro Paroquial para o primeiro encontro do Ano Catequético 2019/2020.
Após o acolhimento e a entrega do material de trabalho a cada catequista (guias, catecismos e cadernetas), iniciou-se o encontro com um momento de oração, escutando a música “Queira eu o que Deus quer” e lendo o evangelho do dia, dedicado ao chamamento de Mateus. 
O novo secretariado foi apresentado, bem como as equipas de trabalho, e cada catequista recebeu uma flor com o lema pastoral da diocese.
Seguiu-se a apresentação do plano de atividades até dezembro, foram lançadas propostas de ação e abordadas as principais novidades do ano catequético. 
O Sr. Padre Carlos encerrou a reunião, dirigindo uma palavra de agradecimento aos catequistas e sublinhando a frase com que começamos a reunião: “Que bonito é Deus”.

sábado, 21 de setembro de 2019

FOLHA DOMINICAL: informações e reflexões importantes para toda a comunidade

DOMINGO XXV DO TEMPO COMUM- Ano C

SALMO RESPONSORIAL Salmo 112 (113), 1-2.4-6.7-8 (R. cf. 1a.7b)

Refrão: Louvai o Senhor, que levanta os fracos.
Louvai o Senhor, Louvai.

Louvai, servos do Senhor,
louvai o nome do Senhor.
Bendito seja o nome do Senhor,
agora e para sempre. Refrão

O Senhor domina sobre todos os povos,
a sua glória está acima dos céus.
Quem se compara ao Senhor nosso Deus,
que tem o seu trono nas alturas
e Se inclina lá do alto a olhar o céu e a terra?

Levanta do pó o indigente
e tira o pobre da miséria,
para o fazer sentar com os grandes,
com os grandes do seu povo.

sexta-feira, 20 de setembro de 2019

CATEQUISTAS EM MISSÃO 💗

No sábado, 21 de Setembro, pelas 16h00, no Centro Paroquial, os catequistas vão iniciar o ano de catequese com uma reunião de preparação, depois um lanche/convívio, seguindo-se a participação na Eucaristia das 19h00, na Capela de São Martinho, onde serão enviados para mais uma ano de MISSÃO.
Rezemos pelos nossos catequistas para que abençoados e iluminados por Deus, sejam missionário da alegria, da fé, da piedade, da esperança e da caridade.

SEXTA-FEIRA DA SEMANA XXIV DO TEMPO COMUM

1 TIMÓTEO 6, 2C-12
Caríssimo: Eis o que deves ensinar e recomendar: Se alguém ensinar outra doutrina e não seguir as palavras salutares de Nosso Senhor Jesus Cristo e a doutrina conforme à piedade, é um homem orgulhoso, um ignorante, um doente que se ocupa com questões e contendas de palavras. Daí nasce a inveja, a discórdia, os insultos, as suspeitas malévolas, as altercações entre homens de espírito perverso, que perderam o sentido da verdade e vêem na piedade uma fonte de lucro. A piedade é realmente uma fonte de lucro para quem se contenta com o que tem. Nada trouxemos para este mundo e nada podemos levar dele. Se tivermos que comer e que vestir, estaremos contentes. Mas aqueles que querem enriquecer caem em ciladas e tentações e em muitos desejos insensatos e funestos, que mergulham os homens na ruína e na perdição. O amor ao dinheiro é a raiz de todos os males; alguns, ao tentarem alcançá-lo, transviaram-se da fé e atraíram sobre si muitos sofrimentos. Mas tu, homem de Deus, evita tudo isso. Pratica a justiça e a piedade, a fé e a caridade, a perseverança e a mansidão. Combate o bom combate da fé, conquista a vida eterna, para a qual foste chamado e sobre a qual fizeste tão bela profissão de fé perante numerosas testemunhas.
(...)
Rezar a Palavra 
Guia-me, Senhor, pelo caminho da verdade. Que o meu horizonte não se perca em palavras estéreis nem em riquezas supérfluas. Ensina-me o caminho da justiça e da piedade, da fé e da caridade, da perseverança e da mansidão para que, depois do combate desta vida, também eu alcance a vida eterna.

Compromisso
Vencer o homem orgulhoso e ignorante que há em mim para me tornar um homem de Deus.

SOLIDARIEDADE COM MOÇAMBIQUE - RECONSTRUIR PEMBA -

Como temos vinda a informar, o Grupo Missionário da Vigararia de Gaia Norte promove a Caminhada Solidária RECONSTRUIR PEMBA, que acontece já no próximo domingo, 22 de Setembro.

A caminhada tem início às 9h00, na Capela do Divino Salvador, em Valadares, terminando com a celebração da Eucaristia, às 11h00, em Canidelo, no Centro Paroquial - Cidade de Deus e dos homens - antiga seca do bacalhau. 

Ainda que as inscrições já tenham terminado há sempre lugar para mais alguns que possam e desejem caminhar.

Mas não é preciso ir caminhar para colaborar e contribuir para esta causa, pois pode entregar o seu donativo em qualquer Paróquia da Vigaria de Gaia Norte, como é o caso da de Vilar do Paraíso.

Seja solidário com esta causa e muito obrigada pela sua generosidade! 

"TAMBÉM SOMOS TERRA"

A expressão é de Juan Ambrosio em declarações ao programa Ecclesia na RTP2. Este professor universitário apresentava o encontro “Também somos Terra” que, no próximo sábado, vai reunir, na casa das Irmãs Doroteias no Linhó, aqueles que se preocupam com a questão ambiental e que a associam ao facto de serem cristãos. “Estávamos habituados a ver a perspetiva e a identidade crente muito ligadas a questões mais do âmbito do estritamente moral, ou seja, a condutas morais comportamentais que deixavam um bocadinho de lado a questão ecológica, o cuidado da casa comum. Entretanto, foi ganhando peso, cada vez mais, e era preciso ter alguma atenção a questões do ambiente” reconhece Juan Ambrosio, para quem, os pequenos gestos fazem toda a diferença na mudança porque “se todos os fizerem, as coisas mudam radicalmente”.

Henrique Matos

https://agencia.ecclesia.pt/portal/ecologia-rede-cuidar-da-casa-comum-promove-encontro-de-sensibilizacao-inspirado-no-papa-francisco/

«ORA ARRANCA»


Depois das férias, a juventude do Porto promove, dia 28 deste mês, o «Ora Arranca», que marca o início das atividades deste ano pastoral.

A iniciativa é promovida pela começa às 21h00, no terreiro da Sé do Porto, e às 21h30 tem início uma vigília de oração, na Sé do Porto, presidida por D. Armando Domingues, bispo auxiliar do Porto.

O CONVITE destina-se aos catequizandos a partir do 15 anos e aos catequistas mais jovens.

Após a vigília, os jovens participantes têm um momento de confraternização, às 23h00, nos jardins do Seminário do Porto.

A juventude do Porto  “continua a ser chamada a caminhar rumo a Cristo," sendo este um momento IMPORTANTE para começar o ano catequético!

http://www.sdpjporto.pt/

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

QUINTA-FEIRA DA SEMANA XXIV DO TEMPO COMUM

EVANGELHO: LC 7, 36-50

Rezar a Palavra
Passas por mim em todos os momentos da minha vida, Senhor. Mesmo ali, onde o pecado é mais forte que o teu olhar, e mostras-me o teu perdão. O teu olhar, o teu coração, a tua misericórdia são sinais irresistíveis na minha vida. Apesar de tudo tenho que voltar. Tenho que romper por entre todos os obstáculos, os meus e os do mundo, para cair a teus pés reconhecido, para agradecer e ouvir as palavras de consolação: “A tua fé te salvou. Vai em paz”. Faz-te ouvir em mim, Senhor, com palavras de perdão.

Compromisso
Perante a palavra de hoje só posso mesmo cair de joelhos aos pés de Jesus para receber o perdão ou cair aos pés do irmão com quem estou desentendido para lhe perdoar.

PROJETO "SAY YES" GANHA FORMA NO PORTO

O Projeto “Say Yes” é um itinerário formativo proposto pela Comissão Episcopal da Educação Cristã e Doutrina da Fé e elaborado pela diocese de Lisboa, em ordem a preparar as JMJ de 2020. O mesmo, já pretende ser uma preparação para o novo projeto para a adolescência que está a ser elaborado a nível nacional para os 7º, 8º, 9º e 10º anos. O Projeto “Say Yes” substitui o atual itinerário catequético da adolescência. Aderir não é obrigatório sendo possível inscrever-se no próximo ano.

Na diocese do Porto o projeto já está a ganhar forma. O Secretariado Diocesano da Educação Cristã (SDEC) irá proporcionar um itinerário formativo, de cerca de 5 encontros, em três locais diferentes da diocese, a fim de acompanhar os catequistas envolvidos.

Sem a respetiva formação, o projeto poderá resumir-se a encontros e atividades e não responder às exigências de uma “catequese do encontro” que forme a identidade cristã em ordem a assumir o batismo e a inserção na comunidade (iniciação cristã).

Veja as condições, datas de formação e como se inscrever em 

CRITÉRIOS

O bárbaro assassinato da Irmã Maria Antónia, em São João da Madeira, está a ter uma repercussão internacional fora do comum. Fundamentalmente, porque a Agência Fides, das Pontifícias Obras Missionárias, do Vaticano, deu a notícia de forma muito detalhada.

No mínimo, o martírio da «Irmã Tona» tem muito de paralelo com tantas mulheres, de todas as idades, que, na defesa da sua honra e dignidade, acabaram por pagar com a vida a resistência ao agressor depravado. Muitas foram mesmo declaradas beatas e santas. E este caso concreto obriga-nos a alguma reflexão social que sintetizo em três pontos.

Primeiro: se bem que, por natureza, todos sejamos “imagem e semelhança de Deus”, de facto, no comportamento, há verdadeiros monstros. Não sei se por culpa própria, isto é, se agem em liberdade, ou se sem responsabilidade moral, no caso das patologias mais graves. Seja como for, a sociedade tem a obrigação de os curar, se tal for possível, ou, no mínimo, de proteger os mais vulneráveis da sua ação devastadora. Neste caso concreto, não sei se se fez isso. Não sei se as prisões são centros de recuperação ou «escolas do crime requintado». Não sei.

Segundo: o sistema judiciário falhou redondamente. A dar crédito aos jornais, foi preciso duas tentativas (?) de violação, a juntar aos antecedentes criminais, para se emitir um mandado de captura do malfeitor. E a execução deste demorou tanto que, para a Irmã Antónia… já não foi a tempo. Alguém tem de ser responsabilizado por isto. Se é pouco previsível que o sistema judicial seja «chamado à pedra», pelo menos moralmente algumas pessoas hão de sentir-se culpadas pelo homicídio da religiosa.

Terceiro: com honrosa exceção da Câmara Municipal de São João da Madeira, nenhum político, nenhum (e nenhuma…) deputado desses radicais, nenhum organismo que diz defender os direitos humanos, nenhuma feminista veio condenar o ato. Nenhum e nenhuma! Porquê? Porventura porque, para elas (e para eles…) as vidas perdem valor se se tratar de pessoas afetas à Igreja. Sumamente, se defenderem a sua honra.

Critérios… Que, obviamente, não são os meus.

quarta-feira, 18 de setembro de 2019

QUERES SER ESCUTEIRO?

Estão abertas as inscrições.

QUARTA-FEIRA DA SEMANA XXIV DO TEMPO COMUM


EVANGELHO: LC 7, 31-35
Naquele tempo, disse Jesus à multidão: «A quem hei-de comparar os homens desta geração? Com quem se parecem? São como as crianças, que, sentadas na praça, falam umas com as outras, dizendo: ‘Tocámos flauta para vós e não dançastes, entoámos lamentações e não chorastes’. Porque veio João Baptista , que não comia nem bebia vinho, e vós dizeis: ‘Tem o demónio com ele’. Veio o Filho do homem, que come e bebe, e vós dizeis: ‘É um glutão e um ébrio, amigo de publicanos e pecadores’. Mas a Sabedoria é justificada por todos os seus filhos».
(...)
Rezar a Palavra
“A quem hei-de comparar…” sou comparado a uma criança inconsequente perante a verdade. Tenho dificuldade em assumir a verdade que, pela tua palavra, colocas diante dos meus olhos. Ensina-me, Senhor, a não fugir mas a assumir a verdade da minha vida que tantas vezes é incapacidade de me aceitar e de te aceitar em toda a profundidade do meu ser.

Compromisso
Quero discernir sobre a vontade de Deus para mim e assumir com coerência as suas propostas.

FÁTIMA: JORNADAS DA COMUNICAÇÃO

Caras/os amigas/os

No final do mês de setembro, o Secretariado Nacional das Comunicações Sociais e a Rede Mundial de Oração pelo Papa promovem as jornadas de comunicação, procurando criar ambientes de encontro entre profissionais do setor e colaboradores nos vários serviços da Igreja Católica em Portugal que procuram comunicar mais e melhor. Em cada ano, temos procurado acentuar uma dimensão prática destas jornadas, aprofundando o estudo e a formação nos modos de comunicar, na atualidade.

Este ano, as jornadas vão decorrer nos dias 26 e 27 de setembro e sugerimos, desde já, que reserve esses dias para o nosso encontro, em Fátima, na Domus Carmeli. Nas jornadas do ano passado, identificamos uma fragilidade daquele auditório, a dificuldade à ligação à internet, entretanto resolvida. Foi por isso que criamos no Facebook o grupo “Já temos wifi”, onde estamos a partilhar informações sobre os trabalhos destas jornadas.

A respeito do tema que propomos para este ano, centra-se na imagem. De facto, a comunicação pela imagem, pelo poder da imagem, é cada vez mais relevante, com a rede social Instagram a assumir um impacto crescente no ambiente digital. Por isso, nestas jornadas de comunicação vamos procurar perceber as estratégias de pessoas, marcas e produtos, na utilização da imagem e analisar o seu alcance na comunicação.
Vamos também propor uma formação, sobre o Instagram, de uma forma muito prática, não apenas teorizando, mas criando conteúdos nessa rede social.

Acreditamos que vai ser mais uma ocasião para um bom encontro, para partilharmos projetos e desafios e descobrirmos novas e interessantes formas de comunicar através das redes digitais.

Contamos consigo! Partilhe este convite com quem considere interessado em melhorar a comunicação de uma Mensagem que marca a História de 2000 mil anos!

Votos de um bom descanso e fica encontro marcado para os dias 26 e 27 de setembro!

Dom João Lavrador
Presidente da Comissão Episcopal
Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais

terça-feira, 17 de setembro de 2019

TERÇA-FEIRA DA SEMANA XXIV DO TEMPO COMUM

EVANGELHO: LC 7, 11-17
Naquele tempo, dirigia-Se Jesus para uma cidade chamada Naim; iam com Ele os seus discípulos e uma grande multidão. Quando chegou à porta da cidade, levavam um defunto a sepultar, filho único de sua mãe, que era viúva. Vinha com ela muita gente da cidade. Ao vê-la, o Senhor compadeceu-Se dela e disse-lhe: «Não chores». Jesus aproximou-Se e tocou no caixão; e os que o transportavam pararam. Disse Jesus: «Jovem, Eu te ordeno: levanta-te». O morto sentou-se e começou a falar; e Jesus entregou-o à sua mãe. Todos se encheram de temor e davam glória a Deus, dizendo: «Apareceu no meio de nós um grande profeta; Deus visitou o seu povo». E a fama deste acontecimento espalhou-se por toda a Judeia e pelas regiões vizinhas.
(...)
Meditar a Palavra
Na palavra de hoje percebo que Jesus se coloca diante de mim como modelo de compaixão. Diante da vida destroçada daquela mulher, ele não se questiona sobre a possibilidade nem a oportunidade de a ajudar, mas enche-se de compaixão e inclina-se totalmente sobre ela e sobre o seu problema até que tudo fique resolvido. Jesus é para mim o mestre da compaixão, que me ensina a atravessar a história triste dos homens que, caminhando para a morte com lágrimas nos olhos, precisam de sinais de vida e de razões de esperança.

Rezar a Palavra
Ensina-me, Senhor, a dizer aos meus irmãos “não chores”. Ensina-me a enxugar as lágrimas dos que carregam vidas pesadas com cheiro a morte. Ensina-me e tocar nos sepulcros de tantos irmãos que vivem sem esperança. Ensina-me a dizer com todas as forças “levanta-te” e a transformar com gestos e palavras a sorte dos mais infelizes como manifestação da tua misericórdia e da tua presença no meio de nós.

Compromisso
Quero renovar a vida da graça em mim para ser fonte de vida e de misericórdia para todos os que sofrem ao meu lado.

LOUVADO SEJAS, Ó MEU SENHOR!

1 de Setembro de 2019, Capela de S. Martinho, Eucaristia das 11h00, despedida do Rev. Pe. Jerónimo Nunes e Rev. Pe. José Guedes, a quem a comunidade agradece todo o empenho e dedicação na missão que desempenharam na Paróquia.

segunda-feira, 16 de setembro de 2019

INFÂNCIA MISSIONÁRIA - Crianças Evangelizam Crianças

É um caminho que continuamos a propor e cujos encontros iniciaremos em breve, na Capela de São Caetano, aos domingos, e uma vez por mês.
São convidadas todas as crianças a partir dos 4 anos e também as que já frequentam a catequese.
A Infância Missionária não VEM SUBSTITUIR A CATEQUESE, mas sim, complementá-la, fazendo com que as crianças se tornem verdadeiros missionários.

As nossas crianças precisam de conhecer Jesus, a sua mensagem, e como é bom todas as crianças o terem como amigo. Precisam de aprender a rezar e saber que a oração nos torna mais fortes, mas também com um coração mais sensível e aberto aos outros.  

Fica o CONVITE aos PAIS, AVÓS... a disponibilizarem-se para este compromisso de fé e missão.

UM GRANDE OBRIGADA! 💗

A Infância Missionária agradece a todos os que contribuíram com as suas generosas ofertas para os três mealheiros que desde Julho estiveram na Capela de S. Caetano. 
Pela mão das três crianças que integram a Infância Missionária - que desde cedo quiseram enviar o valor conseguido para as crianças de Moçambique -  os mealheiros vão ser entregues no próximo domingo, em Canidelo, na Eucaristia que encerrará a Caminhada Solidária por Pemba.

ESTA PARÁBOLA DA MISERICÓRDIA

Ainda agora abri a página em branco do deve-e-haver
Deste tempo que me é dado viver.
Não sei ainda os registos que nela se farão,
Mas já sei que, ao terminar o dia,
A página agora aberta transbordará de perdão e de alegria.

É essa a lição que se recebe do grande Salmo deste dia:
«Faz-me graça, ó Deus, segundo o teu amor,
Segundo a multidão das tuas misericórdias!
Apaga as minhas transgressões,
Lava-me e relava-me da minha iniquidade,
E do meu pecado purifica-me!».

Graça, amor, misericórdias:
É a tua bondade aqui três vezes dita.
Transgressões, iniquidade, pecado:
É a minha maldade aqui também três vezes repetida.

Tu e eu sempre frente-a-frente,
Sempre lado-a-lado:
Teu é o amor, meu é o pecado.
Mas vê-se bem que esta luta tem um vencedor antecipado:
Sim, o teu amor acaba sempre por vencer o meu pecado!

COM MOÇAMBIQUE NO CORAÇÃO

Vamos ajudar a reconstruir PEMBA.
A Caminhada Solidária é já no próximo domingo. Quem desejar contribuir pode ainda fazê-lo porque todas as ajudas são sempre bem-vindas.