sábado, 24 de fevereiro de 2018

A SOLENE EXPOSIÇÃO DO FILHO

A quaresma é uma estrada
Entrecortada
Por estações de serviço de paz e de perdão,
Uma avenida
Florida
De oração,
Uma praça
De graça
E contemplação.

A quaresma é uma escada,
Que do céu desce,
Trazendo até nós a mão de Deus,
E ao céu se eleva,
Levando até Deus a nossa prece.

A quaresma é um caminho
Direitinho
Ao coração.
É preciso limpá-lo
De todo o lixo acumulado.
É preciso entregá-lo a Deus,
Limpo e cultivado.

Senhor desta estrada deserta,
Que vai de Jerusalém a Gaza,
Conduz os meus passos
Até ao limiar da tua casa.

D. António Couto 

" A MINHA SEDE É A MINHA BEM-AVENTURANÇA"

É urgente «redescobrir a bem-aventurança da sede»: a pior coisa para um crente é «estar saciado de Deus». Pelo contrário, felizes aqueles que «têm fome e sede de Deus»: a experiência da fé, com efeito, «não serve para resolver a sede», mas para «dilatar o nosso desejo de Deus, para intensificar a nossa procura. Precisamos, talvez, de nos reconciliar mais vezes com a nossa sede, repetindo a nós próprios: “A minha sede é a minha bem-aventurança”».

DOMINGO II DA QUARESMA - Ano B

SALMO RESPONSORIAL Salmo 115 (116), 10 e 15. 16-17.18-19 (R. Salmo 114 (115), 9) 
Refrão:  Caminharei na terra dos vivos na presença do Senhor. 

Confiei no Senhor, mesmo quando disse: 
«Sou um homem de todo infeliz». 
É preciosa aos olhos do Senhor 
a morte dos seus fiéis. 

Senhor, sou vosso servo, filho da vossa serva: 
quebrastes as minhas cadeias. 
Oferecer-Vos-ei um sacrifício de louvor, 
invocando, Senhor, o vosso nome. 

Cumprirei as minhas promessas ao Senhor 
na presença de todo o povo, 
nos átrios da casa do Senhor, 
dentro dos teus muros, Jerusalém. 

FOLHA DOMINICAL - informações e reflexões para toda a comunidade

Na Vida Paroquial em destaque esta semana: Formação de Catequistas; Catequese Quaresmal; Reunião Geral de Catequistas; Exposição e Adoração ao Santíssimo e Oração Mariana. 

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

«A MINHA SEDE É A MINHA BEM-AVENTURANÇA»:

Última meditação do P. Tolentino Mendonça ao papa
As bem-aventuranças e o estilo de vida dos crentes e da Igreja estiveram no centro da meditação com que na manhã desta sexta-feira o P. José Tolentino Mendonça concluiu os exercícios espirituais para o papa e a Cúria Romana.

Após a reflexão, Francisco agradeceu ao sacerdote português a pregação no retiro quaresmal que desde domingo decorreu em Ariccia, a cerca de 30 km do Vaticano (vídeo no fim do artigo).

A Igreja é chamada a abrir-se «sem medos, sem rigidez», a ser suave «no Espírito» e não mumificada em «estruturas que a fecham», afirmou o papa ao agradecer pessoalmente ao P. Tolentino Mendonça.

O pontífice expressou o seu agrado pelo facto de o pregador ter falado da Igreja como um «pequeno rebanho», que todavia não pode ficar ainda mais pequeno com «mundanidades burocráticas».

EUCARISTIA COM A CATEQUESE

Sábado, pelas 16h00, na Capela de S. Martinho,
toda a catequese está convidada a participar
na Eucaristia do II Domingo da Quaresma.
Organização e dinamização do 4º catecismo. 

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

VIDA(S) DEPOIS DA MORTE

Conferência/Catequese Quaresmal, com o Pe. Jorge Vilaça a falar-nos deste tema tão difícil que é a dor, a perda e o luto.
Teremos quatro apresentações sendo esta primeira sobre:  - Conceitos, Fases, Tipos, Manifestações, Variáveis”.
Um momento de oração carregado de significado com a escuta de uma música, depois e leitura do Evangelho do dia, terminando com a leitura de um Hino do Tempo da Quaresma da Liturgia das Horas
O Pe. Vilaça iniciou a apresentação falando do tema que nesta Quaresma estamos a viver na Diocese: “Movidos pelo Amor que se Entrega na Cruz”: Pois  “o sofrimento aumenta a subir a cruz... para depois se curar”.
Uma noite de salão cheio em que a palavra ESPERANÇA dá o mote para continuar a conversa. Muitas dúvidas, receios e anseios se partilharam, pois a dor da perda é sentida por cada de cada um de forma única. Por isso, mais do que palavras - na maior parte das vezes - a presença, o conforto de um abraço e principalmente a escuta, são bálsamo. – “ Porque há feridas que é preciso mexer nelas para se poderem curar…” 
Fazer o luto é fundamental – e não é só quando nos morre alguém que é necessário fazer o luto - mas forma como cada um o faz merece respeito e compreensão.
Numa sociedade que, como disse o Pe. Vilaça, “quer esconder a morte” mas celebra a noite de Halloween…alguma coisa está a falhar
Agradecemos ao Pe. Jorge Vilaça pela disponibilidade de nesta noite nos agraciar com os seus ensinamentos, e ficamos na expectativa da próxima quarta-feira. 

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

QUARESMA É A OPORTUNIDADE DE REGRESSAR À FONTE

Sucedem-se os dias e as noites, o frio e o calor, a chuva e o sol, e tudo damos por adquirido. E nesta sucessão nos deixamos embalar, sem parecer acontecer nada de novo, numa cadência que nos gasta o tempo e nos faz velhos ainda em nova idade!
Precisamos da Quaresma!

Quaresma é um tempo favorável à conversão, à renovação. A tornar nova a vida toda. É o tempo de uma nova esperança. É uma nova oportunidade. 
Mas também este tempo precisa de palavras novas que digam o que não é novidade.
E nesta quaresma diz-nos o amado Papa Francisco, na sua genuína forma de dizer sem palavras demasiado gastas, que a quaresma é o tempo para "parar, olhar e regressar". Gosto particularmente deste verbo regressar. O que poderia induzir uma atitude passiva de parar remete-nos para a ação de regressar. E o regresso impõe-nos uma grande viagem ao interior de nós mesmos, para desejar regressar. E para iniciar essa viagem impõe-se parar e observar, olhar e olhar-se. Regressar é voltar a um ponto de partida e recomeçar. É poder refazer um trajeto.

Em comunhão com Tolentino de Mendonça, mestre em palavras novas dizíveis do intemporal, na reflexão que conduz o retiro com o Papa nesta quaresma, centrado no tema "o elogio da sede", partindo da belíssima passagem bíblica da Samaritana, regressar é voltar à fonte de onde nos afastámos e ficámos longe e sedentos, quais filhos pródigos longe da casa do Pai. 
É a oportunidade de regressar à fonte, à casa onde somos esperados de braços abertos, na certeza do amor sem limites. Que Deus nos inflame o desejo do regresso!

CR
Fev 2018

VAMOS AOS FADOS 😃

Com os "Amigos de Pedro", a 10 de março, 20h00, 
no Centro Paroquial.
Reserve já o seu lugar!

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

PRIMEIRA CATEQUESE QUARESMAL - 21 de Fev.

É no próximo dia 21 de Fevereiro, pelas 21h30, no Centro Paroquial, que se iniciam as Catequeses Quaresmais com o P. Jorge Vilaça. O tema: LUTO, PERDAS E ESPIRITUALIDADE a todos interessa. Por isso façam o favor de estar presentes!  

DESERTO, LUGAR DE PROVA E DE GRAÇA

Ao entrarmos no tempo santo da Quaresma,
Devemos ter a coragem de atravessar a poeira dos caminhos
Intransitivos do nosso coração,
Isto é, de limpar as mentiras, ódios, 
raivas, violências, banalidades,
Que tantas vezes preenchem os nossos dias.

A Quaresma é tempo de nos expormos
Ao vendaval criador e purificador do Espírito,
Sem termos a pretensão de o querer transformar 
em ar condicionado.

Toma em tuas mãos, Senhor,
A nossa terra ardida.
Beija-a.
Sopra nela outra vez o teu alento,
A tua aragem,
E veremos nela outra vez impressa a tua imagem.

Tu sabes bem, Senhor, que somos frágeis.
Mas contigo por perto,
Seremos fortes e ágeis,
Capazes de abrir estradas no deserto,
A céu aberto.

D. António Couto

domingo, 18 de fevereiro de 2018

FORA DA CRUZ, NÃO HÁ OUTRA ESCADA POR ONDE SE SUBA AO CÉU

Em verdade, em verdade vos digo: vereis o céu aberto e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do Homem” (Jo 1,51).

Nestas palavras, Jesus apresenta-Se a Natanael e aos primeiros discípulos como o Mediador entre o Céu e a Terra, ficando o Céu aberto à humanidade, numa alusão à antiga escada pela qual os Anjos subiam e desciam, na maravilhosa visão de Jacob. Este patriarca, como nos relata o primeiro livro da Bíblia, “teve um sonho: viu uma escada apoiada na terra, cuja extremidade tocava o céu; e, ao longo desta escada, subiam e desciam mensageiros de Deus. Por cima dela estava o Senhor” (Gn 28,12-13).

No livro do Génesis, os Anjos de Deus, que sobem a Deus e descem junto dos homens, antecedem a renovação da aliança de Deus com Jacob.

sábado, 17 de fevereiro de 2018

DOMINGO I DA QUARESMA - Ano B

SALMO RESPONSORIAL Salmo 24 (25), 4bc-5ab. 6-7bc. 8-9 (R. cf. 10) 
Refrão: Todos os vossos caminhos, Senhor, 
são amor e verdade para os que são fiéis à vossa aliança. 

Mostrai-me, Senhor, os vossos caminhos, 
ensinai-me as vossas veredas. 
Guiai-me na vossa verdade e ensinai-me, 
porque Vós sois Deus, meu Salvador.

Lembrai-Vos, Senhor, das vossas misericórdias 
e das vossas graças que são eternas. 
Lembrai-Vos de mim segundo a vossa clemência, 
por causa da vossa bondade, Senhor.

O Senhor é bom e recto, 
ensina o caminho aos pecadores. 
Orienta os humildes na justiça 
e dá-lhes a conhecer a sua aliança. 

TOLENTINO MENDOÇA FALA DO RETIRO QUE VIA PREGAR AO PAPA

Fernando Pessoa, Clarice Lispector e Antoine de Saint-Exupéry são alguns dos poetas que inspiraram as meditações que o P. José Tolentino Mendonça vai apresentar entre amanhã e sexta-feira, em Ariccia, perto do Vaticano, nos exercícios espirituais quaresmais do papa Francisco e da Cúria Romana.

Em entrevista apresentada hoje pela página Vatican News, o primeiro diretor do Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura evoca também o escritor Tonino Guerra: «É um poeta de que gosto muito, contarei uma pequena poesia sob a forma de história: “contente, mesmo contente/ estive muitas vezes na vida/ mas mais que todas quando/ me libertaram na Alemanha/ mas nunca como na Alemanha/ e me pus a olhar uma borboleta/ sem vontade de a comer”».

FOLHA DOMINICAL - Informações e Reflexões Importantes para toda a Comunidade

Folha Dominical para o primeiro domingo da Quaresma. Somos chamados a caminhar com Cristo até ao Calvário e até à ressurreição. E somos chamados a aprender com o amor paciente de Deus.

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

QUARTA-FEIRA DE CINZAS - Capela de S. Martinho

«Rasgai o vosso coração e não os vossos vestidos» 
 Joel 2, 12-18 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO 
Senhor, fazei que este sacramento nos leve a praticar o verdadeiro jejum que seja agradável a vossos olhos e sirva de remédio aos nossos males. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. 

http://www.liturgia.pt/liturgiadiaria/dia.php?data=2018-2-14

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

QUARTA-FEIRA DE CINZAS

Na quarta feira de cinzas, o rito de imposição das cinzas é uma manifestação pública da fragilidade humana: “Lembra-te de que és pó da terra e à terra hás-de voltar” (Gn 3, 19). Esquecer-nos da nossa fragilidade pode levar facilmente a dizer que “não precisamos de Deus nem da vida, morte e ressurreição de Jesus Cristo” porque, o sucesso, a autoimagem e o controlo que temos sobre as coisas nos vão bastando. Mas as cinzas não são um elogio do fracasso e fragilidade. Não são expressão de que somos menos do que estamos chamados a ser. As cinzas revelam-nos, claramente e sem ambiguidades, quem somos aos olhos de Deus: seres amados, seres chamados por Deus!

O que é central na quarta-feira de Cinzas é o poder e profundidade de Deus. Somos convidados a escutar o desejo de Deus: “Mas agora, diz o Senhor, convertei-vos a mim de todo o vosso coração…” (Jl, 2,12ss). Este é o lugar de nascimento da Quaresma. Somos convidados a voltar-nos para Deus misericórdia, nosso único bem.

Na prática, a Igreja convida-nos a um dia de jejum com renúncia a uma refeição importante. Esta acção é sinal de disponibilidade e solidariedade com os que necessitam de paz, alimento, saúde e vida digna. Revela também paciência connosco próprios nos processos de crescimento pessoal. Revela o desejo de renovação pessoal na relação com Deus e com as outras pessoas.

A quarta-feira de cinzas é um mergulho no desejo amoroso de Deus. É a Esperança enraizada na misericórdia de Deus. Este dia é o início, o berço, o lugar de nascimento da Quaresma, tempo de preparação para a Páscoa.

Pedro Cameira, sj (Portugal)
https://clicktopray.org/pt/news/quarta-feira-de-cinzas

terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

INÍCIO DA QUARESMA - QUARTA-FEIRA DE CINZAS - 14 de Fevereiro

Arrependei-vos e acreditai no Evangelho.
 Mc 1, 15 
Celebração da Eucaristia, com imposição das cinzas
às 16h00 e às 21h30, na Capela de S. Martinho.

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

CAMINHADA QUARESMAL

“Movidos pelo amor de Deus” aprenderemos a fazer este caminho de perfeição, que ultrapassa tudo (1 Cor 12,31), na medida em que permanecermos unidos e atraídos à Cruz de Cristo e ao seu amor por nós, neste movimento de saída de Si mesmo, que é, simultaneamente de “descida” ao abismo da Cruz e da morte e de “subida” à glória do Pai."

domingo, 11 de fevereiro de 2018

OS JOVENS PARTICIPARAM NO DIA DO DOENTE

O Grupo de Jovens em colaboração com a Pastoral da saúde, também esteve no Centro Paroquial ajudando a animar todos os que participaram neste Dia do Doente.
Foram elaborados pelos jovens jogos tradicionais: o cocas e o dado mágico em que todos participaram, gostaram e muito se divertiram.
Foi uma boa maneira de ajudar a passar o dia dos nossos doentes, que por momentos até puderam esquecer todo o mal que os aflige.
O grupo de jovens também gostou muito de participar nesta iniciativa e agradece a Pastoral da Saúde o convite que lhe foi formulado. 
Colaboração de Ricardo Campos