sábado, 20 de janeiro de 2018

CCA 2018 - SESSÃO DE ENCERRAMENTO

Sessão de encerramento do 7º CCA

Concerto do "Projecto - Mulher, Mãe, Maria - Cantar a vida com o Coração".
Bilhetes à venda no cartório ou junto de um dos elementos da equipa da Pastoral da Família.

A vossa presença é importante, não faltem.
Pastoral da Família VP

CCA 2018 - 2ª CONVERSA, com a Ir. Ana Luísa Castro - "FÁTIMA: UMA QUESTÃO DE CORAÇÃO"

Saudação feita pelo Rev. Pe. Jerónimo, a quantos
nesta noite vieram para escutar a conferencista. 
Apresentação da Irmã
Ana Luísa Castro, religiosa e médica.
 
 
Uma excelente noite de Conversa, em que
o sorriso luminoso da Irmã a todos contagiou.
 
 
Presença de muita gente na capela de S. Martinho,
que escutou a experiência e a beleza de um
encontro pessoal com Deus e Nossa Senhora.
  
 
E, porque de Conversas Amplas se trata,
a participação do publico é importante para
questionar e esclarecer.
 
Obrigada, Ir. Ana Luísa Castro, por
nesta noite nos ter trazido a sua partilha, 
cheia de sensibilidade e ternura do seu coração. 
Obrigada, à FotoMartinho pela cedência das imagens
 Fotos em https://photos.app.goo.gl/hSWgWGLpwRv9zJvA2

QUANDO DEUS VEM, VÊ, FAZ E CHAMA…

Jesus é Deus que desce ao nosso mundo,
Caminha pelas nossas estradas,
Percorre as nossas praias,
Visita as nossas casas,
Vem ter connosco aos nossos lugares de trabalho.

Jesus é Deus que passa, ama e chama.
Mas não nos chama a responder a um inquérito,
A preencher uma ficha,
Responder a uma entrevista,
Fazer uma inscrição,
Pagar a matrícula,
Aprender uma doutrina.

Não é como os escribas que Jesus ensina ou examina.
Nem sequer nos entrega um projeto de vida,
Uns apontamentos, um guião, caneta, tinta, mata-borrão.
Chama-nos apenas a segui-lo no caminho:
«Vinde atrás de Mim!»,
E partilha logo connosco a sua vida toda,
Como uma boda.

Não nos põe primeiro a fazer um teste,
Não nos ama nem chama à condição,
Não tem lista de espera,
Não nos põe num estágio,
Num estado,
Num estrado,
Numa estante,
Mas num caminho!

E um dia mais tarde,
Ouvi-lo-emos dizer ainda: «Ide!».
É sempre no caminho que nos deixa.
Nunca se desleixa,
Não apresenta queixa,
Não paga ao fim do mês,
Pede e dá tudo de uma vez.

Vem, Senhor Jesus!
Vem e ama!
Vem e chama por mim outra vez!

D. António Couto

7º CICLO DE CONFERÊNCIAS AMPLAS

2ª CONVERSA: FÁTIMA, UMA QUESTÃO DO CORAÇÃO pela Irmã Ana Luísa Castro, religiosa e médica, teve lugar na Capela de S. Martinho. 
Fátima facilita um encontro com Deus e uma experiência da sua presença amorosa. É o coração cheio de amor e movido pelo amor que nos leva à compreensão.
Obrigado a todos os que gastaram o seu tempo e deram o melhor de si mesmos para preparar este Ciclo de Conversas, e especialmente esta sobre o tema de Fátima e a experiência dum encontro pessoal com Deus. Obrigado à Irmã Ana Luísa Castro pela sua palavra esclarecedora.
 
 
 
 
 
 
 
 
Imagens e texto Pe. José Guedes

FOLHA DOMINICAL - informações e reflexões importantes para toda a comunidade

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

CCA 2018 - 1ª Conversa com Pe. Jorge Vilaça - "O CORAÇÃO QUE DOI"

Imagens cedidas por FotoMartinho Valadares 
Assim iniciou mais um CCA! 
Fantástico momento de partilha de 
experiências e conhecimento! 
 
 
 
 
 
 
 
Temos tanto a aprender, sempre!
Palavras de Alexandra Silva
 
Mais fotos em: 

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

CICLO DE CONVERSAS AMPLAS - 19 de Janeiro, na capela de S. Martinho


CCA 2018 - 2ª CONVERSA
"FÁTIMA: UMA QUESTÃO DO CORAÇÃO"
Irmã Ana Luísa Castro
Religiosa, Médica

EUCARISTIA COM A CATEQUESE

No próximo sábado, 20 de Janeiro, às 16h00,
na Capela de S. Martinho. 
será celebrada a Eucaristia com Catequese.
Organização e dinamização do 5º 
e 6º anos de catequese.
CONVITE a todas as crianças, 
adolescentes e catequistas.

CCA 2018 - 1ª CONVERSA

Teve início ontem o Ciclo de Conversas Amplas da Paróquia de Vilar do Paraíso. A sessão de ontem teve lugar no salão da Associação Recreativa Entre Parentes, a quem agradecemos o acolhimento. A conversa teve por tema O coração que dói, apresentada pelo P. Jorge Vilaça. Todos nós passamos pela dor e sentimos a perda de alguém ou de algo querido. Como transformar esses momentos em fonte de vida? Acentuou-se o papel do curador ferido, como se diz acerca de Jesus: pelas suas chagas somos curados. Só quem passou pela dor pode escutar o grito de dor daquele que sofre. O P. Jorge Vilaça voltará durante a Quaresma para continuar esta conversa sobre o sentido de perda e a dor que a acompanha. Muito obrigado ao P. Vilaça e a todos os que prepararam as Conversas Amplas deste ano.
A Associação Recreativa Entre Parentes brindou-nos com o seu grupo de cavaquinhos. Muito obrigado.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Fotos e texto: Pe. José Guedes