terça-feira, 31 de maio de 2016

ENCERRAMENTO DO MÊS DE MARIA

Ato de Consagração 
a Nossa Senhora de Fátima
Bem-Aventurada Virgem de Fátima,
com renovada gratidão pela tua presença materna
unimos a nossa voz à de todas as gerações
que te dizem bem-aventurada.
Celebramos em ti as grandes obras de Deus,
que nunca se cansa de se inclinar com misericórdia sobre a humanidade, 
atormentada pelo mal e ferida pelo pecado, 
para a guiar e salvar.
Acolhe com benevolência de Mãe 
o acto de entrega 
que hoje fazemos com confiança, 
diante desta tua imagem a nós tão querida.
Temos a certeza que cada um de nós é precioso aos teus olhos 
e que nada te é desconhecido de tudo o que habita os nossos corações. 
Deixamo-nos alcançar pelo teu olhar dulcíssimo 
e recebemos a carícia confortadora do teu sorriso.
Guarda a nossa vida entre os teus braços: 
abençoe e fortalece qualquer desejo de bem;
reacende e alimenta a fé; 
ampara e ilumina a esperança; 
suscita e anima a caridade; 
guia todos nós no caminho da santidade.
Ensina-nos o teu mesmo amor de predilecção 
pelos pequeninos e pelos pobres, 
pelos excluídos e sofredores, 
pelos pecadores e os desorientados; 
reúne todos sob a tua protecção 
e recomenda todos ao teu dilecto Filho, nosso Senhor Jesus.
Amém.
Papa Francisco

MAIO, COM MARIA, MÃE DE JESUS E NOSSA MÃE

ENCERRAMENTO DO MÊS DE MARIA 
31 de Maio, 21h00, Capela de S. Martinho

FELIZ DIA, MEU IRMÃO!

Mesmo que te não conheça, és meu irmão, meu amigo,
Haste da mesma semente, semente do mesmo trigo.
Tua água é minha água, tua fonte é minha fonte,
Teu regato é meu regato, a cantar de monte em monte.

Meu irmão, sou teu irmão,
Arbustos dum só jardim.
Que m'importa a cor da pele,
O cabelo, a cor dos olhos;
Que m'importa a voz e o gesto,
Se és um ser igual a mim.

Meu irmão dá-me o teu braço, quero ser teu companheiro,
Duas mós dum só moinho, moinhos dum mesmo outeiro.
Somos da mesma nascente, bebemos da mesma bica,
Pescadores das mesmas águas, nossa amizade aqui fica.

VISITAÇÃO DE NOSSA SENHORA

ORAÇÃO COLECTA 

Deus eterno e omnipotente, 
que inspirastes à Virgem Santa Maria 
o desejo de visitar Santa Isabel, 
levando consigo o vosso Filho Unigénito, 
tornai-nos dóceis à inspiração do Espírito Santo, 
para podermos cantar sempre com ela as vossas maravilhas. 
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, 
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. 

TERÇA-FEIRA da semana IX- VISITAÇÃO DE NOSSA SENHORA

Festa da Visitação da Virgem Santa Maria, em que a Mãe de Deus foi ao encontro da sua parenta Isabel, que em avançada idade tinha concebido um filho, e a saudou. No feliz encontro das duas futuras mães, o Redentor que vinha ao mundo santificou o precursor ainda no seio da sua mãe, e Maria, respondendo à saudação de Isabel e exultando na alegria do Espírito Santo, deu glória ao Senhor com um cântico de louvor, o “Magnificat”.

AVENTURA-TE NA MISSÃO JOVEM 2016

Com os Missionários Combonianos, na Maia
Todas as informações em

segunda-feira, 30 de maio de 2016

MAIO, COM MARIA

Em S. Caetano, a recitação do terço neste mês de Maio, decorreu na sede dos Escuteiros, a quem agradecemos a cedência das instalações.
Noite após noite, um pequeno grupo veio ao encontro de Nossa Senhora, para aqui cantar, rezar e meditar os Mistérios do Rosário.
Rezamos pelas intenções do Papa, pelos doentes, pelas famílias, e pelas crianças, pelos emigrantes, migrantes e refugiados e pelas intenções que cada um tinha no coração.
E, principalmente, pedimos a Nossa Senhora, Mãe de Misericórdia, muita Paz e Fraternidade para o mundo inteiro. 

MAIO, RECITAÇÃO DO TERÇO

Neste Mês de Maria, está quase a terminar a recitação do terço em todos os centros. Amanhã, às 21h00, será o Encerramento na Capela de S. Martinho. Todos juntos vamos cantar e rezar com Maria.

CELEBRAÇÃO DAS BEM-AVENTURANÇAS - 7º ano

O 7º ano celebrou ontem, 29-Maio, na Eucaristia das 9:30, na Igreja paroquial, as Bem-aventuranças.

As Bem-aventuranças que Jesus nos transmitiu são um convite para adoptarmos aquela postura perante a vida, um ensinamento sobre como nos comportarmos perante os outros e uma lista de escolhas pelo bem.

Um guia para o amor, a paz e a felicidade. De cada um e de todos.


O mundo diz: "O dinheiro é o mais importante!"
Mas Jesus diz: "Bem-aventurados os pobres de espírito, bem-aventurados os que choram."
Felizes os que vivem em simplicidade, que não estão agarrados ao dinheiro ou aos bens deste mundo, porque deles é o Reino dos Céus.

O mundo diz: "Vamos para a guerra!"
Mas Jesus diz: "Bem-aventurados os mansos, bem-aventurados os pacificadores."
Felizes os que não recorrem à violência para resolver os problemas, os que são amáveis e bondosos, porque deles é o Reino dos Céus.

O mundo diz: "Não quero saber!"
Mas Jesus diz: "Bem-aventurados os que têm fome de sede e de justiça."
Felizes os que vêem injustiças a serem cometidas e se manifestam contra elas, porque no Reino dos Céus não há injustiças.

O mundo diz: "Nunca lhe perdoarei!"
Mas Jesus diz: "Bem-aventurados os misericordiosos."
Felizes os que têm compaixão, perdoam e esquecem, que se entristecem quando o outro sofre. Sim, diz Jesus, quem vive assim será feliz.

O mundo diz: "Finge e mente que vais subir na vida!"
Mas Jesus diz: "Bem-aventurados os puros de coração."
Felizes os que são verdadeiros, que não aceitam mentiras e que não enganam os outros, porque verão a Deus.

O mundo diz: "Não arrisques a vida!"
Mas Jesus diz: "Bem-aventurados os que sofrem perseguições por causa da justiça."
Felizes os que são perseguidos porque querem um mundo mais justo e porque defendem os mais fracos. Sim, diz Jesus, quem vive assim será feliz.

Vamos acolher as Bem-Aventuranças na nossa vida e viver segundo o convite de Jesus.



ORAÇÃO PELA PAZ, COM AS CRIANÇAS DA SÍRIA

"O Papa Francisco associou-se à iniciativa de oração pela paz na Síria que vai decorrer a 1 de junho, Dia Internacional da Criança, tendo como protagonistas os mais novos.

Na próxima quarta-feira, 1 de junho, por ocasião do Dia Internacional da Criança, as comunidades cristãs da Síria, tanto católicas como ortodoxas, viverão em conjunto uma oração especial pela paz que terá como protagonistas precisamente as crianças”, disse, na Praça de São Pedro, antes da recitação da oração do ângelus.

Francisco realçou que “as crianças sírias convidam as crianças de todo o mundo a unir-se a elas na oração pela paz”.

O Dia Internacional da Criança vai ser assinalado na Síria com um conjunto de procissões pela paz no país, em guerra desde 2011, com iniciativas previstas nas cidades de Damasco, Alepo, Homs, Tartus e Marmarita."

sábado, 28 de maio de 2016

DOMINGO IX DO TEMPO COMUM - Ano C

SALMO RESPONSORIAL Sal. 116 (117), 1.2 (R. Mc 16, 15) 
Refrão: Ide por todo o mundo, 
anunciai a boa nova.

Louvai o Senhor, todas as nações, 
aclamai-O, todos os povos.

É firme a sua misericórdia para connosco, 
a fidelidade do Senhor permanece para sempre.

MAIO, COM MARIA, QUASE A TERMINAR

Nossa Senhora, Rainha da Paz, 
rogai por nós.

CHURRASCO, ORGANIZADO PELOS ESCUTEIROS


Informamos que devido à chuva será no Centro Paroquial, às 18h00.
PARTICIPA!

CATEQUESE: Tempo de Festas e Celebrações

Que sejam vividas com muita alegria, na certeza de que é um passo importante na catequese, mas muito mais na consolidação da FÉ e na esperança de que o caminho continue.

sexta-feira, 27 de maio de 2016

PROCISSÃO DO SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE CRISTO

Nesta quinta-feira S. Pedro, que segundo o imaginário humano é santo de muitas tarefas, desde porteiro do Céu à meteorologia celeste, deu uma ajuda à solenização deste dia que de volta é dado à sociedade como santo. 
Assim, na eucaristia das 11h00, foi organizada uma procissão eucarística que saiu para o espaço exterior da Capela de S. Martinho e percorreu o arruamento em seu redor, dando testemunho da causa da nossa alegria de cristãos, dando a conhecer o pão da vida, pão para todos, que sacia para lá do alimento corpóreo.
O pão que falta… 
O pão da conversão, da transformação…
O pão da serenidade, da compaixão…
Tanta falta de pão…
Porque não leveda a massa? 
Porque não se transforma em pão?
Partido e repartido, dado na mão…
Do Outro que é meu irmão.
Pão que se multiplica. 
Só precisa começar…
Para o milagre acontecer.
Não nos deixemos morrer
À míngua do pão da vida, 
E da água da salvação
Junto aos ricos banquetes 
e às fontes da ilusão.
CR 27.05.2016

quinta-feira, 26 de maio de 2016

JESUS CRISTO É O PÁLIO...


Jesus Cristo é Deus presente no nosso mundo e no nosso meio todos os dias. E o pálio é o manto, o abraço, com que nos acarinha e envolve. De pálio (pallium) vêm os cuidados paliativos, que não são apenas os cuidados médicos que são prestados aos nossos doentes terminais; são sobretudo a expressão de um amor maior, de um manto maior, que nos envolve e nos salva em todas as situações (Gianluigi Peruggia, L’abbraccio del mantello, Saronno, Monti, 2004).

D. António Couto
https://mesadepalavras.wordpress.com/2016/05/25/quando-o-dia-comeca-a-declinar-2/

QUANDO O DIA COMEÇA A DECLINAR

Hoje é o Dia da Eucaristia. Da reunião dos irmãos, santos, amados e chamados por Deus, à volta de Jesus, pão da vida (João 6). Vem de longe esta avenida florida de alegria, de trigo maduro e de vides ajoelhadas com uvas vermelhas, suculentas, deliciosas. «Sobre este monte (Sião), o Senhor dos Exércitos preparará para todos os povos um banquete de carnes gordas e vinhos finos», anuncia Isaías 25,6. Também a Sabedoria, que vem de Deus, se dá ao trabalho, e manda anunciar nos pontos altos da cidade: «Vinde, comei do meu pão, bebei do vinho que preparei» (Provérbios 9,5). Banquete que se entrevê já na carne preparada em abundância e nos 60 quilos de farinha que, lado a lado, Sara e a mãe de família do Evangelho, metem ao forno (Génesis 18,6-7; Mateus 13,33; Lucas 13,21). E aí está também mesmo a chegar Melquisedec (malkî-tsedeq), rei e sacerdote de Shalem, futura Jerusalém, yerûshalaim, popularmente interpretada como «cidade da paz (shalôm)», ainda que o seu nome signifique «Shalem a edificou». Tem encontro marcado com Abraão, que também acaba de chegar, cansado dos trabalhos das lutas tribais. Por isso, para aliviar um pouco o seu estado anímico, e para o elevar até Deus, Melquisedec traz a Abraão pão e vinho e paz e bênção.

D. António Couto 
https://mesadepalavras.wordpress.com/2016/05/25/quando-o-dia-comeca-a-declinar-2/

quarta-feira, 25 de maio de 2016

SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE CRISTO - SOLENIDADE


SALMO RESPONSORIALSalmo 109 (110), 1-4 (R. 4bc) 
Refrão: O Senhor é sacerdote para sempre. 
Ou: Tu és sacerdote para sempre, 
segundo a ordem de Melquisedec.

Disse o Senhor ao meu Senhor: 
«Senta-te à minha direita, 
até que Eu faça de teus inimigos 
escabelo de teus pés.

O Senhor estenderá de Sião 
o ceptro do teu poder 
e tu dominarás no meio dos teus inimigos.

A ti pertence a realeza 
desde o dia em que nasceste 
nos esplendores da santidade, 
antes da aurora, como orvalho, Eu te gerei».

O Senhor jurou e não Se arrependerá: 
«Tu és sacerdote para sempre, 
segundo a ordem de Melquisedec».

terça-feira, 24 de maio de 2016

SOLENIDADE DO CORPO E SANGUE DE CRISTO

Quinta-feira, 26 de maio, feriado.
Missas com horário dos domingos,
 na Igreja e na Capela de S. Martinho. 
(Procissão eucarística depois da missa das 11h00, 
à volta da Capela de S. Martinho.)

A CATEQUESE NO DESFILE DO CORTEJO DE OFERENDAS


Muita alegria e animação!

SOLENIDADE DO CORPO DE DEUS

"O padre jesuíta Manuel Morujão considera que o regresso do feriado nacional do Corpo de Deus “valoriza” a celebração desta solenidade litúrgica e oferece “importância particular” às manifestações de devoção à Eucaristia... e assinala que a Eucaristia atualiza o mistério da encarnação, “cumprindo assim Jesus a sua promessa de ficar até à consumação dos séculos”.

“Esta celebração costuma ser assinalada com procissões, manifestando assim os cristãos a sua fé, expondo publicamente como que o tesouro ou a joia da coroa da sua fé que é Cristo, que se faz pão da nossa fome mais profunda”, explica o sacerdote da Companhia de Jesus (Jesuíta), antigo secretário da Conferência Episcopal Portuguesa.

‘EU VIM PARA QUE TENHAM VIDA’

É o tema peregrinação missionária ao Santuário de Fátima, da Sociedade Missionária da Boa Nova, nos dias 18 e 19 de junho.

O padre Jerónimo Nunes, destaca o “orgulho” da Sociedade da Boa Nova celebrar a 50.ª Segundo o programa, o encontro anual começa às 14h30, do dia 18 de junho, com uma “Sessão Missionária” no Salão do Centro Paulo VI com a apresentação do musical ‘A Alegria da Misericórdia’, pelo grupo ‘Trilhos de Fé’, de Felgueiras, bem como testemunhos de missionários, palavras do Superior Geral, o padre Adelino Ascenso, e ainda um momento musical.
A saudação a Nossa Senhora de Fátima, na Capelinha das Aparições, está marcada para as 17h00 e 45 minutos depois celebram a Eucaristia na Basílica da Santíssima Trindade.
No dia seguinte, 19 de junho, a 50.ª peregrinação da Sociedade Missionária da Boa Nova começa às 07h00 com a Via-Sacra aos Valinhos, a partir da casa de Nossa Senhora do Carmo, e a Eucaristia é presidida pelo bispo de Bragança, D. José Cordeiro, a partir das 11h00, com a consagração a Nossa Senhora e procissão do adeus.
Os membros da Sociedade Missionária da Boa Nova trabalham em Portugal, Moçambique (desde 1937), Angola (desde 1970), Brasil (desde 1970) e Japão (desde 1998).
Inicialmente denominada Sociedade Portuguesa das Missões Católicas, foi fundada pelo Papa Pio XI, em 1930, respondendo ao apelo dos bispos portugueses.
Esta é uma Sociedade de Vida Apostólica exclusivamente missionária, que depende da Congregação para a Evangelização dos Povos, do Vaticano.

segunda-feira, 23 de maio de 2016

VEM CONSTRUIR, IRMÃO, A TUA CIDADE...

Vem construir, irmão, a tua cidade;
faz do teu sonho, hoje, realidade.
Vem despertar o amor, sem ele és nada,
vem desenhar o além, é madrugada.

Amanheceu na minha vida, encontrei-Te, Senhor,
e compreendi o que é o amor.

Não te deixes dormir em outras eras.
Porque não vais p’ra a rua vender primaveras?
Mesmo que tu não queiras, tua pátria é o mundo,
o teu irmão são todos, és vagabundo.

Porque ficas sentado sem nada esperar?
Fecha a tua casa e parte para além do mar.
Há homens que esperam apertar tua mão.
Se tu quiseres partir, outros terão pão.

A TRINDADE TEM UM CORAÇÃO: chama-se amor, e configura pessoa, Igreja e sociedade

O amor é, sem sombra de dúvidas, o grande motivo que torna possível falar da Trindade. A própria formulação trinitária da «teo-logia» cristã pode ser vista como um desdobramento dessa afirmação neotestamentária. Por um lado, Deus não tem apenas gestos de amor. Ele é amor. É-o em si próprio. Por outro, trata-se de um amor digno desse nome. Não um amor que, solipsisticamente, se compraz consigo. Antes um amor que gera um outro. Antes um amor que recebe do outro todo o seu ser. É um amor assim, substancial e pessoal, que interpreta e dá forma à «teologia» dos cristãos.

GLÓRIA AO PAI E AO FILHO E AO ESPÍRITO SANTO

«Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo, ao Deus que é e que era e que vem». Assim se cantará Hoje nas nossas Igrejas na aclamação ao Evangelho, fazendo ecoar e ressoar a doxologia trinitária mais conhecida e diariamente várias vezes repetida, porque amada, Hoje completada com as palavras do Apocalipse 1,8. Nos textos que Hoje a liturgia da Palavra nos oferece como alimento escolhido e abundante, Deus deixa-se entrever, desde diversos ângulos, de modo subtil, como que em contraluz ou filigrana, no seu mistério trinitário. Atravessa-os, pois, como que um fio de ouro trinitário, que nos deve atravessar e entrelaçar, por pura graça, a nós também.

«Ó abismo de riqueza e sabedoria e conhecimento de Deus! Como são insondáveis os seus juízos e impenetráveis os seus caminhos! (…) Porque d’Ele, por Ele e para Ele são todas as coisas. A Ele a glória pelos séculos, ámen!» (Romanos 11,33 e 36).

D. António Couto
https://mesadepalavras.wordpress.com/2016/05/21/gloria-ao-pai-e-ao-filho-e-ao-espirito-santo/

domingo, 22 de maio de 2016

CORTEJO DE OFERENDAS 2016

Uma comunidade unida e generosa em torno de 
um grande objectivo:
as Obras da Capela de S. Caetano!
 
   
 
 
 
 
 
 
 
De todo o coração, OBRIGADA pela organização
e participação de todos os grupos e colectividades.
  
 
 
Uma tarde muito animada com música e dança,
seguindo-se o leilão das oferendas
que registou elevada adesão.
 
 
A todos quantos ofereceram as prendas, 
aos que as licitaram e levaram para casa 
o nosso agradecimento pela generosidade.
Que o Bom Jesus do Monte 
e S. Caetano a todos recompense.