segunda-feira, 29 de novembro de 2010

PARA TODOS OS CATEQUISTAS
ENCONTRO DE FORMAÇÃO DE ÂMBITO VICARIAL

No próximo dia 1 de Dezembro, no Seminário de Cristo Rei,
das 9 às 17 horas




O encontro será orientado pela Dr.ª Teresa Mendes, psicóloga, com o tema: “Quais os desafios para o Catequista hoje? (A Família e a Catequese na Missão de educar) ”

Os catequistas que desejem participar devem contactar até ao dia 30, de manhã, a Maria Emanuel: Telm. 914 445 342


Nota: As Edições Salesianas estarão presentes, com uma banca, onde poderemos ver e adquirir diversos materiais relacionados com a nossa missão.

sábado, 27 de novembro de 2010

DINÂMICAS PARA A CAMINHADA DO ADVENTO



...



É já habitual que todos os anos decorram na catequese, na família e na Eucaristia, dinâmicas que, de alguma forma, marquem este tempo de ESPERA, até ao Natal. Desejando que possam ser úteis, aqui coloco alguns guiões para essa actividade, que recolhi de diversos sites onde foi feita a sua publicação.





http://www.box.net/shared/ycvv13x259


O NATAL APROXIMA-SE
...

Caros Adolescentes e Pais:


O Natal aproxima-se.
Nesta época de alegria e partilha, gostariamos de levar um pouco de conforto e carinho a algumas crianças e jovens que não têm a sorte de ter um lar como o nosso...


A Associação Protectora da Criança (www.apcrianca.pt) em Valadares, acolhe crianças abandonadas, órfãs e com grandes dificuldades.
Por ser uma entidade beneficente sem fins lucrativos, a Associação Protectora da criança sobrevive financeiramente da boa vontade de cada um de nós.
Assim, e porque todos nós somos responsáveis pelos nossos irmãos, decidimos fazer uma campanha que leve um sorriso a cada criança.



As necessidades em géneros são:

Alimentares:
Arroz/Massa/Atum/Salsichas/Cereais/Leite/Chocolate em pó/Grão/Feijão/Acúcar/Farinha/Azeite!Óleo!Manteiga Compotas/Sal/Vinagre

Higiene: Gel de Banho/Champô

Logística: Lençois de cama/Toalhas de banho

Contamos convosco e com todos os que nos quiserem ajudar!

Os Catequistas do 7º Ano

















I DOMINGO DO ADVENTO - Ano A



...




«Na hora em que menos pensais, virá o Filho do homem »



(Mt 24,37-44)








Iniciamos mais um ano litúrgico, mais um itinerário de preparação para a encarnação de Jesus. É o tempo da luz e da procura do caminho do Senhor. O tempo da preparação da vinda do Senhor. E a sua vinda exige atenção e vigilância. Exige um olhar novo sobre a nossa vida. Exige a disponibilidade para a entrega. Exige que estejamos preparados porque o Filho do Homem vem de novo estar connosco e ser a nossa salvação.








P.e Luciano Miguel, sdb

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

E U C A R I S T I A






...








No passado sábado na Eucaristia com a Catequese, celebramos a festividade de Nosso Senhor Jesus Cristo Rei do Universo, encerrando da melhor forma o ano litúrgico. Antes do cântico inicial foi explicado às crianças com a ajuda de uma imagem - rosto de Cristo - que contém “dentro” dela outras imagens, que nos revelavam a vida e mensagem deste Rei, tão importante para toda a humanidade.















Para marcar a solenidade do dia, foi colocada uma bonita flor na Cruz Processional.









Antes da subida ao altar, a Cruz ladeada por velas acesas, esteve virada para a Assembleia durante algum tempo. Na Liturgia da Palavra, irão erguer-se de novo estas mesma velas, para que a sua luz brilhe na solenidade da proclamação do Evangelho.












A liturgia eucarística tem início com a preparação dos dons.











Os jovens levam ao altar o pão e o vinho, e vários símbolos representativos do percurso catequético e de fé que estão a fazer.

Entregando-os ao sacerdote que os recebe para oferecê-los a Deus Pai.

















Em acção de graças foi lida uma oração, expressando agradecimentos por Deus nos ter dado a conhecer, Jesus Cristo, Rei e Senhor, Princípio e fim de todas as coisas. O coro cantou em louvor de Nossa Senhora, recordada nesta celebração como exemplo de humildade e disponibilidade para que o Reino de Deus se cumprisse na terra.











Senhor, que nos alimentastes com o pão da imortalidade,
fazei que, obedecendo com santa alegria
aos mandamentos de Cristo, Rei do universo,
mereçamos viver para sempre com Ele no reino celeste.
Ele que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

CONFERÊNCIA / REFLEXÃO "No Evento da Morte, o Advento da Vida"

A diocese do Porto no âmbito da dinâmica da Missão 2010, organizou concertos e conferências/debates dedicados à “Morte e Esperança Cristã, conjunto de iniciativas que visam a intensificação do anúncio da mensagem cristã. Na nossa paróquia, foi proferida pelo Dr. José Pedro Angélico, a conferência “No Evento da Morte, o Advento da vida”.

A apresentação do orador foi feita pelo Professor Pimenta, que referiu a satisfação e o orgulho de estarmos diante de um "filho" da terra. Em seguida, projectou-se um pequeno vídeo sobre a morte de um jovem cantor, sendo desta forma dado o “mote” para o início da Conferência quase em jeito de “provocação”… como disse o Rev. Padre Zé Manel.
Tema difícil, no qual, segundo as palavras do orador - “há o risco de se tornar demasiado académico... ou demasiado simples, se dele se falar levianamente”.Da densidade do tema, ficam pequenos excertos que importa reter, pois nos dão como que uma imagem literária, de uma realidade que a todos toca, e com a qual nem sempre lidamos da melhor forma.
“A morte é um nó existencial da vida"... o lugar da esperança na saudade rememorativa”. “Ausência de quem já esteve e já não está”...“A morte do outro é a tomada de consciência da nossa própria mortalidade”...“A morte dos outros avisa da nossa própria morte”.
Morte-Saudade-Memória-Intimidade-Relacionamento
“A morte da saudade anda de mãos dadas com a memória”... “A memória é a morada do homem sobre a terra”... "A saudade não é um fardo"...
Alimentar a Esperança
“A esperança só faz sentido para alentar o presente”... “A esperança cristã é uma relação, é alguém é uma pessoa… “ “A esperança cristã, fundamenta-se na morte de Jesus na cruz, dinâmica de comunhão e relação. Em Cristo, Deus comunga na totalidade da humanidade.

Foi depois aberto espaço ao diálogo, com colocação de dúvidas e interrogações por parte dos presentes. A terminar: do livro, morreste-me, editado pela pastoral da cultura do Porto, foi lido de forma sentida e emotiva o texto: O céu e as nuvens, história de muitas histórias.
Para quem não esteve presente nesta conferência, e deseja enriquecer a sua formação, tem ainda a possibilidade de ouvir o Dr. José Pedro Angélico, no sábado dia 27, na Vigararia de Espinho-Ovar.

REUNIÃO DE SECRETARIADO E COORDENADORES
25 de Novembro, 21h30, Centro Paroquial


Lembramos que hoje há reunião de secretariado e coordenadores. Estes encontros são sempre muito importantes para que a organização da catequese decorra da melhor forma, pelo que os responsáveis de cada ano devem estar presentes, ou delegar essa tarefa num outro membro do grupo. BOM TRABALHO!
L A U S P E R E N E




O Grupo de Jovens de Vilar do Paraíso - os Lausperenes - gostaria de convidar os catequistas e os seus catequizandos a participarem no LAUSPERENE. Este grupo estará responsável pela dinamização desta iniciativa das 17h às 18h.
Contamos contigo! Vem partilhar connosco este momento de louvor e acção de graças.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

AJUDA DE BERÇO
Seja solidário, ligue!



Ligue a quem precisa da sua ajuda para ser feliz.

Chamada a chamada, ajudamos a criar um futuro melhor para as crianças da Ajuda de Berço.
(Custo por chamada de 0,60€ para todas as redes)

http://www.ajudadeberco.pt/ab/
BANCO ALIMENTAR CONTRA A FOME


....


Campanha de Recolha de Alimentos em Supermercados:

27 e 28 de Novembro de 2010










Contamos consigo!

O BANCO ALIMENTAR NO PORTO



A associação Banco Alimentar Contra a Fome – Porto foi constituída por escritura pública realizada em de 16 de Maio de 1994.
A primeira acção do Banco Alimentar – Porto foi a campanha de recolha de alimentos de Dezembro de 1994 em hiper e supermercados.
Esta Associação goza de plena autonomia de gestão no desempenho da sua actividade, não dependendo para o efeito nem do Estado, nem da Igreja, nem de qualquer outra entidade privada, e não tem fins lucrativos.
Com o objectivo e lutar contra a fome e o desperdício de alimentos e incentivar a partilha, o Banco Alimentar tem por finalidade contribuir para dar uma resposta tão positiva quanto possível ao problema da fome e do desperdício de alimentos, pela colecta e redistribuição de excedentes e dádivas de produtos alimentares pelas I.P.S.S. por si apoiadas e seleccionadas.

A sua actuação localiza-se no distrito do Porto, compreendendo os concelhos do Porto, Matosinhos, V. N. Gaia, Maia, Gondomar, Valongo, como zonas preferenciais. A sua acção estende-se ainda aos concelhos de, Amarante, Baião, Cinfães, Felgueiras, Gondomar, Lousada, Marco de Canavezes, Paços de Ferreira, Paredes, Penafiel, Póvoa de Varzim, Santo Tirso, Trofa e Vila do Conde.


SEJA VOLUNTÁRIO E PARTICIPE NA CAMPANHA!




Saiba mais em:
http://porto.bancoalimentar.pt/news/view/18


segunda-feira, 22 de novembro de 2010

OPERAÇÃO 10 MILHÕES DE ESTRELAS
UM GESTO PELA PAZ

...




Pelo 8º ano consecutivo, a Cáritas Portuguesa leva a efeito a “Operação 10 Milhões de Estrelas – Um Gesto Pela Paz”, cujo objectivo fundamental é sensibilizar a opinião pública para as questões da paz, da justiça e da solidariedade.


Este, será mais um ano em que se mantém o preço de venda da vela a 1,00€ e dos fotoforos a 2,50€. Do lucro resultante da sua venda, 75% ficarão nas Cáritas Diocesanas e, os restantes 35% serão aplicados num projecto direccionado para o combate à pobreza infantil, em S. Tomé e Principe. Até hoje, as Cáritas Diocesanas encomendaram um total de 211.100 velas e 600 fotoforos. As velas encomendadas, serão todas entregues até à 3ª semana do mês de Novembro. Qualquer encomenda adicional de velas, deverá ser feita até ao dia 30 de Novembro após o qual a fábrica não garante a entrega em tempo útil.



Junta-te a esta causa-
http://www.caritas.pt/site/estrelas/


A 30 DIAS DAS MINHA PARTIDA PARA PORTUGAL

Por Rafaela Gonçalves, na Terça-feira,
16 de Novembro de 2010 às 20:10






Um dia destes, tomava banho e pensava: “Devo estar doida!”, claro que cheguei à conclusão, que SOU doida… mas feliz!!
Bem, este pensamento não vem por acaso... explicando: a época das chuvas começou, e o pensamento de qualquer pessoa seria: água não faltará mais. Engano puro, pois não há água, ninguém tem água. A explicação, lógica, com as chuvas o lixo das montanhas entra na canalização e entope os canos. Logo não há água. Na noite anterior havia tomado banho de gato, porque não tínhamos quase água nenhuma, naquele dia tomei um banhozito melhor… mas… mas, por Amor da Santa, tomei banho com pouquíssima água, dentro de uma bacia, para poder usar depois a água do meu mini banho na sanita.
Pensava eu, enquanto tomava um duchezito, quando alguma vez me imaginei passar por isto, eu?? Logo eu? Por Amor da Santa, tomar banho de “caneco”, com poupança poupada, aproveitando a água do meu banho para a casa de banho… Santa Mãe.

Acabei o meu banho, e ri-me, porque sentia-me fresca e lavada. Cheirosa. E pensava no quanto seria doida por me sentir bem assim, lavada, mas com esforço (pois é preciso trazer agua para dentro de casa e calcular se dá para tomarmos banho).
No “serão comunitário” rimo-nos… e partilhamos a nossa experiência de pobreza… e rimo-nos… era a ultima noite de duas jovens, que chegaram aquando eu, para fazer um tese de mestrado aqui na Missão das Neves. Mais uma partida, não duas (pois as postulantes regressaram a Angola e também… bem… mais três despedidas marcantes), e mais uma vez relembro o dia que cheguei. O medo e fascínio que senti…

Quanto à minha partida, falta um mês.
Começam a falar na minha partida, até parece que estão com pressa de me mandar embora! Com jeito, falam na minha presença e de como estão habituados à mesma… é engraçado. Todos os santos dias, novas aprendizagens, novas experiências, novos conhecimentos, novos carinhos, as mesmas pessoas, a mesma rotina… nova consciência, novo espírito….


Na minha rotina já estabelecida, vou até à escola Primária Mãe Clara, às 7h00, para receber as crianças e, elas uma a uma, cumprimentam-me, dizendo “Bom dia, Senhôrra Rafaêlha” e agarram a minha mão com um sorriso. Depois faço a actividade de uma hora e meia, e costumo chegar aquando o intervalo deles, e um e outro, depois é contagioso, vem e olha para mim e agarrasse à minha cintura e olham para mim… nada dizem, nada pedem… bem… Por Amor da Santa… Estão amansados, meigos, “educadinhos” dentro da realidade deles….
Como é de calcular, o fim de semana é triste… bem no Sábado acompanhei, devido às minhas capacidades ”condutoras”, o grupo Novo Horizonte (grupo de senhoras que viviam ou vivem “amigadas” e se preparam para o casamento) a um retiro na Roça Monte Forte. Santa Mãe. Houve almoço partilhado, e eu, como fui apanhada de surpresa no final da missa das oito horas, como tal, não tinha nada. Conduzi (pelo meio dos montes, lama e pedras!), participei no retiro (apesar de não estar para casar, nem estar “amigada”) e comi… por amor da Santa… as dez senhoras, todas elas me deram um prato da sua comida… tanta comida e boa! Bem, santomense é pobre, mas bom cozinheiro. Cozinham bem… e, eu como… e depois … ora estou, o que aqui chamam: massa bruta!! Vim a tempo de fazer catequese, e tive… ora bem… tantas crianças… mas tantas… eles têm imensos grupos de catequese… mas todos os sábados novas crianças aparecem… Domingo… Santa Mãe… é horrível… Eucaristia (que me fascina… tantas pessoas, crianças, tanta música, tanto respeito e silêncio), catequese com jovens, almoço… e este domingo de tarde… praia! Cada vez está melhor… como dizia às minhas companheiras de praia: “Vou sentir saudades disto, só disto!!”



A noite ao fim de semana é engraçada, na rua principal, há, não sei como chamar, mas estabelecimentos tipo bar/esplanada muito rudimentares, pessoas na rua a conversarem, musica das casas… mas às 22h… tudo recolhe… é engraçado o movimento! A semana recomeça… e os meus meninos-diabretes… também... são tão amorosos… e, “destrambelhados” e “trambolhos”… mas catitos!
Sempre me achei uma pessoa pouco exigente e sem manias (comparativamente com os outros, nunca me achei perfeita, tenho os meus vícios e manias!), mas só a experiência em Lembá, me fez ver o tempo que perdi com ninharias… por Amor da Santa! Não estou em “Africa-Africa”, a Ilha de São Tomé parece uma aldeia pobre, muito pobre, com falhas de energia eléctrica e água… gente pobre e humilde sem conhecimento do que é a vida fora da ilha que tem um atraso de 50 anos. Não me falta nada, mas esta gente tem tão pouco, mas tão pouco… só para imaginares, há crianças que trazem o caderno escolar (um bloco de publicidade!) dentro de um saco plástico.



Não trazem lanche, é a Congregação que dá todos os dias a estas crianças um pão e leite, é engraçadérrimo, uma caneca colorida com leite e, eles molharem o pão no leite, todos sentados… bem… nota-se que é o pequeno almoço, e porventura o almoço…
Santa mãe, tanta poupança poupada, tanta humildade, tanto despojamento, falta agora saber se retomarei todos esses vícios e manias, assim que regresse à civilização.
A cerca de 30 dias da minha partida… do meu regresso… espero ser capaz de partir deixando Bom Sucesso (onde resido) em Neves. O distrito de Lembá, lembrar-me-à sempre um oásis, onde a água jorra (não canalizada!) matando a sede aos sequiosos da paixão.





A minha vivência em São Tomé, é única e radical. Marcante e pessoal. A minha partida para São Tomé foi o meu regresso a mim, ao meu “eu”… a minha partida de São Tomé… o meu regresso... a um novo “eu” sem deixar de ser EU (em Cristo)!

domingo, 21 de novembro de 2010

ORAÇÃO






Obrigada Pai do Céu
por nos teres dado um Rei
de Amor e Perdão.
Que nos ensina e guia com palavras de vida eterna. Que nos ama, abraça e conforta,
em todos os dias da nossa vida.




Obrigada Pai do Céu,
por nos teres permitido
conhecer este Rei que nos dá a Sua Paz,
não faz distinção de pobres e pequeninos
mas a todos chama para a grandeza do Seu Reino.





Obrigada Pai do Céu,
por nos teres enviado, Jesus Cristo, Vosso Filho, a quem queremos continuar a louvar,
permanecer firmes e fiéis no Seu amor
e testemunhando que:
Jesus Cristo é Rei e Senhor,
Princípio e fim de todas as coisas.

Ámen

APRESENTAÇÃO DA VIRGEM SANTA MARIA - 21 Novembro

Neste dia da dedicação (ano 543) da igreja de Santa Maria a Nova, construída perto do templo de Jerusalém, celebramos, juntamente com os cristãos da Igreja Oriental, a «dedicação» que Maria fez de Si mesma a Deus, já desde a infância, movida pelo Espírito Santo que a encheu de graça desde a sua Imaculada Conceição.

sábado, 20 de novembro de 2010

DOMINGO XXXIV DO TEMPO COMUM - Ano C



NOSSO SENHOR JESUS CRISTO REI DO UNIVERSO


«Lembra-Te de mim, Senhor, quando vieres com a tua realeza»
Lc 23, 35-43





A fé na realeza de Jesus é a que nós confessamos quando chamamos a Jesus Cristo, nosso “Senhor”. Esta “Senhoria” ou realeza de Jesus, reconheceu-a o bom ladrão no meio dos sofrimentos da Cruz, revelou-se claramente na glória da Ressurreição, e esperamo-la nós quando ela se manifestar a todos os homens na última vinda do Senhor, que este Domingo simbolicamente antecipa para alimento da nossa fé e da nossa esperança.

Secretariado Nacional da Liturgia


quinta-feira, 18 de novembro de 2010

DEDICAÇÃO DAS BASÍLICAS DE S. PEDRO e S. PAULO, Apóstolos


18 Novembro


Já no século XII se celebrava na basílica vaticana de S. Pedro e na de S. Paulo na Via Ostiense o aniversário das respectivas dedicações, feitas pelos papas Silvestre e Sirício no século IV. Esta comemoração estendeu se posteriormente a todas as igrejas do rito romano. Assim como no aniversário da dedicação da basílica de S. Maria Maior (5 de Agosto) se celebra a Maternidade da Santíssima Virgem Mãe de Deus, assim neste dia se veneram os dois principais Apóstolos de Cristo.

Secretariado Nacional da Liturgia

Imagem Internet

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

BENTO XVI APELA OS CRISTÃOS
PARA QUE SEJAM FIÉIS À PRATICA DOMINICAL
....

Bento XVI lançou esta Quarta-feira, dia 17 de Novembro, no Vaticano, um apelo a todos os cristãos para que “sejam fiéis no encontro com Cristo e na adoração do Santíssimo Sacramento, para experimentarem o dom do seu amor”.

Numa audiência geral dedicada a Santa Juliana de Cornillon, o desafio do Papa pretendeu despertar a consciência dos cristãos, já que actualmente se assiste a uma diminuição gradual do número de fiéis que vão à missa ao Domingo, sem contabilizar outras práticas religiosas.

Para encontrar dados concretos, a Igreja Católica em Portugal vai promover um novo recenseamento da prática dominical, em 2011, ano de Censos.














Querido(a) amigo(a):

Venho fazer-te um convite, uma festa eu vou dar, vou preparar um banquete para te alimentar; tudo está preparado tens à mesa um lugar.

Não Faltes!
Se te for possível, traz uma moedinha, para ofereceres generosamente aos nossos amiguinhos de Moçambique, que precisam muito da nossa ajuda.

Grupo de catequese
do 10º ano


























20 de Novembro,
16h00,
Capela de S. Martinho
ORAÇÃO

Rezo com estas breves palavras do Salmo 85:




Prestarei atenção ao que diz o SENHOR Deus; Ele promete paz para o seu povo e para os seus amigos e para todos os que se voltam para Ele de coração. A salvação está perto dos que o temem e a sua glória habitará na nossa terra. O amor e a fidelidade vão encontrar-se. Vão beijar-se a justiça e a paz. Da terra vai brotar a verdade e a justiça descerá do céu.






http://www.box.net/shared/77d2202gc9/1/56875924/547366026

terça-feira, 16 de novembro de 2010

CONFERÊNCIA/REFLEXÃO
19 de Novembro, às 21.30h


A Paróquia convida todos os cristãos a reflectir sobre a morte e a vida através de uma conferência que o Dr. José Pedro Angélico proferirá no próximo dia 19 de Novembro, pelas 21.30h, no Centro Paroquial. Todos os responsáveis dos grupos paroquiais, catequistas, animadores de jovens, dirigentes de escuteiros, grupos corais, leitores, acólitos, e outros grupos de pastoral não devem perder esta oportunidade que nos ajudará a viver o mês de Novembro com a dimensão de Esperança.

A VIDA EM S. TOMÉ

Por Rafaela Gonçalves, Quarta-feira, 10 de Novembro de 2010 às 23:51

...


A vida é realmente engraçada….Os hábitos que tinha por certos, já não o são. O facto de deitar-me tardíssimo em Portugal (cerca das 24h – 01h – ou mais tarde) e levantar-me o que achava cedíssimo (7h30!)... fazer as minhas refeições a horas comuns, tomar o meu banho em horários determinados… ir de carro para fazer menos de 1km… sair quase todas as noites… passar horas na Internet, não conseguir estar sem telemóvel…


Agora?? Agora… Tudo é… algo que devia achar loucura, (mas para mim será normal!) ter fome às 11h30 e, oferecerem-me “rancho” (arroz com feijão vermelho e pedaços de peixe andala – o peixe-carne) e, eu simplesmente comer, fazer quase 5km ou mais a pé por dia sem dar por isso, não ter energia eléctrica, não ter água canalizada, não ter televisão… não saber noticias nenhumas, não ter doces ou café expresso, não ter… bem não ter… tomar banho e não me besuntar de creme hidratante (e ter um pele suave! Estraanho! Entrava em pânico quando não colocava cremes no corpo!)… lavar os dentes com meio copo de água… mas não entendo, pois não cheiro mal! Acho eu… pelo menos ninguém se queixou, “ainda” O que não me habituo é ao banho… água fria… grrrrr!! Traz-me duas lembranças muito pessoais… mas que sempre me fazem rir aquando do banho. Vantagens: estou tonificada fisicamente e psicologicamente. No meio disto tudo tenho tempo para estar e encontrar. Faço o que mais gosto e sem sacrifício. Por Amor da Santa… é estranho. Falta (quase) tudo e sinto-me feliz. Completa! Não estou no pior de África… mas na Europa, em Portugal… isto é considerado NADA!!



Acabei de ler um livro engraçado, pois não há Internet nem televisão, e ler, bem já vão seis livros… vou sentir falta deste tempo… voltando ao livro: “Tinha Rosto e Palavras de Homem” de Fernando Armellini e Guiseppe Moretti, como é de calcular fala de Jesus… e relata como Ele era Homem. Neste livro entendi que, em São Tomé, aprendi o chamado: caminhar! “Caminhar não é apenas um acto mecânico; é opção, é procura e é orientação. Caminhar não é simplesmente dar um passo e depois outro; é ir em direcção a alguém ou a alguma coisa. É entrar na realidade que
nos rodeia, é abeirar-se dela e conhecê-la. Saber por onde ir, escolher por onde andar e onde parar é sabedoria. Um dos defeitos do homem moderno é que não caminha, desloca-se. Transporta-se em meios velocíssimos (carro, comboio e avião) que lhe permitem percorrer longas distâncias em tempos muito breves, mas que lhe tiram a oportunidade de encontrar pessoas e de ver coisas. A sua pressa fá-lo cruzar com muitíssima gente, mas impede-o de se aperceber dos sentimentos que os seus olhares reflectem; fá-lo ver florestas enormíssimas, mas não lhe permite ver o esplendor de cada árvore nem a vida que se esconde nos seus ramos.” Aqui, parei! Simplesmente, parei. E, aprendo. Os santomenses ficam a olhar para mim com um ar de quem não entende nada, quando acho fascinante o céu, porque tem imensas estrelas, porque acho brutal o tamanho das árvores… gigantes… bem… começo a olhar com olhos de ver.
Não só estas coisas visíveis aos olhos são realçadas em mim, mas tantas coisas que eu pensava conhecer… e estava tão enganada. Como era pequena, pequeníssima e não sabia! Bem no Sábado fiquei felicíssima pois consegui que o Land Cruise chegasse aos 90Km/h. Ui. Ui!! Essa é a velocidade que atravesso a Rua do Jardim… Bem… Por amor da Santa… a velocidade média em São Tomé deve ser 30km/h… por isso… já sentia falta de ver as árvores passarem com mais velocidade por mim! A vida começa a parecer completamente normal, mas as pequenas coisas começam a ser significativas… o meus “pimpolhos” já me obedecem… conseguimos trabalhar. Começo a ver progressos… ah! A minha baba caiu… não imaginas o quanto isto me alegra, cada vez que saio da sala de aulas sem ter precisado gritar… o facto de eles chegarem à escola e simplesmente dizerem: “Bom dia, Rafaêlha”, claro que dando a sua mão para um cumprimento… já dizerem “obrigado” e “posso”, sem eu dizer que o têm de dizer. Os miúdos (graúdos) da catequese, abordarem-me na rua para justificar porque não foram à missa, ou a isto ou aquilo, ou simplesmente falarem-me da catequese e da experiência que os marcou, tentando relacionar os acontecimentos da vida deles com as “migalhas” de ensinamentos catequéticos que tento semear. O fim de semana é sempre chato como tudo… este, como choveu (Ah! Já chove todos os dias… é a época das chuvas… e como chove… o melhor calçado é sandálias ou havaianas, a melhor roupa: calções! Brutal! Que calor!) não fomos à praia fomos visitar Roças: Agostinho Neto, Ribeira Funda e Graciosa. As Roças eram tipo fazendas onde existiam hospital, escola, igreja, fabrica… tudo… construções coloniais lindas, mas abandonadas e danificadas. Bem, “inocentemente” os santomenses não souberam aproveitar a divisão das Roças. É um mundo lindo, tipo de conto de fadas… mas com uma marca dolorosa para quem olha de fora.




Eles são felizes. O passeio estreita laços… os passeios… criam amizades e conhecimentos. Á duas semanas chegaram três postulantes que estão em Formação em Angola: Ricarnilda e Sara, Guineenses e Neide, Santomense. Minha Santa Mãe… que pessoas… que laços… que amizade! Doces. Uma experiência engraçada, pois fui eu que as fui buscar ao aeroporto, e trouxe-as para Neves, fui com elas à praia, passeei na cidade, passeamos este domingo… e já se fazem planos… elas irão começar o noviciado em Dezembro, e ficaram por Angola cerca de 3 anos. Comparamos vidas e experiências. Sonhos. Ena. A vida brinca com o tempo. E, os dois… gozam-me! Bem… nada de especial… mas gestos pequenos de delicadeza, de carinho, respeito e gratidão são demonstrados segundo a segundo. Não faço nada à espera de recompensa (nem que seja um sorriso!), mas é muito agradável ver que eles dão valor à minha presença… Há tanto a fazer, e tanta gente a desejar ajuda. Lembá não é um paraíso de gente pobre que quer ser ajudada. Há muitos que não querem ser ajudados, e nem permitem aproximação, afastando-nos… mas muito há a fazer. O tempo?? Esse, tem vindo a “dar-me uma grande tanga”! Gostava (precisava) de mais tempo… nunca nada ficará totalmente completo… mas gostava de ter mais tempo! Não vim cá dar nada, nem deixar marcada a minha passagem… mas eu sim… levo imensas dádivas e muitas marcas. Eu aprendi a estar, ser e amar. Conhecimentos que não se ensinam, mas se vivem… Não regressarei a Portugal “completamente completa”, mas regressarei a saber que tenho muito a aprender. Regressarei fortalecida. Regressarei…
ORAÇÃO




Peço ao Senhor que me ajude a descobrir N’Ele
o sinal que me conduz:







Ó Luz Serena,

que brilha no solo do meu ser,


Atrai-me para ti,


Tira-me das armadilhas dos sentidos,


Dos Labirintos da mente,


Liberta-me de símbolos, de palavras,


Que eu descubra o significado,


A Palavra não dita na escuridão

Que vela o solo do meu ser.

Ámen





(Oração bizantina)















http://www.box.net/shared/77d2202gc9/1/56875924/547366026

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

D. António Couto convida jovens a sintonizarem-se com Deus


O Bispo Auxiliar de Braga D. António Couto desafiou os jovens participantes na iniciativa “Hi-God – Um dia com Deus” a focarem o seu dia-a-dia no essencial da vida.

“Devemos captar o sentido e não aquilo que é supérfluo. Não se deixem enganar nem preocupar com o que passa, testemunhem apenas Deus”, recomendou.

D António Couto, que presidia à celebração da Eucaristia do Hi-God 2010, na igreja de São Vicente, convidou as dezenas de jovens ali presentes a sintonizarem-se com Deus em alta fidelidade”, frisando que “a Palavra gerada pelo silêncio capta o sentido”.





http://www.agencia.ecclesia.pt/cgi-bin/noticia.pl?id=82608


ORAÇÃO



A minha oração no dia de hoje pode ser a dos passos do peregrino. Pelos caminhos que vou percorrendo, rezo o Caminho que fiz este ano litúrgico… agradeço e louvo ao Senhor. Peço-lhe a graça da sua Luz para desejar encontra-Lo de modo ainda mais autêntico no novo ano… preparo assim um coração disponível à sua Presença!





Ir. Alzira Sousa, FMA







http://www.box.net/shared/77d2202gc9/1/56875924/547366026


sábado, 13 de novembro de 2010

DOMINGO XXXIII DO TEMPO COMUM - Ano C
Lc 21, 5-19

«Pela vossa perseverança salvareis as vossas almas»




Jesus anuncia a ruína de Jerusalém, e previne os seus discípulos contra os falsos profetas, os falsos rebates com que muitos os pretendiam arrastar. Anuncia-lhes que eles terão certamente muito a sofrer, mas promete-lhes a sua assistência até ao fim e será no fim que se encontrará a plenitude da salvação.
Secretariado Nacional da Liturgia

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

PARA QUANDO NA DIOCESE DO PORTO?

O Movimento Encontro de Jovens Shalom (MEJSh) enviou em missão 25 jovens animadores para iniciar novos grupos na diocese de Lisboa. O envio decorreu durante uma celebração eucarística presidida pelo antigo superior geral da Comunidade Shalom, o padre José Luís Coelho, que se encontra em Portugal.

Os jovens animadores “são chamados a animar os novos grupos e durante cerca de dois anos, promover o seu crescimento na fé e o compromisso com o projecto que o Cristo Jovem nos propõe”, explica um comunicado enviado à Agência ECCLESIA.

Esta é uma missão com duplo chamamento, frisa ainda o comunicado. “O MEJSh e a Igreja chamam estes animadores” que “acompanhamos rezando pelo trabalho que vão desenvolver ao longo deste ano pastoral e louvando a Deus pelas suas vidas que colocam ao serviço”.

O MEJSh, nascido em Angola há 43 anos, assenta numa proposta libertadora de evangelização do jovem pelo jovem, expressando um ideal sonhado pelo padre Luís Carlos Castro, imbuído no espírito do Concílio do Vaticano II.

Em Portugal, este movimento encontra-se presente nas dioceses de Setúbal, Lisboa, Coimbra, Castelo Branco, Braga e Viana do Castelo.




http://www.agencia.ecclesia.pt/cgi-bin/noticia.pl?id=82544

ORAÇÃO


...













Creio, Senhor, em ti, Deus vivo e autêntico, amando no meu amor. Creio, Senhor, em ti, Senhor de existência longa, que superas o meu limite, o meu tempo, o meu temor e tremor. Creio, Senhor em ti, que inundas cada momento do meu dia com um sentido que vai muito mais além do meu sentido. Creio, Senhor, em ti, Deus vivo, que me tornas aqui e agora capaz de viver vivo como vives. Creio, Senhor, em ti!


























Lectio Divina:
http://www.box.net/shared/88pe51kogt/1/56618478