domingo, 30 de abril de 2017

FICA CONNOSCO, SENHOR!

O Evangelho deste III Domingo da Páscoa convida-nos a fazer aquela que pode ser considerada a mais bela viagem de doze quilómetros de toda a Escritura. A viagem que nos leva de Jerusalém a Emaús, atual aldeia palestiniana de nome El-Kubèibeh, que guarda a memória deste maravilhoso episódio de Lucas

Aperceber-nos-emos, porém, rapidamente que se trata menos de uma viagem transitiva sobre o mapa, e mais, muito mais, de uma viagem intransitiva nas estradas poeirentas do nosso embotado coração. É assim que dois deles (dýo ex autôn) – e está aqui assinalada uma rutura destes dois com a comunidade reunida em Jerusalém – saem da comunidade. O texto retrata-os bem: estão em dissensão com a comunidade, pelo caminho conversam familiarmente (homiléô) sobre as coisas acontecidas em Jerusalém (Lucas 24,14 e 15), mas também debatem (syzêtéô) (Lucas 24,15), e entram mesmo em dissensão um com o outro, opondo argumentos (antibállô) (Lucas 24,17).
(...)
Pedro continua a ensinar-nos que vivemos aqui como «estrangeiros e hóspedes», isto é, como «paroquianos» (paroikía), mas que, como Jesus e à sua maneira, somos também filhos e chamamos a Deus «nosso Pai». E é neste Senhor Jesus que, conforme desígnio eterno do Pai, deu a vida por nós, temos posta a nossa fé e a nossa esperança, muito para além das coisas corruptíveis, como prata e oiro, e de tudo o que se avalia, mede ou pesa (1 Pedro 1,17-21). É-nos pedida, portanto, vida nova de acordo com o estatuto concedido.

D. António Couto
https://mesadepalavras.wordpress.com/2017/04/29/fica-connosco-senhor-3/

sábado, 29 de abril de 2017

SEMANA DE ORAÇÃO PELAS VOCAÇÕES

ORAÇÃO

Maria Santíssima, 
Mãe do nosso Salvador, 
Tu que tiveste a coragem de abraçar o sonho de Deus, 
pondo a tua juventude e o teu entusiasmo nas mãos d'Ele; 
intercede por nós ao Pai, por teu Filho Jesus Cristo, 
para que sejamos impelidos pelo Espírito Santo para a missão, 
com a mesma abertura do teu coração, 
e a prontidão em dizer o nosso «Eis-me aqui», 
ao chamamento e à alegria de nos pormos a caminho como Tu, 
para O anunciar ao mundo inteiro. 

DOMINGO III DA PÁSCOA - Ano A

SALMO RESPONSORIAL Salmo 15 (16), 1-2a.5.7-8.9-10.11 (R. 11a)
Refrão: Mostrai-me, Senhor, o caminho da vida.

Defendei-me, Senhor; Vós sois o meu refúgio. 
Digo ao Senhor: Vós sois o meu Deus. 
Senhor, porção da minha herança e do meu cálice, 
está nas vossas mãos o meu destino.

Bendigo o Senhor por me ter aconselhado, 
até de noite me inspira interiormente. 
O Senhor está sempre na minha presença, 
com Ele a meu lado não vacilarei.

Por isso o meu coração se alegra 
e a minha alma exulta 
e até o meu corpo descansa tranquilo. 
Vós não abandonareis a minha alma 
na mansão dos mortos, 
nem deixareis o vosso fiel conhecer a corrupção. 

Dar-me-eis a conhecer os caminhos da vida, 
alegria plena em vossa presença, 
delícias eternas
à vossa direita.

VISITA DO PAPA FRANCISCO AO EGITO

O Papa Francisco está de visita ao Egito, com um programa de dois dias centrado no Cairo, na qual se apresenta como “peregrino da paz” em busca de diálogo com a maioria muçulmana no país.
Antes de deixar o Vaticano, o pontífice cumprimentou um grupo de nove imigrantes egípcios, a viver na Itália, acompanhados pelo responsável da Esmolaria Apostólica, D. Konrad Krajewski.
A 18ª viagem internacional do pontificado foi antecedida, esta semana, por uma mensagem enviada pelo Papa à população egípcia, na qual se falava de um mundo “dilacerado por uma violência cega” que atingiu também este país, a qual exige como resposta “paz, amor e misericórdia”.
“[O mundo] precisa de construtores de pontes de paz, de diálogo, de fraternidade, de justiça e de humanidade”, defendeu.
Francisco disse levar ao Egito uma mensagem de “amizade”, com apelos à “fraternidade e reconciliação” entre judeus, cristãos e muçulmanos.

sexta-feira, 28 de abril de 2017

D. ANTÓNIO AUGUSTO AZEVEDO - Novo presidente da Comissão Episcopal das Vocações e Ministérios da Igreja Católica em Portugal

O novo presidente da Comissão Episcopal das Vocações e Ministérios da Igreja Católica em Portugal afirma que o organismo quer que a questão vocacional seja “muito relevante” no Sínodo dos Bispos 2018 e tenha eco nacional.

D. António Augusto Azevedo disse à Agência ECCLESIA que “tem havido todo o cuidado, atenção, desde logo nas intervenções do Papa Francisco” para que a “questão do discernimento vocacional” esteja presente.

Neste contexto, o bispo auxiliar do Porto espera que o debate em curso a nível global tenha “reflexos depois a nível das vocações” em Portugal.

“Naquilo que a vocação tem de mais profundo, que é a ligação ao caminho da vida do jovem e também ao sentido cristão dessa mesma vida”, precisa.

O Para Francisco convocou um Sínodo dos Bispos, para outubro de 2018, sobre ‘A Juventude, a Fé e o Discernimento Vocacional’.
(...)
D. António Augusto Azevedo começa por assinalar que recebeu essa “responsabilidade”, em primeiro lugar, com “surpresa” porque “não estava à espera” e porque se trata de “uma área importante na vida da Igreja”.

“Também recebi como mais uma missão de serviço na disponibilidade de corresponder aquilo que a Igreja em Portugal precisa relativamente a esta área como é das vocações que envolve os seminários e também os ministérios”.

25 ANOS DE MISSÃO

O Papa Francisco está quase a chegar, e por isso recordamos a presença de Bento de XVI entre nós, onde o Diácono Celestino Gomes esteve presente, desejando que possa vir a estar também assim bem perto do Papa Francisco.
Fotos: Pe. Zé Manel

quinta-feira, 27 de abril de 2017

25 ANOS DE MISSÃO

 Muitas memórias e recordações em 25 fotografias 
que escolhemos para comemorar e homenagear o
 Diácono Celestino Gomes.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Colaboração de 
Paula Alexandra Duarte e FotoMartinho Valadares

quarta-feira, 26 de abril de 2017

CELEBRAÇÃO DO JUBILEU DOS DIÁCONOS PERMANENTES

"Muita alegria, esperança renovada e agradecimentos pelo imenso trabalho e dedicação de todos e de cada um."
Este dia oferece-nos uma acrescida razão para darmos graças a Deus pelo dom da vida e do ministério dos diáconos permanentes na nossa diocese. 
Queremos também recordar, na memória da oração e da gratidão, aqueles que já partiram ao encontro de Deus e partilhar com as famílias dos diáconos e com todas as comunidades da diocese a alegria vivida pelos diáconos ordenados há 25 anos, que é, também, júbilo de toda a Igreja do Porto."    D. António Francisco dos Santos, Bispo do Porto
 
 
 

ORAÇÃO A MARIA SANTÍSSIMA, PELOS DIÁCONOS

MARIA,
Mestra de fé, que com a tua obediência à Palavra de Deus colaboraste de maneira exímia na obra da Redenção, torna frutuoso o ministério dos diáconos, ensinando-lhes a ouvir e a anunciar com fé a Palavra.

MARIA,
Mestra de caridade, que com a tua plena disponibilidade ao apelo de Deus cooperaste no nascimento dos fiéis na Igreja, torna fecundos o ministério e a vida dos diáconos, ensinando-lhes a se doar no serviço do Povo de Deus.

MARIA,
Mestra de oração, que com a tua materna intercessão, sustentaste e ajudaste a Igreja nascente, torna os diáconos sempre atentos às necessidades dos fiéis, ensinando-lhes a descobrir o valor da oração.

MARIA,
Mestre de humildade, que no teu profundo reconhecimento de ser a Serva do Senhor foste repleta do Espírito Santo, torna os diáconos dóceis instrumentos da redenção de Cristo, ensinando-lhes a grandeza que consiste em se fazer pequenos.

MARIA,
Mestra do serviço escondido, que com a tua vida normal e ordinária plena de amor, soubeste colaborar de maneira exemplar no plano salvífico de Deus, torna os diáconos servos bons e fiéis, ensinando-lhes a alegria de servir, na Igreja, com ardente amor. 
Ámen. 


http://www.vatican.va/roman_curia/congregations/ccatheduc/documents/rc_con_ccatheduc_doc_31031998_directorium-diaconi_po.html

PARABÉNS, SENHOR DIÁCONO CELESTINO GOMES

Toda a comunidade abraça hoje com muita alegria, fraternidade e amizade o Diácono Celestino Gomes, pelos 25 anos da sua Ordenação de Diácono Permanente.
Louvamos e agradecemos Deus por tudo quanto ao longo destes anos nos tem ensinado, e pela missão de serviço ao próximo que tem desempenhado.
Que o Senhor conceda ao Diácono Celestino muitos anos de vida, e sobre ele sejam derramadas todas as bênçãos do Espírito Santo.
Feliz Dia e um grande obrigado de toda a comunidade.

terça-feira, 25 de abril de 2017

25 DE ABRIL: Condecoração a D. António Ferreira Gomes recorda às novas gerações um defensor «intransigente da liberdade»

D. António Francisco dos Santos disse à Agência ECCLESIA que a homenagem do presidente da República, a título póstumo, a D. António Ferreira Gomes faz “memória viva” para as novas gerações de um defensor “intransigente da liberdade”.

Para o atual bispo do Porto, a condecoração ao antigo bispo daquela diocese reconhece “o mérito, a vida e o testemunho exemplar” de D. António Ferreira Gomes “nas diferentes vanguardas da missão”, nomeadamente “campo da defesa intransigente da liberdade, dos valores humanos e da Doutrina Social da Igreja”.
(...)
“Recordá-lo a título póstumo, 28 anos depois de ter morrido e no dia 25 de abril, dia significativo para a liberdade em Portugal, é um testemunho de homenagem, de memória viva e de querer dar às novas gerações o exemplo daqueles que nos precederam no tempo e continuam a desafiar-nos nos caminhos do futuro”.

NÓS VIMOS O SENHOR

Nós vimos o Senhor Jesus ressuscitado
Vimos a luz da nova criação
É o tempo da nova aliança
A manhã da nova criação.

Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia!

Tu És, na verdade, o Filho de Deus vivo
És o Senhor da nova humanidade
Depuseste no seio do mundo
A promessa da imortalidade.

Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia!

PEREGRINAÇÃO DOS ACÓLITOS

Oração de Consagração a Nossa Senhora

Nossa Senhora do Rosário de Fátima, 
Mãe do Senhor e nossa Mãe,
nós, os acólitos portugueses, 
peregrinos neste vosso Santuário,
consagramo-nos totalmente a Vós.
Nós Vos consagramos os nossos olhos,
com os quais queremos contemplar 
a presença de Jesus Cristo, Vosso Filho,
em cada celebração, 
mas de modo muito especial na Eucaristia.
Nós Vos consagramos os nossos ouvidos,
com os quais queremos escutar 
atentamente a Palavra do Vosso Filho,
para a acolher como Vós.
Nós Vos consagramos a nossa boca,
com a qual queremos louvar o Senhor
pelas maravilhas que realiza em nosso favor.
Nós Vos consagramos todos os nossos sentidos 
e também o nosso coração, 
no qual queremos acolher a doação do Vosso Filho 
em cada celebração litúrgica
e de modo excelente na Eucaristia.
Vós que sois a «mulher eucarística» 
na totalidade da Vossa vida,
acompanhai-nos no exercício do nosso ministério
e intercedei por nós, 
para que também a nossa vida assuma forma eucarística
e à Vossa semelhança, sigamos Jesus.
Ámen.

domingo, 23 de abril de 2017

SENHOR JESUS

Senhor Jesus,
Há tanta gente que Te procura à pressa e Te quer ver.
Mas quando dizem que Te querem ver,
Não é para Te conhecer.
É o teu rosto, a cor dos teus olhos e cabelos,
A tez da tua pele, a tua forma de vestir que os atrai e contagia.
Querem ver-te como se fosse numa fotografia.

Mas Tu, Senhor Jesus Ressuscitado,
Quando Te dás a conhecer a nós,
Não mostras o rosto,
Uma fotografia,
O cartão de cidadão.
Se fosse assim,
Mal seria que os teus amigos Te não reconhecessem.

E o facto é que,
Quando surges no meio deles,
Não Te reconhecem.
E em vez do rosto,
São, afinal, as mãos e o lado que apresentas.
Entenda-se: é a tua maneira de viver que nos queres fazer ver.
Na verdade, a tua identidade é dar a vida,
É dar a mão e o coração.
É essa a tua lição, a tua paixão, a tua ressurreição.

Senhor, dá-nos sempre desse pão!

D. António Couto
https://mesadepalavras.wordpress.com/2017/04/22/o-percurso-de-tome-chamado-gemeo-3/

CAMINHADA DOS CATEQUISTAS 2017

Ano após ano, repete-se a experiência, sempre nova,
da caminhada dos catequistas. Graças a Deus!
Muitas Graças a Deus! Grande é a Sua Misericórdia!
Pe. Zé Manel