quarta-feira, 31 de outubro de 2012

SOLENIDADE DE TODOS OS SANTOS - 1 de Novembro


Eucaristias em todos os Centros de Culto, com o mesmo horário dos Domingos.
E ainda
às 16h00 – Eucaristia na Igreja Paroquial e visita ao cemitério.

SALMO RESPONSORIAL Salmo 23 (24), 1-2.3-4ab.5-6 (R. cf. 6)
Refrão: Esta é a geração dos que procuram, a Vossa face, Senhor.

Do Senhor é a terra e o que nela existe,
o mundo e quantos nele habitam.
Ele a fundou sobre os mares
e a consolidou sobre as águas.

Quem poderá subir à montanha do Senhor?
Quem habitará no seu santuário?
O que tem as mãos inocentes e o coração puro,
o que não invocou o seu nome em vão.

Este será abençoado pelo Senhor
e recompensado por Deus, seu Salvador.
Esta é a geração dos que O procuram,
que procuram a face de Deus.


REZAMOS POR TODOS OS MISSIONÁRIOS - Encerramento do Mês Missionário, 21h30, Capela de S. Martinho

Neste dia, a nossa ORAÇÃO e homenagem em forma de poema, escrito pelo Tiago para a sua irmã Inês e que dedicamos a todos os que, perto ou longe fazem MISSÃO!
“Foi sonho roendo
Por dentro a vontade de ir
Partir na aventura
De dar, partilhar e servir
Foi projecto sonhado
De entrega ao irmão
Chamamento rasgado
De partir e seguir em missão
É trilhar o caminho sem olhar p’ra trás
É levar no peito a força da paz
É SER ESPERANÇA
PARA QUEM DESISTIU
É SER ALEGRIA
PARA QUEM NUNCA RIU
É VER UM MUNDO NOVO NUM OLHAR
É TER A VIDA INTEIRA PARA DAR
É SER MAIS HUMANO
É CRER NO AMOR
FAZENDO A DIFERENÇA
PARA UM MUNDO MELHOR
É SER FRATERNIDADE E PARTILHAR
É DAR A VIDA TODA PARA AMAR
É história que se faz
Da vontade de querer
Ser presença de vida
Ser um novo amanhecer
Ser sinal de Cristo
No apelo que enche o coração
Dizer sim ao anseio
De partir de seguir em missão”
Tiago Silva

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Em final do OUTUBRO MISSIONÁRIO, um TESTEMUNHO na primeira pessoa!


Sentir um chamamento... uma força que nos dá vontade de mudar... mudar a nossa comodidade despreocupada e desnecessária, a nossa inércia, a nossa desmotivação, o nosso individualismo... e olhar mais para o outro, para a dignidade humana, para a igualdade entre género e raças, para a justiça social e para o desenvolvimento sustentável do mundo e dos povos. Esta é uma missão que está ao alcance de todos não só para quem decide partir e deixar o seu mundo para trás. O chamamento sente se e vive se de diferentes formas... Encontra o teu!


Inês Faustino
2º. Ano de Missão em Mecanhelas, Niassa, Moçambique

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Grandes maravilhas fez por nós o Senhor!

SALMO RESPONSORIAL Salmo 125 (126), 1-2ab.2cd-3.4-5.6 (R. 3)
Refrão: Grandes maravilhas fez por nós o Senhor,
por isso exultamos de alegria
.

Quando o Senhor fez regressar os cativos de Sião,
parecia-nos viver um sonho.
Da nossa boca brotavam expressões de alegria
e dos nossos lábios cânticos de júbilo. 

Diziam então os pagãos:
«O Senhor fez por eles grandes coisas».
Sim, grandes coisas fez por nós o Senhor,
estamos exultantes de alegria. 

Fazei regressar, Senhor, os nossos cativos,
como as torrentes do deserto.
Os que semeiam em lágrimas
recolhem com alegria.

À ida vão a chorar,
levando as sementes;
à volta vêm a cantar,
trazendo os molhos de espigas. 

sábado, 27 de outubro de 2012

A NOITE DA MUDANÇA... DA HORA!

Esta é a noite em que podemos dormir mais uma hora. E sabe tão bem! Para não chegarem adiantados à catequese, à missa ou a qualquer outro compromisso, e levarem uma "seca"...  não se esqueçam de mudar os ponteiros do relógio, por exemplo logo à noite, quando forem dormir. Não é  "obrigatório" estar à espera das 2 horas da manhã e a "cair" de sono!

DOMINGO XXX DO TEMPO COMUM - Ano B

«Mestre, que eu veja»
Mc 10, 46-52

A profecia da primeira leitura, dizendo que entre os retornados do exílio estaria o cego, realiza-se em Jesus Cristo. O cego, proclamando-O “Filho de David”, reconhece n’Ele o Messias. Jesus, curando-o, recompensa a sua fé; mas simultaneamente mostra que os tempos do Messias e da salvação por Ele oferecida a todos os homens tinham chegado ao meio deles.
 
Secretariado Nacional da Liturgia

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

ESTÁ A CHEGAR O S.MARTINHO

Dia 11 de Novembro
Vamos todos recordar
Provando o nosso vinho
E as castanhas assar
 
Vamos manter a tradição
Com afecto e carinho
Esse dia importante
Pois é dia de S. Martinho
 
Se não tiveres castanhas
Ou não as possas comer
Vamos assar sardinhas
E a boa pinga beber
 
Se no fim desse convívio
Te sentires com o grão na asa
Vai pedir a S. Martinho
Que te acompanhe a casa
 
Se tomares o meu conselho
Vai pedindo pelo caminho
Que nós estamos à espera
Do Verão de S. Martinho


Quadras de S.Martinho - recolha de Jessica Grilo

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

TEMPO DE ORAÇÃO A NÃO PERDER


Nada te perturbe, Nada te espante,
Tudo passa, Deus não muda,
A paciência tudo alcança;
Quem a Deus tem, Nada lhe falta:
Só Deus basta.

Eleva o pensamento, ao céu sobe,
Por nada te angusties, Nada te perturbe.
A Jesus Cristo segue, com grande entrega,
E, venha o que vier, nada te espante.
Vês a glória do mundo? É glória vã;
Nada tem de estável, tudo passa.

Deseje às coisas celestes, que sempre duram;
Fiel e rico em promessas, Deus não muda.
Ama-o como merece, Bondade Imensa;
Quem a Deus tem,
mesmo que passe por momentos difíceis;
Sendo Deus o seu tesouro, nada lhe falta.
SÓ DEUS BASTA!
Santa Tereza D Avila

domingo, 21 de outubro de 2012

DIA MUNDIAL DAS MISSÕES

 

Senhor, envia-nos pelas estradas do mundo para proclamar o Teu Evangelho a todos os povos da terra. Convence-nos de que a Fé, enquanto dom, tem de ser partilhada. Dá-nos o Teu Espírito para que produza frutos e seja uma luz que ilumine toda a casa. Ajuda-nos, neste Ano da Fé, a anunciar-te com coragem e persistência.

Mensagem do Santo Padre para Dia Mundial das Missões

FAZER BRILHAR A PALAVRA DA VERDADE
 
 
Neste ano, a celebração do Dia Mundial das Missões reveste-se dum significado muito particular. A ocorrência do cinquentenário do inicío do Concílio Vaticano II, a abertura do Ano da Fé e o Sínodo dos Bispos cujo tema é a nova evangelização concorrem para reafirmar a vontade da Igreja se empenhar, com maior coragem e ardor, na missio ad gentes, para que o Evangelho chegue até aos últimos confins da terra.
Com a participação dos Bispos católicos vindos de todos os cantos da terra, o Concílio Ecuménico Vaticano II constituiu um sinal luminoso da universalidade da Igreja pelo número tão elevado de Padres conciliares que nele se congregou, pela primeira vez, provenientes da Ásia, da África, da América Latina e da Oceânia. Tratava-se de Bispos missionários e Bispos autóctones, Pastores de comunidades disseminadas entre populações nãocristãs, que trouxeram para a Assembleia conciliar a imagem duma Igreja presente em todos os continentes e se fizeram intérpretes das complexas realidades do então chamado «Terceiro Mundo». Enriquecidos com a experiência própria de Pastores de Igrejas jovens e  em vias de formação, apaixonados pela difusão do Reino de Deus, eles contribuíram de maneira relevante para se reafirmar a necessidade e a urgência da evangelização ad gentes e, consequentemente, colocar no centro da eclesiologia a natureza missionária da Igreja.
 
Ler mais em:

sábado, 20 de outubro de 2012

A PALAVRA GERA ORAÇÃO

Senhor,
que fizeste da Tua Mãe
o modelo perfeito de Missão,
dá-nos capacidade para dizermos sempre ‘sim’
aos teus convites e  fazermos da nossa vida
 uma contínua oferta  aos nossos irmãos,
sobretudo aos mais excluídos das nossas sociedades
 marcadas pelo consumo  e pela lei dos mais fortes.

DOMINGO XXIX DO TEMPO COMUM - Ano B

SALMO RESPONSORIAL Salmo 32 (33), 4-5.18-19.20.21 (R. 22)
Refrão: Desça sobre nós a vossa misericórdia,
porque em Vós esperamos, Senhor. 

A palavra do Senhor é recta,
da fidelidade nascem as suas obras.
Ele ama a justiça e a rectidão:
a terra está cheia da bondade do Senhor. 

Os olhos do Senhor estão voltados
para os que O temem,
para os que esperam na sua bondade,
para libertar da morte as suas almas
e os alimentar no tempo da fome. 

A nossa alma espera o Senhor:
Ele é o nosso amparo e protector.
Venha sobre nós a vossa bondade,
porque em Vós esperamos, Senhor. 

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

OUTUBRO MISSIONÁRIO

Em continuação do Outubro Missionário, teremos hoje a recitação do terço na Capela de S. Caetano. Deixamos o convite a todos os que queiram escutar a Palavra, medita-la, e trazer para o seu dia através dessa Palavra,  uma Oração permanente de louvor e gratidão a Jesus Cristo Nosso Senhor.

domingo, 14 de outubro de 2012

FAMÍLIA, LUGAR DA BÊNÇÃO DE DEUS

Que belo dia este, em que se iniciou na nossa Paróquia o Ano da Fé, e nasce também uma nova família! A  nossa amiga e catequista Vânia e o Pedro, uniram as suas vidas!
Foi uma celebração muito bonita e emotiva, que contou também com a presença de uma grande coro de catequistas e jovens a animar a Eucaristia.
Que este jovem casal caminhe sempre na Fé e no Amor e que com Jesus Cristo e Maria,  tornem o lar que agora formam um lugar da bênção de Deus.
Parabéns e as maiores felicidades!

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

VIVER NA CATEQUESE O ANO DA FÉ


Cartaz muito expressivo publicado no site do Secretariado Nacional de Educação Cristã, e que pode ser útil para explicar aos mais pequenos na catequese, o que é o Ano da Fé. 

ANO DA FÉ: A oportunidade da experiência e do anúncio



Tem hoje início o ano da Fé proclamado pelo Papa Bento XVI e que vai decorrer até novembro de 2013. Para a ocasião o Papa escreveu uma carta apostólica com motu próprio que se intitula "Porta Fidei".
Na eucaristia do passado sábado, em Fátima, e perante mais de 700 catequistas, o presidente da Conferência Episcopal Portuguesa, D. José Policarpo, afirmou, durante a eucaristia que "no final do ano da fé não nos devemos questionar sobre quantas atividades desenvolvemos nas nossas estruturas mas se, de facto, fizemos a experiência de Deus".
D. José Policarpo preside este sábado, em Fátima, à abertura nacional do Ano da Fé, durante a peregrinação de 13 de outubro.
Na Diocese de Lisboa, o lançamento do evento está marcado para 25 de outubro, data em que as comunidades locais vão assinalar a “Solenidade da Dedicação da Sé Patriarcal”.
O vice-presidente da CEP, D. Manuel Clemente, escreve, antes da sua partida para o Sínodo dos bispos em Roma, que este ano temos como "desafio transmitir a fé no meio de uma sociedade em rutura, dominada pela quebra de “tradições familiares e religiosas” e pela “possibilidade real ou virtual de cada um fazer o seu caminho, por necessidade ou gosto, ou a gosto induzido pelo marketing alheio”. Durante a carta o bispo do Porto questiona: “Sendo a descoberta do Ressuscitado essencialmente comunitária, nas famílias, paróquias e demais agregações cristãs, como havemos de a proporcionar no atual contexto, tão disperso?”,
O Ano da Fé coincide com a comemoração dos 50 anos da abertura do Concílio Vaticano II e dos 20 anos da publicação do Catecismo da Igreja Católica.
Ao longo deste ano o www.educris.com disponibiliza uma infografia para o ano e partilha uma frase, por dia, da carta do Papa Bento XVI em www.facebook.com/educris.pt.
 http://www.educris.com/v2/

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

SENHOR, ENSINA-ME A VIVER...


Senhor eu peço o Teu amor por nós,
é tão mais fácil conviver.
Com atenção ouvimos Tua voz
para podermos aprender.

Oh, Senhor dá-nos Tua graça e luz
para podermos caminhar
e carregando esta nossa cruz
fica mais facil suportar.

Senhor, ensina-me a viver
a dar e receber
de Ti o que eu mereço
é tudo o que eu Te peço
para continuar
a poder caminhar
para a frente
Oh, Senhor dá-me a Tua mão,
que eu nunca diga não.
Tu és a minha luz,
és Tu quem me conduz
até à eternidade
com toda a liberdade
para sempre… Oh, Senhor!

Gostava de Te poder ter aqui,
tudo seria bem diferente
dar-Te a mão e irmos por aí,
falar de Ti a toda a gente

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

«Não separe o homem o que Deus uniu» Mc 10, 2-16

SALMO RESPONSORIAL Salmo 127 (128 ), 1-2.3.4-5.6 (R. cf. 5)
Refrão: O Senhor nos abençoe em toda a nossa vida. 

Feliz de ti que temes o Senhor
e andas nos seus caminhos.
Comerás do trabalho das tuas mãos,
serás feliz e tudo te correrá bem. 

Tua esposa será como videira fecunda
no íntimo do teu lar;
teus filhos como ramos de oliveira,
ao redor da tua mesa. 

Assim será abençoado o homem que teme o Senhor.
De Sião o Senhor te abençoe:
vejas a prosperidade de Jerusalém
todos os dias da tua vida;
e possas ver os filhos dos teus filhos.
Paz a Israel. 

sábado, 6 de outubro de 2012

INÍCIO DA CATEQUESE

1º Ano de Catequese de S. Caetano, com as suas jovens catequistas, Catarina e Tânia.
Iniciamos da melhor maneira, com a presença de muitos pais, que vieram trazer os seus filhos e aceitaram o nosso convite para ficar e juntos rezarmos pelos seus filhos.
Cantamos, batemos palmas, a Catarina proclamou a Palavra, do Evangelho de Lucas 2, 21-40, sobre a infância de Jesus. Os pais acenderam uma pequena vela que colocaram junto da Palavra de Jesus, como sinal de Luz e Fé que querem transmitir aos seus filhos.
 
Rezamos a Oração que Jesus nos ensinou. Aos mais pequeninos foi dada um pequena peça de um puzzle para pintar, e que amanhã se comprometem a trazer para a Eucaristia, que formará a imagem da capa do catecismo do 1º Ano.
Então, bem-vindos a um novo Ano, que será da Fé!

FÁTIMA 2012

Eis que chegamos e pisamos terra de Fátima!  A "velhinha" catedral parece querer saudar-nos, peregrinos e caminhantes ao encontro do Senhor!
Já conheciamos, mas naturalmente que foi "obrigatória" a visita à "novissima" catedral da Santíssima Trindade.  De arquitectura moderna, revestida de grande simplicidade  é, ao mesmo tempo, deslumbrante pela beleza e grandiosidade!
Aqui, todos os peregrinos procuravam o melhor lugar, de preferência com sombra, pois o Sol deste dia 5 de Outubro, estava a revelar-se tão quente como de um qualquer dia de Verão!
A alegria e boa disposição estavam estampadas no rosto da Otília e da Lisete!
Início da procissão, com o nossa bandeira bem visível e o Sr. Diácono José Angélico, que levou o Evangeliário e fez a leitura do Evangelho.Início da procissão, com o nossa bandeira bem visível e o Sr. Diácono José Angélico, que levou o Evangeliário e fez a leitura do Evangelho.
Nossa Senhora de Fátima levada pela escadaria pirncipal, até junto do Filho, para se dar início à Celebração da Eucaristia.
  Entrega do Evangeliário.
No final da celebração da Eucaristia, de novo a bandeira da paróquia de  S. Pedro de Vilar do Paraíso, vem na procissão até à capelinha das aparições.
O tradicional adeus à virgem, sempre emotivo e carregado de lágrimas nos olhos de muitos peregrinos.
Depois do almoço e convívio, foi o regresso às 15h30, à capelinha, para preparação da recitação do terço do rosário.
 16h00, início da recitação do terço pelo Rev. Pe. Zé Manel e Srs. Diacónos: José Angélico e Celestino Gomes
No primeiro mistério: a presença cheia de ternura das crianças, como simbolos dos pastorinhos e de todas as crianças que confiamos à protecção da Mãe.
No segundo mistério: alguns jovens que fazem parte do grupo que está em final de caminhada de preparação para o Sacramento da Confirmação (Crisma). Com eles, pedimos a Nossa Senhora que tome sob a sua protecção todos os jovens do mundo, para que com Ela possam encontrar o caminho para Jesus Cristo.
Terceiro mistério: a família, bem inestimável da sociedade. Sem família, não pode haver descendência nem humanidade, por isso a família deve ser protegida, amada, amparada e valorizada. Com esta jovem família rezamos a Maria, Mãe de infinita ternura, para que nas famílias não falte o amor nem o pão nosso de cada dia. 
No quarto mistério: com dois dos nossos paroquianos mais velhinhos, recordamos o Ano do - Envelhecimento Activo e da Solidariedade entre as Gerações - e rezamos para que os mais novos sejam generosos com os mais velhos, os  acarinhei, visitem e valorizem todo o seu saber.

 Um grande número de peregrinos esteve presente na capelinha, em oração e reflexão.
O coro que animou este momento de oração.
No quinto mistério: rezamos por todos os grupos paroquiais e pedimos a Nossa Senhora, mais fé para uma vivência verdadeiramente cristã.
Que Maria, Mãe de Deus e nossa Mãe, Senhora da Anunciação e da Saudação, vele por nós, nos molde no seu jeito maternal e evangelizador, e abençoe os nossos trabalhos e propósitos.
Senhora da Anunciação,
que corres ligeira sobre os montes,
vela por nós,
fica à nossa beira.
É bom ter a esperança como companheira.
Contigo rezamos ao Senhor:
Dá-nos, Senhor,
um coração sensível e fraterno,
capaz de escutar
e de recomeçar.
 Mantém-nos reunidos, Senhor,
à volta do pão e da palavra.
Ajuda-nos a discernir
os rumos a seguir
nos caminhos sinuosos deste tempo,
por Ti semeado e por Ti redimido.
Ensina-nos a tornar a tua Igreja toda missionária,
e a fazer de cada paróquia,
que é a Igreja a residir no meio das casas dos teus filhos e filhas,
uma Casa grande, aberta e feliz,
átrio de fraternidade,
de onde se possa sempre ver o céu,
e o céu nos possa sempre ver a nós.