quinta-feira, 31 de março de 2011

Confissão tem efeitos terapêuticos

A Confissão, nome pelo qual é conhecido o sacramento católico da Penitência ou Reconciliação, tem efeitos terapêuticos e possibilita a recuperação da harmonia, considera o padre e psicólogo João de Deus Costa Jorge.
A posição foi defendida na conferência "Reconciliação e terapia – Aspectos psicológicos", realizada na passada quinta-feira em Valadares, Seminário da Boa Nova, Vila Nova de Gaia. O professor da Universidade Católica Portuguesa defendeu que a prática do sacramento tem diminuído devido à perda de consciência e de sentido do pecado, além da resistência do ser humano para reconhecer as suas fraquezas. Costa Jorge, pertencente à congregação católica dos Sacerdotes do Coração de Jesus (Dehonianos), denunciou igualmente a falta de disponibilidade dos padres para o sacramento e as “apressadas” confissões em massa realizadas durante a Quaresma e Advento.O orador classificou o perdão como a experiência “máxima” da pessoa e sublinhou que a fase final do processo de reconciliação, que consiste na transformação do mal em ocasião de bem, ultrapassa as teorias e práticas psicológicas.


quarta-feira, 30 de março de 2011

Fim-de-Semana Missionário: Convite à Catequese


FIM-DE-SEMANA MISSIONÁRIO NA PARÓQUIA

Com os Padres e leigos missionários da SMBN
e com a organização do nosso Grupo Missionário Paroquial


Sexta, Sábado e Domingo - 1, 2 e 3 de Abril
PROGRAMA

ADORAÇÃO - Sexta, dia 1, das 19h30 às 20h30,
presidida pelo P. Francisco Jesus

CATEQUESE MISSIONÁRIA, com P. Francisco e leigos Boa Nova
Sábado, às 14h30, na Capela de S. Martinho
catequese da Infância, do 1º ao 6º ano
Sábado, às 16h00, no Centro Paroquial
catequese da Adolescência, do 7º ao 10º

SESSÃO DE ANIMAÇÃO MISSIONÁRIA 
Para todos os paroquianos
Sábado, às 21h30, no Centro Paroquial

Domingo: Animação Missionária das Missas Dominicais

12h30 - Almoço partilhado para todos no Centro Paroquial
Com convívio, animação e partilha missionária
Paróquia oferece uma sopa quente a todos

 
Vamos partilhar o valor do peditório das missas dominicais para as actividades missionárias da SMBN

CONTAMOS COM A COLABORAÇÃO DE TODOS!

terça-feira, 29 de março de 2011

Portugal também precisa de um "Átrio dos Gentios"

O responsável pela relação da Igreja católica com a cultura, padre José Tolentino Mendonça, considera que Portugal também precisa de um “Átrio dos Gentios”, designação dada ao novo organismo do Vaticano para o diálogo com os não crentes.
«É necessário introduzir a dinâmica do projecto nas dinâmicas das dioceses, movimentos e realidades eclesiais, porque ele constitui um desafio urgente de abertura e diálogo», afirmou em declarações à Agência Ecclesia.


segunda-feira, 28 de março de 2011

A PALAVRA
(Jo 4,5-42)

Respondeu-lhe a Samaritana: “Como é que Tu, sendo judeu, me pedes de beber, sendo eu samaritana?”. De facto, os judeus não se dão com os samaritanos.
A samaritana aponta uma desculpa para atender o pedido de Jesus e, consequentemente, uma desculpa para que não se dê o encontro entre eles: recorda a Jesus que ele é judeu e ela samaritana, ou seja, ‘inimigos’ de longa data, por causa das divergências históricas e religiosas.

MEDITAÇÃO
Tal como a samaritana, também eu sou capaz de “inventar” desculpas para evitar o encontro, uma vez que os encontros me “obrigam” a sair de mim mesmo/a e a prestar atenção ao outro. Que desculpas são as que dou para não me encontrar com Jesus, com os outros e comigo mesmo/a? A falta de tempo, o cansaço, o desconhecimento, o medo, a insegurança, a avareza, as diferenças (culturais, económicas, religiosas)?

ORAÇÃO
Agradeço-te, Senhor, por tomares a iniciativa de te encontrares comigo. Nem sempre sou digno/a. E, no entanto, não me evitas. Já eu não posso dizer o mesmo. Há ocasiões em que não te acolho e apresento as minhas desculpas esfarrapadas. Peço perdão por deitar a perder estes momentos de encontro. Peço perdão por também não me encontrar com os outros e comigo mesmo/a.

ACÇÃO
Ao longo do dia, nas situações que se propiciarem, procuro favorecer o encontro com os outros e permitir que eles me desinstalem. Faço isto, sabendo que estou a encontrar-me com Jesus. E por isso, ponho toda a minha atenção e afecto.
Igreja abriu "Pátio dos Gentios"

A Igreja católica inaugurou quinta-feira, 24 de Março, em Paris, o encontro internacional do “Pátio dos Gentios”, nova estrutura para o diálogo com não crentes.

Na abertura dos trabalhos, que decorreram na sede da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco), o cardeal italiano Gianfranco Ravasi destacou que a iniciativa quer «derrubar» muros. Os católicos querem convidar os não crentes a «iniciar uma viagem» conjunta, em busca da «verdade», do «sentido da existência» e da «comunhão», afirmou o presidente do Conselho Pontifício da Cultura. O nome “Pátio dos Gentios” (Il Cortile dei gentili) evoca o espaço homónimo que, no antigo Templo de Jerusalém, hospedava os não judeus.


http://www.snpcultura.org/igreja_abriu_patio_dos_gentios.html

domingo, 27 de março de 2011

sábado, 26 de março de 2011

III DOMINGO DA QUARESMA - Ano A  

«Dá-me de beber»
Jo 4,5-42

No encontro com a samaritana Jesus oferece a água viva que permanece. Que transforma. A água que é vida. No encontro de Jesus com cada um de nós, somos chamados a partilhar uma vida nova, a transformar o nosso interior para a identidade plena com Ele. Porque Ele é o Messias, Senhor. Ele é a fonte do nosso existir e da nossa fé. O sentido do nosso sentido. Estaremos dispostos, também nós a beber da sua água de compromisso e vida nova?


Pe. David Teixeira, sdb

sexta-feira, 25 de março de 2011

ORAÇÃO
“Levantai-vos e não temais”. Duas coisas difíceis na nossa vida: levantarmo-nos de onde estamos instalados ou caídos e lançar fora o medo. Quantas vezes tentei levantar-me e voltei a cair!... Insistir em levantar-me? Tenho medo. Só com a Tua graça, com a Tua companhia, Senhor. Liberta-me desta cobardia que não me deixa ouvir a Tua voz. Essa voz que “faz novas todas as coisas”. Também pode renovar a minha vida sem sabor. E também afastar os meus medos em apostar em Ti e Te seguir. Eu sei que o Teu amor por mim não tem limites. E é a esse AMOR que eu me entrego, é nas Tuas mãos que deponho a minha vida. Senhor, que Te deixe ser o Deus que queres ser para mim.


Pe. Luciano Miguel, sdb

quinta-feira, 24 de março de 2011

ASSEMBLEIA PAROQUIAL - SECTOR PROFÉTICO
...


25 de Março, 21h30 - Centro Paroquial



Para que seja possível a constituição do Conselho Paroquial de Pastoral (CPP), é muito importante que todos os Sectores da Pastoral participem na eleição dos seus representantes. Amanhã, 25 de Março, é a vez do Sector Profético. Sendo esta uma eleição que se reveste de grande importância, contamos com presença de todos os catequistas. Não faltes!
EUCARISTIA COM A CATEQUESE
26 de Março, 16h00 na Capela de S. Martinho
ORAÇÃO



“Escutai-O”. Senhor, que eu Te escute para que a tua Palavra me transfigure, a fim de que possa ver-Te não só como companheiro mas sobretudo como meu Mestre e meu Deus; que Te escute para que possa entender a tua Paixão e a tua Morte por amor de mim; que Te escute pois tenho medo de perder-Te e trocar-Te por outros deuses; que Te escute para que o Teu amor me transforme e então possa compreender o muito que me amas e por isso não me queres perder. É que só o Teu amor é totalmente gratuito e só Tu és a fonte do todo o AMOR. Muito obrigado pelo Teu amor, Senhor.

Pe. Luciano Miguel, sdb
RECONCILIAÇÃO E TERAPIA
...




OBRIGADO, SENHOR!
Apesar das "teias" de dor e sofrimento que a vida tece à nossa volta, sejamos capazes de olhar para Ele, aceitar, rezar e agradecer.

Obrigado, Senhor, porque és meu amigo
Por que sempre comigo, Tu estás a cantar,
No perfume das flores, na harmonia das cores
E no mar que murmura Teu nome a rezar.
Escondido Tu estas, no verde das florestas,
Nos campos em festa, no sol a brilhar,
Na sombra que abriga, na brisa amiga,
E na fonte que corre, ligeira, a cantar.

Te agradeço ainda, por que na alegria,
E na dor de cada dia, eu Te posso encontrar.
Quando a dor me consome, murmuro o teu nome
E, mesmo sofrendo, eu posso cantar:
Obrigado, Senhor, Obrigado, Senhor!
Obrigado, Senhor, Obrigado, Senhor!


Para a nossa amiga Deolinda Marinho, com um abraço de afecto e amizade de toda a catequese.

quarta-feira, 23 de março de 2011

P A L A V R A
Mt 17,1-9



Pedro disse a Jesus: «Senhor, como é bom estarmos aqui! Se quiseres, farei aqui três tendas: uma para Ti, outra para Moisés a outra para Elias».

MEDITAÇÃO
Todos nós temos também alguns momentos que parecem de felicidade total. E porque são agradáveis, procuramos perpetuá-los. Mas a felicidade nesta terra é fugaz, fugidia. Como a nossa vida avança sempre, com mais momentos de paixão do que nós gostaríamos. Para desfrutarmos de autênticos momentos de felicidade, para vermos a Jesus transfigurado, temos de O seguir no dia-a-dia, mesmo sem subirmos ao Tabor. Aceito seguir este Jesus que nem sempre se me manifesta glorioso, antes pelo contrário, O sinto caluniado, perseguido, martirizado e ridicularizado em mim mesmo e nos outros? Queixo-me de não passar a vida sempre em momentos de Tabor?


ORAÇÃO
Olhar e ver-Te glorioso, triunfante, Senhor, é agradável, maravilhoso. Mais, é tão tentador que, contemplando-Te ressuscitado e vitorioso, desejemos instalar-nos ao Teu lado, nas nossas tendas, nas nossas vivendas, nos nossos negócios, nos nossos bons cargos…E até nas nossas Eucaristias descomprometidas. Tu já estás na Glória, Ressuscitado, já não nos pedes nada, já não nos exiges sacrifícios. Que bom é estar assim, quão fácil é seguir-Te desta maneira. Senhor que eu não me deixe instalar no comodismo, que eu não me esqueça que à Glória precede a Paixão, que tenho de Te seguir com a minha cruz atrás de Ti com a Tua Cruz, obedecendo à vontade do Pai. Momento a momento, dia a dia, até que Tu me chames para a Glória que não tem fim.

ACÇÃO
Procurei hoje olhar bem para as duas realidades que podem viver as pessoas com as quais me cruzar: a alegria ou o sofrimento, a companhia ou a solidão, os êxitos ou os fracassos, a sua crença em Deus ou o seu materialismo ateu. Esforçar-me-ei por partilhar a sua vivência.

Lectio Divina
CANTO PARA A LITURGIA
Formação


Em boa hora o Secretariado Diocesano da Liturgia voltou a programar para toda a diocese encontros de formação (canto para a liturgia) para directores de coros, coralistas e salmistas.
Esta formação decorreu na Casa diocesana de Vilar, nos sábados 19 e 26 de Fevereiro. A nossa Paróquia não quis deixar de aproveitar esta excelente oportunidade e ali estiveram elementos dos vários grupos corais.

Todos fizeram uma apreciação muito positiva destes encontros, pela aprendizagem que daí resultou e do conhecimento de novas técnicas e formas de cantar, que se vão certamente traduzir num contributo valioso para melhorar a qualidade dos coros.

De salientar ainda o convívio que também se proporcionou dando alegria e boa disposição aos participantes!





Agradecimentos à Cármen e Guida (Grupo Coral de S. Caetano) pela colaboração e envio das fotografias.

terça-feira, 22 de março de 2011

ORAÇÃO

Senhor, quantas vezes ponho em dúvida que Tu sejas mesmo o nosso Deus, o Messias enviado. O Teu silêncio perante terríveis injustiças e sofrimentos desumanos provocados por criaturas tuas, quase deitam por terra a minha fé. Que eu não precise, Senhor, da presença nem de Moisés nem de Elias para Te reconhecer como meu Deus e meu Salvador, para apostar em Ti, mesmo nos momentos mais escuros. Sei, Senhor – porque Tu no-lo disseste - que nos amas, que mesmo no silêncio Tu estás presente e não nos abandonas. Que eu sinta a Tua presença, me alegre com ela e a veja como a minha maior força.

Pe. Luciano Miguel, sdb

segunda-feira, 21 de março de 2011

SER VOLUNTÁRIO SER SOLIDÁRIO



A chamada «Semana Caritas» vai decorrer, este ano, de 21 a 27 de Março, tendo como tema de reflexão «Ser Voluntário, Ser Solidário».
A iniciativa conta com conferências de sensibilização para a causa do voluntariado e um peditório público, de recolha de fundos para as várias Caritas diocesanas, que vai levar 2900 pessoas às ruas de Portugal.

No Ano Europeu do Voluntariado, a Caritas quer “sensibilizar a população para a prática da solidariedade”, mostrando que, nesta área, “os portugueses podem fazer a diferença face a três quartos da população europeia que não participam em qualquer acção de solidariedade”.

domingo, 20 de março de 2011

É POSSIVEL A TRANSFIGURAÇÃO


Jesus sempre teve gosto pelos sítios altos e pelos locais desertos. O monte Tabor proporciona tanto um como outro e Jesus sobe ao monte com os seus discípulos mais próximos, aqueles que o acompanharam nos momentos decisivos. Jesus não sobe para alcançar Deus, mas para que o Pai o alcance, para se deixar encontrar pela história do seu povo e confirmar a sua vocação/missão. É aqui que acontece a transfiguração, quando te deixas encontrar por Deus e Ele confirma o seu amor. Haverá maior alegria do que se saber amado, infinitamente amado? O amor vence o medo.

SDEC-PORTO

sábado, 19 de março de 2011

II DOMINGO DA QUARESMA - Ano A


«O seu rosto ficou resplandecente como o sol»

Mt 17, 1-9


A Transfiguração é a revelação antecipada de Cristo glorioso, como a sua Ressurreição, no fim da Quaresma, O há-de manifestar. Em Cristo transfigurado se antevê, desde já, a vida e a imortalidade a que somos chamados, reconhecemos a glória do Filho de Deus que se há-de revelar em nós próprios e tomamos coragem para subirmos, ao longo da Quaresma, até à transfiguração pascal, que Deus dará a quem escutar e seguir o seu Filho.

Secretariado Nacional da Liturgia

Imagem: Internet

CONCERTO ESPIRITUAL
Hoje, na Capela de S. Martinho, Concerto Espiritual. Neste dia em que festejamos a Solenidade de S. José e é simultâneamente o dia do pai, vem assistir a este concerto na companhia do teu pai, para juntos viverem este momento de grande beleza.
DIA DO PAI

19 de Março


P A I ! Pai nosso de todos os dias, Imagem e semelhança Daquele lá do céu. Um ser especial, um companheiro fiel... Fonte de amor, de esperança e de sabedoria! Tudo que sabemos e somos, aprendemos contigo. Ensinaste-nos dando exemplos, fazendo! Assim crescemos, fazendo e aprendendo, sempre vendo em ti um modelo, um amigo. De ti, trazemos no sangue e nos nomes, gotas e pedacinhos, verdadeiros símbolos de amor e de carinho, que se integraram à nossa vida, fazem parte do nosso ser. Ser pai é mais que missão, é exercício pleno do amor, através da entrega e da doação. É dar a própria vida, para que os filhos possam viver!
Pai, obrigado (a) pela VIDA
Fonte: Internet
DIA DE S. JOSÉ


Hoje, comemoramos o grande patrono da Igreja Universal, São José. Ninguém ignora que São José é o esposo de Nossa Senhora e pai adoptivo de Jesus. A Bíblia não fala muito dele. No entanto, o amor cristão faz de cada palavra do Evangelho de São Mateus um ensinamento novo para a vida. Eis alguns factos que sempre recordamos: A ordem dada a São José, de receber Maria como esposa. É o fim do Antigo Testamento e o começo do Novo. Ele é o patriarca, o grande pai. A fuga para o Egipto e a volta lembram a história de todo o povo de Israel – o Êxodo. Portanto, São José é o amigo do povo, dos pobres, dos pequeninos, dos perseguidos e dos sofredores. Da Bíblia, recebeu ele o título maior que ela costuma dar a alguém: Justo. São José era um homem “justo”. Tanto a Idade Média quanto os tempos modernos lembraram muito São José como modelo para o lar e, também, para o operário. A simplicidade e a fidelidade fizeram de São José o protector escolhido para Maria e para o próprio Jesus, bem como para todos nós.

S. José rogai por nós

Fonte: Internet

sexta-feira, 18 de março de 2011

Quaresma e Primavera no cristianismo



O padre e poeta madeirense Tolentino Mendonça afirmou que a relação entre o tempo da Quaresma, que a Igreja se encontra a celebrar, e o início da Primavera deve levar a um “florescimento” pessoal.
“O Homem não está condenado ao peso da sua sombra ou a um crepúsculo de cinismo e desistência. A história, atravessada pelo dinamismo do Reino de Deus, não se reduz a um monte de implacáveis cinzas. Estamos, sim, prometidos à Primavera”, assinala, no editorial da mais recente edição do semanário Agência ECCLESIA.


terça-feira, 15 de março de 2011

QUARESMA-T

Foi esta a proposta que os jovens do 10º ano de catequese acolheram para esta Quaresma de 2011.


E, por isso, com a preciosa colaboração dos pais, partiram rumo à Maia, no passado do dia 12 de Março, bem cedinho, pelas 7h30 da manhã, para vivenciar uma nova experiência, organizada pelo CJV-Missionários Combonianos.




Foi um dia excelente, onde a interacção com outros jovens, que nunca tinham visto, deixou um brilho no olhar e um cheirinho de amizade que se anuncia.



A equipa coordenada pelo Rev. Pe. Leonel Claro fez um óptimo trabalho, onde a música foi, sem dúvida, um grande elo de dinamização, participação, alegria e união entre todos.



A Eucaristia - celebrada de forma diferente do habitual - onde, para além da apresentação do trabalho que cada grupo fez, de acordo com o tema que lhe foi dado, se partilhou também a experiência vivida e que ficará, certamente, como marca bonita e inesquecível.

Em síntese, feita na Eucaristia, os jovens elegeram como momentos que mais os tocaram: a oração, a música, o trabalho em conjunto, a partilha e o convívio.

Que esta caminhada Quaresmal fortaleça o coração de cada um, e nela se possam concretizar os objectivos que foram propostos.

Perdoa-t, Encontra-t, Liberta-t, Reza-t e Partilha-t, e estaremos assim preparados para a nova Páscoa.

sábado, 12 de março de 2011

I DOMINGO DA QUARESMA - ANO A
...
Jesus jejua durante quarenta dias e é tentado
Mt 4, 1-11


As tentações de Jesus resumem as tentações de todo o homem. Ao contrário de Adão, Jesus rejeita a tentação, fixando-Se no Pai e na sua palavra. Resistir ao mal, morrer para o pecado, firmando-se na palavra de Deus, é o primeiro passo para participar na Páscoa de Jesus. Quem deseja caminhar para a comunhão com Deus na Páscoa de Jesus, não pode deixar-se encantar, nesse caminho, com as tentações que o Inimigo lhe apresentará.
Secretariado Nacional da Liturgia

sexta-feira, 11 de março de 2011

EM TEMPO DE QUARESMA
A Palavra que Leva ao Silêncio
 Que os cristãos devem orar não é uma ideia nova. O repto verdadeiramente atual é que temos de recuperar um modo de oração profunda que nos encaminhará para a experiência da união, longe das distrações superficiais e da autocomiseração. As questões que hoje se levantam sempre ali existiram: Como é que oramos a este nível? Como aprenderemos a disciplina que isso implica? Como concentrar-nos a nós mesmos, de modo inteiramente natural, na mais profunda realidade da nossa fé? Como consumar a transição essencial da imaginação para a realidade, do conceptual para o concreto, do assentimento nocional para a experiência pessoal? Não basta abordarmos estas questões como problemas intelectuais. Elas são muito mais urgentes do que isso. São desafios à nossa existência e só podem ser respondidos com a nossa vida, e não mediante ideias.




http://www.snpcultura.org/vol_a_palavra_que_leva_ao_silencio.html
KUARESMA-T
ENCONTRO PARA JOVENS


O grupo de catequese do 10º. ano, depois de participar na Celebração das Cinzas, dá mais um passo na preparação da sua caminhada Quaresmal participando num retiro - sábado 12 de Março - com jovens de outras Paróquias, organizado pelos Missionários Combonianos na Maia, e que será orientado pelo Pe. Leonel Claro.

quinta-feira, 10 de março de 2011

QUARTA-FEIRA DE CINZAS
Pecamos, Senhor, tende compaixão de nós.


Na Capela de S. Martinho revestida de grande simplicidade e sobriedade, foi feita a nesta quarta-feira a Celebração da Eucaristia, com a imposição das cinzas.


Quase se dispensam palavras para descrever toda a riqueza da simbologia ali apresentada; onde encontramos Cristo já "escondido", tradição muita antiga, que tem vindo a ser recuperada, e bem, também na nossa paróquia. Depois, a lenha que dá lugar à cinza, lembrando a nossa condição humana efémera da qual apenas restará cinza.

A Cruz: uma da Pastoral Familiar pendurada na parede, outra no meio da Assembleia, símbolo do Pároco junto do seu povo, outra que foi trazida na procissão de entrada e muitas outras que ao longo de toda a Quaresma os diversos grupos vão preparar, será o símbolo que nos acompanhará nesta caminhada de onde vai florescer a VIDA!
A Palavra que nos interpela:
Se hoje ouvirdes a voz do Senhor, não fecheis os vossos corações.

Bênção das cinzas:
feita depois da homilia.

Imposição das cinzas:
Arrependei-vos e acreditai no Evangelho (Mc 1, 15).


Alimentados e confortadas pelo Pão Eucarístico e abençoados pela infinita misericórdia de Deus, iniciamos a nossa caminhada da Quaresma. Somos pecadores que procuram a redenção pela penitência e pela caridade. Que Deus nos afaste do caminho do mal para que livres do pecado nos preparemos dignamente para celebrar a paixão de Cristo.