segunda-feira, 30 de novembro de 2009

LAUSPERENE

Sábado, 28 de Novembro, na Capela de S. Martinho, todos os grupos paroquias foram chamados a orar e louvar o Santíssimo Sacramento, durante 7 horas contínuas, terminando com a Eucaristia e Bênção. Foi, sem dúvida, uma maneira muito bonita de iniciarmos o novo ano litúrgico, rezar pelos sacerdotes - neste ano que lhes é dedicado - e entrarmos na Missão Diocesana 2010.



ORAÇÃO

Senhor Jesus Cristo, 
que sois perene fonte de vida em abundância, 
intensificai nas nossas comunidades 
a celebração permanente da vossa presença 
e a irradiação constante do Evangelho, 
renovando-as pelo apelo e prática da Missão 2010!

domingo, 29 de novembro de 2009

I Domingo de Advento - Ano C

«A vossa libertação está próxima... vigiai e orai em todo o tempo»

O Advento é todo orientado para o Natal. Este tempo forte não tem razão de ser senão como período propício para nos abrirmos ao dom da Encarnação de Deus, e de dentro de nós sai o desejo expresso de toda a Igreja «Vem, Senhor, Jesus». Assim como virá no fim dos tempos, o Emanuel, Deus-connosco, mais uma vez vem para encarnar no nosso hoje. Cada um deve preparar-se para a Sua vinda, acolher os sinais, encaminhar-se para um encontro que terá de viver dentro de si.
Pe. Tarcízio Morais, sdb

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

ÀS PORTAS DO NATAL

“A felicidade está mais em dar do que em receber”
(Act 20,35).
Queridos catequizandos: Vamos entrar na 1ª semana do advento e por excelência, desde este período até ao Natal, há nas pessoas um maior sentido de partilha. Por isso, vamos todos participar na *campanha de alimentos para famílias carenciadas da nossa Paróquia*, que é feita em colaboração com os escuteiros e a conferência vicentina. Sábado, dia 28 de Novembro, entre as 16h00 e as 18h00, será feita a recolha das ofertas. Podes deixar a tua no Centro Paroquial, na Sede dos Escuteiros ou entregar aos catequistas.
*Pede-se*: bolachas, arroz, açúcar, óleo, azeite, etc. Se todos ajudarem, muitas famílias da nossa comunidade terão ter um Natal mais saboroso.
Virginia

domingo, 22 de novembro de 2009

Jesus Cristo Rei do Universo


Esta festa solene de “Cristo Rei e Senhor do Universo” culmina o ano litúrgico e termina o itinerário espiritual e de fé que fomos fazendo ao longo do ano. O longo caminho iniciado com o Advento do ano passado, encontra o seu ponto final nesta festa, neste encontro com Cristo, Rei e Senhor das nossas vidas. É preciso que Cristo reine em cada um de nós. Que o seu Reino seja proclamado e construído por todos os cristãos. Que a sua verdade permaneça. Sabemos que o Reino de Cristo já começou com a sua vinda, já que Ele mesmo o veio anunciar e iniciar. Jesus inaugurou o novo Reino, que «não é deste mundo» (Jn 18, 36), e realizou-o plenamente com a sua morte e resurreição. Alcançará o seu fim e grandeza quando em definitivo reinar no nosso coração de forma incondicional, vencidos os reinos deste mundo. Para ser Rei e Senhor de todo o nosso ser.

Pe. Tarcízio Morais, sdb

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

UM CONVITE AOS JOVENS

Que é também uma proposta a anunciar na alegria o Deus que veio e que vem. Contrariamente ao prazer que tende a centrar-se em nós próprios, a alegria vive-se na partilha e não pode guardar-se egoisticamente. Na sua plenitude a alegria é dom de Deus àquele que vive no amor(...)
A Mensagem 399


Vem, vamos embora que esperar não é saber. Quem sabe faz a hora, não espera acontecer.

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Vocação Missionária

Ainda ressoam no nosso coração os ecos do Outubro Missionário, em que vivemos o ponto mais alto no passado dia 28, na Capela de S. Martinho, encerrando este tempo em Vigília, com Exposição, Adoração e Bênção do Santíssimo Sacramento.

Bendito Seja Deus.

Bendito o Seu santo Nome.
Bendito Jesus Cristo, Verdadeiro Deus e
Verdadeiro Homem.
Bendito a Nome de Jesus.
Bendito o Seu sacratíssimo Coração.
Bendito a Seu preciosíssimo Sangue.
Bendito Jesus no Santíssimo Sacramento do altar.
Bendito o Espírito Santo Paráclito.
Bendito a Excelsa Mãe de Deus, Maria Santíssima,
Bendito a sua Santa e Imaculada Conceição.
Bendita a sua gloriosa Assunção.
Bendito o nome de Maria, Virgem Mãe.
Bendito S. José, seu castíssimo esposo.
Bendito Deus, nos seus Anjos e nos seus Santos.

No final escutamos os belíssimos testemunhos de dois missionários da SMBN, por coincidência com mesmo nome - Francisco - que nos transmitiram a alegria de ser Missionário em qualquer parte do mundo.

O primeiro testemunho: foi dado pelo Rev. Pe. Francisco Maior Sequeira, que na jovialidade dos seus 54 anos de sacerdócio, nos falou da sua vocação e de como os pais o ajudaram a discernir e a prosseguir essa caminhada. Falou depois da sua missão em Moçambique e Brasil, e na alegria de ser formador de padres e catequistas, mas a missão maior e sem dúvida a mais gratificante foi a de levar o Evangelho onde nunca tinha chegado, dizendo que: “apesar das dificuldades os missionários têm conseguido dar um bom testemunho e essa é a maior felicidade”. Fez ainda questão de lembrar a todos os pais, que como cristãos, não podem encarar a vocação de ser sacerdote, boa… “ mas para os filhos dos outros”! Devem por isso encorajar os filhos a descobrir que: “ser padre é estar ao serviço de Deus, é estar livre e ser generoso”. A terminar o Pe. Francisco exortou todos os presentes a serem missionários porque: “essa é a condição de sermos Baptizados, Crismados e sermos Igreja”!
O segundo testemunho: do Rev. Pe. Francisco de Jesus, muito mais jovem, Ordenado Sacerdote em 2007, na Sé do Porto, que com os acordes da sua viola e a bonita voz que Deus lhe deu, levou, a que os fiéis o acompanhassem com muita alegria em todos os cânticos da Celebração. O Pe. Francisco de Jesus, recordou que após a morte do pai, levado pela tristeza e angústia de uma perda tão imensa, não se revoltou, mas questionou: “O que é a vida? Para quê viver? Faz sentido a vida como a vivo”? Foi a partir destas interrogações e, apesar de algumas vezes ter dito na escola que não seria padre, que as dúvidas foram sendo cada vez mais. O Pe. Francisco, realçou o importante papel de sua mãe, na descoberta e afirmação da sua vocação e de várias pessoas que lhe foram indicando o caminho e apoiando a sua decisão. Hoje, na alegria de ser missionário, lembra: que a maior lição, lhe foi dada pela vivência verdadeiramente cristã de comunidades que nada têm mas que tudo partilham com alegria e fraternidade.



Em primeiro lugar, ser missionário é ser enviado. O missionário é enviado por alguém e em nome de alguém, pois ninguém se envia a si próprio. Jesus Cristo foi o primeiro enviado em missão. Enviado pelo Pai para ser a luz do mundo, veio não para condenar o mundo mas para o salvar (Jo 12, 47)

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Á DESCOBERTA DE VOCAÇÕES

VI Fórum Nacional das Vocações
juntou responsáveis e especialistas em Fátima

Subordinado ao tema «Ide e Anunciai o Evangelho da Vocação», este Fórum realizou-se, em Fátima, de 30 a 31 de Outubro. Isabel Azevedo, Secretariado da Catequese do Porto alertou para a necessidade do “olhar multifocal” na catequese. Em relação ao catequista, a oradora pede-lhes que “sejam mediadores de relações humanas” e que transmitam “uma narrativa do amor de Deus”.
A finalidade da catequese “é colocar as pessoas em comunhão com Jesus Cristo e orientar para a vida na fé”. Para concretizar esta missão, Isabel Azevedo realça que este deve “ter formação específica para o seu ministério”. Se tal não acontecer, a catequese pode ficar aquém das expectativas”.