quinta-feira, 31 de outubro de 2019

TERMINA O OUTUBRO MISSIONÁRIO

31 – Quinta: Dia mundial das cidades; Santo Afonso Rodrigues

Concede-nos, Pai, que a vivência deste mês missionário especial nos faça sentir «que somos chamados por vocação a sermos universais e responsáveis por todo o mundo», pois a Igreja de Cristo, em missão no mundo, mostra como «todos somos batizados e enviados.»

SOLENIDADE DE TODOS OS SANTOS

SALMO RESPONSORIAL Salmo 23 (24), 1-2.3-4ab.5-6 (R. cf. 6)
Refrão: Esta é a geração dos que procuram a vossa face, Senhor.

Do Senhor é a terra e o que nela existe,
o mundo e quantos nele habitam.
Ele a fundou sobre os mares
e a consolidou sobre as águas.

Quem poderá subir à montanha do Senhor?
Quem habitará no seu santuário?
O que tem as mãos inocentes e o coração puro,
o que não invocou o seu nome em vão.

Este será abençoado pelo Senhor
e recompensado por Deus, seu Salvador.
Esta é a geração dos que O procuram,

QUINTA-FEIRA DA SEMANA XXX DO TEMPO COMUM

EVANGELHO Lc 13, 31-35
«Não é possível que um profeta morra fora de Jerusalém»
(...)
Rezar a Palavra
Jesus, leva-me contigo no caminho para Jerusalém. Tu caminhas para a morte com as mãos abertas para todos os que sofrem, doentes e possessos. Tu olhas para mim, enfermo da minha incapacidade de seguir-te. Por mim mesmo não sou capaz de uma decisão firme e constante. Sê tu, Senhor, a vir ao meu encontro e a conduzir-me pela mão até à cruz redentora em que te entregas por mim. Faz-me desejar participar contigo na morte para que vencendo o mundo, possa contigo experimentar uma vida nova.

Compromisso
Quero valorizar em mim o mistério da cruz de Jesus e participar da sua entrega redentora.

quarta-feira, 30 de outubro de 2019

SOLENIDADE DE TODOS OS SANTOS

«Alegrai-vos e exultai,
porque é grande nos Céus a vossa recompensa» 
Mt 5, 1-12a

EVANGELHO Lc 13, 22-30

«Virão muitos do Oriente e do Ocidente e sentar-se-ão à mesa no reino de Deus»

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas

Naquele tempo, Jesus dirigia-Se para Jerusalém e ensinava nas cidades e aldeias por onde passava. Alguém Lhe perguntou: «Senhor, são poucos os que se salvam?». Ele respondeu: «Esforçai-vos por entrar pela porta estreita, porque Eu vos digo que muitos tentarão entrar sem o conseguir. Uma vez que o dono da casa se levante e feche a porta, vós ficareis fora e batereis à porta, dizendo: ‘Abre-nos, senhor’; mas ele responder-vos-á: ‘Não sei donde sois’. Então começareis a dizer: ‘Comemos e bebemos contigo e tu ensinaste nas nossas praças’. Mas ele responderá: ‘Repito que não sei donde sois. Afastai-vos de mim, todos os que praticais a iniquidade’. Aí haverá choro e ranger de dentes, quando virdes no reino de Deus Abraão, Isaac e Jacob e todos os Profetas, e vós a serdes postos fora. Virão muitos do Oriente e do Ocidente, do Norte e do Sul, e sentar-se-ão à mesa no reino de Deus. Há últimos que serão dos primeiros e primeiros que serão dos últimos».

Palavra da salvação.

QUARTA-FEIRA DA SEMANA XXX DO TEMPO COMUM

LEITURA I ROM 8, 26-30
Irmãos: O Espírito Santo vem em auxílio da nossa fraqueza, porque não sabemos o que pedir nas nossas orações; mas o próprio Espírito intercede por nós com gemidos inefáveis. E Aquele que vê no íntimo dos corações conhece as aspirações do Espírito, pois é em conformidade com Deus que o Espírito intercede pelos cristãos. Além disso, nós sabemos que Deus concorre em tudo para o bem daqueles que O amam, dos que são chamados, segundo o seu desígnio. Porque os que Ele de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que Ele seja o Primogénito de muitos irmãos. E àqueles que predestinou, também os chamou; àqueles que chamou, também os justificou; e àqueles que justificou, também os glorificou.
(...)
Rezar a Palavra
Vem Espírito de Deus e reza em mim, intercede por mim junto do Pai para discernir do caminho que faço em cada dia, nos gestos e ações, no pensamentos e nos desejos, nos sentimento e nos afetos para acolher o dom da vida que me é prometido. 

Compromisso
Escuto o Espírito a rezar em mim e deixo-me conduzir por ele.

INFÂNCIA MISSIONÁRIA

ORAÇÃO

terça-feira, 29 de outubro de 2019

TERÇA-FEIRA DA SEMANA XXX DO TEMPO COMUM

EVANGELHO: LC 13, 18-21
Naquele tempo, disse Jesus: «A que é semelhante o reino de Deus, a que hei-de compará-lo? É semelhante ao grão de mostarda que um homem tomou e lançou na sua horta. Cresceu, tornou-se árvore e as aves do céu vieram abrigar-se nos seus ramos». Jesus disse ainda: «A que hei-de comparar o reino de Deus? É semelhante ao fermento que uma mulher tomou e misturou em três medidas de farinha, até ficar tudo levedado».
(...)
Rezar a Palavra
Senhor, sabes que eu quero que tudo aconteça depressa, que tudo se veja e apareça em grande. Sabes que me custa esperar e me atormenta o silêncio porque não sei o que vai acontecer, se vai germinar ou não, se vai dar fruto ou não. Tenho tanto medo que não aconteça nada e tenha sido em vão o esforço empregado. Creio que tudo tem que acontecer por mim, pela minha acção, com a minha decisão. Só tu podes serenar o meu espírito aventureiro que não me deixa esperar no silêncio da noite, no silêncio da massa, no silêncio da terra que faz germinar a semente do teu Reino no coração dos homens. Ensina-me o silêncio da semente.

Compromisso
Sei que a oração é o lugar do silêncio mas nem sempre dedico tempo à oração. Vou programar um tempo novo de oração, com mais decisão e com melhor proveito para acolher Deus no silêncio do meu coração.

ÉTICA/RELIGIÃO

Católicos, judeus e muçulmanos unidos em declaração contra a eutanásia

O Vaticano acolheu hoje a cerimónia de assinatura de uma declaração conjunta de católicos, judeus e muçulmanos contra a eutanásia e o suicídio medicamente assistido, apelando à sua proibição, “sem exceções”.

Os representantes das religiões monoteístas abraâmicas manifestam a sua oposição “todas as formas de eutanásia”, consideradas como ações “completamente em contradição com o valor da vida humana” e “erradas do ponto de vista moral e religioso”.

O texto, divulgado pela Santa Sé, considera que a sociedade deve garantir “que o desejo do paciente de não ser um fardo do ponto de vista financeiro” não o leve a escolher a morte, “em vez de querer receber os cuidados e o apoio que lhe permitam viver o tempo que lhe resta em conforto e tranquilidade ”.

O Papa Francisco encontrou-se, em audiência privada, com os signatários da “Declaração Conjunta das Religiões Monoteístas Abraâmicas sobre Questões do Fim de Vida”.

O texto assinado esta manhã procura “apresentar a posição das religiões monoteístas abraâmicas em relação aos valores e práticas relevantes para os doentes terminais, em benefício de pacientes, familiares, profissionais de saúde e líderes políticos”.

Os representantes das três religiões admitem que a sobrevivência prolongada é “frequentemente acompanhada de sofrimento e dor devido a disfunções orgânicas, mentais e emocionais”, envolvendo questões que são de ordem “religiosa, social, ética, legal e cultural”.

O documento apela à promoção dos cuidados paliativos, em várias dimensões: física, emocional, social, religiosa e espiritual.

O setor relativamente novo dos cuidados paliativos fez grandes progressos e é capaz de oferecer apoio completo e eficaz aos pacientes em fase terminal e às suas famílias. Portanto, apoiamos os cuidados paliativos para o doente e a sua família, na fase final da vida”.

segunda-feira, 28 de outubro de 2019

INFÂNCIA MISSIONÁRIA DE AVEIRO

A Infância Missionária da Diocese de Aveiro peregrinou a Roma e ao Vaticano “com espírito e alegria missionária”, com crianças, famílias e animadores, numa “vivência de fé, de amizade e de encontro”, durante três dias.

“São momentos que fortalecem o caminho e animam a continuar a acreditar que é possível ser discípulo missionário aqui, ali, acolá… e até do outro lado do mundo! Com o Papa Francisco queremos assumir o compromisso de ser mais e melhor missão nesta terra dando a conhecer Jesus pela Palavra e pelo nosso testemunho”, informa o Secretariado Diocesano de Ação Missionária de Aveiro (SDAM).
(...)
“Todos temos uma parte de nós em Roma”, realçou o Martim, uma criança do grupo Infância Missionária da Paróquia de Nossa Senhora de Fátima.

Da mesma paróquia, a adolescente Raquel afirmou que a viagem “foi tão emocionante” que a “motivou ainda mais a continuar no caminho da Missão”.

OUTUBRO MISSIONÁRIO

28 – Segunda: S. Simão e S. Judas, Apóstolos

Que o Teu Espírito, Senhor, nos faça compreender que todos os batizados são mensageiros do Reino, pois «a missão renova a Igreja, revigora a fé e dá novo entusiasmo. É dando a fé que ela se fortalece».

INFÂNCIA MISSIONÁRIA: Liturgia e Notícias

Com Jesus sou mais feliz...
Hoje vamos ajudar todos a serem pessoas melhores, mais alegres, mais felizes. Temos de fazer muitas coisas? Façamos pequenas coisas: ajudar a pôr a mesa lá em casa, ou a colocar o lixo no caixote do lixo, ou a arrumar o meu quarto e ajudar a arrumar o quarto do meu irmão ou irmã mais pequenos.
Em PDF para imprimir ou ver melhor https://app.box.com/s/2ja5akz2tfcnjc6awgyo1snuxe8xb374

INFÂNCIA MISSIONÁRIA

Na Eucaristia das 9h30, na Capela de São Caetano, a IM assinalou o Encerramento do Ano Missionário e apresentou o lema para o novo que é PARTILHAR.
No início da celebração, em procissão, os meninos levaram a Vela que em todos os centros representou o Ano Missionário.
A Bíblia, porque só com a Palavra de Deus é que a missão se enraíza, cresce e fortalece nos 5 continentes e por isso levava dentro 5 corações.
E, por último, uma pagela com a oração de Consagração da Igreja em Portugal ao Sagrado Coração de Jesus, que os bispos fizeram em Fátima, e que dando sentido ao lema do ano, no final da missa foi partilhada/oferecida a quem desejou.
Em momento de Acção de Graças, um dos meninos leu a oração da IM e com a ajuda do coro cantaram "um coração bonito" enquanto levantavam os corações que tinham levado no início na Bíblia.
Depois da Eucaristia seguiu-se um pequeno encontro para delinear os próximos encontros e conviver.
A Infância Missionária continua aberta a todos as crianças que desejem participar, evangelizar e serem pequenos missionários.

domingo, 27 de outubro de 2019

REZAR E EVANGELIZAR É A MANEIRA DE SER DA IGREJA

(...)
A Palavra de Deus desce, desce, desce,
Atravessa as nuvens,
Como chuva miudinha,
Cai num pedaço de chão,
Ou num pobre coração,
E adormece
Como o crescente
No ventre da farinha,
E cresce, cresce, cresce,
Até voltar a Deus, sua nascente.

A oração do humilde é pobre e pura,
Mas sobe, sobe, sobe,
Como um passarinho,
Atravessa as nuvens,
E deita-se de mansinho no coração de Deus,
Que presta atenção e cura
As nossas penas
Leves e escuras
E acaricia as nossas alegrias.

Atende, Senhor, as nossas preces de hoje
E de todos os dias.

D. António Couto

XXX DOMINGO DO TEMPO COMUM

A nossa vida de cada dia facilmente nos desgasta, se não pusermos amor em todos os nossos atos, mesmo nos mais simples e humildes. O egoísmo fecha-nos os olhos e nós só os abrimos para ver o que nos interessa. A vaidade faz-nos perder muito tempo com coisas fúteis e sem valor. O exagerado cuidado com as coisas terrenas pode levar-nos a esquecer os valores espirituais. O farisaísmo, infelizmente, continua vivo em nossos dias. É uma atitude religiosa que nos impede de ver quem nós somos e o que deturpa a nossa relação com Deus e com os irmãos. Uma falsa humildade é a forma mais refinada de ser orgulhoso…
Pe. Carlos Correia

JORNADAS NACIONAIS DE CATEQUISTAS PROPÕEM «CATEQUESE INOVADORA»

(...)
O evento começou esta sexta-feira, com a intervenção de D. António Moiteiro, presidente da Comissão Episcopal da Educação Cristã e Doutrina da Fé (CEECDF), o qual evocou a figura de monsenhor Amílcar do Amaral, homenageado na edição de 2019, apresentando-o como “a figura mais importante da catequese no século XX português”.

O bispo de Aveiro desafiou os presentes a refletir sobre os desafios que hoje se colocam a uma transmissão da fé que “pretende colocar catequistas e catequizandos a caminhar juntos, para o encontro com Jesus Cristo”.

O bispo de Aveiro indica que, numa sociedade secularizada, como a de hoje, o “fundamental é descobrir o essencial da vida cristã, que é a pessoa de Jesus”, fazendo com que a catequese seja mais “um encontro e não uma lição”.

SÍNODO ESPECIAL PARA A AMAZÓNIA

Igreja Católica assume-se como «aliada» na defesa da vida e da terra dos povos da Amazónia

O documento final do Sínodo especial para a Amazónia, aprovado hoje no Vaticano, apresenta a Igreja Católica como “aliada” dos povos indígenas na defesa da sua vida e da sua terra.

“A Igreja compromete-se a ser aliada dos povos amazónicos, para denunciar os atentados contra a vida das comunidades indígenas, os projetos que afetam o meio ambiente, a falta de demarcação dos seus territórios, bem como o modelo económico do desenvolvimento predatório e ecocida”, refere o texto, aprovado em todos os 120 números pela maioria requerida de dois terços de votos favoráveis.
(...)
Boa parte dos territórios indígenas estão desprovidos de proteção e os já demarcados estão a ser invadidos pelas frentes extrativistas, como a mineração e a extração florestal, pelos grandes projetos de infraestruturas, pelos cultivos ilícitos e os latifúndios que promovem o monocultivo e criação intensiva de gado”, alertam os padres sinodais.

O texto entregue ao Papa Francisco sustenta que a responsabilidade de demarcação e proteção da terra “é uma obrigação dos Estados nacionais e dos seus respetivos governos”.

sábado, 26 de outubro de 2019

MUDANÇA PARA A HORA DE INVERNO

Na madrugada de 27 de Outubro (domingo) acontece a mudança da hora para o regime Inverno, pelo que os relógios devem ser atrasados 60 minutos.
Se não quiser esperar pela madrugada atrase o seu relógio quando for dormir. O importante é que não se esqueça de mudar!

FOLHA DOMINICAL: informações e reflexões importantes para toda a comunidade

DOMINGO XXX DO TEMPO COMUM - Ano C

SALMO RESPONSORIAL Salmo 33 (34), 2-3.17-18.19.23 (R. 7a)
Refrão: O pobre clamou, o Senhor o ouviu.

A toda a hora bendirei o Senhor,
o seu louvor estará sempre na minha boca.
A minha alma gloria-se no Senhor:
escutem e alegrem-se os humildes. 

A face do Senhor volta-se contra os que fazem o mal,
para apagar da terra a sua memória.
Os justos clamaram e o Senhor os ouviu,
livrou-os de todas as angústias. 

O Senhor está perto dos que têm o coração atribulado
e salva os de ânimo abatido.
O Senhor defende a vida dos seus servos,
não serão castigados os que n’Ele confiam. 

sexta-feira, 25 de outubro de 2019

EUCARISTIA COM A CATEQUESE

No passado sábado, 19 de Outubro, na Capela de S. Martinho, foi celebrada a primeira Eucaristia com a Catequese deste novo ano catequético.
Neste dia, como vem sendo tradição, as crianças que pela primeira vez estão na catequese têm destaque especial e entraram em Procissão pelo mão dos adolescentes do 10º ano.
Como dinâmica de apresentação, cada criança trazia uma pequena folha com o seu nome escrito, e que após o dizer em voz alta junto do Celebrante, o Sr. Pe. Carlos, colocou a folha na árvore que estava junto do altar.
 A celebração foi simples pois, na verdade, bastava escutar a liturgia com atenção, e nela meditar para se aferir de toda a sua riqueza: “A palavra de Deus é viva e eficaz, pode discernir os pensamentos e intenções do coração.” Hebr 4, 12
Em momento de Acção de Graças foi rezada a oração proposta pela Diocese para este Ano Pastoral:
Deus, Pai Santo, 
Tu amas todos os Teus filhos,
com amor eterno e sempre fiel.
Cuida com amor do Teu Povo, 
como o agricultor da sua vinha eleita.
Que a Tua Palavra nos purifique 
e a graça do nosso Batismo frutifique
num caminho novo de santidade. 
Senhor Jesus Cristo,
Tu és a vide verdadeira e nós os ramos, 
enxertados em Ti pelo Batismo.
Faz-nos ser e permanecer unidos a Ti,
na Tua Palavra e no mandamento novo,
para nos tornarmos todos em Ti, 
Igreja viva de discípulos missionários,
testemunhas felizes do Teu amor.
Espírito Santo,
Tu és a seiva que circula em nós,
como água que jorra da fonte batismal 
e nos dá a vida verdadeira.
Reúne na comunhão de um só Povo
 todos os filhos de Deus dispersos.
Faz da Igreja do Porto uma Mãe acolhedora, 
a Casa do Pai, de braços sempre abertos.
Felizes por este primeiro encontro com o “Senhor que fez o céu e a terra,” e  “como pequenos grão de areia de uma praia maior”, saímos com a certeza de que vamos continuar a dar tudo o que temos de melhor pelas nossas crianças.

SEXTA-FEIRA DA SEMANA XXIX DO TEMPO COMUM

EVANGELHO: LC 12, 54-59
Naquele tempo, dizia Jesus à multidão: «Quando vedes levantar-se uma nuvem no poente, logo dizeis: ‘Vem chuva’; e assim acontece. E quando sopra o vento sul, dizeis: ‘Vai fazer muito calor’; e assim sucede. Hipócritas, se sabeis discernir o aspecto da terra e do céu, porque não sabeis discernir o tempo presente? Porque não julgais por vós mesmos o que é justo?». E acrescentou: «Quando fores com o teu adversário ao magistrado, esforça-te por te entenderes com ele no caminho, para que ele não te arraste ao juiz e o juiz te entregue ao oficial de justiça e o oficial de justiça te meta na prisão. Eu te digo: Não sairás de lá, enquanto não pagares o último centavo».
(...)
Rezar a Palavra
Cruzas-te no meu caminho, Senhor, e manifestas-te em permanentes sinais de amor salvífico. Nem sempre sei ler, nem sempre estou disposto e nem sempre quero ver e acolher os teus sinais. Caminho mergulhado no pó da estrada e rodeado de lutas sem sentido e sem futuro. Mostra-me o valor da paz que posso encontrar em ti. Senta-me ao teu colo a faz-me perceber que a verdadeira luta não acontece fora de mim, nem acontece contra os outros, mas sim dentro de mim. Não deixes que eu perca o tempo do caminho sem te encontrar.

Compromisso
Sei que hoje Deus vem ao meu encontro e não quero perder a oportunidade para estar com Ele.

quinta-feira, 24 de outubro de 2019

TERTÚLIA DE CATEQUISTAS

Hoje, 24 de Outubro, 21h30, Centro Paroquial.

Todos os catequistas são CONVIDADOS a participar na tertúlia, onde se reflectirá sobre o Primeiro Capítulo da Exortação Apostólica Pós-Sinodal, CRISTO VIVE, do Papa Francisco.

QUINTA-FEIRA DA SEMANA XXIX DO TEMPO COMUM

EVANGELHO: LC 12, 49-53
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Eu vim trazer o fogo à terra e que quero Eu senão que ele se acenda? Tenho de receber um baptismo e estou ansioso até que ele se realize. Pensais que Eu vim estabelecer a paz na terra? Não. Eu vos digo que vim trazer a divisão. A partir de agora, estarão cinco divididos numa casa: três contra dois e dois contra três. Estarão divididos o pai contra o filho e o filho contra o pai, a mãe contra a filha e a filha contra a mãe, a sogra contra a nora e a nora contra a sogra».
(...)
Rezar a Palavra
Uns contra os outros por causa de ti, Jesus. Nem sempre consigo compreender como é possível que os homens entrem em conflito por causa da tua palavra. Muitas vezes dentro da mesma casa e dizendo-se todos cristãos, nem todos comungam da mesma decisão de seguir-te. Tantas vezes dentro da mesma casa, com a mesma decisão de te seguir, e mesmo assim com rivalidades e discórdias sem sentido. Tantas vezes aqueles que te amam entram em preferências diante de ti porque não sabem aceitar-se a amar-se na diferença e perdoar-se na ofensa. Como isto me acontece também a mim, Senhor. Ensina-nos o caminho do fogo que purifica e da espada que corrige para podermos seguir-te na liberdade total do coração entregue na cruz de cada dia.

Compromisso
Quero aceitar a cruz que são para mim aqueles que me queimam interiormente por não me compreenderem nem aceitarem na minha experiência de fé.

https://aliturgia.com/quinta-feira-da-semana-xxix-do-tempo-comum-5/

OUTUBRO MÊS DO ROSÁRIO

Neste mês de Outubro que chamamos Missionário, mas que é também do Rosário, rezamos o terço em cada um dos centros. Hoje, 24 de Outubro, será às 21h30, na Capela de S. Martinho, e Orientado pelo Apostolado da Oração.

Toda a comunidade é CONVIDADA a participar nesta recitação do terço.

quarta-feira, 23 de outubro de 2019

OUTUBRO EM ORAÇÃO

Senhor, «a fé leva o crente 
a ver no outro um irmão 
que se deve apoiar e amar». 
 Praticar esta verdade 
é ser missionário. 
Dá-nos esta graça.

OUTUBRO MISSIONÁRIO 2019 - Batizados e Enviados

A Igreja de Cristo em missão no mundo

TERÇO MISSIONÁRIO
Hoje, 23 de outubro, 21h30, na Igreja Paroquial. 
Orientado pelo Grupo missionário.
CONVITE a toda a comunidade.

FALECIMENTO

Informamos que faleceu o Sr. Joaquim Rodrigues Guerra, sogro do nosso estimado amigo Sr. Maciel.
O funeral realiza-se amanhã, 24 de Outubro, às 15h00, na Igreja Paroquial de Vilar do Paraíso onde já se encontra em câmara ardente.
À toda a família apresentamos as mais sentidas condolências.

QUARTA-FEIRA DA SEMANA XXIX DO TEMPO COMUM

EVANGELHO: LC 12, 39-48
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Compreendei isto: se o dono da casa soubesse a que hora viria o ladrão, não o deixaria arrombar a sua casa. Estai vós também preparados, porque na hora em que não pensais virá o Filho do homem». Disse Pedro a Jesus: «Senhor, é para nós que dizes esta parábola, ou também para todos os outros?». O Senhor respondeu: «Quem é o administrador fiel e prudente que o senhor estabelecerá à frente da sua casa, para dar devidamente a cada um a sua ração de trigo? Feliz o servo a quem o senhor, ao chegar, encontrar assim ocupado. Em verdade vos digo que o porá à frente de todos os seus bens. Mas se aquele servo disser consigo mesmo: ‘O meu senhor tarda em vir’; e começar a bater em servos e servas, a comer, a beber e a embriagar-se, o senhor daquele servo chegará no dia em que menos espera e a horas que ele não sabe; ele o expulsará e fará que tenha a sorte dos infiéis. O servo que, conhecendo a vontade do seu senhor, não se preparou ou não cumpriu a sua vontade, levará muitas vergastadas. Aquele, porém, que, sem a conhecer, tenha feito acções que mereçam vergastadas, levará apenas algumas. A quem muito foi dado, muito será exigido; a quem muito foi confiado, mais se lhe pedirá».
(...)
Rezar a Palavra
Tu, Senhor, és o dono da minha vida e colocas nas minhas mãos a responsabilidade de a administrar. Há ladrões que assaltam a minha morada, há tentações que me distraem das minhas obrigações e há medos que me dominam e impedem de ver o que tu queres que eu faça. Liberta-me, Senhor, destes impedimentos, para que possa manter segura a tua morada em mim, servir-te com todo o coração e fazer crescer os dons que me confiaste tão abundantemente.

Compromisso
Quero conhecer a vontade do Senhor para a pôr em prática na minha vida.