Faça o seu DONATIVO à Paróquia de São Pedro de Vilar do Paraíso. NIB 0018 0000 1016 3256 0017 5, IBAN 001800001016325600175 (Fábrica da Igreja Vilar do Paraíso). Se desejar recibo para efeitos de IRS, envie e-mail para: parocovp@gmail.com. Muito obrigado!

sábado, 30 de junho de 2012

FOLHA DOMINICAL - Informações e Reflexões Importantes para Toda a Comunidade



XIII Domingo Comum - Ano B

«Menina, Eu te ordeno: Levanta-te»
Mc 5,21-43



Às portas do Ano da fé, a gente pergunta-se, perante os prodígios do evangelho deste domingo: qual é afinal a fé que nos salva? Na verdade, estas duas curas do evangelho, são-nos descritas, com grande pormenor, para a todos animar e reanimar a fé. Sigamos, pois, o caminho da fé, de Jairo, um homem de nome, e o daquela mulher anónima, cuja vida se consome há 12 anos na esterilidade.

http://www.abcdacatequese.com/evangelizacao/homilia-da-semana/1842-homilia-no-xiii-domingo-comum-b-2012

sexta-feira, 29 de junho de 2012

INÍCIO DAS FESTIVIDADES EM HONRA DE S. PEDRO

Hoje, às 21h00,  
Eucaristia Solene na Igreja Paroquial

S. PEDRO e S. PAULO, Apóstolos - 29 de Junho

EVANGELHO Jo 21, 15-19
«Apascenta os meus cordeiros, apascenta as minhas ovelhas»

Quando Jesus Se manifestou aos seus discípulos
junto ao mar de Tiberíades,
depois de comerem, perguntou a Simão Pedro:
«Simão, filho de João, tu amas-Me mais do que estes?».
Ele respondeu-Lhe:
«Sim, Senhor, Tu sabes que Te amo».
Disse-lhe Jesus: «Apascenta os meus cordeiros».
Voltou a perguntar-lhe segunda vez:
«Simão, filho de João, tu amas-Me?».
Ele respondeu-Lhe:
«Sim, Senhor, Tu sabes que Te amo».
Disse-lhe Jesus: «Apascenta as minhas ovelhas».
Perguntou-lhe pela terceira vez:
«Simão, filho de João, tu amas-Me?».
Pedro entristeceu-se
por Jesus lhe ter perguntado pela terceira vez se O amava
e respondeu-Lhe:
«Senhor, Tu sabes tudo, bem sabes que Te amo».
Disse-lhe Jesus: «Apascenta as minhas ovelhas.
Em verdade, em verdade te digo:
Quando eras mais novo,
tu mesmo te cingias e andavas por onde querias;
mas quando fores mais velho,
estenderás a mão e outro te cingirá
e te levará para onde não queres».
Jesus disse isto para indicar o género de morte
com que Pedro havia de dar glória a Deus.
Dito isto, acrescentou: «Segue-Me».
Palavra da salvação.

quinta-feira, 28 de junho de 2012

APROXIMA-SE O DIA DA COMUNIDADE

Oração a São Pedro

São Pedro,
a vossa fraqueza humana
vos levou a negar por três vezes o bom Mestre;
mas as vossas lágrimas de arrependimento
vos alcançaram o perdão.
Ó grande santo,
dai-me a graça de vencer
as minhas fraquezas humanas
e fazei que a vossa fé e o vosso amor para com Cristo
sejam para mim estímulo que me leve a vos imitar;
e assim, imitando-vos na fé e no amor a Cristo,
tenho a certeza de que, quando eu morrer,
vós me haveis de receber de braços abertos
na porta do reino dos céus.
São Pedro, abençoai o Papa, protegei toda a Igreja,
e confirmai todos os irmãos na fé.
Ámen

sexta-feira, 22 de junho de 2012

NASCIMENTO DE S. JOÃO BAPTISTA - 24 Junho

João Baptista é o único santo, com a Virgem Maria, de quem a Liturgia celebra o nascimento para a terra. Isso deve-se certamente, à missão única, que, na História da Salvação, foi confiada a este homem, santificado, no seio de sua mãe, pela presença do Salvador, que mais tarde, dele fará um belo elogio (Lc. 7, 28).  
Anel de ligação entre a Antiga e a Nova Aliança, João foi acima de tudo, o enviado de Deus, uma testemunha fiel da Luz, aquele que anunciou Cristo e o apresentou ao mundo. Profeta por excelência, a ponto de não ser senão uma «Voz» de Deus, ele é o Precursor imediato de Cristo: vai à Sua frente, apontando, com a sua palavra e com o exemplo da sua vida, as condições necessários para se conseguir a Salvação. 
A Solenidade do Precursor é um convite para que conheçamos a Cristo, Sol que nos vem visitar na Eucaristia, e dêmos testemunho d’Ele, com o ardor, o desinteresse e a generosidade de João Baptista.

http://www.liturgia.pt/santos/santo_v.php?cod_santo=96

terça-feira, 19 de junho de 2012

A SEMENTE É PALAVRA DE DEUS


A semente é a palavra de Deus e o semeador é Cristo.
Quem ouve a sua palavra viverá para sempre, viverá para sempre.

Feliz daquele que escolheis e chamais
para habitar em vossos átrios.
 Seremos saciados dos bens da vossa casa,
da santidade do vosso tabernáculo.

Visitastes a terra e a resgatastes
 enchendo-a de fertilidade.
 As fontes do céu transbordam em água
 e fazeis brotar o trigo.

 Assim preparais a terra,
 regais os seus sulcos e aplanais as leivas.
 Vós a inundais de chuva
 e abençoais as sementes.

 Coroastes o ano com os vossos benefícios,
 por onde passastes brotou a abundância.
 Vicejam as pastagens do deserto,
 e os outeiros vestem-se de festa.

Os prados cobrem-se de rebanhos
 e os vales enchem-se de trigo.
 Tudo canta e grita de alegria.
 com os vossos prodígios, Senhor.

segunda-feira, 18 de junho de 2012

A IMPORTÂNCIA DA FORMAÇÃO DE CATEQUISTAS - Jornadas de Verão


«Faço-vos ainda um apelo, no sentido da formação permanente. Os cursos de catequese são fundamentais, nos seus vários níveis. A qualificação pedagógica nunca acaba, dada a evolução dos métodos e dos meios disponíveis. 
Mas, muito especialmente, nunca acaba o conhecimento de Cristo vivo, lição interminável sobre Deus, a humanidade e o mundo, cuja origem e finalidade nele se esclarecem: “… todas as coisas foram criadas por Ele e para Ele” (cf. Carta aos Colossenses 1, 16). Para Ele todos convergimos, rumo ao encontro final com o seu e nosso Pai, no ímpeto do Espírito. A formação permanente traduz e realiza em nós a magnífica exclamação de Paulo: “Assim posso conhecê-lo a Ele, na força da sua ressurreição e na comunhão com os seus sofrimentos, conformando-me com Ele na morte, par ver se atinjo a ressurreição de entre os mortos. Não que já o tenha alcançado ou já seja perfeito; mas corro, para ver se o alcanço, já que fui alcançado por Cristo Jesus” (Carta aos Filipenses 3, 10-12). Na verdade, só catequizaremos o que conhecermos de Cristo vivo.» 

D. Manuel Clemente 
Carta aos catequistas, 16 de Julho de 2010

Mais informações e inscrições em

domingo, 17 de junho de 2012

FAZ-TE AO LARGO... Missão Jovem 2012

Mais uma vez, os Missionários Combonianos organizam a Missão Jovem. Um grande encontro de vários jovens e catequistas, que acorrem de várias paróquias, para viverem uma experiência diferente e muito enriquecedora de encontro com Jesus através da oração, da música, e diversas dinâmicas.
No ano passado, um grupo de jovens da nossa paróquia esteve presente e viveu com alegria e intensidade os dois dias da Missão.
Fica a de novo a proposta para este ano. Inscrevam-se e façam-se ao largo!

sábado, 16 de junho de 2012

DOMINGO XI DO TEMPO COMUM

«A menor de todas as sementes torna-se a maior de todas as plantas da horta»
Mc 4, 26-34

A pregação de Jesus, ao apresentar o mistério do reino de Deus, e, depois, a pregação continuada na Igreja, é comparada a uma sementeira. O seu desenvolvimento é lento, mas constante e vigoroso, porque é forte a vitalidade da semente, que é a Palavra de Deus. É essa a vitalidade que a faz germinar, crescer, chegar à hora da colheita. A humildade dos começos não é obstáculo à grandeza que o reino de Deus há-de atingir na hora da ceifa.

Secretariado Nacional da Liturgia

sexta-feira, 15 de junho de 2012

CATEQUESE...

O Sagrado Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria, estarão na vossa companhia e será uma Grande FESTA!


"Recados" para a parte da manhã

Devem estar todos pelas 10h30, no Parque de S. Caetano.

Ouvir e cumprir as indicações dos catequistas, para que seja possível organizar tudo atempadamente.
Levar escrita a mensagem que foi pedida, para enviar a alguém muito especial...

quinta-feira, 14 de junho de 2012

SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS - SOLENIDADE Sexta, dia 15, na missa das 19h, na Capela de S. Martinho

Jesus, manso e humilde de coração, 
fazei o meu coração semelhante ao vosso.
Oremos: Ó Pai, que no Coração do Vosso dilectíssimo Filho nos dais a alegria de celebrar as grandes obras do Vosso amor para connosco, fazei que desse fonte inesgotável alcancemos a abundância de todas as graças. Por Cristo Nosso Senhor. Ámen

MAIS UMA PARTILHA...


ORAÇÃO DE TAIZÉ
(08.06.2012)
O tempo é talvez um dos nossos maiores limites! O tempo cronológico! 
E só isso explica que as convencionadas 24h de cada dia não sejam mensuráveis de forma igual por cada um.
Há dias em que a intensidade do vivido redimensiona esse tempo cronológico!
Assim aconteceu nesse dia 08.06.2012!
A tarde foi particularmente intensa! A entrega da Teresa ao abraço do Pai para, agora sem dor nem angústia, não ter mais limites nem inquietações, e as interrogações ao Autor da Vida sobre o sentido último da nossa peregrinação terrena, que sempre estes atos de despedida nos despertam, foi inquietante! 
A nossa condição de cristãos não nos imuniza à saudade nem à interrogação. Mas deve diferenciar-nos na esperança e na espera. E por isso mesmo deve diferenciar-nos na vivência e nas metas!
Às 21.30h iniciou-se a oração de Taizé, pela 1.ª vez na nossa paróquia, na capela de S. Martinho. 
Aquieta-se aí o nosso sentir com a oração em comunidade! A nossa esperança reanima-se no Senhor! E tudo nos fala Dele! Tantos jovens optaram nessa noite por reunir-se em nome de Jesus e de maneira intimista e informal experienciar a paz e a alegria pelas quais se reconhece a presença do Cristo ressuscitado. A mesma paz que sentiram os discípulos que rumavam a caminho de Emaús ou os discípulos temerosamente fechados após a morte do seu Senhor ou Pedro, João e Tiago quando, chamados por Jesus a subir à montanha para orar, assistiram à Sua Transfiguração.
Na quietude do silêncio e do recolhimento da luz que brilha, mas não ofusca, atravessada pela melodia especialmente marcada pelo som do violino, que oscila entre o lamento e o louvor, à semelhança do discípulo, somos tentados a dizer: Senhor, é bom ficarmos aqui, na tenda já preparada, neste louvor para sempre! Deus basta-nos!

Colaboração de CR

terça-feira, 12 de junho de 2012

ORAÇÃO DE TAIZÉ

 
Na passada sexta-feira, 8 de Junho, viveu-se na nossa Paróquia, uma nova experiência de meditação, encontro e partilha.
Experiência de silêncio para Deus entrar no coração de cada um através da beleza do canto. Não há nada mais responsável que a oração, apesar de não nos afastar das preocupações.
Quanto mais vivermos da oração, mais somos levados a amar e a expressar o amor através da nossa vida.

"Deus é amor.
Atreve-te a viver por amor.
Deus é amor.
Nada há a temer."


Colaboração de Alexandra Silva

domingo, 10 de junho de 2012

CATEQUESE EM FINAL DE ANO...


UMA NOVA FAMÍLIA NASCEU. PARABÉNS, VÂNIA E BRUNO!


CRIANÇAS DO 5º ANO, PEREGRINOS EM FÁTIMA

Hoje, dia do Anjo da Guarda de Portugal, pelos alvores da manhã, os nossos catequizandos do 5º ano, com os catequistas e o Sr. Diácono Celestino, encaminham-se em peregrinação ao Santuário de Fátima, onde se juntarão a milhares de crianças que desde ontem começaram a afluir à Cova da Iria, todos com o propósito de rezarem e se encontrarem com Jesus e sua Mãe, Maria Santíssima. Será certamente um grande dia de encontro e oração, que marcará de forma muito bonita o percurso de catequese destas crianças.
Boa viagem e que Deus vos acompanhe!

sábado, 9 de junho de 2012

X DOMINGO DO TEMPO COMUM


EVANGELHO Mc 3, 20-35

Em verdade vos digo: Tudo será perdoado aos filhos dos homens: os pecados e blasfémias que tiverem proferido; mas quem blasfemar contra o Espírito Santo nunca terá perdão: será réu de pecado para sempre». Referia-Se aos que diziam: «Está possesso dum espírito impuro». Entretanto, chegaram sua Mãe e seus irmãos, que, ficando fora, O mandaram chamar. A multidão estava sentada em volta d’Ele, quando Lhe disseram: «Tua Mãe e teus irmãos estão lá fora à tua procura». Mas Jesus respondeu-lhes: «Quem é minha Mãe e meus irmãos?». E, olhando para aqueles que estavam à sua volta, disse: «Eis minha Mãe e meus irmãos. Quem fizer a vontade de Deus esse é meu irmão, minha irmã e minha Mãe».


Secretariado Nacional da Liturgia 

quinta-feira, 7 de junho de 2012

O CÉU FICOU MAIS RICO COM A PRESENÇA DA TERESINHA

Sexta-feira, 8 de Junho, pelas 16h00, na Capela de S. Caetano, estaremos com ela, no último adeus.
Agradecemos a presença de catequistas, catequizandos, acólitos, jovens... 
todos devem levar uma flor na mão.
Na tristeza e na dor da partida da Teresinha, só podemos dizer que o céu ficou mais rico com a sua presença e uma nova estrela brilhará no firmamento a partir de hoje.
Neste solene dia do Corpo e Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo, Deus chamou a nossa amiga e catequista Teresa, e Nossa Senhora com todos os Anjos e Santos a levarão à sua presença, onde descansará no esplendor da luz perpétua.
A Teresa amava profundamente a vida, esse dom que Deus lhe deu, e por ela lutou com todas as suas forças. Perdeu a batalha, mas não perdeu a guerra, pois ganhou uma nova Vida, em plenitude com Jesus Cristo, que ela tanto amava e servia e foi seu companheiro na dura jornada que teve de enfrentar.
Todos os que conheceram e amaram esta jovem mãe, esposa, filha, irmã, amiga, colega, acolita e catequista, encontram-se com o coração angustiado, mergulhados em profunda dor, tristeza e lágrimas.
Como cristãos, a fé e esperança que nos anima, dá-nos a certeza na vida eterna e do reencontro com todos os que amamos, um dia, junto de Deus, onde o tempo não terá mais tempo e toda a amargura e pranto cessarão.
Para toda a família da Teresinha, especialmente ao filho e marido, o abraço fraterno e a oração de todos os catequistas, com sentidos pêsames.

DIA DO CORPO DE DEUS


O Corpo de Jesus Cristo é o pão da nossa unidade,
 o banquete dos filhos chamados para o Pai.

 Sempre que comemos o pão,
 E bebemos deste vinho,
 Anunciamos ao mundo,
 A Ressurreição do Senhor,

 O Corpo de Jesus Cristo é o pão da paz e da concórdia;
 Anúncio do Reino do nosso Deus.

 O sangue de Jesus Cristo é a Nova Vida para o homem;
 O mistério da Morte e da Ressurreição do Mundo.

quarta-feira, 6 de junho de 2012

SOLENIDADE DO SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE CRISTO

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos
Mc 14, 12-16.22-26

No primeiro dia dos Ázimos, em que se imolava o cordeiro pascal, 
os discípulos perguntaram a Jesus: 
«Onde queres que façamos os preparativos para comer a Páscoa?». 
Jesus enviou dois discípulos e disse-lhes: 
«Ide à cidade. 
Virá ao vosso encontro um homem com uma bilha de água. 
Segui-o e, onde ele entrar, dizei ao dono da casa:
«O Mestre pergunta: 
Onde está a sala, em que hei-de comer a Páscoa com os meus discípulos?».
Ele vos mostrará uma grande sala no andar superior, alcatifada e pronta.
Preparai-nos lá o que é preciso».
Os discípulos partiram e foram à cidade. 
Encontraram tudo como Jesus lhes tinha dito e prepararam a Páscoa.
Enquanto comiam, Jesus tomou o pão, recitou a bênção e partiu-o, 
deu-o aos discípulos e disse:
«Tomai: isto é o meu corpo».
Depois tomou um cálice, deu graças e entregou-lho. 
E todos beberam dele.
Disse Jesus:
«Este é o meu sangue, o sangue da nova aliança,
derramado pela multidão dos homens.
Em verdade vos digo:
Não voltarei a beber do fruto da videira, 
até ao dia em que beberei do vinho novo no reino de Deus».
Cantaram os salmos e saíram para o monte das Oliveiras.

Palavra da salvação.

domingo, 3 de junho de 2012

Bento XVI no Encontro Mundial das Famílias

Na primeira alocução que dirigiu aos fiéis milaneses reunidos na praça da catedral, o papa recordou a herança «riquíssima» de Milão na cultura e no «património espiritual de valor inestimável».
Bento XVI sublinhou a importância do testemunho e anúncio cristão: «Bem sabeis o quanto é urgente introduzir o fermento evangélico no atual contexto evangélico. A fé em Jesus Cristo, morto e ressuscitado por nós, vivo no meio de nós, deve animar todo o tecido da vida, pessoal e comunitária, pública e privada».

http://www.snpcultura.org/bento_xvi_encontro_mundial_familias.html

sábado, 2 de junho de 2012

SOLENIDADE DA SANTÍSSIMA TRINDADE


Ó Santíssima Trindade, 
Que ordenais todas as coisas:
O trabalho em cada dia 
E o descanso em cada noite.

Da manhã ao fim da tarde
Vos louvamos, de alma em prece.
Nada cante em nossa vida 
Que não seja à vossa glória.

Suplicantes, adoramos 
Vossa excelsa majestade,
Misturando nossas vozes
Às dos Anjos nas alturas.

Amparai-nos, Pai eterno, 
Com o Filho e o Santo Espírito
Que convosco vive e reina 
Pelos séculos dos séculos.

ENCERRAMENTO DO MÊS DE MARIA - Festa da Nossa Senhora da Visitação

No encerramento do mês de Nossa Senhora, Igreja, Ilha, Capela de S. Caetano e Capela de S. Martinho, em comunidade, com Maria, fizemos também a nossa "visitação" de oração, devoção e alegria, iniciada pelo Rev. Pe. Zé Manel.
Coube à Igreja rezar o primeiro mistério, seguindo-se os restantes Centros.

 


Depois de uma pequena apresentação sobre o Santuário de Fátima, coube ao Rev. Pe. Zé Manel a recitação do último mistério e o encerramento, desta noite de Visitação.
SENHORA DA VISITAÇÃO

Virgem Maria, Virgem do Rosário,
 Mãe de Jesus e nossa Mãe,
invocando-vos hoje sob o título de
“Nossa Senhora da Visitação”, vos pedimos
que assim como visitantes vossa prima Isabel,
não nos deixeis sem a vossa visita
e sem a esperança do reencontro.
 Ajuda-nos a ser fiéis,
a ter um coração bondoso e fraterno como o teu
 para que nunca nos esqueçamos de todos os nossos irmãos
 sós, frágeis, desamparados e doentes,
 alegrando-os com a nossa e vossa visitação.
 Para que assim sejamos verdadeiras testemunhas
do Evangelho de Jesus Cristo teu amado Filho.
 Ámen.

sexta-feira, 1 de junho de 2012

ÚLTIMO DIA DO TERÇO A NOSSA SENHORA, NA CAPELA DE S. CAETANO

No dia 30, rezamos o último terço do mês de Maio a Nossa Senhora, na Capela de S. Caetano.
Quase a terminar a recitação do terço, uma criança ofereceu a Nossa Senhora, nossa Mãe, em nome de todas as mães, um ramos de rosas, que foram colocadas a seus pés, como forma de carinho de agradecimento.
Momento sempre emotivo, a despedida...

Ó Virgem do Rosário, da Fátima Senhora;
De Portugal Rainha, dos homens protectora.
Ó Virgem do Rosário, da Fátima Senhora,
Do Vosso Santuário, forçoso é ir-me embora.

Uma prece final 
ao deixar-Vos, Mãe de Deus:
Viva sempre em minha alma
Este grito imortal:
Ó Fátima, Adeus, Virgem Mãe, Adeus!