sábado, 31 de outubro de 2009

SOLENIDADE DE TODOS OS SANTOS - 1 de Novembro

«Os Santos, tendo atingido pela multiforme graça de Deus a perfeição e alcançado a salvação eterna, cantam hoje a Deus no Céu, o louvor perfeito e intercedem por nós.A Igreja proclama o mistério pascal, realizado na paixão e glorificação deles com Cristo, propõe aos fiéis os seus exemplos, que conduzem os homens ao Pai por Cristo; e implora, pelos seus méritos, as bênçãos de Deus.Segundo a sua tradição, a Igreja venera os Santos e as suas relíquias autênticas, bem como as suas imagens. É que as festas dos Santos proclamam as grandes obras de Cristo nos Seus servos e oferecem aos fiéis os bons exemplos a imitar» (Constituição Litúrgica, n.º 104 e 111).
Secretariado Nacional da Liturgia
 COMEMORAÇÃO DE TODOS OS FIÉIS DEFUNTOS
  2 de Novembro

Na mesma pedra se encontram,
Conforme o povo traduz,
Quando se nasce - uma estrela,
Quando se morre - uma cruz.
Mas quantos que aqui repousam
Hão de emendar-nos assim:
"Ponham-me a cruz no princípio...
E a luz da estrela no fim!"

Mário Quinta
(FD 693)

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

REUNIÃO GERAL DE ACÓLITOS - 30 de Outubro, 21h30 - Salão Paroquial

Alguém disse...

O serviço efectuado pelos Acólitos nas paróquias "é um caminho privilegiado para uma aproximação vocacional", dado que o estar próximo da mesa do altar "ajuda muito a aproximar do mistério da Eucaristia, e por isso mesmo de uma consagração pessoal e do chamamento de Deus."

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

DIA MUNDIAL DA TERCEIRA IDADE


«Filho, ampara a velhice do teu pai, não o desgostes durante a vida... A caridade que exerces com o teu pai não será esquecida» Ecle 3, 12

Em 1999 - ano dedicado à Terceira Idade - o Pe. Jorge Manuel Santos Gouveia, brindou-nos com um livro sobre o tema, de que gostei muito. Num tempo em que mais de 10% da população mundial vive para além 60 anos, é importante que todos estejamos atentos e sensíveis a esta realidade porque, ao chegar a nossa vez, gostaríamos de ser amados, aceites, respeitados e amparados como pessoas dignas.

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

FAZER DA EUCARISTIA UMA FESTA

Sábado, 24 de Outubro, às 16h00, em S. Martinho, foi celebrada a primeira Eucaristia com a Catequese neste ano Catequético 2009/2010. Sendo a Eucaristia a nossa verdadeira Festa de encontro e comunhão com Jesus Cristo, é claro que ninguém podia faltar! Bem cedo, o 10º ano se empenhou na preparação da celebração, e no acolhimento aos catequizandos do 1º ano. Foi sem dúvida uma tarde inesquecível! 
Ficamos com a certeza de que estas crianças que vieram pela primeira vez, o desejarão fazer muitas mais, porque não irão esquecer a amizade, carinho e alegria com que foram recebidos na casa de Deus, pelos amigos do 10º ano. Saber que é possível estar aqui a ajudar, participar e a transmitir os valores de Jesus Cristo, mesmo sedo já “crescido” é o melhor exemplo que os nossos jovens podem dar a quem inicia agora a sua caminhada de FÉ!
Os símbolos, são de suma importância no despertar para Deus. Conscientes disso, os jovens do 10º ano empenharam-sena sua preparação e distribuição.

A alegria no rostos destas catequistas pela fé e esperança que vão transmitir às nossas crianças. Dizer-lhes que é bom ser amigo de Jesus, que Ele a todos acolhe, e juntos somos parte integrante de uma comunidade.
Cantamos como o Coro Infantil que anima as celebrações, escutamos a Palavra  de Deus, comungamos o Corpo de Jesus e sentimos assim uma grande força espiritual.
Os catequizandos do 10º ano tiveram a feliz ideia de encenar o Evangelho que nos falava do Cego Bartimeu e resultou muito bem.
Acolhimento muito especial feito pelo Rev. Pe. Zé Manel, junto do altar, que na sua homilia nos deixou três frases chave: 
 Para os pais «JESUS, FILHO DE DAVID, TEM PIEDADE DE MIM»; Para os catequistas: «CORAGEM! LEVANTA-TE QUE ELE ESTÁ A CHAMAR-TE»; Para os catequizandos: «MESTRE, QUE EU VEJA».
Testemunho do Gil, em nome do 10º ano, procedendo-se depois à entrega dos catecismos ao 1º ano.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

A CATEQUESE E A FAMÍLIA

 
A família tem um papel importantíssimo na transmissão da fé. Não se consegue trabalhar contra ela; e, em contrapartida, toda a colaboração que ela oferece é extraordinariamente importante. O papel das famílias é essencial, a evolução dos modelos catequéticos tenderá a evangelizar e a estar com a família, na sua diversidade, com as suas dificuldades de conciliação de horários e com a sua presença irregular aos encontros eclesiais, porque a Igreja se fortalece com os indivíduos, mas muito mais com as relações que estabelecem entre si, especialmente através do amor que se gera nas famílias, e nelas com Deus. Cristina Sá Carvalho SNEC
Algumas crianças do 1º. Ano, em S. Caetano. Na primeira foto com os pais e a catequista, depois o pequeno grupo na sala de catequese preparando-se para participar na sua  primeira catequese. 

sábado, 17 de outubro de 2009

DIA INTERNACIONAL PARA A ERRADICAÇÃO DA POBREZA

 Portugal: 18% vive na pobreza e «situação tende a piorar»
Que fazemos nós de concreto contra este flagelo?

Imagem: Internet

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

SANTA TERESA DE ÁVILA


A primeira mulher a ser proclamada doutora da Igreja, nasceu em Ávila (Espanha) no ano 1515. Tendo entrado na Ordem das Carmelitas, fez grandes progressos no caminho da perfeição e teve revelações místicas. Ao empreender a reforma da sua Ordem teve de sofrer muitas tribulações, mas tudo suportou com coragem invencível. A doutrina profunda que escreveu nos seus livros é fruto das suas experiências místicas. Morreu em Alba de Tormes (Salamanca) no ano 1582.

Festa celebrada a 15 de Outubro.
Secretariado Nacional da Liturgia

terça-feira, 13 de outubro de 2009

“DEIXAI VIR A MIM AS CRIANCINHAS" Lc 18,16

E elas vieram, enchendo de alegria o Centro Paroquial, a Igreja, a Capela de S. Martinho, a Capela de S. Caetano e a Ilha! Foi o início de mais um ano de catequese, em que os catequistas acolheram com carinho todas as nossas crianças e adolescentes.
Algumas chegaram pela primeira vez: pela mão dos pais ou avós, tímidas, com uma lagrimazita a querer deslizar, teimosa, pela face, mas que logo se desvaneceu com os afagos e mimos que receberam de toda a comunidade a quem foram apresentados.
Aos pais, primeiros educadores na Fé, foi pedido que nunca deixem de acompanhar os seus filhos e colaborar com os catequistas, porque só assim, a sementinha que agora lançamos nestes pequenos corações, germinará em frutos de amor, alegria, doação e fidelidade. Para que estes homens e mulheres de amanhã, firmes na Fé em Jesus Cristo - Pedra Angular – sejam os grandes construtores de uma sociedade verdadeiramente digna, justa e fraterna.

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

É PRECISO QUE A IGREJA DEIXE UMA LUZ À PORTA...

O lançamento de novas publicações, a consolidação de novas aproximações à transmissão da mensagem cristã e a insistência na formação dos catequistas são algumas das novidades do novo ano na catequese, que contará com a participação de cerca de 600 mil crianças e adolescentes.
O número de crianças e adolescentes que frequenta a catequese não tem correspondência com a participação na missa. Além de uma maior formação dos catequistas, é necessária "maior proximidade no interior das comunidades de fé - entre padres e agentes pastorais - para que elas se tornem mais atraentes", refere Cristina Sá Carvalho, do Departamento de Catequese do Secretariado Nacional da Educação Cristã.
Um dos problemas recorrentes da catequese é o facto de muitos dos adolescentes que terminam o período de formação não continuarem nas comunidades paroquiais. Cristina Sá Carvalho considera que uma das causas desta dificuldade reside na transmissão demasiadamente "escolar" dos conteúdos de fé: "A doutrina é muito importante, mas com as crianças e adolescentes o fundamental é "viver uma mensagem incarnada numa pessoa, que nos explica como é e o que se deve fazer".
Num tempo caracterizado pela mutação acelerada, "é preciso que a Igreja deixe uma luz acesa à porta, porque hoje as pessoas vão embora, mas querem voltar. E quando elas regressam, temos a porta fechada e a luz apagada. Por isso é preciso compreender o que é o desejo da fé e o anseio permanente do ser humano em se encontrar com Deus".

Cristina Sá Carvalho
SNEC

FALECIMENTO DE MISSIONÁRIO DA BOA NOVA: REV. P. VIRIATO AUGUSTO FERNANDES DE MATOS

O Pe. Viriato, nasceu em 11 de Dezembro de 1938, em Pinelo, diocese de Bragança-Miranda. Dinâmico e criativo, colaborou em muitas paróquias e movimentos de Lisboa, sendo, por duas vezes, membro do Conselho Presbiteral do Patriarcado. Participou activamente nas Semanas Missionárias das Obras Missionárias Pontifícias, e era zeloso ecónomo da Logomédia, em nome dos Institutos.
De 1978 a 1982 foi director espiritual do Seminário da Boa Nova, em Valadares, e pároco, ao mesmo tempo, da freguesia local de Vilar do Paraíso.

Todo o seu dinamismo pastoral, quer na África, quer na Europa, nascia de sentida espiritualidade, vivida e cultivada ao longo de toda a vida. Os últimos meses foram de sofrimento, após melindrosa operação cirúrgica, que não conseguiu debelar o mal. Faleceu em Lisboa, no Hospital da CUF, em 8 de Outubro de 2009.
À família apresentamos as mais sentidas condolências.


Lembramos que:
hoje, na Capela de S. Martinho às 21h30, será celebrada missa em sufrágio da sua alma.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

SEMANA NACIONAL DE EDUCAÇÃO CRISTÃ


De 4 a 11 de Outubro de 2009 decorrerá a Semana Nacional da Educação Cristã, subordinada ao tema «Educação Cristã: um Serviço e um Compromisso». O programa que assinala a iniciativa começou com a publicação da Mensagem da Comissão Episcopal da Educação Cristã, subordinada ao mesmo tema, em 15 de Setembro de 2009, Festa de Nossa Senhora das Dores. Novidade desta Semana será o acesso permanente ao Site da Comissão Episcopal da Educação Cristã - www.educris.com.

Que o compromisso dos catequistas se refresque todos os dias na fonte da Água Viva.

"Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre".
João 7, 38

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

OUTUBRO MISSIONÁRIO

A celebração do Outubro Missionário e do Dia Mundial das Missões vem, mais uma vez, unir-nos, na resposta à convocação anual do Santo Padre, para que, como Igreja que somos, cresçamos sempre mais na consciência e na corresponsabilidade comum do anúncio do Evangelho.
Este ano, a campanha de ajuda para o muito que há a fazer em África, destina-se aos Padres Espíritanos em Angola, da Missão de Caconda, Arquidiocese do Lubango;

Missão de Nossa Senhora das Dores
C.P. 122 Lubango
CELEBRAÇÕES MARIANAS NA  NOSSA PARÓQUIA
07 de Outubro, 21h30 - Ilha
14 de Outubro, 21h30 - S. Caetano
18 de Outubro, Domingo Missionário: Testemunho Missionário do Superior Geral da SMBN
21 de Outubro, 21h30 - Igreja Paroquial
28 de Outubro, 21h30 - Encerramento - Capela de S. Martinho, com a presença do Padre Francisco de Jesus, da Equipa de Animação Missionária da SMBN

Oração Missionária

Espírito Santo,
que desceste sobre os Apóstolos
e os fizeste anunciadores do Evangelho:
derrama os teus dons sobre cada um de nós
e torna-nos sensíveis aos apelos
e às necessidades dos nossos irmãos;
desperta em muitos corações
(crianças, jovens e adultos…)
o ideal missionário;
dá força e coragem a todos
quantos se entregam totalmente
ao serviço da MISSÃO.
Ámen.

domingo, 4 de outubro de 2009

DOMINGO XXVII DO TEMPO COMUM

Hoje, na Eucaristia das 11h00, na Capela de S. Martinho, diante de toda a comunidade, os catequistas, fizeram o seu compromisso para o novo ano de catequese, prometendo Semear a Palavra de Deus, com: Esperança, Alegria, Partilha, Coragem e Hospitalidade. Que o Espírito Santo desça sobre todos os catequistas e os ajude a levar até ao fim da caminhada o compromisso agora assumido.
O Rev. Pe. Zé Manel, reiterou que o catequista para ser bom semeador tem de: formar-se, inspirar-se e rezar muito sempre com o Evangelho, aprendendo, também no Evangelho a cultivar uma atitude democrática de aceitação do outro com as suas especificidades. Por isso, fez todo o sentido ter aqui o vaso e as sementes: símbolos que recordam aos catequistas a sua missão de Semear... Semear a Palavra de Deus, e fazer crescer as sementes do Verbo escondidas nos corações, para "Que ninguém seja analfabeto de Deus" (Bento XVI)

SÃO FRANCISCO DE ASSIS

Nasceu em Assis, no ano 1182. Depois de uma juventude leviana, converteu-se a Cristo, renunciou a todos os bens paternos e entregou-se inteiramente a Deus. Abraçou a pobreza para seguir mais perfeitamente o exemplo de Cristo e pregava a todos o amor de Deus. Formou os seus companheiros com normas excelentes, inspiradas no Evangelho, que foram aprovadas pela Sé Apostólica. Fundou também uma Ordem de religiosas e uma Ordem Terceira para seculares; e promoveu a pregação da fé entre os infiéis. Morreu em 1226.

Oração da Paz
(Oração de São Francisco)

Senhor, 
Fazei-me instrumento de vossa paz.
Onde houver ódio, que eu leve o amor;
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão;
Onde houver discórdia, que eu leve a união;
Onde houver duvida, que eu leve a fé;
Onde houver erro, que eu leve a verdade;
Onde houver desespero, 
que eu leve a esperança;
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria;
Onde houver trevas, que eu leve a luz.
Ó Mestre, Fazei que eu procure mais
consolar, que ser consolado; 
compreender que ser compreendido;
amar, que ser amado. 
Pois é dando que se recebe,
é perdoando que se é perdoado, 
e é morrendo que se vive para a vida eterna.

Texto e imagem: Internet

sábado, 3 de outubro de 2009

REUNIÃO GERAL DE CATEQUISTAS

Decorreu ontem, a reunião geral de catequistas, orientada pelo secretariado da catequese. Depois das boas-vindas a todos, cantamos: Sois a Semente que há-de crescer, seguindo-se a Oração: O Lenhador e o Semeador. E, porque a messe é grande e os trabalhadores são sempre poucos, com a graça de Deus, este ano, foram apresentados 4 jovens catequistas, que certamente virão animar e enriquecer a nossa comunidade. 
A coordenadora do secretariado, Cristina, fez a explanação da agenda pastoral para o ano Catequético 2009/2010, bem como dos objectivos diocesanos e paroquias sobre a missão 2010, de onde se destaca, a visita de Sua Ex.ª. Revª. o Bispo do Porto. 
A Maria fez a apresentação do Blogue, e explicou o que se pretende com este projecto da catequese e para a catequese, numa dinâmica de Evangelização para o Século XXI. 
Tomou então a palavra o Rev. Padre Zé Manel, lembrando a necessidade de o catequista não descurar a sua formação, porque esta tem que ser permanente, mas, sobretudo, alicerçada na dimensão da espiritualidade que está no Evangelho. Seguiu-se a distribuição de catecismos, guias, cadernetas, agenda pastoral e cada ano procedeu à eleição do seu coordenador. Encerrou-se a reunião com a oração final.

ANIVERSÁRIO DE ENTRADA NA PARÓQUIA

 Tempo de celebrar e dar graças a Deus
 Pela presença do Rev. Pe. Zé Manel 
No 2º. aniversário 
à frente dos destinos da nossa paróquia. 
No final da Eucaristia seguiu-se um encontro
no centro Paroquial
Feito de amizade, partilha e muita alegria.
O momento que a todos delicia,
o Sr. Cravo Dias declamando poesia!
Em final de festa... Discurso 
 e  partir do bolo.

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

SANTOS ANJOS DA GUARDA


Com o Sacrifício da Cruz, realizou-se a unidade entre todas as criaturas espirituais e materiais. Em virtude dessa unidade profunda do mundo em Jesus Cristo, os espíritos superiores, que são os Anjos, estão presentes à vida do homem, auxiliam-no, guardam-no e protegem-no.É-nos impossível descobrir, com os sentidos, a sua acção e descrever a natureza da sua ajuda. «Contudo, a orientação do conjunto da nossa vida depende deles, em parte. Os Anjos podem agir na nossa maneira de julgar, intervir nas nossas decisões, apresentar-nos valores sobrenaturais» (Gustavo Thils). A Igreja recomenda, por isso, que recorramos à intercessão dos Anjos da Guarda, especialmente nos momentos críticos da nossa vida.
Secretariado Nacional da Liturgia
Imagem Internet

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

SANTA TERESINHA DO MENINO JESUS

Nasceu em Alençon (França) no ano 1873. Entrou ainda muito jovem no mosteiro das Carmelitas de Lisieux e exercitou-se de modo singular na humildade, simplicidade evangélica e confiança em Deus, virtudes que também procurou inculcar especialmente nas noviças do seu mosteiro. Morreu a 30 de Setembro de 1897, oferecendo a sua vida pela salvação das almas e pela Igreja.  
Teresinha morreu aos 24 anos de idade, no dia 3 de setembro em Lisieux e o anuncio de sua morte provocou um imediato interesse mundial nela. Começou a ser chamada a "Santa do Pequeno Caminho". Santa Teresinha foi canonizada em 1925 pelo Papa Pio XI e foi declarada padroeira das missões no estrangeiro com São Francisco Xavier, em 1927 e em 1944 foi declarada Padroeira da França com Santa Joana d’Arc pelo Papa Pio XII. Foi declarada Doutora da Igreja pelo Papa João Paulo II em 1997.
A sua festa celebra-se no dia 1 de Outubro
Imagem: Internet