terça-feira, 29 de setembro de 2015

S. MIGUEL, S. GABRIEL e S. RAFAEL, Arcanjos 29 setembro


SALMO RESPONSORIAL Salmo 137 (138),1-2a.2bc-3.4-5 (R. 1c)
Refrão: Na presença dos Anjos,eu Vos louvarei, Senhor.

De todo o coração, Senhor, eu Vos dou graças,
porque ouvistes as palavras da minha boca.
Na presença dos Anjos Vos hei-de cantar
e Vos adorarei, voltado para o vosso templo santo.

Hei-de louvar o vosso nome pela vossa bondade e fidelidade,
porque exaltastes acima de tudo o vosso nome 
e a vossa promessa.
Quando Vos invoquei, me respondestes,
aumentastes a fortaleza da minha alma.

Todos os reis da terra Vos hão-de louvar, Senhor,
quando ouvirem as palavras da vossa boca.
Celebrarão os caminhos do Senhor,
porque é grande a glória do Senhor.

FOLHA DOMINICAL, Informações e Reflexões Importantes para a Comunidade



segunda-feira, 28 de setembro de 2015

INÍCIO DA CATEQUESE - sábado, 3 de outubro

Jesus, espera-te!
Jesus, o nosso maior amigo, a todos acolhe com amor e misericórdia. O Papa Francisco diz-nos que a misericórdia de Jesus "não é só um sentimento, é uma força que dá vida".  
No sábado, com muita alegria, vamos dar início a mais uma caminhada de fé. Aceita também este convite e vem beber da fonte da Palavra de Jesus, e receber o Seu abraço que te dará a força necessária para a caminhada da tua vida!

UMA PERGUNTA DO PAPA PARA CADA UM DE NÓS...

«E tu, que farás?»

O papa acentuou este sábado, em Filadélfia, a necessidade de os leigos e, em particular, as mulheres, serem encorajados a uma participação mais ativa da Igreja, tendo citado a pergunta que o papa Leão XIII dirigiu a Santa Catarina Drexel: «E tu, que farás?».
«Sabemos que o futuro da Igreja, numa sociedade em rápida mudança, exigirá – e já agora o exige – um compromisso cada vez mais ativo por parte dos leigos»...
[Cristo] vem ao nosso encontro para nos calçar de novo com a dignidade dos filhos de Deus. Quer ajudar-nos a recompor o nosso andar, retomar o nosso caminho, recuperar a nossa esperança, restituir-nos a fé e a confiança. Quer que regressemos às estradas da vida»


ENVIO DOS CATEQUISTAS

"Despertemos a quem Jesus nos confia, 
o amor à sua Palavra e à sua Igreja."
Deus, Pai de bondade, na força do teu Espírito, 
ajuda-me a assumir, com coragem e entusiasmo
a missão de catequista na realidade em que me colocaste.
Faz-me viver, em profundidade,
o encontro transformador com Jesus Cristo,
para que, assim, possa suscitar em muitos
o amor apaixonado pelo Mestre
e por seu estilo de vida.
Ensina-me a abraçar a catequese
como espaço privilegiado de vivência comunitária,
de modo a contribuir para que nossa Igreja se torne,
cada vez mais, lugar de comunhão e participação.
Concede-me a graça de ser profeta ao serviço de tua Palavra
e nela encontrar inspiração para conduzir o teu povo
a uma autêntica experiência religiosa.
Que o meu testemunho cristão seja de tal modo coerente
que contagie os catequizandos e suas famílias
 e envolva toda a comunidade
num processo permanente de amadurecimento na fé.
Renova minhas motivações na busca de uma catequese libertadora,
sensível ao jeito e às necessidades da nossa gente,
capaz de ligar fé e vida e de caminhar com os mais pobres,
favorecendo a formação integral de todas as pessoas.
Dá-me a disposição necessária para me preparar sempre melhor
e cumprir, com generosidade e perseverança,
a exemplo de Maria, o serviço que me confias.
Assim seja!

sábado, 26 de setembro de 2015

REUNIÃO GERAL DE CATEQUISTAS III

Este primeiro encontro de catequistas, tem também como
finalidade a entrega a cada ano de catequese, de todo
o material necessário ao bom desempenho da missão.
 Registamos o momento para ficar como recordação.  
A finalizar, como não podia deixar de ser, rezamos:
 "Passa outra vez, Senhor, dá-me a mão".
Tu, Senhor, Tu falas
E um caminho novo se abre a nossos pés,
Uma luz nova em nossos olhos arde,
Átrio de luminosidade,
Pão
De trigo e de liberdade,
Claridade que se ateia ao coração.
Lume novo, lareira acesa na cidade,
És Tu, Senhor, o clarão da tarde,
A notícia, a carícia, a ressurreição.
Passa outra vez, Senhor, dá-nos a mão,
Levanta-nos,
Não nos deixes ociosos nas praças,
Sentados à beira dos caminhos,
Sonolentos,
Desavindos,
A remendar bolsas ou redes.
Sacia-nos.
Envia-nos, Senhor,
E partiremos
O pão,
O perdão,
Até que em cada um de nós nasça um irmão.

D. António Couto

REUNIÃO GERAL DE CATEQUISTAS II

Os novos catequistas
Bem-vindos!
 “A paz seja convosco! Como o Pai me enviou, 
assim também Eu vos envio.” Jo 20, 21
A mensagem gravada na pedra, 
que acompanhará estes novos catequistas ao longo do ano.

REUNIÃO GERAL DE CATEQUISTAS I

 "E vós, quem dizeis que Eu sou"?
Primeiro encontro para começar o novo ano de catequese, que decorreu muito bem na sexta-feira, 25 de setembro, no centro paroquial. 
Como é habitual iniciou-se o encontro com um cântico, e a proclamação do EVANGELHO Lc 9, 18-22, que neste dia vinha bem a propósito...
Depois das boas vindas aos novos catequistas, seguiu-se um momento de formação, pelo Rev. Pe. Zé Manel, que começou pela frase "chave" do Evangelho: "E vós quem dizeis que Eu sou"?
 
A Cristina deu continuação ao encontro com a apresentação da planificação, destacando principalmente as celebrações, reuniões e atividades que vão decorrer já em outubro. 
Passou-se à entrega dos guias, cadernetas e catecismos, finalizando-se este encontro com um belo poema/oração de D. António Couto.

CONFERÊNCIA DE S. VICENTE DE PAULO - recolha de bens alimentares


As VICENTINAS, com a ajuda dos Escuteiros, estão a fazer recolha de bens alimentares no Super Mercado Continente, nos dias 26 e 27, sábado e domingo, horário completo.
Porque há muita gente a precisar de apoio alimentar, quando se deslocar para fazer as suas compras, esteja atento à distribuição do saco para levar, colocar lá dentro o que puder e na saída entregar.
Alimente esta esperança e muito obrigado pela sua generosidade!

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

ORAÇÃO PELOS CATEQUISTAS

Ó Jesus, Mestre e Modelo de todo catequista, 
vós que pregastes por toda a parte 
o evangelho de Deus, 
abençoai nossos catequistas: 
homens e mulheres que se dispõem a ensinar 
vossa mensagem de salvação. 
Sejam eles mansos e humildes de coração, 
capazes de acolher, sem excluir ninguém, 
cada pessoa que vem à vossa procura. 
Sejam abertos ao Espírito Santo 
a fim de comunicar a vossa verdade, 
superar as dificuldades da missão recebida 
e dar testemunho de alegria 
e gratuidade na vossa Igreja. 
Aumentai, Senhor, em nossas comunidades, 
o número de pessoas dispostas a aplicar 
os próprios dons a serviço da catequese. 
Que estes vossos servidores, Senhor, 
cultivem profundo amor à vossa Palavra 
e busquem, mediante a instrução e a oração, 
novas energias para educar na fé 
uma multidão de seguidores do vosso Reino. 
Amém!

Pe. Luiz Miguel Duarte, sacerdote paulino

CONVITE AOS CATEQUISTAS

AMIGO(A) CATEQUISTA, eis que chegou o tempo...
Estás pronto para continuar a caminhar, e dizer SIM 
ao projecto que Deus tem para ti?
Vamos começar um novo ano, não recuses o CONVITE!

FOLHA DOMINICAL, de volta depois das férias, com informações e reflexões para a comunidade



quarta-feira, 23 de setembro de 2015

PAPA FRANCISCO EM VIAGEM PELA AMÉRICA

O Papa recordou hoje nos Estados Unidos da América (EUA) as vítimas do aborto e os imigrantes que morrem afogados, durante um discurso aos bispos católicos norte-americanos, ao falar sobre os “problemas desafiadores” da atualidade.

“A vítima inocente do aborto, as crianças que morrem de fome ou debaixo das bombas, os imigrantes que acabam afogados em busca dum amanhã, as pessoas idosas ou os doentes que olhamos sem interesse, as vítimas do terrorismo, das guerras, da violência e do narcotráfico, o meio ambiente devastado por uma relação predatória do homem com a natureza… em tudo isto está sempre em jogo o dom de Deus, do qual somos administradores nobres mas não patrões”, declarou, numa intervenção de cerca de meia hora, em italiano.

terça-feira, 22 de setembro de 2015

SEMANA NACIONAL DE EDUCAÇÃO CRISTÃ

Há “crescentes sinais de violência” na escola e nas famílias a que é preciso estar cada vez mais atento.
É um alerta para pais e educadores, que o bispo D. António Moiteiro Ramos considera fundamental fazer nesta altura. “Nós damos conta como as famílias e a própria escola têm sido alvo de dificuldades, violência doméstica, violência entre alunos e professores. Tudo isso é fruto de uma mentalidade. Quando não se cultiva um ambiente de fraternidade, de misericórdia, de perdão e de amor, estas dimensões do relacionamento humano vêm ao de cima.”
“Os pais que foram educados na fé cristã, e que alguns até deixaram de praticar, reconhecem na catequese, nas aulas de educação moral, nos escuteiros, que são espaços para a educação dos valores e isto é importante.”

http://rr.sapo.pt/detalhe.aspx?objid=34604

FÁTIMA: JORNADAS DA COMUNICAÇÃO SOCIAL

Em cada ano, estas Jornadas são uma oportunidade para analisar temáticas relevantes relacionadas com os media, na agenda da sociedade e da Igreja. Este ano, a reflexão em torno do tema “Comunicação e família: partilha de afetos” é inspirado nas questões que permanentemente marcam o debate público e acontece no contexto do Sínodo dos Bispos que reúne em Roma representantes da Igreja Católica de todo o mundo para analisar a pastoral da Igreja Católica junto da família e na Mensagem do Papa para a última Jornada Mundial das Comunicações Sociais.

PARA INICIO DO ANO DE CATEQUESE...

Emília Almeida

REVOLUÇÃO DA TERNURA...

O Papa Francisco disse hoje em Santiago de Cuba que a Igreja Católica propõe uma “revolução” que passa pela “ternura”, o “serviço” ao próximo e o “diálogo”.
“A nossa revolução passa pela ternura, pela alegria que se faz sempre proximidade, que se faz sempre compaixão – que não é pena, é ‘padecer com’ - e leva a envolver-nos, para servir, na vida dos outros”, declarou, na homilia da Missa a que presidiu na basílica do Santuário de Nossa Senhora da Caridade, em Cobre.

domingo, 20 de setembro de 2015

PAPA FRANCISCO EM VIAGEM A CUBA

«Ser cristão comporta servir a dignidade dos irmãos, lutar pela dignidade dos irmãos e viver para a dignificação dos irmãos», pelo que «à vista concreta dos mais frágeis, o cristão é sempre convidado a pôr de lado as suas exigências, expectativas, desejos de omnipotência.Há um "serviço" que serve; mas devemos guardar-nos do outro serviço, da tentação do «serviço» que "se" serve. Há uma forma de exercer o serviço cujo interesse é beneficiar os «meus», em nome do "nosso".»

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

DOMINGO XXV DO TEMPO COMUM - Ano B


SALMO RESPONSORIAL Salmo 53 (54), 3-4.5.6.8 (R. 6b)
Refrão: O Senhor sustenta a minha vida.

Senhor, salvai-me pelo vosso nome,
pelo vosso poder fazei-me justiça. 
Senhor, ouvi a minha oração,
atendei às palavras da minha boca.

Levantaram-se contra mim os arrogantes
e os violentos atentaram contra a minha vida.
Não têm a Deus na sua presença.

Deus vem em meu auxílio,
o Senhor sustenta a minha vida.
De bom grado oferecerei sacrifícios,
cantarei a glória do vosso nome, Senhor.

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Papa Francisco pede à Igreja para ser mãe e sorrir

«A Igreja é mãe e recebe-nos a todos nós como mãe; Maria mãe, a Igreja mãe, maternidade que se exprime nas atitudes de humildade, de acolhimento, de compreensão, de bondade, de perdão e de ternura. Onde há maternidade e vida, há vida, há alegria, há paz, cresce-se em paz; pelo contrário, quando falta a maternidade apenas permanece a rigidez, a disciplina, e não se sabe sorrir. Uma das coisas mais belas e humanas é sorrir a uma criança e fazê-la sorrir». 

Papa Francisco

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

S. CORNÉLIO, papa, e S. CIPRIANO, bispo


Liturgia das horas
Das Cartas de São Cipriano, bispo e mártir
(Ep. 60, 1-2.5: CSEL 3, 691-692.694-695) (Sec. III)
Fé generosa e firme

Lembremo-nos uns dos outros, 
em perfeita concórdia e unidade de espírito; 
oremos sempre e em toda a parte uns pelos outros; 
e procuremos aliviar esta hora de tribulação e angústia
com a nossa mútua caridade.

terça-feira, 15 de setembro de 2015

NOSSA SENHORA DAS DORES - 15 de setembro

Depois de celebrarmos a Exaltação da Santa Cruz o nosso olhar volta-se para aquela que estava junto à cruz de Jesus, sua mãe. A palavra que nos acompanha é da carta aos Hebreus e recorda que, Cristo não levou uma vida de facilidades como era de esperar de um filho de Deus. Viu-se na aflição e na dor e experimentou a angústia e as lágrimas. No meio do sofrimento suplicou àquele que o podia livrar da morte e foi atendido, mas antes passou pelo sofrimento. A obediência alcançou a salvação.
ORAÇÃO 
Mãe dolorosa, Senhora das dores, 
mãe de piedade, senhora das lágrimas,
uma espada te rasga o coração, 
uma dor te esmaga a alma. 
Em teu regaço nos acolhemos, 
ao teu olhar nos confiamos, 
no teu amor de mãe confiamos toda a nossa vida, 
toda a nossa fé e toda a nossa esperança.

Imagens: Santuário de Nossa Senhora das Dores, Paúl - Covilhã

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

AGRADECIMENTO...

A mensagem do Rev. Pe. José Manuel Lima, 
a todos os que estiveram a seu lado e de toda a família,
nestes dias tristeza e dor pela perda do pai,
Sr. João Lima.

A CRUZ É A GLÓRIA E A EXALTAÇÃO DE CRISTO

Liturgia das horas  
Dos Sermões de Santo André de Creta, bispo
(Sermão 10, na Exaltação da Santa Cruz:
PG 97, 1018-1019.1022-1023) (Sec. VIII)

E se a Vida não tivesse sido crucificada, não teriam brotado do seu lado aquelas fontes de imortalidade, o sangue e a água, que purificam o mundo; não teria sido rasgada a sentença de condenação escrita pelo nosso pecado, não teríamos alcançado a liberdade, não poderíamos saborear o fruto da árvore da vida, não estaria aberto para nós o Paraíso. Sem a cruz, não teria sido vencida a morte, nem espoliado o inferno.
http://www.portal.ecclesia.pt/ecclesiaout/liturgia/liturgia_site/santos/santos_ver.asp?cod_santo=152

EXALTAÇÃO DA SANTA CRUZ - 14 de setembro

EVANGELHO Jo 3, 13-17
«O Filho do homem será exaltado»
Foi na Cruz que Jesus Cristo ofereceu ao Pai o Seu Sacrifício, em expiação dos pecados de todos os homens. Por isso, é justo que veneremos o sinal e o instrumento da nossa libertação.
Objecto de desprezo, patíbulo de infâmia, até ao momento em que Jesus «obediente até à morte» nela foi suspenso, a Cruz tornou-se, desde então, motivo de glória, pólo de atracção para todos os homens.
Ao celebrarmos esta festa, nós queremos proclamar que é da cruz, «sinal do amor universal de Deus, fonte de toda a graça» (N.A., 4) que deriva toda a vida de Igreja. Queremos também manifestar o nosso desejo de colaborar com Cristo na salvação dos homens, aceitando a Cruz, que a carne e o mundo fizeram pesar sobre nós (G.S. 38).
http://www.portal.ecclesia.pt/ecclesiaout/liturgia/liturgia_site/santos/santos_ver.asp?cod_santo=152

domingo, 13 de setembro de 2015

EVENTO PARA ANGARIAÇÃO DE FUNDOS

ADIADO PARA O PRÓXIMO DOMINGO
20 DE SETEMBRO
OS "AMIGOS DE PEDRO" organizam para toda a paróquia...
Quem ainda não comprou uma RIFA?!
A sua ajuda é preciosa: 1 euro... 
... e pode receber 250!

sábado, 12 de setembro de 2015

SANTUÁRIO DE FÁTIMA

A Peregrinação Internacional Aniversária nos dias 12 e 13 de setembro é presidida por D. Wilmar Santin, bispo de Itaituba, Brasil.

Siga em directo  na capelinha das aparições

DOMINGO XXIV DO TEMPO COMUM - Ano B

SALMO RESPONSORIAL Salmo 114 (116), 1-2.3-4.5-6.8-9 (R. 9)
Refrão: Caminharei na terra dos vivos na presença do Senhor.

Amo o Senhor,
porque ouviu a voz da minha súplica.
Ele me atendeu,
no dia em que O invoquei.

Apertaram-me os laços da morte,
caíram sobre mim as angústias do além,
vi-me na aflição e na dor.
Então invoquei o Senhor:
«Senhor, salvai a minha alma».

Justo e compassivo é o Senhor,
o nosso Deus é misericordioso.
O Senhor guarda os simples:
estava sem forças e o Senhor salvou-me.

Livrou da morte a minha alma,
das lágrimas os meus olhos, 
da queda os meus pés.
Andarei na presença do Senhor,
sobre a terra dos vivos.

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

SETEMBRO: INTENÇÕES DO PAPA

 
UNIVERSAL
Oportunidades para os jovens Para que abundem as oportunidades de formação e de trabalho para os jovens.
PELA EVANGELIZAÇÃO 
Catequistas, testemunhas da fé Para que a vida dos catequistas seja um testemunho coerente da fé que anunciam.
ORAÇÃO

Pai de bondade,
o trabalho dignifica a pessoa humana, 
colaborando contigo na obra da criação e 
dando o sustento à vida de todos os teus filhos.
Neste tempo de crise, tantos, em especial os jovens, 
vêem comprometido o seu futuro, 
na dificuldade em encontrar trabalho ou tendo empregos precários. 
Peço-Te que toques os corações dos que tomam 
as grandes decisões políticas e económicas,
para que olhem para os trabalhadores não como fonte de lucro, 
mas como pessoas que necessitam do seu sustento. 
Peço-Te também pelos catequistas, 
para que anunciem o teu Evangelho com a vida,
mais do que com palavras.

Pai Nosso; Avé Maria; Glória… 

LITURGIA: QUINTA-FEIRA da semana XXIII

EVANGELHO Lc 6, 27-38
«Sede misericordiosos, como o vosso Pai é misericordioso»
Naquele tempo, Jesus falou aos seus discípulos, dizendo: «Digo-vos a vós que Me escutais: Amai os vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam. Abençoai os que vos amaldiçoam, orai por aqueles que vos injuriam. A quem te bater numa face, apresenta-lhe também a outra; e a quem te levar a capa, deixa-lhe também a túnica. Dá a todo aquele que te pedir e ao que levar o que é teu, não o reclames. Como quereis que os outros vos façam, fazei-lho vós também. Se amais aqueles que vos amam, que agradecimento mereceis? Também os pecadores amam aqueles que os amam. Se fazeis bem aos que vos fazem bem, que agradecimento mereceis? Também os pecadores fazem o mesmo. E se emprestais àqueles de quem esperais receber, que agradecimento mereceis? Também os pecadores emprestam aos pecadores, a fim de receberem outro tanto. Vós, porém, amai os vossos inimigos, fazei o bem e emprestai, sem nada esperar em troca. Então será grande a vossa recompensa e sereis filhos do Altíssimo, que é bom até para os ingratos e os maus. Sede misericordiosos, como o vosso Pai é misericordioso. Não julgueis e não sereis julgados. Não condeneis e não sereis condenados. Perdoai e sereis perdoados. Dai e dar-se-vos-á: deitar-vos-ão no regaço uma boa medida, calcada, sacudida, a transbordar. A medida que usardes com os outros será usada também convosco».

terça-feira, 8 de setembro de 2015

JUNTO DO PAI, E TAMBÉM COM MARIA

Neste dia da Natividade Nossa Senhora, entregamos ao Pai, o nosso irmão e amigo Sr. João Lima, que nasce, assim o cremos, para a vida eterna. 
Sentimos a tristeza da separação, mas “Nós sabemos que Deus concorre em tudo para o bem daqueles que O amam, dos que são chamados, segundo o seu desígnio. 
Porque os que Ele de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que Ele seja o Primogénito de muitos irmãos.
E àqueles que predestinou, também os chamou; àqueles que chamou, também os justificou; e àqueles que justificou, também os glorificou.” I Rom 8, 28-30

A missa de sétimo dia será no sábado, 12 de setembro, às 19h00, na Capela de S. Martinho.

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

FALECEU O SR. JOÃO DE LIMA

Pai do nosso Pároco, Rev. Pe. Zé Manel 
Velório a partir da tarde desta segunda-feira, 7 de setembro, na Capela de S. Caetano.
Amanhã, terça, princípio da tarde, será transferido para a Capela de S. Martinho, onde pelas 16h00, se celebrará a missa de corpo presente e ritos exequiais. 
Vai a sepultar de seguida no Cemitério paroquial de Vilar do Paraíso.

FALECEU O SR. JOÃO DE LIMA

Que durante décadas serviu a Paróquia de S. Pedro de Vilar do Paraíso.
Obrigada, Sr. João, pelo exemplo de servir a Deus que nos deixou. Agora, temos a certeza, está no aconchego do Abraço Divino.
"Meu pai, nosso pai, João de Lima, acaba de falecer. Há cerca de 30 horas que lutava, em coma, devido a uma forte isquemia intestinal que o afectou.
Eu, colegas e familiares sentimos a agradecemos a vossa comunhão, amizade e fé. Com o nosso irmão Francisco e com a mãe Sofia, que o Senhor Deus, nosso criador, os tenha na Sua paz."

José Manuel da Costa Lima

sábado, 5 de setembro de 2015

DOMINGO XXIII DO TEMPO COMUM - Ano B

SALMO RESPONSORIAL Salmo 145 (146), 7.8-9a.9bc-10 (R. 1)
Refrão: Ó minha alma, louva o Senhor.

O Senhor faz justiça aos oprimidos,
dá pão aos que têm fome
e a liberdade aos cativos.

O Senhor ilumina os olhos dos cegos,
o Senhor levanta os abatidos,
o Senhor ama os justos.

O Senhor protege os peregrinos,
ampara o órfão e a viúva
e entrava o caminho aos pecadores.

O Senhor reina eternamente;
o teu Deus, ó Sião,
é rei por todas as gerações.