sábado, 27 de abril de 2013

DOMINGO V DA PÁSCOA - Ano C

SALMO RESPONSORIAL Salmo 144, 8-13ab (R. 1) 
Refrão: Louvarei para sempre o vosso nome,
Senhor, meu Deus e meu Rei. 

O Senhor é clemente e compassivo,
paciente e cheio de bondade.
O Senhor é bom para com todos
e a sua misericórdia se estende a todas as criaturas. 

Graças Vos dêem, Senhor, todas as criaturas
e bendigam-Vos os vossos fiéis.
Proclamem a glória do vosso reino
e anunciem os vossos feitos gloriosos. 

Para darem a conhecer aos homens o vosso poder,
a glória e o esplendor do vosso reino.
O vosso reino é um reino eterno,
o vosso domínio estende-se por todas as gerações.

O MANDAMENTO NOVO

Dou-vos um mandamento novo.
Dou-vos um mandamento novo:
Que vos ameis uns aos outros
Como Eu vos amei.

Quando todos vos amardes como irmãos,
Será esse o testemunho do meu Reino.
Quando todos praticardes a justiça,
Dais ao mundo a conhecer o Evangelho.

Todo aquele que me fizer conhecido
Pelas obras da verdade e do amor,
Anuncia a certeza de um caminho,
Aproxima os que vivem sem esperança.

Se guardardes os preceitos que vos deixo
Tereis força para vencer a opressão.
Se fizerdes o que vistes e ouvistes,
O meu reino crescerá como um fermento.

Não ameis somente aqueles que vos amam,
Mas amai quem vos odeia e vos insulta:
É assim a nova lei que venho dar-vos;
Sereis felizes se a quiserdes praticar.

Não julgueis para que não sejais julgados;
Procurai primeiro a trave que vos cega;
Tudo quanto desejardes que vos façam,
Fazei vós, que é esta a lei dos profetas.

AMAI-VOS!


Dou-vos um mandamento novo, diz o Senhor:
amai-vos uns aos outros, como Eu vos amei.
Jo 13, 34

sexta-feira, 26 de abril de 2013

CELESTINO JOSÉ DE OLIVEIRA GOMES

Diácono Permanente - 21 Anos de Ordenação
Muitos Parabéns!
Neste dia, a nossa Oração, pedindo a Deus todas as Suas bênçãos para a continuação da missão.
Deus e Pai Nosso, 
fortalece com a graça do Espírito Santo 
os diáconos de vossa Igreja, 
para que desempenhem com alegria, 
fidelidade e em espírito de comunidade eclesial, 
o seu ministério de diáconos, 
seguindo os passos de vosso Filho, Jesus Cristo, 
que "não veio para ser servido, mas para servir
e dar a vida em resgate de muitos". 
Nós vos pedimos pelas famílias dos diáconos casados: 
que sejam autênticas "igrejas domésticas", 
segundo o exemplo da Sagrada Família de Nazaré, 
e delas surjam vocações sacerdotais e religiosas. 
Virgem Maria, Mãe da Igreja e Rainha dos Apóstolos, 
rogai pelos ministros do Senhor! 
São Lourenço, diácono e mártir, 
rogai pelos diáconos, servos do Povo de Deus! 
Ámen!

quinta-feira, 25 de abril de 2013

5.ª Jornada da Pastoral da Cultura

Que havemos de fazer com a liberdade, ou o que há-de a liberdade fazer de nós?


A liberdade política é ganho irrecusável da civilização e da cultura, fruto arduamente acumulado da experiência e da reflexão humanas. Possível, além do mais, quando à consistência da vida sócio-económica e cultural se somou a maior disposição de si mesmo, juntando-se a lógica reivindicação de participação e decisão na coisa pública.
...
No entanto, o rescaldo do século XX, certamente um dos mais trágicos e brutais da história humana, leva-nos a considerar que a acepção política da liberdade não basta. Apesar dos indesmentíveis ganhos conseguidos neste capítulo, ainda se fica mais pelo quantitativo e formal do que pelo qualitativo e realmente novo.
...
Não será então melhor considerar a liberdade como dinamismo intrínseco a desenvolver responsavelmente, isto é, conjugado com a liberdade dos outros e do Outro, só assim nos adequando à realidade, ou seja, à verdade?

http://www.snpcultura.org/pcm_5_jornada_pastoral_cultura_que_havemos_de_fazer_com_a_liberdade.html

quarta-feira, 24 de abril de 2013

PARTILHA MISSIONÁRIA

Encontro de adolescentes, coordenado pela Rafaela, com o testemunho do casal Josefa e Nuno, leigas Belmira e Amélia e a irmã Isabel, Coordenadora Geral das missionárias da Boa Nova. Testemunhos de fé que apontam caminhos, e ajudam a um crescimento espiritual pleno e de escolhas para o futuro.
 Todos somos missionários onde quer que estejamos!

O casal Josefa e Nuno falaram-nos da sua relação de namoro e casal e do crescimento na fé e no amor a Deus e de como esta caminhada é importante nas suas vidas. 
A Belmira e a Amélia apontaram o caminho de ser leigo empenhando, voluntário, fazer missão, estar onde é preciso e voltar sempre mais rico de experiências e de amor. 
Testemunho completado pela Irmã Isabel, que com alegria visível no rosto e nos gestos, nos deu conta de como não foi fácil deixar tudo, mas como ao mesmo tempo recebeu tudo! Fruto também de uma boa educação cristã transmitida pelos pais. 
Nas palavras da Irmã Isabel," - todos temos uma vocação e, como tal, há que acolhe-la - se for para estar a tempo inteiro em missão, pois que seja! Ser missionário é partilhar a alegria, a simplicidade, nunca partir com ideias feitas... porque os povos têm a sua cultura, maneira de ser e estar."
Foi uma excelente tarde de catequese, que culminou com o encontro principal, todos na EUCARISTIA!

terça-feira, 23 de abril de 2013

SEMANA MISSIONÁRIA

Decorreu na nossa paróquia, a semana missionária, assinalada com vários encontros de catequese e celebrações para todas as idades. Esteve  também patente no Centro Paroquial, uma exposição sobre a temática da missão, que nos deu uma ideia sobre o trabalho desenvolvido pelos Missionários da Boa Nova.







Missão é partir, caminhar,
deixar tudo, sair de si,
quebrar a crosta do egoísmo que nos fecha no nosso Eu.
É parar de dar voltas ao redor de nós mesmos,
como se fossemos o centro do mundo e da vida.

É não se deixar bloquear nos problemas
do pequeno mundo a que pertencemos:
a humanidade é maior.
Missão é sempre partir,
mas não devorar quilómetros.

É sobretudo abrir-se aos outros como irmãos,
descobri-los e encontrá-los.
E, se para encontrá-los e amá-los é preciso atravessar os mares
e voar lá nos céus,
então Missão é partir até os confins do mundo.

(Dom Helder Camara)

sábado, 20 de abril de 2013

FOLHA DOMINICAL-Informações e Reflexões Importantes para Toda a Comunidade



DOMINGO IV DA PÁSCOA - Ano C


SALMO RESPONSORIAL Salmo 99 (100), 2.4.5.6.11.12.13b (R. 3c) 

Refrão: Nós somos o povo de Deus,
somos as ovelhas do seu rebanho. 

Aclamai o Senhor, terra inteira,
servi o Senhor com alegria,
vinde a Ele com cânticos de júbilo. 

Sabei que o Senhor é Deus,
Ele nos fez, a Ele pertencemos,
somos o seu povo, as ovelhas do seu rebanho.

O Senhor é bom,
eterna é a sua misericórdia,
a sua fidelidade estende-se de geração em geração.

50.º Dia Mundial de Oração pelas Vocações


A Igreja Católica vai celebrar este domingo o 50.º Dia Mundial de Oração pelas Vocações, marcado pelos apelos à entrega incondicional a Deus da vontade própria, oração, fé e esperança deixados por Bento XVI.
"Segui-Lo [Cristo] significa entranhar a própria vontade na vontade de Jesus, dar-Lhe verdadeiramente a precedência, antepô-Lo a tudo o que faz parte da nossa vida: família, trabalho, interesses pessoais, nós mesmos", salientava o agora Papa emérito, num texto intitulado 'As vocações sinal da esperança fundada na fé', escrito para esta celebração.

http://www.agencia.ecclesia.pt/cgi-bin/noticia.pl?id=93724

quinta-feira, 18 de abril de 2013

SEMANA MISSIONÁRIA

CONVITE 

Está a decorrer na nossa paróquia a SEMANA MISSIONÁRIA. Deixamos o CONVITE a todos à participação e lembramos o programa especial para a catequese. Que ninguém falte!

Cristo Ressuscitado, Bom Pastor, traz-nos a vida plena!

COMEMORAÇÃO


O Porto vai assinalar entre sábado e domingo os 250 anos da Torre dos Clérigos, um dos ex-líbris da cidade, com um programa de concertos de carrilhão e atuações musicais «non stop» (sem parar).
A iniciativa, promovida pela Irmandade dos Clérigos, inclui espetáculos de música barroca e contemporânea à construção do edifício, do século XVIII, na igreja dos Clérigos, por parte dos alunos da Escola Superior de Música do Porto.

A CASA DE DEUS

É Páscoa e Primavera
A Vida Nova nasceu
O madeiro feito cruz
Desabrochou e floresceu!

A casa de Deus é linda
Seja de pedra ou de flores
Nela todos cabemos
A cantar os seus louvores!

Rezai, Cantai, ESCUTAI!
Fazei Domingo em cada dia
Abraçando os irmãos
Como Jesus o faria!

Só assim terá valor
Uma igreja florida
Onde haja amor e esperança
Fermento de Nova Vida!

terça-feira, 16 de abril de 2013

AS PALAVRAS DO PAPA

Não se pode anunciar o Evangelho sem o testemunho coerente da própria vida
«Será que somos capazes de levar a palavra de Deus ao ambiente em que vivemos? Sabemos como falar de Cristo, do que ele representa para nós, nas nossas famílias, entre as pessoas que fazem parte de nossa vida diária? A fé nasce da escuta, e é reforçada pela proclamação.»
«Vós, eu, adoramos o Senhor? Voltamo-nos para Deus apenas para pedir coisas, para lhe agradecer ou também nos voltamos para Ele para o adorar? O que significa, então, adorar a Deus? Significa aprender a estar com ele, significa que paramos de tentar dialogar com Ele, e significa sentir que a sua presença é o mais verdadeiro, o bem maior, o mais importante de tudo.»


segunda-feira, 15 de abril de 2013

FOLHA DOMINICAL - Informações e Reflexões Importantes para Toda a Comunidade



DOMINGO III DA PÁSCOA - Ano C

Depois de preparar os discípulos, através da pesca milagrosa realizada pelo grupo chefiado por Pedro e na sua barca, Jesus determina o lugar, que ele deve ocupar na Sua Igreja, constituindo-o «Pastor» do Seu único rebanho.
O Senhor Jesus será sempre Pastor único e insubstituível da Igreja, que santificou com a Sua Morte e a vivificou com a Sua Ressurreição. Mas Pedro, a quem Jesus comunicou os Seus mesmos poderes, ficará à frente dela, neste tempo que vai desde a partida do Senhor Jesus até à Sua vinda final.

Secretariado Nacional da Liturgia

sábado, 13 de abril de 2013

CAMINHADA DOS CATEQUISTAS


Catequistas, familiares e amigos - cerca de 40 pessoas - fizeram no sábado, 6 de Abril, a já tradicional caminhada desta época, para que em união com a natureza sintam o renovar da esperança, na vivência da Páscoa e do caminho da fé.


Caminhar, leva à proximidade do outro, no plano espiritual e afectivo. Há como que uma comunhão  e empatia, que ajuda a vencer todos os obstáculos por mais duros que sejam. 

Um sorriso, um gesto, uma palavra, uma paragem… admirar, louvar e orar. Tempo de silêncio, e de agradecer a Deus com todo o coração, as belezas infinitas que criou para a humanidade. É uma atitude  interior de reconhecimento e ternura, fundamental para que o caminho se faça com alegria e serenidade.
A água, fonte de vida, imprescindível para refrescar o caminheiro sequioso e leva-lo ao fim da jornada, corre livremente pela montanha, cristalina e pura. Mostra toda a sua força e beleza na queda de revoltosas cascatas, onde o arco-íris serpenteia e faz morada. Porém, logo se detêm em serenos recantos onde é bálsamo de pés doridos e cansados. 


A jornada já vai longa, mas há que fazer uma paragem maior. O corpo precisa de retemperar forças e de se alimentar para poder continuar….

Caminhar, chegar ao fim é o grande objectivo. Mas, se por um acaso, alguém se distancia do grupo maior, será tempo de lembrar que: 
"Onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, eu estarei no meio deles" (Mt 18,20)

Num dia magnífico, o esplendor do Sol, tão "arredio" nesta Primavera, fez-se companheiro e amigo presente a brilhar sobre o caminho, tornando-o menos agreste e, sem dúvida, muito mais luminoso!
 

No final do dia, à volta da mesa, foi tempo de mais alegria e confraternização entre todos os que caminharam, e também familiares que quiseram estar presentes aqui. 

Que esta experiência de cada ano, feita na partilha e na ajuda para ultrapassar as dificuldades, seja fermento de mais união entre todos, na certeza de que na vida só podemos caminhar se nos ampararmos e cuidarmos uns dos outros.
Pois, como diz o Papa Francisco:
“Guardemos Cristo na nossa vida, para guardar os outros, para guardar a criação!”.