sábado, 31 de dezembro de 2011

ENCERRAMENTO DO ANO EUROPEU DO VOLUNTARIDO

Oficialmente já foi encerrando o Ano Europeu do Voluntariado, que durante um ano celebrou o compromisso dos milhares de voluntários espalhados pela Europa, e lançou o desafio àqueles que não estão ainda envolvidos com o voluntariado.

Conhecemos a Rafaela, o Firmino e a Inês, que neste ano de 2010/2011, deixaram a comodidade em que viviam e partiram - dando-nos um exemplo de verdadeira cidadania - lançando sementes de generosidade e amor, em terras que mais careciam de uma mão amiga.
Terminado que está o ano, somos tentados a pensar que foi apenas um leve "sopro de vento” e tudo será esquecido... Mas, não é verdade, porque a missão fica no coração e continua!
Quem se envolve uma vez, jamais deixará de pensar que um gesto, um sorriso, uma pequena migalha, fazem toda a diferença e, por isso, continuará a ser voluntário e a levar a esperança onde quer que ela seja necessária.
Muitos, como a Inês - que renovou a sua missão por mais um ano - vão continuar no terreno, de alma e coração, dando continuidade aos projectos iniciados e colocando outros no pensamento.
Que o ano de 2012, designado: Ano Europeu do Envelhecimento Activo e da Solidariedade, nos leve a reflectir sobre os valores que queremos ensinar, viver e partilhar com todos os nossos irmãos.
Sejamos construtores da Paz e da Justiça; espalhemos Alegria e Esperança, perseveremos na Fé e na Caridade, para que neste ano de 2012, o mundo, tão generosamente dado a todos por Deus, se torne infinitamente um lugar melhor. BOM ANO NOVO!

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

SAGRADA FAMILIA: - Celebração Solene, hoje, na Capela de S. Martinho, às 21h30. Presença dos casais, que completam 10, 25, 50 e 70 anos de casados. Levar as Sagradas Famílias que passam pelas nossas casas.


Cânticos para a celebração da Eucaristia, hoje, às 21h30

SAGRADA FAMÍLIA DE JESUS, MARIA E JOSÉ

«O Menino crescia, e enchia-Se de sabedoria»
Lc 2, 22-40

O quadro da vida evangélica, que hoje nos é proclamado, é cheio de mistério: a Sagrada Família cumpre a Lei de Moisés, revelando assim como Deus realmente entrou no caminho dos homens; Maria escuta a profecia de Simeão, que anuncia desde já, o mistério pascal; a vida da Família de Nazaré é um mundo de sabedoria e de graça, de trabalho, de oração e de paz.

Secretariado Nacional da Liturgia

sábado, 24 de dezembro de 2011

NATAL

O NATAL E AS PALAVRAS…

AS PALAVRAS DE NATAL

Este ano procuro razões novas que demonstrem porque o Natal é um acontecimento verdadeiramente importante, que perdura no tempo. Ou melhor, não são razões novas que procuro, mas novas vertentes da razão de tal importância, mesmo sob o olhar da fé!

Natal é um acontecimento! Um acontecimento testemunhado! É um acontecimento histórico. Um nascimento. E já lá vão mais de dois mil anos!....

E porque é tão importante esse nascimento?

Qualquer cristão o sabe ... Nasceu o Salvador do mundo, há muito anunciado pelo Profeta Isaías. O que veio para servir e escandalizou os poderosos. O que venceria a morte! O que não destruindo as regras instituídas, as temperou com uma regra muito especial – o Amor. Aquele que não se limitou a ensinar ou a estabelecer regras, mas que as viveu e as reinterpretou.

O que colocou o sábado ao serviço do homem e não o homem ao serviço do sábado.

Partindo do presépio, como o símbolo por excelência desse acontecimento, socialmente não se entenderia que importância poderia ter um nascimento acontecido no seio de uma família humilde, em terras estrangeiras, num estábulo. Se transportássemos tal acontecimento para a actualidade, diríamos que pouco mais seria que objecto de reportagem dos meios de comunicação, mais ou menos sensacionalistas, que correria o mundo à velocidade da luz e que logo cairia no esquecimento de todos.

Mas então por que razão continuamos a celebrar um nascimento assim?

É a festa da família, dizem uns, em que todos se reúnem à volta da mesa, da lareira, da árvore de natal ou de qualquer outra coisa. É a festa da solidariedade, dizem outros, em que são lembrados os que pouco ou nada têm e nessa altura podem saborear uma refeição melhorada, ter um presente, um cabaz…

É ainda a festa da alegria, em que os gestos de ternura se multiplicam, em que todos formulam votos e desejos de felicidade …

É também uma época triste para muitos, porque a festa generalizada acentua as desigualdades e evidencia as distâncias, as indiferenças, as solidões e tantas outras coisas menos boas.

Já para não falar em histórias, mais ou menos fantasiosas, que são contadas aos mais pequenos nesta época de natal.

Todas elas são razões. Mas nessas já pensei em outros anos!

Claro que acreditar que Deus se tornou homem entre os homens e pobre entre os mais pobres é o grande motivo para um cristão. É um acontecimento revelador de uma humanidade emocionante e é uma prova de amor inexcedível, escandalosa mesmo, como o foi então para o mundo, a sua vida e a sua morte.

Mas na contemplação do presépio, leva-me a interrogar porque quis Deus que Jesus nascesse assim dessa maneira, naquelas circunstâncias, despojado de tudo… quando Ele era o Príncipe, o Descendente da casa de David?

Claro que, cada vez que meditamos na Palavra, vemos que a maioria das vezes a nossa lógica não é a lógica de Deus! Sinto-me um ser tão minúsculo e insignificante nestas coisas de entender os sinais de Deus…

No presépio nada nos distrai da sua verdadeira essência – O acontecimento da Vida – O NASCIMENTO. O próprio Autor da vida Nasce. Ele próprio não se distancia nem é estranho ao acto de nascer. Deus nos visita e se faz para nós Presente nessa humildade e despojamento total de um recém-nascido. Revela-nos que para Si a importância absoluta do homem está na sua importância enquanto pessoa, sem mais, enquanto ser. A dignidade do homem está em ele próprio fazer-se presente para o mundo.

Contrariamente, temos vindo a fazer da festa de Natal, a festa do ter. Ter luzes, ter presentes, caros de preferência!... e a estrela nos aponta o caminho para o presépio, onde o aniversariante, dono de tudo, nada tem, porque tudo pôs à disposição de todos.

Então o Natal é a verdadeira festa da Vida e, por isso também é a festa da Esperança.

Numa época em que se sente e se receia a crise económica e financeira, o Presépio ganha dimensão e o Natal ganha mais sentido.

Imaginemos que cada um de nós se centrava nesta razão do presépio.

Imaginemos que cada Ser Humano se embrulhava e se envolvia de laços feitos de ternura, delicadeza, atenção, paciência, tolerância, caridade, compreensão, disponibilidade e outros materiais de grande valia, recicláveis e amigos do ambiente, num estilo “gourmet”, ou q.b., fazendo cada um o cabaz ou usando os laços de acordo com as necessidades do Outro, e se oferecia assim em cada Natal para durar o ano inteiro, de Natal a Natal, em doses individuais…

Então porque nos desgastamos tanto e nos cansamos assim na época natalícia para encontrar presentes para oferecer?
Conceição Rocha


sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

MENSAGEM DOS CATEQUISTAS

Um grande abraço nesta época especial!
Não esquecer que o Natal e o Ano Novo são sempre um começar de novo, uma oportunidade para começar diferente!
Que a lição do presépio centre as nossas vidas no que é verdadeiramente importante, as pessoas e o que cada uma delas pode fazer pelas outras.

ORAÇÃO PARA A NOITE DE NATAL

NATAL DO SENHOR

EVANGELHO – Forma longa Jo 1, 1-18

«O Verbo fez-Se carne e habitou entre nós»


O Natal não é apenas o nascimento de um menino. É um mistério, uma realidade divina que se esconde e ao mesmo tempo se revela no nascimento desse Menino. É o Nascimento no meio dos homens do próprio Filho de Deus. O evangelista chama-Lhe o Verbo, isto é, a Palavra, Aquele por quem o Pai Se dá a conhecer aos homens e deles faz seus filhos. O evangelista tenta desvendar-nos todo esse mistério neste poema admirável com que abre o seu Evangelho.


Secretariado Nacional da Liturgia

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

TOTUS TUUS: "Todo Teu, ó Maria!" - João Paulo II

  Totus Tuus, Maria. Gratia plena, Dominus Tecum!
Totus Tuus, Ora pro nobis, Maria, Maria  
O Coro infanto-juvenil, em momento de Acção de Graças, na Eucaristia com a catequese, no sábado 17 de Dezembro.

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

CAMPANHA DO ADVENTO

A campanha do Advento foi feita de grande generosidade por parte de toda a comunidade. A palavra solidariedade traduziu-se na oferta de muitos bens alimentares, que já estão a ser distribuídos, pelas Vicentinas, às famílias mais necessitadas da paróquia. Continua aberta a campanha para a recolha de livros e terços, que brevemente serão enviados para a Guiné-Bissau e São Tomé e Príncipe. A todos os que contribuíram para que haja sorrisos no rosto de muitos irmãos, o nosso sincero obrigada.

sábado, 17 de dezembro de 2011

CELEBRAÇÃO DA LUZ

No passado sábado, 3 de Dezembro, o 3º ano esteve em festa com a Celebração da Luz. Muitas crianças, com os pais e outros familiares, encheram de alegria e luz a capela de S. Martinho.
As crianças, felizes, com a ajuda do coro cantaram: Cristo Jesus Tu me chamaste, eu Te respondo: Estou aqui! Tu me chamaste pelo meu nome,  eu Te respondo estou aqui!

Recordando o Baptismo, foram aspergidas com água benta, enquanto se cantava: Vós que fostes, baptizados em Cristo, estais revestidos da Luz, Aleluia! Aleluia!

Antes da Liturgia da Palavra, apagaram-se as luzes, para escutar, meditar e “saborear” de modo diferente Palavra de Deus.
Tema central desta Liturgia: a LUZ; com a leitura de 1Jo 2,9 -11, «Quem ama o seu irmão, permanece na luz e não há nele ocasião de pecado.» o Salmo 118: «A Vossa Palavra Senhor é Luz dos meus caminhos.»  o Evangelho: Jo 8, 12-14 «Eu sou a luz do mundo. Quem me segue não andará nas trevas, mas terá a luz da vida.» Jo 12, 35-36 « Enquanto tendes a Luz, crede na Luz, para vos tornardes filhos da Luz

"EIS A LUZ DE CRISTO"
Finalizadas as leituras, e depois de uma breve homília, proferida pelo Sr. Diácono Celestino, as crianças são convidadas a virem até junto do círio Pascal, acender a vela do Baptismo, com as seguintes palavras: Ao acenderdes as velas estais a receber a Luz do Amor de Jesus… para todos nos vermos melhor uns aos outros e nos amarmos como Ele nos ama.

Depois das velas acesas é feita a Profissão de Fé e, no final, acendem-se de novo todas as luzes da Capela, numa simbolica “explosão” de luz em que todos se sentem revestidos.
 A terminar a celebração todos cantam: Esta luz pequenina, vou deixa-la brilhar...

Que esta Luz Cristo seja o lema destas crianças. Que brilhe, de facto, nos seus Caminhos e que todos digam sempre, sem medo: TENHO A LUZ DE CRISTO! SOU DE CRISTO SOU FELIZ!

Imagens e texto: Colaboração das catequistas do 3º ano
Mais imagens em:
https://www.facebook.com/sementesdeesperanca

DOMINGO IV DO ADVENTO - Ano B

EVANGELHO Lc 1, 26-38
«Conceberás e darás à luz um Filho»


Maria aceitando ser a Mãe do Salvador, prometido a David, encerra o longo período de expectativa da humanidade. Pela sua fé, pelo seu «sim» generoso, Deus começa a habitar no Seu Povo.
Israel, apesar das advertências dos profetas (Deut. 12, 2-12), sonhava multiplicar os santuários, onde habitasse o Seu Deus. Mas só Deus pode escolher e construir uma morada digna d’Ele. E, na verdade, Ele mesmo a escolhe, pobre e humilde, de maneira desconcertante para o orgulho humano. O humilde acolhimento de Maria dá-Lhe a morada, que Ele desejava. O Espírito Santo realiza essa maravilha: Ele faz habitar o Verbo de Deus entre os homens.
Em Maria, a primeira entre os cristãos a comprometer-se na grande aventura da fé, nasce a Igreja, morada de Deus no meio dos homens (Apoc. 21, 3).

Secretariado Nacional da Liturgia

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

CEIA DE NATAL DOS CATEQUISTAS, 17 de Dezembro, 20h00, Centro Paroquial


CONVITE

Todos os catequistas estão convidados e recordamos que devem levar - por cada pessoa que os acompanhar - uma pequena lembrança, posta de bacalhau, (que deve ser entregue no centro paroquial, até às 18h30)  talheres, copo e pratos. Os cavalheiros levam as bebidas e as senhoras as sobremesas. Os catequistas do 1º. e  6º. ano serão responsáveis por esta ceia, formando equipas de decoração, momento de oração, distribuição de prendas e limpeza.

Como Maria, queremos dar passos de preparação
para acolher o Salvador,
nossa expectativa da chegada definitiva
da Luz ao mundo.
Esta Luz, simboliza a nossa Fé em Jesus Cristo,
que ilumina todo homem que vem a este mundo e
também os ensinamentos dos profetas,
que anunciaram a chegada do Salvador.

EUCARISTIA COM A CATEQUESE - 17 de Dezembro, 16h00, Capela de S. Martinho

CONVITE

No próximo sábado, terminamos em festa o primeiro trimestre da catequese, com a celebração do natal para as crianças, adolescentes e jovens, do 1º até ao 10º ano de catequese. A dinamização desta Eucaristia é da responsabilidade do 3º e 9º ano.
O Reinício da catequese será no fim-de-semana 7 e 8 de Janeiro de 2012.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

CAMPANHA DO ADVENTO: ESTA SEMANA PARTILHA DE LIVROS E TERÇOS. Sejamos Generosos!



Depois do Kilo, do Litro e da Posta, é a vez de partilharmos livros, que se destinam à Guiné-bissau e terços para S. Tomé e Príncipe.
Entreguem as vossas ofertas na catequese, no centro paroquial ou coloquem-nas na arca ou cesto, disponível em todos os centros de culto: Igreja Paroquial, Ilha, Capela de S. Martinho ou Capela de S. Caetano.

ADVENTO


Advento, tempo de espera. Não apenas de um dia, mas daquilo que os dias, todos os dias, de forma silenciosa, transportam: a Vida, o mistério apaixonante da Vida que em Jesus de Nazareth principiou.

Advento, tempo de redescobrir a novidade escondida em palavras tão frágeis como "nascimento", "criança", "rebento".

Advento, tempo de escutar a esperança dos profetas de todos os tempos. Isaías e Bento XVI. Miqueias e Teresa de Calcutá.

Advento, tempo de preparar, mais do que consumir. Tempo de repartir a vida, mais do que distribuir embrulhos.

Advento, tempo de procura, de inconformismo, até de imaginação para que o amor, o bem, a beleza possam ser realidades e não apenas desejos para escrever num cartão.

Advento, tempo de dar tempo a coisas, talvez, esquecidas: acender uma vela; sorrir a um anjo; dizer o quanto precisamos dos outros, sem vergonha de parecermos piegas.

Advento, tempo de se perguntar: "há quantos anos, há quantos longos meses desisti de renascer?"

Advento, tempo de rezarmos à maneira de um regato que, em vez de correr, escorre limpidamente.

Advento, tempo de abrir janelas na noite do sofrimento, da solidão, das dificuldades e sentir-se prometido às estrelas, não ao escuro.

Advento, tempo para contemplar o infinito na história, o inesperado no rotineiro, o divino no humano, porque o rosto de um Homem nos devolveu o rosto de Deus.


P. José Tolentino Mendonça

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

CONCURSO DE PRESÉPIOS

Já fizeste o teu Presépio, para o concurso?
Ainda estás a tempo! Começa já, para poderes entregar o teu trabalho até ao próximo dia 17 de Dezembro, no Centro Paroquial.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

DOMINGO DA ALEGRIA!

Neste Domingo III do Advento -  domingo gaudete, que quer dizer “alegrai-vos” - pode dizer-se que na Capela de S. Caetano, houve alegria dupla! 
Alegramo-nos e celebramos, com a presença do Sr. Angélico, a quem desejamos as maiores felicidades na sua nova missão de diácono,  mais exigente, mas certamente não menos gratificante.

E alegramo-nos, sem dúvida, com o regresso de Angola do Rev. Padre Zé Manel, a quem damos as boas-vindas!






Na alegria e na fé que nos une, rezemos pelo novo diácono, Sr. Angélico:
Que a Luz de Cristo e a beleza da Sua Palavra, sejam sempre o guia primeiro.
Que a  força do Espírito Santo, se torne bordão de apoio,
no aplanar das veredas e caminhos desta nova missão.

Alegria! Alegria!


Alegrai-vos sempre no Senhor.
Exultai de alegria: o Senhor está perto.
cf. Filip 4, 4.5



domingo, 11 de dezembro de 2011

DOMINGO III DO ADVENTO - Ano B

EVANGELHO Jo 1, 6-8.19-28
«Eu sou a voz do que clama no deserto: ‘Endireitai o caminho do Senhor’, como disse o profeta Isaías».

Preparai os caminhos do Senhor, Maranatha, Maranatha!
Vão chegar os dias do Reino, Maranatha, Maranatha!
Vem, Senhor Jesus, Maranatha, Maranatha!

Vai chegar o Messias Prometido, Maranatha, Maranatha!
Aplanai as veredas e caminhos, Maranatha, Maranatha!
O Seu Nome será Deus connosco, Maranatha, Maranatha!
Vem, Senhor Jesus, Maranatha, Maranatha!

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

ORDENAÇÃO DE DIÁCONOS PERMANENTES



Que a vossa caridade se faça criativa! […] Como Santo Estêvão, São Lourenço e São Vicente, diáconos e mártires, esforçai-vos por reconhecer e encontrar Cristo na Eucaristia e nos pobres. Este serviço do altar e da caridade levar-vos-á a amar o encontro com o Senhor presente no altar e nos pobres. Então estareis preparados para dar a vossa vida por Ele até à morte” (Africae Munus, nº 116).

- Rebrilhará em vós a luz de Cristo: essa mesma que em Maria foi alvor; essa mesma que em vós será serviço!

D. Manuel Clemente
http://www.diocese-porto.pt/

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

“…FAZEI VÓS TAMBÉM”

“fazei vós o mesmo” (Jo 13, 15)


Anuncio-vos que serei ordenado de diácono por D. Manuel Clemente no próximo dia 8 de Dezembro, pelas 16:00 h, na Catedral do Porto.
Invade-nos, a mim e à Gracinda, o espanto e uma íntima alegria, num misto de temor, e confiança n’Aquele que sempre nos chama a segui-lO, e é a nossa força.
O convite do Senhor, “Vem e segue-me”, é acolhido por ambos na condição específica e matrimonial, apesar das limitações, dúvidas e incertezas, mas sempre confiados no Espírito do Ressuscitado, origem e fonte de todos os dons, carismas e serviços na Igreja.
“…fazei vós também” é o lema da Ordenação e que irá orientar o meu ministério diaconal.
Queira Deus consumar o bem que em mim começou…
Certo da comunhão e da oração da comunidade, aceita-me e ajuda-me, Senhor!

José Joaquim Angélico

 
http://www.box.com/shared/avhruath9x#/shared/avhruath9x/1/50277890/1099998773/1

ORDENAÇÃO DE DIÁCONO PERMANENTE




Amanhã, 8 de Dezembro, serão ordenados 32 novos Diáconos Permanentes.
A cerimónia terá lugar na Sé do Porto, às 16h e será presidida pelo Bispo do Porto, D. Manuel Clemente.
Vilar do Paraíso será agraciado pela ordenação do Sr. José Joaquim Guimarães Angélico. 
Está feito o convite a toda a comunidade, para estar presente nesta celebração, e partilhar esta bênção e alegria com o Sr. Angélico e a sua família.




A Agência Ecclesia apresenta esta semana, um dossier muito interessante sobre o tema: Diaconado Permanente, que é ao mesmo tempo, uma boa proposta para nos ajudar a perceber melhor este ministério ordenado.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

8 DE DEZEMBRO, FESTA DA IMACULADA CONCEIÇÃO, PADROEIRA DA ILHA. CELEBRAÇÃO DA EUCARISTIA ÀS 09h00

Ave, Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco,
bendita sois Vós entre as mulheres.
Lc 1, 28
Ó Senhora imaculada, silenciosa,
de sorriso virginal,
frescura envolvida na canção formosa
do amanhecer inicial.
Senhora do vestido simples da graça
que intima aurora Te deu,
Florindo, sobre a luz da terra que passa,
à luz primeira do Céu.
Senhora, o teu celeste olhar de padroeira
floresça em nosso interior,
abrindo a senda da pureza verdadeira
que nos conduza ao Senhor.


 Hino das Vésperas I da Festa da Imaculada Conceição

CONCURSO DE PRESÉPIOS

sábado, 3 de dezembro de 2011

CONVITE: Ordenação Diaconal de José Angélico

DOMINGO II DO ADVENTO - Ano B

EVANGELHO Mc 1, 1-8

«Endireitai os caminhos do Senhor»


O cristão não pode fugir para o deserto, alheando-se dos graves problemas do nosso tempo, como a fome, a falta de cultura ou a injustiça, pois Deus deseja que todo o homem seja Seu colaborador na Sua obra da criação, contribuindo, com todas as suas forças para a construção dum mundo melhor. No entanto, o cristão se não quiser atraiçoar a sua missão, tem de manter sempre a espiritualidade do deserto, ensinada pelo Precursor.
«Se os cristãos perdessem o sentido da conversão a Deus, o cristianismo que testemunham, não apresentaria senão o aspecto dum humanismo entre outros e ver-se-ia privado de toda a densidade propriamente religiosa». (Thiery Maertens).

Secretariado Nacional da Liturgia

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

ORDENAÇÃO DIACONAL DE JOSÉ ANGÉLICO

Esta semana, tenhamos presente nas nossas orações, o Sr. José Angélico, para que Deus o fortaleça com a graça do Espírito, e desempenhe com amor, alegria, fidelidade e em espírito de comunidade eclesial, o  seu ministério de diácono.

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

CATEQUESE: CELEBRAÇÃO DA LUZ


No próximo sábado, às 14h30, na Capela de S. Martinho, o 3º ano de Catequese, fará a Celebração da Luz. Celebração simples mas cheia de simbolismo, marca este ano de catequese de forma muito especial. Que esta Luz pequenina, se acenda no coração de cada uma destas crianças, e brilhe para sempre!

CONFERÊNCIA: "DIACONADO" - Hoje, 21h30, Centro Paroquial

terça-feira, 29 de novembro de 2011

RETIRO VICARIAL DE CATEQUISTAS - 1 de Dezembro, Seminário de Cristo Rei

No dia 1 de Dezembro, quinta-feira, os catequistas da nossa Vigararia  reunem-se no Seminário de Cristo-Rei, das 9h às 17h, para um dia de retiro. Se desejas participar mas não te inscreveste, contacta a coordenadora do teu grupo ou o secretariado da catequese.

VAMOS DE NOVO CONSTRUIR PRESÉPIOS

No ano transacto a construção de presépios foi um êxito tão grande, que este ano o secretariado da catequese decidiu voltar a propor a ideia do concurso. Toda a catequese se movimenta para participar, mas apela-se também contributo dos pais e de toda a comunidade. A entrega dos presépios deve ser feita até ao próximo dia 17 de Dezembro. Sabemos que há muita imaginação, e vontade de marcar presença, por isso, aguardam-se presépios tão bonitos e originais como o que mostra a imagem, premiado no ano passado com o 1º. prémio.

domingo, 27 de novembro de 2011

LAUSPERENE






Decorreu hoje, na nossa Paróquia, o Lausperene,  marcando o início do novo Tempo Litúrgico e o caminho do Advento. Os diversos grupos dinamizaram a hora destinada a cada um, com simplicidade mas com profundo espírito de oração, louvor e acção de graças. A Comunidade, participou em número significativo e, durante a tarde, foram também vários os grupos de catequese que ali estiveram em adoração. Momento particularmente bonito aconteceu com os mais pequeninos, a ajoelhar em frente ao Santíssimo, num misto de curiosidade mas também de muito respeito. Os jovens do 10º. ano e o grupo (11º. ano) que está em caminhada para o Sacramento da Confirmação, juntos rezaram; louvaram e cantaram como só os jovens sabem fazer. Que este tempo de oração e vigia fortaleça a nossa fé, enquanto caminhamos ao encontro da grande Solenidade do Natal, a que o Advento nos conduzirá.

Mais imagens em: