sábado, 30 de abril de 2011

HOMENAGEM AO PAPA JOÃO PAULO II

Jovial, sereno, interior, afável,
Olhos no Céu, pés caminhando,
Alma de Apóstolo incansável,
O mundo abraças, em Fé, orando.

Palavras de Esperança ao mundo gritas:
Amor, Justiça, paz, Perdão.
Unir os homens todos nas conquistas,
Libertá-los dos grilhões da escravidão.

O teu rosto de Pontífice, eleito,
Semeado de rugas, inda novo,
Encerra poemas de dor e pleito
Gritando mágoas do teu próprio povo.

Unidos a ti, sempre estaremos,
Nós, jovens todos, de Portugal;
Dá-nos tua bênção e venceremos
O dia, a treva, a cruz, até final.

Farol de Luz Eterna no finito humano,
Avanças, sem medo, cantando um hino,
Trazendo ao «peito ilustre lusitano»:
Indulgências, no bordão de peregrino,
Magnificência, no cortejo soberano,
A Maria que deu vida ao teu destino.

Pe. António Pinto da Silva

II DOMINGO DA PÁSCOA - Ano A

Oito dias depois, veio Jesus e disse-lhes: “A paz esteja convosco.”
(Jo 20, 19-31)


Diante dos medos, das incertezas, dos vãos temores (os discípulos encontravam-se de portas fechadas) eis que o Senhor oferece a força do Espírito capaz de renovar, transformar, vencer os temores para que o testemunho aconteça. A fé se torne resposta de vida. O horizonte de renovação vença. Todos nós temos um pouco de Tomé, mas a graça do Senhor vence, para que o incrédulo, acredite. Para que a nossa história se converta e renove na história de Jesus. Para que a sua paz nos torne livres para amar, na serenidade da sua presença que inunda de luz as pequenas grandes trevas da nossa vida, necessitadas do amor e da luz de Jesus.

Ir. Alzira Sousa, fma

sexta-feira, 29 de abril de 2011

AMIGOS DE PEDRO


A Comissão de Festas de S. Pedro organiza o Poio da Vaca, domingo 1 de Maio,  a partir das 16h000, junto da Igreja Paroquial. Haverá porco no espeto e muita animação. Venda de rifas nos locais habituais - Bar 'Amigos de Pedro' e pelo 960072088. Colabora!

CELEBRAÇÕES e FESTAS DA CATEQUESE


Para melhor orientação dos catequistas e pais, recordamos os dias e datas das Celebrações e Festas da Catequese, publicados na Folha Dominical, nº 769 de 24 de Abril. 
É tempo de preparar tudo com alegria, simplicidade e, principalmente, com  muito amor a Deus. Que estes dias sejam especiais e de momentos únicos vividos no Encontro com Jesus Cristo, para as crianças, jovens e familiares.
Só assim o sentido da FESTA terá razão de ser!

quinta-feira, 28 de abril de 2011

MAIO - MÊS DE MARIA - TERÇO

ORAÇÃO

Precisamos, Senhor, da Páscoa, assim como precisamos da Primavera, depois de um Inverno tão chuvoso e longo. Precisamos, Senhor, da Luz e da brisa suave do Espírito, que aqueçam e acariciem o nosso rosto e a nossa alma depois de tantos acontecimentos que, porventura, tenham ofuscado a vida pessoal e comunitária. Precisamos, Senhor, de uma vida nova, ressuscitada, que o tempo pascal nos traz, depois de tantos sinais de morte e de violência que continuam a afligir o nosso tempo e a nossa história.


Pe. Tarcízio Morais, sdb

terça-feira, 26 de abril de 2011

CAMINHADA DOS CATEQUISTAS

É já no próximo sábado que os catequistas vão respirar outros ares e desentorpecer as pernas fazendo sua caminhada anual. Aqui ficam algumas imagens da caminhada do ano anterior, para lembrar aos que ainda não se inscreveram, que é tempo de o fazer e preparar cajado e mochila!




BOA CAMINHADA!

BAILE ANOS 80 - Organização do Grupo de Jovens Lausperenes

´

Numa iniciativa inédita e muito interessante, o grupo de jovens organiza um baile com temática do anos 80,  no próximo dia 08 de Maio, pelas 15h30, no Centro Maria de Nazaré.
Haverá um duo a abrilhantar o evento!
O custo do bilhete é de 4€, e para as crianças da catequese é apenas de 2€. Esta iniciativa tem como objectivo principal angariar fundos que permitam aos nossos jovens participarem nas Jornadas Mundiais da Juventude em Madrid, no mês de Agosto. Os bilhetes são vendidos pelos elementos do Grupo de Jovens e também no Centro Paroquial.
Vamos lá participar e ajudar os nossos jovens porque merecem!

PARABÉNS!

Felicitamos o amigo e Sr. Diácono: Celestino José de Oliveira Gomes, pelos seus 19 anos de Ordenação Diaconal, sempre ao serviço de todos, muito particularmente na nossa paróquia. Que Deus o ajude a continuar com alegria e muita saúde, no cumprimento do seu ministério.
O serviço dos diáconos na Igreja é documentado desde os tempos apostólicos. Uma tradição consolidada, atestada já por Ireneu e que confluiu na liturgia da ordenação, viu o início do diaconado no acontecimento da instituição dos « sete », de que falam os Actos dos Apóstolos (6, 1-6). No grau inicial da hierarquia sagrada estão portanto os diáconos, cujo ministério foi sempre tido em grande honra na Igreja.(14) São Paulo saúda-os juntamente com os bispos no exórdio da Carta aos Filipenses (cf. Fil 1, 1) e na Primeira Carta a Timóteo enumera as qualidades e as virtudes de que devem estar revestidos para poder realizar dignamente o seu ministério (cf. 1 Tim 3, 8-13).(15)

domingo, 24 de abril de 2011

Votos de Páscoa Feliz, do nosso Pároco Rev. Padre José Manuel Lima

RESSUSCITOU! ALELUIA! ALELUIA!

PEREGRINAÇÃO PAROQUIAL A BALAZAR, SEGUNDA-FEIRA, 25 DE ABRIL

Alexandrina Maria da Costa, mais conhecida por Alexandrina de Balasar é um exemplo para as horas de sofrimento, segundo as palavras do João Paulo II, que  beatificou a mulher da Paixão de Cristo e considerou a portuguesa como um modelo para as horas de maior sofrimento.
“Pela esteira da Beata Alexandrina, expressa na trilogia ‘sofrer, amar, reparar’, os cristãos podem encontrar estímulo e motivação para nobilitar tudo o que a vida tenha de doloroso e triste com a prova maior de amor: sacrificar a vida por quem se ama.".

É PASCOA, ALELUIA! ALELUIA!


SANTAS E FELIZES FESTAS PASCAIS!

Aos catequizandos, catequistas, familiares, amigos e todos os que navegam por esta página, votos de Santa Páscoa, e rejubilemos no anúncio da Libertação e Ressurreição de Jesus Cristo!

sábado, 23 de abril de 2011

VIGÍLIA PASCAL: 23 DE ABRIL, 22HOO, CAPELA DE S. MARTINHO - BAPTISMO DE 5 CRIANÇAS

Salmo Responsorial (1) Sal. 103(104) 1-2a, 5-6, 10 12, 13-14, 24, 35c

Refrão: Enviai, Senhor, o vosso espírito e renovai a terra.

Bendiz, ó minha alma, o Senhor:
Senhor, meu Deus, como sois grande!
Revestido de esplendor e majestade,
envolvido em luz como num manto!

Fundastes a terra sobre alicerces firmes:
não oscilará por toda a eternidade.
Vós a cobristes com o manto do oceano,
por sobre os montes pousavam as águas.

Transformais as fontes em rios
que correm entre as montanhas.
Nas suas margens habitam as aves do céu;
por entre a folhagem fazem ouvir o seu canto.

Com a chuva regais os montes,
encheis a terra com o fruto das vossas obras
Fazeis germinar a erva para o gado
e as plantas para o homem, que tira o pão da terra.

sexta-feira, 22 de abril de 2011

CELEBRAÇÃO DA PAIXÃO E ADORAÇÃO DA CRUZ: 22 DE ABRIL, 19H00, CAPELA DE S. CAETANO


Quantas vezes estou triste por tão pouco
ou me alegro por futilidades e vaidades.
Se eu estivesse ali Contigo Jesus
como estaria o meu humor?
Deixar-me-ia levar pelos gritos festivos
da multidão, ignorante acerca do que se passa?
Deixar-me-ia envolver ou julgaria com severidade
como os habitantes de Jerusalém?
Procuraria não perder de vista
o jumento que Te transporta
como certamente fizeram Pedro e João?
Iludir-me-ia que finalmente
farias um discurso convincente
e acções de relevância política,
a esperança de Judá?
Faz, Senhor, que no meu coração
eu Te acolha com amor e sinceridade;
Que possa estar ao Teu lado como João,
como Maria, até ao Calvário.
Que a minha coragem não perca força
nos momentos mais exaltantes,
mas se torne fé robusta, esperança correcta,
caridade perfeita.


Anabela Tavares da Silva, fma

http://www.box.net/shared/77d2202gc9/1/75915620/710567748
 


VIA-SACRA, 22 DE ABRIL, 15H00, EM S. CAETANO: Concentração de toda a catequese às 14h30, nos Ribeirais

O QUE É A VIA SACRA?
A Via-Sacra é uma oração que tem como objectivo meditar na paixão, morte e ressurreição de Cristo. É o reviver dos últimos momentos da sua vida na Terra. São 15 estações, que nos ajudam a percorrer um caminho espiritual e a compreender melhor a pessoa de Jesus e o amor que teve por nós ao ponto de se deixar matar, sofrendo muito, para que todos nós aprendêssemos o que é verdadeiramente amar.

REALIZAÇÃO DA VIA SACRA
A celebração da Via -Sacra pode ser feita dentro de uma Igreja, e o caminho é percorrido com uma cruz e duas velas que dão a volta à Igreja parando nas cruzes ou ícons que estão nos pilares ou paredes. É habitual haver 14 cruzes, de modo que a 15ª estação, a da Ressurreição, possa ser feita à frente do altar ou do Santíssimo.
A celebração da Via-Sacra pode também ser feita em qualquer outro lugar, rua, montanha, praia, ... os lugares onde se pára, podem estar afastados de metros ou quilómetros (no caso de uma peregrinação a pé). Se possível, devem ser preparados antes, de modo a criar um ambiente de interiorização e evitar distracções durante a realização da via sacra.
Entre as estações pode rezar-se o Pai-Nosso ou até uma dezena ou terço no caso de uma grande peregrinação a pé.
Também se podem intercalar cânticos em qualquer momento da Via-Sacra.
Todas as estações têm uma estrutura esquemática semelhante, o que facilita a compreensão da celebração e permite adicionar cânticos ou outras orações.
À frente segue uma pessoa com a cruz, e duas pessoas cada uma com uma vela acesa ao lado da da cruz. Seguidos da pessoa que preside e depois por todas as outras pessoas.
Quando se lê a frase no início da estação "Nós vos adoramos e bendizemos ó Jesus", ajoelham-se todos e levantam-se após responderem "Que remistes o mundo pela vossa santa cruz".
Na estação em que Jesus morre na cruz, ajoelham-se todos no fim da leitura, por uns breves instantes; o que preside deve dar o exemplo.

Victor Vaz da Silva

quinta-feira, 21 de abril de 2011

SEMANA SANTA: Paixão segundo Joseph Ratzinger

O novo livro de Bento XVI sobre «Jesus de Nazaré» dá amplo destaque aos acontecimentos que envolveram a morte de Cristo, apresentando uma espécie de Paixão segundo Joseh Ratzinger.
A obra acompanha os momentos que os católicos de todo o mundo celebram por estes dias, na Semana Santa, com o Papa a afirmar que Jesus sentiu “perturbação diante do poder da morte”, falando de um duelo entre “luz e trevas”.
A respeito da oração de Jesus no Jardim das Oliveiras e da sua prisão, o Papa indica que “a angústia de Jesus é algo de muito mais radical do que a angústia que assalta todo o homem face à morte: é o próprio duelo entre luz e trevas, entre vida e morte”.
Bento XVI classifica o discípulo Judas como um “traidor”, afirmando que essa traição continua na história da Igreja.
Joseph Ratzinger escreve que “o próprio Deus «bebe o cálice» de tudo aquilo que é terrível e, assim, restabelece o direito por meio da grandeza do seu amor, o qual, através do sofrimento, transforma a escuridão”.
“A sonolência dos discípulos permanece, ao longo dos séculos, a ocasião favorável para o poder do mal”, alerta ainda.
Sobre a “Última Ceia”, Joseph Raztinger assinala a contradição entre os relatos do Evangelho de João e o dos chamados sinópticos (Marcos, Mateus e Lucas) quanto ao momento em que a mesma teve lugar, mas mantém a indicação de que terá acontecido numa quinta-feira.

http://www.agencia.ecclesia.pt/cgi-bin/noticia.pl?id=85326

ORAÇÃO

Senhor, ajuda-me a reconhecer-Te
entre tantos profetas que brilham no mundo.
Ajuda-me a percorrer a Tua estrada
discernindo a Tua voz
sem que me disperse por vãos caminhos.
Convida-me a fazer festa,
a descobrir que desde sempre
Tu caminhas ao meu lado para me conduzir a Ti;
Que és mais próximo e intímo a mim mesmo
mais do que possa imaginar;
Que já estás em mim e que basta o meu manto
para sentir-Te em casa e ficar Contigo.
Senhor,que eu possa compreender
que Tu és a única riqueza,
o sentido e a razão do meu peregrinar na terra.

http://www.box.net/shared/77d2202gc9/1/75915620/710567748

INÍCIO DO TRÍDUO PASCAL - Celebração às 21h30, na Igreja Paroquial

Estamos na Semana Santa, e hoje é o início do Tríduo Pascal. O céu amanheceu cinzento, como que querendo dizer-nos que até os dias "sentem" que este é um tempo diferente.
Rezemos, Celebremos, Vivamos intensamente estes dias, para que a tristeza se dissipe e possamos renascer na manhã da Nova Humanidade, em alegria e festa com Cristo Ressuscitado.

quarta-feira, 20 de abril de 2011

ORAÇÃO

Senhor, eu Te agradeço por este tempo de Quaresma,
um tempo em que, mais uma vez, tentas estar próximo de mim.
Quero acompanhar-Te até Jerusalém para celebrar a verdadeira Páscoa;
Quero compreender os gestos do Teu amor.
Não Te quero deixar quando o dia começa a declinar;
quero permanecer ao Teu lado e compreender as trevas e as luzes,
a necessidade da dor que leva à alegria.
O Teu desejo é que não me perca e fique como ovelha sem pastor
cada vez que surge o perigo.
Por isso dás a Tua vida por mim, pela humanidade,
mostrando como se ama até ao fim.
Senhor, que eu não seja estéril na procura e no empenho,
mas que seja uma planta que dá fruto a seu tempo
e que confia na Tua Palavra.
Amén.


Respeito pela Cruz


O responsável pela relação da Igreja Católica em Portugal com o mundo da cultura, padre José Tolentino Mendonça, teme que a cruz, principal símbolo dos cristãos, perca o seu significado e se torne num adereço decorativo.
“A cruz é uma linguagem paradoxal e também uma interpelação. O pior que pode acontecer é quando ela se torna ornamento, quando a trazemos ao peito como trazemos um outro símbolo qualquer a que não damos importância”, afirmou à ECCLESIA.
A banalização daquele símbolo estende-se também aos fiéis: “Hoje os cristãos continuam a fazer a cruz sobre o seu corpo, e muitas vezes fazem-no de forma mecânica. Isso é triste porque é diminuir e dispersar o seu sentido de levantamento”, acrescentou.
O biblista recordou a dimensão “paradoxal” e “ambígua” da cruz, ligada à “história de sofrimento e rejeição que Jesus protagoniza” e o “dom que ela exemplifica e testemunha”, uma dupla vertente especialmente patente na sexta-feira Santa, data em que os cristãos evocam a crucificação de Cristo.

Papa pede aos católicos para participarem nas celebrações pascais em «recolhimento» e «oração»

O Papa exortou hoje os católicos a “participarem intensamente”, através do “recolhimento” e “oração”, nas celebrações de Quinta-feira Santa a Domingo de Páscoa, que constituem o “fulcro” do ano litúrgico e são ocasião de “graça particular”.
Na alocução que dirigiu aos fiéis reunidos esta manhã na Praça de São Pedro, no Vaticano, Bento XVI afirmou que “cada cristão é convidado a celebrar o sacramento da Reconciliação [confissão]” para “poder participar com maior fruto” na Páscoa, palavra que significa ‘passagem’.
Na sua intervenção, o Papa passou em revista os traços principais das celebrações dos próximos dias, procurando transmitir “o estado de ânimo com que Jesus viveu o momento da prova extrema”.
“O critério que guiou cada escolha de Jesus durante toda a sua vida foi a sua firme vontade de amar o Pai e ser-lhe fiel”, disse Bento XVI, que começou o itinerário dos últimos dias da “Semana Maior” pela manhã de Quinta-feira Santa, quando cada diocese, reunida na “Igreja Catedral em torno do Bispo, celebra a Missa crismal”.


http://www.agencia.ecclesia.pt/cgi-bin/noticia.pl?id=85307

terça-feira, 19 de abril de 2011

EUCARISTIA COM A CATEQUESE

A catequese festejou  o "seu" Domingo de Ramos (sábado) com organização muito bem conseguida do 4º ano.

A participação de muitas crianças e adolescentes, deu um colorido único à Bênção dos Ramos e Procissão.

Momento único, emotivo e muito bem conseguido, foi a representação e encenação do Evangelho da Paixão.
Todos os intervenientes brilharam nos respectivos papéis, mas o destaque especial vai sem dúvida, para o pequeno protagonista que representou a figura de Jesus.

Sereno e muito compenetrado no papel, sem dúvida que merece uma grande salva de palmas e muitos parabéns para todos!

ORAÇÃO

Nós que buscamos em Cristo
Nossa alegria pascal,
Vamos com Ele ao deserto
Da conversão quaresmal.

É lá que o Espírito fala
A todo o homem cristão
Que tiver mortificado
A língua e o coração.

Venceremos pela fé
As forças do Tentador,
Servos fiéis, entraremos
Na alegria do Senhor.

Glória ao Pai Omnipotente,
Glória ao Filho Redentor,
Glória ao Espírito Santo,
Fonte de graça e de amor.



Folha Dominical 763

TRÍDUO PASCAL

Um filme para a Semana Santa: "O Evangelho segundo Mateus", de Pier Paolo Pasolini

José Tolentino Mendonça:«A palavra e a experiência cristã deslocam-nos para fora do rebanho»


De que forma falaria hoje Jesus da nossa sociedade?

Jesus levar-nos-ia de novo para a beira do lago, ao deserto, ao rio Jordão. Entraria nas nossas casas e falaria uma palavra que nos tocaria e comoveria o coração.
A sua palavra é sempre alternativa. A voz de Jesus não é mais uma. Não é uma voz que nos confirma, que diz “está tudo bem”, mas é uma voz que não se conforma. Jesus é um inconformista e por isso leva-nos sempre para a margem.
A palavra e a experiência cristã deslocam-nos para fora do rebanho, para fora das nossas certezas e daquilo que está estabelecido. Ou então é uma palavra que nos leva para dentro, nos reaproxima, estabelece connosco de novo uma intimidade. E aí, Jesus é capaz de tocar por dentro o nosso coração.


http://www.snpcultura.org/

domingo, 17 de abril de 2011

A TUA CRUZ ABRE-NOS A PORTA DA VIDA


Bendito seja aquele que vem em nome do Senhor!
Nós Te bendizemos, Senhor Jesus, e confessamo-lo:
verdadeiramente, Tu és o Filho de Deus.
Perdão pelas nossas negações,
as nossas traições, as nossas faltas de fé,
que semeiam a morte nas nossas existências e no nosso mundo.
Nós sabemo-lo: Tu nunca nos abandonas. Pela tua cruz, livra-nos do mal.


Dehonianos

DOMINGO DE RAMOS NA PAIXÃO DO SENHOR

  Evangelho Mt. 21, 1-11

Jesus sobe a Jerusalém para Se submeter à morte. Por isso, entra na Cidade Santa à maneira de Messias e Rei, como os profetas haviam anunciado. Entra de um modo digno de «Filho de David». É porém, o triunfo modesto e humilde de um Rei, que vem não para dominar, mas para servir e dar a vida em resgate pela humanidade. Um triunfo, que é prelúdio de martírio.

Secretariado Nacional da Liturgia

sexta-feira, 15 de abril de 2011

ORAÇÃO



Tu também choras a morte de um amigo. Como choras cada uma das nossas mortes. Das nossas distâncias. Das nossas ausências: idas e vindas deambulantes. Sabes o que são maus momentos, desânimos, tristezas infindas, e a força do amor que é capaz de tudo suavizar. Sabes que mortes nos afectam para nos ressuscitar. E fazer com tudo passe além das lágrimas. Que tudo passe. Comoves-te como nos comovemos cada vez que um amigo parte. Vede como é nosso amigo!

Lectio Divina:
http://www.box.net/shared/77d2202gc9/1/75915620/703008482

QUARESMA

Junto do Senhor a misericórdia.
Junto do Senhor, a abundância da Redenção

Salmo 129 (130)

Do profundo abismo chamo por Vós, Senhor,
Senhor, escutai a minha voz.
Estejam os vossos ouvidos atentos
à  voz da minha súplica.

Se tiverdes em conta as nossas faltas,
Senhor, quem poderá salvar-se?
Mas em Vós, Senhor, está o perdão.
Para vos servimos com reverência.

Eu confio no Senhor,
a minha alma espera na Sua  Palavra.
A minha alma espera no Senhor
mais  do que as sentinelas pela aurora.

Porque no Senhor está a misericórdia
e com Ele abundante redenção
Ele há-de libertar Israel
de todas as suas faltas.

quarta-feira, 13 de abril de 2011

ORAÇÃO


Ajuda-me, Senhor, a compreender o que me acontece e o que acontece à minha volta. Ajuda-me a discernir o que é melhor em cada momento: saber esperar ou avançar. Ajuda-me a ser razoável e a não perder-me nas pequenas coisas. Ajuda-me a concentrar-me no que vale a pena e a compreender que tudo o que acontece é uma oportunidade para crescer e criar. Porque tudo acontece para “maior glória de Deus”, meu Senhor. Porque tudo acontece para que Deus seja tudo em mim... Ajuda-me, Senhor!

P. Tarcízio Morais, sdb

terça-feira, 12 de abril de 2011

CANTO NA LITURGIA - ENSAIOS PARA A PÁSCOA


PRIMEIRO ENSAIO

TERÇA-FEIRA, 12 DE ABRIL, 21H30, CENTRO PAROQUIAL

Com aproximar da grande Festa Pascal, importa preparar bem todas as celebrações, para que sejam momentos de grande beleza e intensidade espiritual. A música é, sem dúvida, um dos mais ricos e belos contributos para que isso aconteça. Estão já agendados dois ensaios, para os quais, convidamos todos os elementos dos Grupos Corais da Paróquia. Não falte!


1º Ensaio: terça-feira, 12 de Abril, 21h30, Centro Paroquial

2º Ensaio: segunda-feira, 18 de Abril, 21h30, Centro Paroquial

sábado, 9 de abril de 2011

CATEQUESE DA ADOLESCÊNCIA EM RETIRO

Hoje,  foi de paragem para Retiros de três anos da Catequese da Adolescência. O 7º. e 8º. ano, estão juntos no Seminário da Boa Nova, em Valadares. 
O 9º. ano, rumou ao Oliveira do Douro - Colégio do Sardão, para certamente com outros adolescentes, trocar experiências e fazer Reflexão e Oração.
Pelas 19h00, estarão todos no momento principal, que é a  Celebração da Eucaristia, na Capela de S. Martinho.