sábado, 29 de setembro de 2012

XXVI DOMINGO DO TEMPO COMUM - Ano B

 
«Quem não é contra nós é por nós.
Se a tua mão é para ti ocasião de escândalo, corta-a»
O Espírito de Deus, que encheu a terra inteira, quer atingir, pela sua acção, todos os homens. Onde quer que a sua acção se manifeste, aí está a sua presença. E os filhos da Igreja devem alegrar-se com isso, procurando sempre, à luz do Espírito, discernir o que é ou não fruto desse mesmo Espírito. É à luz do Espírito de Deus que cada qual procurará ajuizar das suas próprias atitudes, deixando para trás tudo o que for obstáculo ao reino de Deus.
 
Secretariado Nacional da Liturgia

sábado, 22 de setembro de 2012

CATEQUESE - MATRÍCULAS

LEMBRAMOS AOS PAIS

Hoje, ainda podem fazer a matrícula dos seus filhos na catequese.
Centro Paroquial das 9h30-12h30h e 15h30-18h00.
Levar uma foto (tipo passe) a cédula de identificação e confirmação do Baptismo.

DOMINGO XXV DO TEMPO COMUM - Ano B

 «O Filho do homem vai ser entregue...
Quem quiser ser o primeiro será o servo de todos»
Mc 9, 30-37


Então, Jesus sentou-Se, chamou os Doze e disse-lhes: «Quem quiser ser o primeiro será o último de todos e o servo de todos». E, tomando uma criança, colocou-a no meio deles, abraçou-a e disse-lhes: «Quem receber uma destas crianças em meu nome é a Mim que recebe; e quem Me receber não Me recebe a Mim, mas Àquele que Me enviou».

Secretariado Nacional da Liturgia

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

De que falamos quando falamos de santidade

 
 
 Sophia de Mello Breyner naquele conto tão conhecido, “O retrato de Mónica”, explica que a poesia é-nos dada uma vez e quando dizemos que não, ela afasta-se. O amor é-nos dado algumas vezes, e também o recusamos, ele distancia-se de nós. Mas a santidade é-nos dada todos os dias como possibilidade. E se a recusamos teremos de a recusar todos os dias da nossa vida, porque quotidianamente a santidade se avizinha de nós.

 

As culturas juvenis frente ao fenómeno religioso: um mosaico de estilos ou modos de crer



Em todos os grupos formados por diversos modos de crer das culturas juvenis, é manifesta e valorizada a atração que exerce o testemunho de vida dados por personalidades de perfil religioso singular, sejam ou não cristãos. Permanecem válidas e sedutoras a coerência, a coincidência entre o dizer e o fazer e a particular sensibilidade para a necessidade de justiça social, de um crer que tenha repercussões sociais ao nível da distribuição dos bens, da implantação da paz no mundo.

 http://www.snpcultura.org/culturas_juvenis_frente_fenomeno_religioso.html

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Espiritualidade cristã e identidade crente nas culturas juvenis : o cristianismo e o ressurgimento da espiritualidade

 A espiritualidade cristã não rejeita nem despreza a importância e relevância desta noção ampla de espiritualidade entendida como abertura humana básica existencial, sensível, afetiva, mas também intelectiva e racional à busca de sentido e à relação do sujeito consigo mesmo e com Deus. A tradição cristã vive-a, redescobre-a e propõe-na, em todas as geografias e culturas justamente deste a categoria de experiência existencial, desde a relação com a Pessoa de Jesus Cristo vivida, discernida e transmitida por pessoas concretas.


segunda-feira, 17 de setembro de 2012

«Não sou digno de que entres debaixo do meu tecto»

Comentário ao Evangelho do dia feito por : São Francisco de Assis
Lucas 7, 1-10
No amor que é Deus, suplico a todos os meus irmãos – aos que pregam, aos que oram, aos que trabalham manualmente, aos clérigos e leigos – que invistam na humildade em tudo: que não se ufanem, que não encontrem alegria ou se orgulhem interiormente com as boas palavras e as boas acções que Deus diz ou realiza por vezes neles ou através deles. Pois diz o Senhor: «não vos alegreis porque os espíritos vos obedecem» (Lc 10,20). Convençamo-nos firmemente de que, por nós, só temos erros e pecados. Rejubilemos antes nas provações que temos de suportar na alma e no corpo, e em todo o tipo de angústias e de tribulações neste mundo, com vista à vida eterna.
Irmãos, evitemos o orgulho e a vã glória. Evitemos a sabedoria deste mundo e a prudência egoísta. Pois aquele que é escravo das suas tendências egoístas investe muito esforço e aplicação na formulação de discursos, mas muito menos na passagem aos actos; em lugar de procurar a religião e a santidade interiores do espírito, quer e deseja uma religião e uma santidade exteriores e visíveis aos olhos dos homens. É sobre eles que o Senhor diz: «Em verdade vos digo, receberam a sua recompensa» (Mt 6,5). Pelo contrário, aquele que é dócil ao Espírito do Senhor quer mortificar e humilhar aquilo que é egoísta, vil e abjecto na carne. Dedica-se à humildade e à paciência, à simplicidade pura e à verdadeira paz de espírito; aquilo que deseja sempre e acima de tudo é o temor de Deus, a sabedoria de Deus e o amor de Deus Pai, Filho e Espírito Santo.

http://evangelhoquotidiano.org/

sábado, 15 de setembro de 2012

XXIV DOMINGO DO TEMPO COMUM - Ano B

 «Tu és o Messias... O Filho do homem tem de sofrer muito»
Mc 8, 27-35
Se alguém quiser seguir-Me, se alguém quiser seguir-Me,
tome a sua cruz e siga-Me, tome a sua cruz e siga-Me.
 
 O Filho do Homem não veio para ser servido;
veio para servir e dar a vida.
 
Se alguém quiser seguir-Me,
renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e siga-Me.
 
Quem quiser salvar a sua vida, há-de perdê-la; 
mas quem quiser perder a vida por causa de Mim
há-de encontrá-la.

O discípulo não é superior ao mestre
nem o servo é maior que o seu senhor.
 
Se a Mim me perseguiram,
também vos hão-de perseguir a vós.
 

CATEQUESE: Novo Catecismo do 6º ano

 
Estamos prestes a iniciar mais um ano catequético, mas o novo catecismo do 6º ano, com o título «Creio em Jesus Cristo», ainda não está disponível nas livrarias.
Para colmatar essa lacuna, o Secretariado Nacional da Educação Cristã disponibilizou já o primeiro bloco de catequeses (até ao Natal) do Guia do Catequista, assim como o Plano Pedagógico do 6º ano.
Estes documentos que serão de grande ajuda para os catequistas, podem ser encontrados no seguinte arquivo:   https://www.box.com/s/lz2b19xckdgoddw36zky
 

Jornadas Nacionais de Catequistas 2012

«Da Catequese Familiar à Catequese Intergeracional»
Fátima, 5 a 7 de Outubro
Integradas na Semana Nacional da Educação Cristã, as Jornadas decorrerão em Fátima de 5 a 7 de Outubro, no auditório Paulo VI, e terão como tema «Da Catequese Familiar à Catequese Intergeracional».As inscrições podem ser feitas até ao dia 25 de Setembro para o Serviço Diocesano de Catequese, e depois de 1 de Setembro em www.educris.com.

 Programa e ficha de inscrição em: https://www.box.com/s/njwdt1ko2qq0jyb79oui

CATEQUESE: ANO DA FÉ

O site do SDEC – Secretariado Diocesano de Educação Cristã - Catequese do Porto, que se apresenta remodelado, tem tido desde a sua criação um papel importante na divulgação de muitas e boas propostas para a formação de catequistas, bem como de subsídios para a catequese.
Prestes a iniciar-se um novo ano pastoral, que será vivido com um novo fulgor pelo anúncio do Ano da Fé, o SDEC publicou um documento “VIVER EM ALIANÇA”, elaborado a partir da Carta dos Bispos do Porto para o Ano da Fé e inspirado nos percursos de Catequese de Adultos, que nos propõe o seguinte itinerário:
Percorrer um caminho em comunidade - Conhecer, Viver, Partilhar, Celebrar, Orar
Viver um ritmo ternário/trinitário – na dinâmica:  IR – PERMANCER - VER
Cada conteúdo será trabalhado a partir do texto de S. João: ”Vinde e vereis” (Jo 1, 39).
Aqui deixamos esta belíssima a proposta, do SDEC, que pretende ser um caminho a percorrer em grupo, numa experiência de comunidade que quer manter a sua fé viva pela oração, o estudo a contemplação e a partilha, que levará, certamente, a um maior testemunho da fé e proporcionará o encontro ou re-encontro com Jesus Cristo.

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

PEREGRINAÇÃO PAROQUIAL A FÁTIMA - 5 de Outubro

EXALTAÇÃO DA SANTA CRUZ - 14 de Setembro



Foi na Cruz que Jesus Cristo ofereceu ao Pai o Seu Sacrifício, em expiação dos pecados de todos os homens. Por isso, é justo que veneremos o sinal e o instrumento da nossa libertação.
Objecto de desprezo, patíbulo de infâmia, até ao momento em que Jesus «obediente até à morte» nela foi suspenso, a Cruz tornou-se, desde então, motivo de glória, pólo de atracção para todos os homens.
Ao celebrarmos esta festa, nós queremos proclamar que é da cruz, «sinal do amor universal de Deus, fonte de toda a graça» (N.A., 4) que deriva toda a vida de Igreja. Queremos também manifestar o nosso desejo de colaborar com Cristo na salvação dos homens, aceitando a Cruz, que a carne e o mundo fizeram pesar sobre nós (G.S. 38).

Secretariado Nacional da Liturgia

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

CATEQUESE: Informação aos Pais

MATRÍCULAS PARA O 1º ANO CATEQUESE
Nos dois próximos sábados 15 e 22 de Setembro, das 9h30-12h30h e 15h30-18h00, no Centro Paroquial. Sempre que possível, devem ser os pais a fazer a matrícula, trazendo uma foto (tipo passe) a cédula de identificação e confirmação do Baptismo.

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

CATEQUESE e FORMAÇÃO

Mega-Encontro de Formação para Agentes Pastorais
5 de Outubro - Porto
 
O E‐vangelizar assenta na oferta de mais de 30 workshops através dos quais os participantes melhoram as suas competências de anúncio do Evangelho.
Ao longo do dia, cada inscrito pode frequentar 5 ateliês diferentes que estão divididos em 3 níveis mediante o grau de experiência de animação pastoral dos participantes.
As temáticas são variadas e abrangentes, e, desta vez, vão estar mais atentas ao Ano da Fé, proposto pelo Papa Bento XVI e que terá início a 11 de Outubro.
O "E‐vangelizar 2012" decorrerá na Escola Salesianas do Porto - Colégio dos Órfãos do Porto, Largo Padre Baltasar Guedes - entre as 09h00 e as 18h00,  a 5 de Outubro.
 
As inscrições podem ser feitas através do site da editora (www.edisal.salesianos.pt) ou do e-mail: formacao@edisal.salesianos.pt Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. .
 

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Catequese com Bento XVI

Bento XVI afirmou hoje que a oração pode ajudar as pessoas a descobrirem o sentido da história e da vida, mesmo no meio da “escuridão”, defendendo que Jesus tem o “poder para salvar a humanidade”.
“A oração constante desperta em nós o sentido da presença do Senhor na nossa vida e na história, uma presença que nos sustenta, que nos guia e dá uma grande esperança”.
 
 

Lembrando Madre Teresa

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

ENSINAI-NOS, SENHOR...

SALMO RESPONSORIAL Salmo 14 (15), 2-3a.3cd-4ab.5 (R. 1a)
Refrão: Ensinai-nos, Senhor: quem viverá em vossa casa?

O que vive sem mancha e pratica a justiça
e diz a verdade que tem no seu coração
e guarda a sua língua da calúnia.

O que não faz mal ao seu próximo,
nem ultraja o seu semelhante;
o que tem por desprezível o ímpio,
mas estima os que temem o Senhor.

O que não falta ao juramento,
mesmo em seu prejuízo,
e não empresta dinheiro com usura,
nem aceita presentes para condenar o inocente.
Quem assim proceder jamais será abalado.

sábado, 1 de setembro de 2012

ESTÁS CONVIDADO(A)!

 

Domingo XXII do Tempo Comum

 «Deixais o mandamento de Deus
para vos prenderdes à tradição dos homens
»
Mc 7, 1-8.14-15.21-23

A palavra de Deus pode vir a ser adulterada pelas palavras dos homens, mesmo quando pretendem explicar e aplicar a palavra de Deus. O Senhor adverte-nos para que saibamos ler a palavra de Deus à luz do Espírito de Deus, que a inspirou, e não com a visão estreita e acanhada, e, por vezes, interesseira, do nosso espírito, demasiado humano e limitado. A palavra de Deus é espírito e vida, e não apenas letra, que, por si só, pode matar.
 
Secretariado Nacional da Liturgia

Depois das férias, esta foi a melhor forma de começar!