Faça o seu DONATIVO à Paróquia de São Pedro de Vilar do Paraíso. NIB 0018 0000 1016 3256 0017 5, IBAN 001800001016325600175 (Fábrica da Igreja Vilar do Paraíso). Se desejar recibo para efeitos de IRS, envie e-mail para: parocovp@gmail.com. Muito obrigado! Continuação de SANTAS FESTAS PASCAIS.

domingo, 30 de outubro de 2011

EUCARISTIA COM A CATEQUESE

Dar testemunho e acolher os mais jovens
Foi esta a ideia do grupo do Crisma - 11º ano, para assinalar este início de encontros mensais de toda a catequese na Eucaristia.
Os jovens entraram na Capela com as crianças pela mão, e por eles foram "guiadas" até aos respectivos lugares.
Felizes por este acolhimento na casa de Jesus, junto de Nossa Senhora as crianças cantaram.
Na Oração Universal, os jovens fizeram a dinâmica: A Igreja e as necessidades do Mundo, publicada no guião missionário.
À volta da mesa, com o Pão e Vinho, completando a festa, o grupo cantou e rezou a oração que Jesus nos ensinou!
Em Acção de Graças:  Grita comigo, que é possível, avançar contra a corrente... 
Jovens e crianças, numa só voz e em dinâmica de gestos, vibraram e sentiram que é de facto possível avançar e ser voz contra a corrente.
Em final de mês missionário, uma rosa, que o nosso Padre Missionário coloca aos pés da mãe, em sinal de agradecimento.
Tempo ainda para lembrar que estão abertas as inscrições para os escuteiros e que está a decorrer um concurso de poesia, aberto a todos.  Presença ainda de uma responsável pelo movimento Oficinas de Oração e Vida, que têm por objectivo ensinar a rezar. Segunda-feira, 7 de Novembro, será o 1º Encontro, no Centro Paroquial, às 21h30, e todos são convidados!

TERÇO MISSIONÁRIO

  Celebração Final do Outubro Missionário
Domingo, 21h00, Capela de S. Martinho
Maria,
Mãe de Deus e nossa mãe
Senhora da Anunciação,
Vela por nós.
Molda-nos ao teu jeito
Maternal e evangelizador
Abençoa os nossos trabalhos
E propósitos
E ensina-nos a tornar a tua Igreja
Toda missionária.

DOMINGO XXXI DO TEMPO COMUM - Ano A

EVANGELHO Mt 23, 1-12
«Dizem e não fazem»

À ostentação e orgulho dos mestres de Israel Jesus contrapõe a atitude daquele que é seu discípulo, a quem aponta o caminho da simplicidade e da humildade. Os “títulos”, se os há, são nomes de serviços, não motivos de vã glória; e sempre exigem e supõem a correspondência leal e fiel entre o que se diz e o que se faz.

sábado, 29 de outubro de 2011

ENCONTRO DE PAIS - 7º. ANO DE CATEQUESE - 17h30 no Centro Paroquial


A comunidade cristã é o sujeito, o ambiente e a meta da Catequese. Família, Catequese e Paróquia, assumem, em comunhão, a responsabilidade por criar o ambiente, onde a fé de cada um possa crescer com o testemunho dos outros, esclarecer-se com a ajuda dos demais, celebrar-se em comum e manifestar-se a todos. Ninguém cresce sozinho e pelas suas mãos, como ninguém cresce na fé, sem a fé dos outros e sem a graça de Deus. É no testemunho vivido da fé, que a Catequese encontra a sua base de apoio!

Decálogo sobre a catequese - Padre Amaro Gonçalo

EUCARISTIA COM A CATEQUESE - 29 de Outubro, 16h00, Capela de S. Martinho

 C O N V I TE


"A catequese está intrinsecamente ligada a toda acção litúrgica e sacramental, pois é nos sacramentos, e sobretudo na Eucaristia, que Cristo Jesus age em plenitude para a transformação dos homens”. (Cf CIC 1074)
“Sem a Eucaristia não podemos ser verdadeiros cristãos e a própria Igreja não pode construir-se para a salvação do homem”. (Bento XVI - 30 Agosto 2011)

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

A IMPORTÂNCIA DA CATEQUESE FAMILIAR

"A acção catequética da família tem um carácter particular e, em certo sentido, insubstituível, justificadamente posto em evidência pela Igreja.   A catequese familiar, portanto, precede, acompanha e enriquece todas as outras formas de catequese. mediante contactos individuais, encontros, reuniões e recurso a toda a espécie de meios pedagógicos, ajudam os pais a cumprirem a sua missão: prestam à catequese um serviço inestimável”


João Paulo II «Catechesi Tradendae» (68)
 

No contexto actual, catequistas e pais devem estar em sintonia e comunhão, para que a tarefa catequética se realize na sua plenitude. Há vários documentos sobre o tema, que podem ser de grande ajuda, e também ponto de partida para catequistas e pais, tendo em vista a Catequese Familiar.

Colocamos aqui dois desses documentos, que podem ser consultados em:

Colaboração de Maria José Magalhães

terça-feira, 25 de outubro de 2011

REVIVER O "Espírito de Assis"

A comunidade Franciscana do Porto, em colaboração com a Comissão Ecuménica do Porto está a promover para o dia 26 de Outubro um encontro inter-religioso com o propósito de evocar e dar continuidade ao “Espírito de Assis”.
Este encontro, que pretende comemorar o 25º aniversário do encontro dos líderes das comunidades cristãs e tradições religiosas presentes, é promovido pelos Padres Franciscanos, em colaboração Comissão Ecuménica do Porto e terá lugar na Igreja de Cedofeita (Porto), dia 26 de Outubro, às 21h30.

PARTILHA MISSIONÁRIA - Uma experiência a repetir

O Firmino e a Rafaela, deixam-nos a certeza de que a mensagem de João II, - “NÃO TENHAIS MEDO, ABRI AS PORTAS A CRISTO”, está a ser vivida por uma geração de jovens generosos e empenhados, que arrisca e leva o mandamento do AMOR a todas as latitudes, dizendo-nos que é possível: "GRITAR E AVANÇAR CONTRA A CORRENTE"!


Ambos foram unânimes em dizer que muito é difícil descrever todas as sensações e emoções vividas: - o medo dos primeiros dias em que só apetece “fugir”; a adaptação ao clima e à comida, com consequentes “dores de barriga";   conviver com uma cultura completamente diferente e a ausência de comodidades a que estavam habituados… parecem obstáculos intransponíveis.


Porém, tudo se isso se desvanecesse à medida que os dias passam e se inicia o processo de trabalho com as pessoas, principalmente com as crianças, cujos olhos só pedem afecto, atenção e carinho.
É assim, que mais do que as palavras, do Firmino e da Rafaela, o que transparece é a alegria de ter “embarcado” na aventura que lhes proporcionou uma experiência única, de enriquecimento pessoal e espiritual.
Assim o manifestou o Firmino quando constatou que pelo Baptismo, uma senhora a quem davam três dias de vida, “renasceu “ e continuava viva quando ele voltou.
      

Constatar que pela doação de coisa tão pouca como: abraçar, dar a mão, um sorriso ou tirar uma foto, se faz muita gente feliz.
Saber das necessidades - que são muitas - para tentar minimizar parte delas, e obter como resposta: - preciso só de sabão para lavar a roupa dos meus filhos...
Sentir raiva e impotência perante as adversidades que surgem e saber que o tempo de duração da missão é pouco para desenvolver muito trabalho, deixa uma sensação de vazio… e, por isso, fica sempre o desejo de voltar… querer fazer mais… estar lá ou noutro lado… tanto faz… Por que a Missão é em toda à parte!
 Notas importantes a sublinhar:

A organização e o carinho das Irmãs Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição,  http://www.confhic.com/  responsáveis por estes programas de voluntariado e que no terreno são o coração e alma da Missão;
 
O respeito a que são votadas por parte de toda a população, mesmo na Guiné, onde a religião muçulmana é maioritária;

   A importância do apadrinhamento das crianças, fonte de auxílio às despesas de alimentação e programas escolares.
Por mim nasceste, Senhor.
Nos meus caminhos deixaste a marca da Tua presença.
Por mim Te fizeste homem
E eu me deixei enamorar,
pelo caminho, pela Palavra, pelo Teu Amor.
Chegamos hoje aqui, a este pedaço de terra, com estes irmãos,
Eu e tu, lado a lado, numa mesma esperança,
Uma só vontade:
A tua, que eu desejo ardentemente seja a minha também.
Trago comigo as mãos abertas para os irmãos
E um coração que me diz o quanto sou frágil.
Junto ao peito o meu tesouro mais precioso: a tua Palavra.
Aqui estamos, meu amigo.
Para onde vamos?
Não importa.
Começa a caminhar e eu irei contigo.”

Olinda Ribeiro

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

OUTUBRO MISSIONÁRIO - Partilha de Experiências: hoje, às 21h00 horas, no Centro Paroquial


Vamos escutar os testemunhos, com imagens, da experiência missionária da catequista Rafaela, em S. Tomé e Príncipe, e do Firmino, filho do diácono Celestino, na Guiné, ambos com as Irmãs Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição.

sábado, 22 de outubro de 2011

CONVITE A TODA A COMUNIDADE


Outubro Missionário

Dia Mundial das Missões convida ao voluntariado


A Igreja Católica celebra este domingo o 85.º Dia Mundial das Missões, apelando às suas comunidades para uma maior cooperação e solidariedade junto das populações mais desfavorecidas.
A prioridade foi definida por Bento XVI na sua mensagem para as comemorações deste ano, intitulada ‘Assim como o Pai me enviou, também eu vos envio a vós’, reforçada através do guião que as Obras Missionárias Pontifícias (OMP) prepararam para outubro, denominado como ‘mês missionário’.
http://www.agencia.ecclesia.pt/cgi-bin/noticia.pl?id=87758

XXX DOMINGO DO TEMPO COMUM - Ano A

EVANGELHO Mt 22, 34-40
«Amarás o Senhor teu Deus e o próximo como a ti mesmo»

O motor da missão


“Amarás o Senhor teu Deus com todo o teu coração, com toda a tua inteligência e com todas as tuas forças, e amarás o próximo como a ti mesmo”, lê-se num texto de S. Mateus que é proclamado neste Domingo, Dia Missionário Mundial. É o programa de vida de todo e qualquer cristão, de todo e qualquer missionário. Não há coisa mais valiosa no mundo. O homem, nosso próximo, é o nosso caminho para Deus. O amor não se fica pelos desejos. Pede provas e sinais: na difusão do amor de Deus entre os homens, na dedicação às tarefas do bem comum, na promoção e elevação das pessoas. Foi esta a missão e a paixão de Jesus e deverá ser também a nossa.

Igreja celebra memória de João Paulo II


A Igreja Católica celebra este sábado, pela primeira vez, a memória litúrgica de João Paulo II (1920-2005), Papa polaco que foi beatificado em maio deste ano pelo seu sucessor, Bento XVI, no Vaticano.
A data assinala o dia de início de pontificado de Karol Wojtyla, em 1978, pouco depois de ter sido eleito Papa.
Na habitual resenha biográfica que é apresentada no calendário dos santos e beatos, João Paulo II é lembrado pela “extraordinária solicitude apostólica, em particular para com as famílias, os jovens e os doentes, o que o levou a realizar numerosas visitas pastorais a todo o mundo”.
“Entre os muitos frutos mais significativos deixados em herança à Igreja, destaca-se o seu riquíssimo Magistério e a promulgação do Catecismo da Igreja Católica e do Código de Direito Canónico para a Igreja latina e oriental”, pode ler-se.
Aos fiéis é proposta ainda uma passagem da homilia de João Paulo II no início do seu pontificado, precisamente a 22 de outubro de 1978, na qual afirmou: «Não tenhais medo! Abri as portas a Cristo!».

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

CORO DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES


Recomeçam os Ensaios

sexta feira, 21 de Outubro, às 18.30h no Centro paroquial
Vozes frescas e cristalinas
louvando Cristo o Senhor
parecem os anjos do céu
a cantar ao Criador
 
De amor é feito o canto
a Jesus e a Maria
pelas vozes das crianças
é perfeita melodia
   
Graças a Deus nosso Pai
que nos deu voz para cantar
cantemos com as crianças
num só coro a louvar
Mariita

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

BENTO XVI DECRETA “UM ANO DA FÉ” que começará a 11 de Outubro de 2012, e terminará a 24 de Novembro de 2013,



O anúncio foi feito perante cerca de oito mil responsáveis e laicos na homilia da missa celebrada na basílica de São Pedro no âmbito do primeiro encontro promovido pela “Nova Evangelização”.
“Será um momento de graça e de compromisso para uma conversão sempre mais integral a Deus, para reforçar a nossa fé e anunciar com alegria aos homens dos nossos tempos”, adiantou o papa.
Esta iniciativa está especificada em carta pastoral, onde Bento XVI apresenta os objectivos do "Ano da Fé".

sábado, 15 de outubro de 2011

XXIX DOMINGO COMUM - Ano A

EVANGELHO Mt 22, 15-21


Jesus não diz que uma “metade” do ser humano pertence a César: a metade material, cultural, exterior, relacionada com o reino deste mundo; e a outra, a Deus: a metade espiritual, pessoal ou interior. Jesus tampouco quer destacar o tributo fiscal ou a obediência ao Estado como um preceito especial de Deus. O que quer dizer é: «podeis dar dinheiro a César – é o seu território – mas Deus é o Senhor». Fica clara a primazia de Deus. Se entramos no reino de Deus não devemos consentir que nenhum César nos sacrifique o que só a Deus pertence.

Pe. Amaro Gonçalves 

SANTA TERESA DE ÁVILA, virgem, doutora da Igreja, +1582

É chamada Teresa, a Grande, por sua grandeza de mulher. Teresa sem a graça de Deus é uma pobre mulher. Com a graça de Deus, uma graça. Em 1970, o papa Paulo VI, proclamou-a “Doutora da Igreja”, (tal como Santa Catarina de Sena) pela profunda mística e espiritualidade. Foram as duas primeiras mulheres a quem se reconheceu esta qualidade pelos méritos dos escritos doutrinários que deixaram. Muitas das obras de Teresa d’Ávila continuam sendo lidas e produzindo abundantes frutos espirituais: “O caminho da perfeição”, “Pensamentos sobre o amor de Deus”, “Castelo interior”. Morreu em 1582.

http://www.evangelhoquotidiano.org/
Imagem: Internet 

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

CONVITE AOS JOVENS

Inicia-se amanhã, 14 de Outubro, pelas 21h30, no Centro Paroquial, a caminhada de catequese do 11º. ano - Grupo de preparação para o Sacramento da Confirmação (Crisma) -.

Jovem amigo(a) que no ano passado celebraste a Festa do Envio, estás convidado(a) a estar presente, e traz a tua viola, flauta, ou qualquer outro instrumento musical que saibas tocar, para em festa e muita alegria iniciarmos uma nova caminhada de encontro com Jesus Cristo, e aprofundamento da nossa Fé.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

FÁTIMA: 12 e 13 de Outubro Peregrinação Aniversária


«A devoção a Nossa Senhora de Fátima está viva no interior da comunidade católica (russa)»
Palavras do arcebispo de Moscovo, Federação Russa, que preside à peregrinação aniversária de Outubro, dias 12 e 13. O tema da peregrinação será «SENHOR, EIS-ME AQUI».

Pode seguir todas celebrações, via internet: http://www.fatima.pt/capelinha.html

FALECIMENTO DO SR. JOSÉ NUNES

"Glorifiquei-Te na terra, 
consumando a obra que me confiaste para fazer;
 João 17,4
E na glória de Deus estará certamente o Sr. José Nunes, que com a sua partida nos deixa mais pobres. Membro activo e dinâmico da paróquia esteve durante muitos anos "na linha da frente", deixando-nos um exemplo de trabalho em comunidade que não pode jamais ser esquecido. 
Neste momento de luto e dor apresentamos à esposa, filhos e demais familiares, sentidos pêsames.

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

À VOLTA DA MESA...

Convidas teus filhos
Banquete Divino
Na mesa Teu Pão
Na mesa teu vinho

Meu pão sagrado
Corpo de Cristo
Jesus está em mim

domingo, 9 de outubro de 2011

XXVIII DOMINGO DO TEMPO COMUM - Ano A

EVANGELHO – Mt 22, 1-14
«Convidai para as bodas todos os que encontrardes»

Uma vez mais, a parábola do banquete serve para simbolizar o reino de Deus. Jesus anuncia aos seus ouvintes que o Evangelho, por eles rejeitado, vai ser anunciado a outros, e, destes, muitos o hão-de aceitar. Não é já a raça de Abraão segundo a carne que há-de encher a sala do banquete, mas todos aqueles que, pela fé, se hão-de tornar filhos de Abraão. A todos os povos se abrem as portas do reino dos Céus.

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

"RECADO": Para os Catequistas...

Como preparar a catequese


  Confia naquele que te chama. Se Deus conta contigo para realizar a sua obra, também tu deves contar com Ele, em todos os momentos, pois toda a graça procede d’Ele.

• Comunica o que vives. Sabes mais do mistério de Deus pelo que vives com fé do que pelo que estudaste.

• Aprofunda o que ensinas. Ninguém pode substituir o trabalho pessoal. Tens de encontrar tempo para estudar, meditar, dialogar e orar.

 
Utiliza o guia do catequista. Passo a passo, dia a dia, aprende-se a fazer catequese. Utiliza os meios ao teu alcance com simplicidade e paciência
.

Prepara a catequese com outros catequistas. Precisas da vida e da experiência dos outros catequistas. A evangelização é missão de toda a Comunidade Cristã. Aproxima-te dela com desejo de aprender dos irmãos.
Quando parece que tudo corre mal... repete uma e muitas vezes:

"Nada te perturbe. Nada te espante.
Tudo passa. Deus não muda.
A paciência tudo alcança.
A quem tem Deus, nada lhe falta:
Só Deus basta!”

Santa Teresa de Jesus

Adaptado de INICIAR-SE COMO CATEQUISTA, Miguel Álvaro Gil

terça-feira, 4 de outubro de 2011

PAROQUIANOS DE S. PEDRO DE VILAR DO PARAÍSO - PEREGRINOS EM FÁTIMA

 
De Vilar do Paraíso, partem pelo alvor da manhã, a caminho de Fátima, várias camionetas e alguns carros particulares, com muitos paroquianos na peregrinação anual, organizada pela Paróquia, neste dia 5 de Outubro, feriado nacional. A fé em Deus, a devoção a Nossa Senhora e o encontro com Jesus Cristo, são a razão única que leva os peregrinos até Fátima, altar do mundo, onde a fé e a esperança se renovam em louvor e gratidão, dando alento à alma para continuação da caminhada, que Deus tem para cada um.


Os que não puderem participar nesta peregrinação, terão oportunidade de acompanhar via Internet a recitação do terço, na Capelinha das Aparições, pelas 16h00, que será rezado e cantado pelos peregrinos da nossa Paróquia. Basta clicar no endereço que aqui deixamos.

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

«COMO O PAI ME ENVIOU, TAMBÉM EU VOS ENVIO», (Jo 20,21) : Palavras dirigidas os catequistas, para assumam com FIDELIDADE a missão que lhes foi confiada.





Decorreu ontem, na Eucaristia das 11h00, o Envio dos Catequistas. Neste dia em que o Evangelho nos fala da Parábola dos vinhateiros, foi-nos dado sentir o trabalho que é necessário fazer para que a vinha produza; o cuidado com que se deve tratar e as contas que é necessário prestar… A beleza da vinha e das uvas, requer saber, dedicação e serão sempre produto do amor e carinho com que cada um as tratar. Nesta simbologia, englobamos os catequistas, para que fiéis ao compromisso assumido, firmes na fé e enraízados na Palavra de Cristo,  cuidem e amem todos os que lhes são confiados, fazendo crescer em  montes e vales a grandiosa vinha do Senhor!

sábado, 1 de outubro de 2011

DOMINGO XXVII DO TEMPO COMUM - Ano A

EVANGELHO Mt 21, 33-43
«Arrendará a vinha a outros vinhateiros»

É Outono. Época das colheitas. Tempo de terra vindimada! De frutos variados na mesa. E o “dono”, que é o “amigo” que cuida com tanto amor da sua vinha, não espera outra coisa, senão receber os seus frutos! Para isso, o proprietário da vinha envia, uma e outra vez os seus servos, os profetas, até enviar, por fim, o Seu próprio Filho. Mas estes, em vez de lhe entregarem os frutos da rectidão e da justiça, produzem violência, gritos de horror e sangue derramado! Em vez de abraços, colhem-se agraços, uvas azedas! Esta é, no fundo, a história do Amor não amado! É a longa história do amor de Deus, tantas vezes não correspondido, por parte de um Povo, que por Deus, é sempre tão acarinhado!