sábado, 30 de novembro de 2019

1.ª Semana do Advento: BATIZADOS: DADOS À LUZ!

ORAÇÃO 

Senhor Jesus:
o Natal, a festa do Teu nascimento,
bate no nosso coração e está já à porta.
Todos ali nascemos. E todos queremos
con'Tigo nascer de novo.

Acendemos esta vela (do Batismo)
para despertar no nosso coração
a alegria daquele novo nascimento,
quando se abriu para nós a porta da Igreja
e fomos acolhidos em festa,
à porta da Casa do Senhor,
para a celebração do Batismo.
Esse foi o dia em que renascemos,
em que verdadeiramente fomos dados à luz,
para sempre.
Tu és, desde o Batismo, a nossa Luz!

Senhor, faz-nos Teus,
faz-nos filhos de Deus,
faz-nos filhos da luz.
Ámen.

FOLHA DOMINICAL Informações e reflexões importantes para toda a comunidade

DOMINGO I DO ADVENTO - Ano A

SALMO RESPONSORIAL Salmo 121 (122), 1-2.4-5.6-7.8-9 (R. cf. 1)
Refrão: Que alegria quando me disseram
vamos para a casa do Senhor!

Alegrei-me quando me disseram:
«Vamos para a casa do Senhor».
Detiveram-se os nossos passos
às tuas portas, Jerusalém.

Para lá sobem as tribos, as tribos do Senhor,
segundo o costume de Israel,
para celebrar o nome do Senhor;
ali estão os tribunais da justiça,
os tribunais da casa de David.

Pedi a paz para Jerusalém:
«Vivam seguros quantos te amam.
Haja paz dentro dos teus muros,
tranquilidade em teus palácios».

Por amor de meus irmãos e amigos,
pedirei a paz para ti.
Por amor da casa do Senhor,
pedirei para ti todos os bens.

TU ÉS NATAL!

Vem, então, fazer com que a tua presença e partilha torne a CEIA de NATAL dos catequistas muito mais acolhedora e bonita. 
Lembramos que as INSCRIÇÕES devem ser feitas até hoje, 30 de novembro. Contactem as coordenadoras do 1º ou do 6º anos de catequese.

UMA CAMINHADA DIOCESANA PARA NASCER DE NOVO NESTE NATAL

“Todos aqui nascemos” é a ideia forte da caminhada, tendo em conta que “entre o Natal de Jesus e o Batismo cristão há realmente uma afinidade de raiz: ambos celebram o nascimento pelo qual todos somos dados à luz como filhos de Deus”. Em sintonia com o tema diocesano “como os ramos na videira” é sugerido que a árvore do Natal possa ser uma videira e que a luz da coroa do Advento e do tempo do Natal seja acesa a partir do círio pascal. Onde for possível, pode estabelecer-se alguma relação entre o Presépio e Batistério, respetivamente lugares do nascimento e do renascimento para uma vida nova. Do ponto de vista pastoral, trata-se de criar dinâmicas que ajudem a redescobrir a graça do Batismo, a partir de uma mistagogia dos ritos pré-batismais. Para a memória viva e para a redescoberta do Batismo são feitas várias propostas pessoais e pastorais, que ajudem a “nascer de novo neste natal”. O guião litúrgico com o desafio, as orações e as propostas para cada domingo, festa ou solenidade, é apenas um contributo para facilitar a ligação entre a liturgia e a vida da comunidade eclesial e a oração e a vivência em família.

Recursos para a CATEQUESE e comunidade disponível em
https://www.diocese-porto.pt/pt/destaques/todos-aqui-nascemos-uma-caminhada-diocesana-para-nascer-de-novo-neste-natal/?fbclid=IwAR3bosDLTbLIJvPDrW7PPmn2SJAA5mVUFpgd7Pgp3dv75UswSSxzQAujuF0

BANCO ALIMENTAR CONTRA A FOME

Arranca já no próximo fim de semana, 30 de novembro e 1 de dezembro, mais uma campanha de recolha de alimentos, promovida pelos Bancos Alimentares Contra a Fome. Esta ação solidária, bem conhecida dos portugueses, envolve a participação de mais de 40 mil voluntários em cerca de 2.000 lojas distribuídas por todo o país, num convite à partilha de alimentos com quem mais precisa, para que possa ter uma vida mais digna. A campanha prolonga-se até 8 de dezembro no site www.alimentestaideia.pt.

O mote da campanha deste ano apela à participação numa “rede social real” (#RedeSocialReal), numa alusão às redes sociais virtuais sendo que, neste caso, “likes” e partilhas traduzem-se em contributos palpáveis, em forma de alimentos. Cada um dos membros desta rede social real relaciona-se, assim, numa lógica de proximidade e contacto pessoal e não apenas exclusivamente virtual.

A campanha deste ano alarga-se também ao “desporto rei”, unindo dois mundos aparentemente tão diferentes, com a adesão de todos os clubes de futebol da Liga NOS e da Liga Pro, cujos jogos têm lugar este fim-de-semana. A Fundação Liga Portugal mobiliza, assim, os seus adeptos e jogadores, desafiando-os a apoiar esta iniciativa e a reforçar esta rede social real, em benefício de tantos portugueses carenciados.

A recolha de alimentos começa este fim-de-semana, contribua e alimente esta ideia.

https://www.diocese-porto.pt/pt/noticias/geral/banco-alimentar-contra-a-fome/

sexta-feira, 29 de novembro de 2019

IMAGENS QUE GUARDAMOS 💗

 Hoje recordamos 
E pedimos a Deus que a todos guarde
Nos caminhos que estão a trilhar.
Lausperene 2012

LAUSPERENE: 30 de novembro, das 8h00 às 19h00, Capela de S Martinho

EIS-ME AQUI

Senhor, quero, neste instante, fazer-me silêncio
Para apenas Vossa voz ecoar em meu ser.
Quero que cada batida do meu coração
Seja um grito de louvor a Vós,
Uma prece de agradecimento
pelo Vosso Infinito Amor por mim,
Eu Vos amo, meu Senhor e meu Deus.
Dai-me a graça de sentir em meu coração,
A grandiosidade do Vosso Amor
e a força da Vossa Palavra que acalenta.
Conduzi-me pelas sendas do bem, da verdade e da justiça
Quero fazer-me dócil à acção do Espírito Santo,
Para que seja capaz de olhar para dentro de mim mesmo,
Perceber as minhas falhas e renovar-me.
Quero em cada dia, amar-vos mais,
vivendo tudo o que nos ensinastes.
Obrigado, meu Senhor e meu Deus!

Pastoral Juvenil e Vocacional

quinta-feira, 28 de novembro de 2019

LAUSPERENE - SÁBADO, 30 DE NOVEMBRO

Capela de S. Martinho
 das 8h00 às 19h00
08h - Eucaristia - Acólitos
09h - Apostolado de Oração e Grupos Corais
10h - Catequese
11h - Catequese
12h - Jovens e Crismandos
13h - Grupo Missionário e Vocações
14h - MCC - Pastoral Familicar (Casais)
15h - Catequese
16h - MEC`s - Vicentinas - Zeladoras
17h - Leitores e Loc
18h - Catequese / CNE
19h - EUCARISTIA - Primeiro Domingo do Advento

ACONTECE JÁ AMANHÃ


Garanta o seu lugar no 7º Concerto do Paraíso Solidário
Não perca a magia deste espectáculo!
Mais informações: Telf 22 711 6168, ou nas instalações do Centro Social São Pedro, Rua Dr. António Vale nº 191, Vilar do Paraíso. 

PARA MEDITAR ÀS PORTAS DO NATAL...

"A paz é um processo que também vós sois chamados a fazer avançar, estendendo sempre as vossas mãos especialmente àqueles que estão a passar momentos difíceis. Grande é o poder da mão estendida e da amizade que se joga no concreto! Penso no sofrimento daqueles jovens que chegaram cheios de sonhos à procura de trabalho na cidade, e hoje estão sem teto, sem família e sem encontrar uma mão amiga. Como é importante aprendermos a ser uma mão amiga e estendida! Procurai crescer na amizade também com aqueles que pensam de maneira diferente, para que a solidariedade cresça entre vós e se torne na melhor arma para transformar a história."

Encontro inter-religioso com os jovens e o Papa Francisco em Moçambique 

TEMPO DE NATAL QUASE A CHEGAR

E a CEIA DE NATAL DE CATEQUISTAS não pode faltar!

Os anos de catequese que organizam - 1º e 6º - prometem ser uma ceia para a todos aproximar, conhecer melhor e estreitar laços de amizade e carinho.

Não se esqueçam de fazer a inscrição até ao dia 30 de novembro e, no dia 7 de dezembro, levar:

· A posta de bacalhau (já demolhada) e deixá-la antes das 19:30h no Centro Paroquial;

· Os pratos, talheres e copos que necessita para jantar;

· Uma sobremesa ou bebida;

· Uma prendinha simbólica para a troca de prendas, que deve vir ACOMPANHADA DE UM POSTAL com uma bonita mensagem de boas festas.

quarta-feira, 27 de novembro de 2019

REZAR PELOS MÁRTIRES DO NOSSO TEMPO

"Não está na moda ser cristão, muito menos ser católico. São cada vez mais os cristãos que pagam com a própria vida o seu amor a Jesus: no Iraque, Somália, Nigéria, Índia, Paquistão... 
Junte-se a mim e à @FundacaoAIS  e não feche os olhos à perseguição religiosa."
D. Jorge Ortiga

QUARTA-FEIRA DA SEMANA XXXIV DO TEMPO COMUM

EVANGELHO: LC 21, 12-19
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Deitar-vos-ão as mãos e hão-de perseguir-vos, entregando-vos às sinagogas e às prisões, conduzindo-vos à presença de reis e governadores, por causa do meu nome. Assim tereis ocasião de dar testemunho. Tende presente em vossos corações que não deveis preparar a vossa defesa. Eu vos darei língua e sabedoria a que nenhum dos vossos adversários poderá resistir ou contradizer. Sereis entregues até pelos vossos pais, irmãos, parentes e amigos. Causarão a morte a alguns de vós e todos vos odiarão por causa do meu nome; mas nenhum cabelo da vossa cabeça se perderá. Pela vossa perseverança salvareis as vossas almas».
(...)
Rezar a Palavra
Pelo teu nome viverei. Senhor, a tua palavra realiza-se na minha vida e as tuas promessas encontram na minha fé o seu cumprimento. Quero experimentar a tua presença no meio das adversidades, diante dos meus adversários, frente às incertezas do futuro. Não permitas que os inimigos tenham poder sobre mim mas dá-me a graça da fidelidade para poder participar na tua salvação.

Compromisso
Hoje, vou aceitar as humilhações ou agressões dos que não entendem a minha vida de fé e vou rezar pelos que no mundo são perseguidos por causa de Jesus.

https://aliturgia.com/quarta-feira-da-semana-xxxiv-do-tempo-comum-5/

terça-feira, 26 de novembro de 2019

CAMPANHA DE ADVENTO NA PARÓQUIA

Já começou!

COLABORE nesta campanha para que em casa de todos os nossos irmãos necessitados haja um pouco mais de alegria e conforto neste Natal.
A Arca e os Cestos do Amor já se encontram em todos os centros de culto à espera da dádiva de cada um, e que o Menino Deus a todos recompense pela generosidade.

"Ninguém está excluído da participação nesta felicidade. A causa da alegria é comum a todos, porque nosso Senhor, vencedor do pecado e da morte, não tendo encontrado ninguém isento de culpa, veio libertar a todos." (São Leão Magno)

INFÂNCIA MISSIONÁRIA

Tempo propício a explicar às crianças que o Reino de Jesus é de paz e amor, e que a nossa missão de cristãos é viver a vida com esses valores que Jesus nos deixou. 
Para imprimir ou melhor visualizar encontra em 

SOLENIDADE DE CRISTO REI DO UNIVERSO

Com a solenidade da festa de Cristo Rei do Universo, encerramos o ano litúrgico e iniciamos um novo ano. Podemos dizer que fechamos o ano com “chave de ouro”, tendo diante de nós o Cristo Rei. Esta expressão suscita muitas imagens, e uma boa parte delas, para não dizer a maioria, não corresponde ao verdadeiro significado do Rei que é Cristo.
Em primeiro lugar, a expressão “Rei do Universo” já nos mostra que Ele não é um rei dentro das concepções humanas, ou seja, da história, dos sistemas monárquicos, cuja a obediência manifesta-se pelo medo. Alguns chegam a construir uma imagem de Cristo com uma coroa similar à dos reis, mas seu reinado nada tem de semelhante aos reinos deste mundo. Ele mesmo deixou claro que o seu Reino não é deste mundo. Mas nós insistimos em comparar Jesus aos reis deste mundo porque não temos, ou não queremos ter, outra imagem de rei. Quando agimos assim assemelhamo-nos aos que o crucificaram e zombaram dele, pois nenhum rei deste mundo teve a humildade de Jesus, ao ponte de entregar-se à morte mais humilhante ou servindo como Ele serviu.
No entanto, basta que conheçamos um pouco da história da salvação e dos evangelhos, para entendermos que o Cristo Rei que celebramos neste dia não se assemelha a nenhum rei deste mundo.
Contemplemos, portanto, nesta liturgia, a realeza e a divindade de Cristo, o Rei da paz, do amor, da justiça e da santidade. E aprendamos a seguir o seu exemplo, pois, pelo batismo, todos participamos neste reinado.

Pe. Carlos Correia

sábado, 23 de novembro de 2019

FOLHA DOMINICAL: informações e reflexões importantes para toda a comunidade

https://app.box.com/s/4igjkffmmrytnu3ghpzyr8fgiznaee2y

PAPA FRANCISCO NO JAPÃO

 O Papa chegou hoje ao Japão, segunda etapa da sua 32ª viagem internacional, iniciada na Tailândia, com mensagens em favor do desarmamento nuclear e de homenagem aos mártires da minoria católica.

Na tradicional mensagem vídeo enviada antes da visita, Francisco condenou o uso de armas nucleares, que considerou “imoral”.

A única visita de um Papa ao Japão, até hoje, tinha acontecido em 1981, no pontificado de São João Paulo II.

A viagem inclui, este domingo (madrugada e manhã em Lisboa), passagens pelos locais atingidos por bombas atómicas durante a II Guerra Mundial, Nagasáqui e Hiroxima; já na segunda-feira, em Tóquio, decorre um encontro com as vítimas do chamado “triplo desastre” de 2011 -– terramoto, tsunami e acidente nuclear em Fucuxima.

A 9 de agosto de 1945, a bomba “Fat Man” causou a morte instantânea de cerca de 70 mil pessoas em Nagasáqui, além dos efeitos da radiação nos anos seguintes.

Esta é uma cidade central para a história do catolicismo nipónico e tinha, até à explosão atómica, a maior catedral do país, que foi reconstruída em 1959, mantendo no seu interior uma imagem da Virgem Maria que resistiu às radiações.

O Papa vai prestar uma homenagem às vítimas da bomba e fazer um discurso junto ao memorial de mármore preto em sua memória.

Já em Hiroxima, Francisco visita o Memorial da Paz, acompanhado por 20 vítimas do primeiro ataque atómico, numa área destruída pela bomba lançada pelo avião Enola-Gay a 6 de agosto de 1945.
(...)
O padre Adelino Ascenso, que foi missionário no Japão, disse que a presença do Papa no país é um “estímulo” para todos os japoneses e considera que a Ásia tem de ser “um dos centros principais” da renovação da Igreja Católica.

DOMINGO XXXIV DO TEMPO COMUM

NOSSO SENHOR JESUS CRISTO, REI DO UNIVERSO 
SOLENIDADE
SALMO RESPONSORIAL Salmo 121 (122), 1-2.4-5 (R. cf. 1)
Refrão: Iremos com alegria para a casa do Senhor.

Alegrei-me quando me disseram:
«Vamos para a casa do Senhor».
Detiveram-se os nossos passos
às tuas portas, Jerusalém.

Jerusalém, cidade bem edificada,
que forma tão belo conjunto!
Para lá sobem as tribos,
as tribos do Senhor.

Para celebrar o nome do Senhor,
segundo o costume de Israel;
ali estão os tribunais da justiça,
os tribunais da casa de David.

sexta-feira, 22 de novembro de 2019

SEXTA-FEIRA DA SEMANA XXXIII DO TEMPO COMUM

EVANGELHO: LC 19, 45-48
Naquele tempo, Jesus entrou no templo e começou a expulsar os vendedores, dizendo-lhes: «Está escrito: ‘A minha casa é casa de oração’; e vós fizestes dela ‘um covil de ladrões’». Jesus ensinava todos os dias no templo. Os príncipes dos sacerdotes, os escribas e os chefes do povo procuravam dar-Lhe a morte, mas não encontravam o modo de o fazer, porque todo o povo ficava maravilhado quando O ouvia.
(...)
Rezar a Palavra
Eu sou o lugar do teu repouso, a tua morada entre os homens, Senhor. Pelo baptismo tornei-me lugar onde habitas como Deus, como Pai, como Senhor e Mestre. Vem a mim, Senhor, com o chicote da tua palavra e a força do teu amor e salva-me de mim mesmo e das minhas muitas ocupações e ensina-me a saborear a tua presença libertadora.

Compromisso
Hoje vou dar mais tempo à oração, se possível, no sacrário.

ENCERRAMENTO DA VIAGEM À TAILÂNDIA DO PAPA

O Papa Francisco encerrou hoje o programa público da sua primeira viagem à Tailândia, onde chegou na quarta-feira, desafiando os jovens católicos a dar continuidade à “magnífica história de evangelização” do país, transmitida como “um tesouro sagrado”.

“Esta bela Catedral é testemunha da fé em Jesus Cristo que tiveram os vossos antepassados: a sua fidelidade, profundamente arraigada, impeliu-os a cumprir boas obras, a construir o outro templo ainda mais esplêndido, composto de pedras vivas para poder levar o amor misericordioso de Deus às pessoas do seu tempo”, disse, na homilia da Missa a que presidiu na Catedral da Assunção, em Banguecoque.

Em 2019 assinalam-se os 350 anos da instituição do Vicariato Apostólico de Sião, que marcou o início da presença da Igreja Católica no país; a primeira missionação foi levada a cabo por religiosos portugueses, na segunda metade do século XVI.

Francisco evocou a experiência de vida dos mais velhos, “bem arraigados na fé”, pedindo que as novas gerações aprendam com eles, porque o mundo “não começa agora”.

A sua vida resistiu a muitas provações e sofrimentos. Mas descobriram, ao longo do caminho, que o segredo dum coração feliz é a segurança que encontramos quando estamos ancorados, enraizados em Jesus: na sua vida, nas suas palavras, na sua morte e ressurreição”, indicou.

O Papa apontou ao futuro, referindo aos jovens que Deus “tem um plano para cada um” e os convida a “partilhar a sua alegria com os outros”.

Queridos jovens, sois uma nova geração, com novas esperanças, sonhos e interrogações; seguramente também com algumas dúvidas, mas, enraizados em Cristo, convido-vos a manter viva a alegria e a não ter medo de olhar para o futuro com confiança”.

quinta-feira, 21 de novembro de 2019

APRESENTAÇÃO DA VIRGEM SANTA MARIA

ZAC 2, 14-17 
Exulta e alegra-te, filha de Sião, porque Eu venho habitar no meio de ti – oráculo do Senhor. Nesse dia, muitas nações hão-de aderir ao Senhor; elas serão o meu povo e Eu habitarei no meio de ti. Então reconhecerás que o Senhor do Universo me enviou a ti. O Senhor voltará a possuir Judá, como sua herança na terra santa, e Jerusalém será de novo a cidade escolhida. Cale-se toda a criatura diante do Senhor, porque Ele Se levantou da sua santa morada.
(...)
Rezar a Palavra
Senhor Jesus, Messias prometido e esperado pela humanidade de todos os tempos alegra as nossas vidas com a tua chegada e pela tua palavra faz-nos dignos membros do teu povo, como Maria que escutou e pôs em prática a tua palavra sem hesitação.

Compromisso
Contemplo Maria no mistério da sua apresentação porque é a digna mãe do Senhor.

https://aliturgia.com/apresentacao-da-virgem-santa-maria/

EUCARISTIA COM A CATEQUESE

Foi celebrada pelo Pe. Carlos Alberto, no passado sábado, na Capela de S. Martinho, a Eucaristia mensal dedicada às crianças e adolescentes da catequese que estiveram presentes em grande número.
Desta vez a organização foi do 9º catecismo, e não faltou o Coro Anima para alegrar com bonitos  cânticos esta celebração e torná-la mais participada por todos. 
E foi bonito ouvir: "O Espírito é força que nos liberta, / Caminha, caminha, caminha na Luz; / Ele faz de nós a Igreja em festa, / Caminha, caminha, caminha na Luz."
"A liturgia deste domingo reflectia sobre o sentido da história da salvação e dizia-nos que a meta final para onde Deus nos conduz é o novo céu e a nova terra da felicidade plena, da vida definitiva."
"Este quadro (que deve ser o horizonte que os nossos olhos contemplam em cada dia da nossa caminhada neste mundo) faz nascer em nós a esperança; e da esperança brota a coragem para enfrentar a adversidade e para lutar pelo advento do Reino."
O Pe. Carlos cativou as crianças pela forma simples como falou com elas. Depois antes da bênção final, em momento de  reflexão e oração escutamos:  
Súplica
Que a nossa vida seja um reflexo do Teu amor! Amar o próximo que está no cabo do Mundo; amar o estrangeiro que vive ao nosso lado; consolar, perdoar, abençoar, estender os braços.
Amar aqueles que se esgotam em correrias inúteis em redor de si mesmos: fazer brotar uma fonte no deserto do nosso coração; libertar os solitários, erguer os prostrados, abrir com um sorriso os corações fechados. Amar, amar…Então, uma grande Primavera transformará a Terra,  e tudo em nós florirá.

quarta-feira, 20 de novembro de 2019

QUARTA-FEIRA DA SEMANA XXXIII DO TEMPO COMUM

EVANGELHO: LC 19, 11-28

Rezar a Palavra 
Colocaste nas minhas mãos um tesouro e esperas que eu o multiplique. É um tesouro demasiado valioso para as minhas capacidades. Tu sabes como tenho dificuldade em gerir os meus pensamentos, os meus desejos, os meus propósitos. Que esperas de mim, Senhor? Não será demasiado grande a tua expectativa em relação a mim? Não ficarei demasiado pequeno diante da resposta que esperas que eu dê? Não deixes de me iluminar com o teu Espírito, para que não seja eu a pôr em causa o Reino que vieste instaurar com a tua paixão.

Compromisso
Vou avaliar bem o tesouro que Jesus colocou nas minhas mãos ao fazer de mim seu discípulo.

PAPA FRANCISCO NA TAILÂNDIA

O Papa chegou hoje à capital da Tailândia, após um voo de mais de 11 horas, desde Roma, para a sua 32ª viagem internacional, que se vai concluir no Japão, a 26 de novembro.

Nos dois países asiáticos, que visita pela primeira vez, Francisco vai levar uma mensagem em favor do diálogo inter-religioso e da paz, evocando ainda as vítimas das bombas atómicas em Hiroxima e Nagasáqui.

O pontífice foi acolhido em Banguecoque por autoridades políticas e religiosas, numa breve cerimónia marcada pelo abraço entre o Papa e a irmã Ana Rosa Sivori, sua prima, missionária na Tailândia há mais de 50 anos, que o vai acompanhar como intérprete nalguns encontros.

Francisco cumprimentou responsáveis políticos, bispos e 11 crianças em trajes tradicionais, antes de entrar num veículo fechado para seguir rumo à Nunciatura Apostólica (embaixada da Santa Sé), para descansar após a viagem.

Num país de maioria budista, onde os católicos representam 0,5% da população, o Papa foi acompanhado por milhares de pessoas ao longo do trajeto, sendo recebido na Nunciatura por seminaristas, noviças e religiosas, bem como por jovens da paróquia local, que dançaram em vestes tradicionais.

terça-feira, 19 de novembro de 2019

TERÇA-FEIRA DA SEMANA XXXIII DO TEMPO COMUM

EVANGELHO Lc 19, 1-10
«O Filho do homem veio procurar e salvar o que estava perdido»
(...)
Rezar a Palavra
Ensina-me Senhor, a atitude de Zaqueu. Faz-me correr pelas avenidas, ruas e travessas da minha vida à tua procura. Não me deixes ficar parado nos cantos, nos becos por onde ninguém passa. Não permitas que me acomode no canto do meu eu, mas faz-se sair a fim de que me encontres para o desafio de largar tudo o que me impede de te deixar instalar em mim.

Compromisso
Porque quero ver Jesus, hoje, vou percorrer os caminhos que me levam a estar com ele, na Eucaristia, na oração, no pobre ou no doente.

segunda-feira, 18 de novembro de 2019

BIBLIOTECA DOS CATEQUISTAS

Que livros são indispensáveis na biblioteca de um catequista? O P.Rui Alberto, director das Edições Salesianas partilha a lista dos 5 títulos que considera fundamentais.

Como catequista, há livros cuja leitura é essencial e obrigatória. 
Atrevo-me a partilhar contigo a minha lista. Vale o que vale. Pode ser um exercício interessante, fazeres a tua própria lista e debatê-la com outros catequistas

- A Bíblia

- Catecismo da Igreja Católica

- Directório Geral de Catequese

- Para que acreditem e tenham vida

- A alegria do Evangelho

DEDICAÇÃO DAS BASÍLICAS DE S. PEDRO e S. PAULO, Apóstolos

ORAÇÃO COLECTA

Guardai, Senhor, a vossa Igreja
sob a protecção dos apóstolos São Pedro e São Paulo,
de modo que, tendo recebido deles o primeiro anúncio do Evangelho,
receba também, por sua intercessão,
o constante auxílio da graça celeste até ao fim dos tempos.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

Imagem: Internet

domingo, 17 de novembro de 2019

MENSAGEM DO SANTO PADRE FRANCISCO PARA O III DIA MUNDIAL DOS POBRES

XXXIII DOMINGO DO TEMPO COMUM
(17 DE NOVEMBRO DE 2019)

«A esperança dos pobres jamais se frustrará»


1. «A esperança dos pobres jamais se frustrará» (Sal 9, 19). Estas palavras são de incrível atualidade. Expressam uma verdade profunda, que a fé consegue gravar sobretudo no coração dos mais pobres: a esperança perdida devido às injustiças, aos sofrimentos e à precariedade da vida será restabelecida.
(...)
7. «A opção pelos últimos, por aqueles que a sociedade descarta e lança fora» (ibid., 195), é uma escolha prioritária que os discípulos de Cristo são chamados a abraçar para não trair a credibilidade da Igreja e dar uma esperança concreta a tantos indefesos. É neles que a caridade cristã encontra a sua prova real, porque quem partilha os seus sofrimentos com o amor de Cristo recebe força e dá vigor ao anúncio do Evangelho.
(...)
Aos discípulos do Senhor Jesus, a condição que se lhes impõe para serem evangelizadores coerentes é semear sinais palpáveis de esperança. A todas as comunidades cristãs e a quantos sentem a exigência de levar esperança e conforto aos pobres, peço que se empenhem para que este Dia Mundial possa reforçar em muitos a vontade de colaborar concretamente para que ninguém se sinta privado da proximidade e da solidariedade. Acompanhem-nos as palavras do profeta que anuncia um futuro diferente: «Para vós, que respeitais o meu nome, brilhará o sol de justiça, trazendo a cura nos seus raios» (Ml 3, 20).

XXXIII DOMINGO DO TEMPO COMUM

Estamos a chegar ao final de mais um ano litúrgico. E com a celebração do próximo Domingo, a Solenidade de Cristo Rei do Universo, nós encerraremos o tempo comum e o ano litúrgico C. Daremos início a um novo ano: o ano A da liturgia. 

Como acontece no final de um ano, é tempo de fazer um balanço e traçar as metas futuras, vislumbrar um novo tempo, não repetindo os mesmos erros do passado. Por esta razão, a liturgia deste Domingo traz elementos escatológicos para a nossa reflexão e nos ajuda a preparar este novo ano litúrgico.

Por isso, podemos entender que nos dois últimos domingos do Tempo Comum (e no primeiro Domingo do Advento) as leituras da missa só falam das COISAS FINAIS (escatologia) como lemos na 1ª Leitura e no Evangelho deste Domingo. “Eis que virá o dia, abrasador como uma fornalha, em que todos os soberbos e ímpios serão como a palha; e esse dia vindouro haverá de queimá-los, tal que não lhes deixará raiz nem ramo”, assim lemos na Primeira Leitura. “Dias virão em que não ficará pedra sobre pedra. Tudo será destruído”, escreveu São Lucas no Evangelho de hoje. 

Ora, com a festa de Cristo Rei e Senhor do Universo (no próximo Domingo) terminamos o ano litúrgico de um ciclo para começar outro ciclo litúrgico, começando com o Primeiro Domingo do Advento. As leituras de hoje falam deste fim. Mas em todo o caso há que recordar que o fim do mundo só ocorre para cada um de nós com a nossa própria morte. O pensamento da possibilidade ou da certeza da nossa morte pode e deve nos ajudar a viver com mais verdade e seriedade. O término de nossa vida é certo, mas o tempo é incerto, isto é, não sabemos quando vai acontecer. 

Santo Agostinho dizia: “Se Deus ocultou essa hora (o fim), é para que sejamos fiéis todos os dias”. Empenhemo-nos para a construção desse tempo novo que se aproxima. E que este novo ano litúrgico renove também o nosso coração e a nossa mentalidade para construirmos juntos uma Igreja renovada, afinada com os valores do Reino, e não uma Igreja de aparências.

Pe. Carlos Correia

FOLHA DOMINICAL: informações e reflexões importantes para toda a comunidade

sábado, 16 de novembro de 2019

SEMANA DE ORAÇÃO PELOS SEMINÁRIOS

Não fiques na praia com o barco amarrado,
e medo do mar.
Tudo aqui é miragem, mas na outra margem
alguém a esperar.

Como onda que morre sozinha na praia,
não fiques brincando…
No mar confiante, ensina o teu canto
de ave voando.

Voa bem mais alto livre sem alforge,
nem prata, nem ouro,
amando este mundo, esta vida que é campo
que esconde o tesouro.

Ninguém te ensinou, mas no fundo tu sentes
asas p’ra voar.
Nem que o céu se tolde e as nuvens impeçam,
tu não vais parar.

Há gente vivendo tranquila e contente
como eu já vivi.
És águia diferente, céu azul cinzento
foi feito p´ra ti.

Irmã Maria Amélia

DOMINGO XXXIII DO TEMPO COMUM - Ano C

SALMO RESPONSORIAL Salmo 97 (98), 5-9 (R. cf. 9)
Refrão: O Senhor virá governar com justiça.
  O Senhor virá. O Senhor virá.

Cantai ao Senhor ao som da cítara,
ao som da cítara e da lira;
ao som da tuba e da trombeta,
aclamai o Senhor, nosso Rei.

Ressoe o mar e tudo o que ele encerra,
a terra inteira e tudo o que nela habita;
aplaudam os rios
e as montanhas exultem de alegria.

Diante do Senhor que vem,
que vem para julgar a terra;
julgará o mundo com justiça
e os povos com equidade.

sexta-feira, 15 de novembro de 2019

SEMINÁRIO DA BOA NOVA - COLHEITA DE SANGUE

No próximo Domingo, 17 de Novembro, das 9h00 às 13h00, no Seminário da Boa Nova, Valadares.
Passe por lá, e muito obrigada pela sua dádiva!💗