sábado, 31 de dezembro de 2016

SANTA MARIA, MÃE DE DEUS

SALMO RESPONSORIAL Salmo 66 (67), 2-3.5.6 e 8 (R. 2a) 
Refrão: Deus Se compadeça de nós e nos dê a sua bênção. 
Ou: Deus tenha compaixão de nós; Ele nos dê a sua bênção.
Deus tenha compaixão de nós.

Deus Se compadeça de nós e nos dê a sua bênção, 
resplandeça sobre nós a luz do seu rosto. 
Na terra se conhecerão os seus caminhos 
e entre os povos a sua salvação.

Alegrem-se e exultem as nações, 
porque julgais os povos com justiça 
e governais as nações sobre a terra.

Os povos Vos louvem, ó Deus, 
todos os povos Vos louvem. 
Deus nos dê a sua bênção 
e chegue o seu temor aos confins da terra.

MENSAGEM DO SANTO PADRE FRANCISCO

PARA A CELEBRAÇÃO DO 50º DIA MUNDIAL DA PAZ
1° DE JANEIRO DE 2017
A não-violência: estilo de uma política para a paz
"No início deste novo ano, formulo sinceros votos de paz aos povos e nações do mundo inteiro, aos chefes de Estado e de governo, bem como aos responsáveis das Comunidades Religiosas e das várias expressões da sociedade civil. Almejo paz a todo o homem, mulher, menino e menina, e rezo para que a imagem e semelhança de Deus em cada pessoa nos permitam reconhecer-nos mutuamente como dons sagrados com uma dignidade imensa. Sobretudo nas situações de conflito, respeitemos esta «dignidade mais profunda»[1] e façamos da não-violência ativa o nosso estilo de vida."

"A violência não é o remédio para o nosso mundo dilacerado. Responder à violência com a violência leva, na melhor das hipóteses, a migrações forçadas e a atrozes sofrimentos, porque grandes quantidades de recursos são destinadas a fins militares e subtraídas às exigências do dia-a-dia dos jovens, das famílias em dificuldade, dos idosos, dos doentes, da grande maioria dos habitantes da terra. No pior dos casos, pode levar à morte física e espiritual de muitos, se não mesmo de todos."

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

SOLENIDADE DE SANTA MARIA MÃE DE DEUS

Domingo, 1 de Janeiro 2017
Missas às 8h30h e 11h30, em S. Martinho. 
Igreja e S.Caetano, às 10h00
Liturgia das Horas
Das Cartas de Santo Atanásio, bispo 

Epist. ad Epictetum, 5-9: PG 26, 1058. 1062-1066) (Sec. IV) 

O Verbo tomou de Maria a nossa condição humana 

O Verbo de Deus veio para socorrer a descendência de Abraão, como afirma o Apóstolo, e por isso devia tornar-Se semelhante em tudo aos seus irmãos e assumir um corpo semelhante ao nosso. É para isso que Maria está verdadeiramente presente neste mistério; foi d’Ela que o Verbo assumiu como próprio aquele corpo que havia de oferecer por nós. A Sagrada Escritura recorda este nascimento e diz: Envolveu-O em panos; além disso, proclama ditosos os peitos que amamentaram o Senhor e fala também do sacrifício oferecido pelo nascimento deste Primogénito. O anjo Gabriel tinha anunciado esta concepção com toda a precisão e prudência; não lhe disse: «O que há-de nascer em ti», como se tratasse de algo extrínseco, mas de ti, para indicar que o fruto deste nascimento procedia realmente de Maria. 
O Verbo, ao tomar a nossa condição humana e ao oferecê-la em sacrifício, assumiu-a na sua totalidade, para nos revestir depois a nós da sua condição divina, segundo as palavras do Apóstolo: É preciso que este corpo corruptível se revista de incorruptibilidade e que este corpo mortal se revista de imortalidade. 
Estas coisas não se realizaram de maneira fictícia, como disseram alguns. Longe de nós tal pensamento! O nosso Salvador foi verdadeiramente homem e assim alcançou a salvação do homem na sua totalidade. Não se trata de uma salvação fictícia, nem se limita a salvar o corpo: o Verbo de Deus realizou a salvação do homem todo, isto é, do corpo e da alma. 
Portanto, era verdadeiramente humana a natureza do que nasceu de Maria, segundo as divinas escrituras; era verdadeiramente humano o corpo do Senhor. Verdadeiramente humano, quero dizer, um corpo igual ao nosso. Maria é, de facto, nossa irmã, porque todos descendemos de Adão. 
O que João afirma ao dizer: O Verbo Se fez homem, tem um significado semelhante ao que se encontra numa expressão paralela de São Paulo quando diz: Cristo fez-Se maldição por nós. Pela união e comunhão com o Verbo, o corpo humano recebeu um enriquecimento admirável: era mortal e passou a ser imortal, era animal e converteu-se em espiritual, era terreno e transpôs as portas do Céu. 
Por outro lado, a Trindade, mesmo depois da encarnação do Verbo em Maria, continua a ser a mesma Trindade, sem aumento nem diminuição, permanecendo sempre na sua perfeição absoluta. E assim se proclama na Igreja: a Trindade numa única divindade; um só Deus, no Pai e no Verbo.

MISSA DA VIGÍLIA DO ANO NOVO

Sábado, dia 31, às 17h00, na Capela de S. Martinho. 
- Dia de Ano Novo não haverá missa na Ilha -
"O Verbo era a luz verdadeira, que, vindo ao mundo, ilumina todo o homem. Estava no mundo e o mundo, que foi feito por Ele, não O conheceu. Veio para o que era seu e os seus não O receberam. Mas àqueles que O receberam e acreditaram no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus. Estes não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus."
 Jo 1, 1-18 

FESTA DA SAGRADA FAMÍLIA


Celebração com os casais aniversariantes - 10, 25, 50 e 60 anos de matrimónio - e todos os que quiserem participar na sexta-feira, dia 30, às 21h30 na Capela S. Martinho.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

NATAL EM TUA CASA

Há dois mil anos Deus sonhou
E foi
Natal em Belém.
Sonha também.
Se o jumento corou
E o boi se ajoelhou,
Não deixes tu de orar também.
A notícia ecoou nos campos de Belém.

Com o celeste recital que ali se deu,
O céu ficou ao léu,
A terra emudeceu de espanto,
E os pastores dançaram tanto, tanto,
Que até os mansos animais entraram nesse canto.

Isaías 1,3 antecipou a cena,
E gravou com o fulgor da sua pena
O manso boi e o pacífico jumento
Comendo as flores de açucena 
da vara de José sentado ao lume,
E bafejando depois suavemente
o Menino de perfume.
Enquanto os meigos animais vão comer à mão do dono,
O meu povo, diz Deus, não me conhece,
e perde-se nos buracos de ozono.

Vem, Menino!
E quando vieres para a tua doirada sementeira,
Que logo cresce e se faz messe (João 4,35),
Quando assobiares às boieiras,
Chama também por mim,
Diz bem alto o meu nome,
Vamos os dois para o campo e para a eira,
E enche-me de fome de um amor como o teu,
Pequenino e enorme.


D. António Couto

EUCARISTIA DE NATAL NA CAPELA DE S. CAETANO

Celebração presidida pelo Rev. Pe. João Pedro. Uma grata surpresa neste dia Natal para quantos participaram na missa, pelas 10h00, na Capela de S. Caetano.
Da homilia que o Rev. Pe. João Pedro proferiu, destacamos que: "O mundo é bombardeado de palavras.... A vida agitada de cada dia, cheia de palavras e também de ruídos, que tantas vezes abafam e fazem esquecer a verdadeira PALAVRA que é este MENINO... Num mundo que valoriza o ter e não ser... ousemos ser sempre como o nosso Deus nos pede. Ousemos bem no meio do ruído do mundo e das exigências da nossa sociedade, dar testemunho de que vale a pena viver pelo amor de Cristo. Vale a pena viver neste silêncio de um recém-nascido, porque há gente que para viver precisa do nosso coração e da nossa voz para se fazer ouvir no meio do mundo…"
Depois da bênção final, manteve-se a tradição de beijar o Menino e, com grande alegria, coro e assembleia cantavam uma das tradicionais e melodias de Natal
“Cantem, cantem os Anjos a Deus um hino. / Cantem, cantem os homens ao Deus Menino. / Cantem, cantem os Anjos a Deus um hino. / Cantem, cantemos todos ao Deus Menino.
Neste dia de Aniversário do Menino Jesus, é festa também para a Natália, elemento do Grupo Coral, que emocionada escutou os parabéns, as palmas e felicitações.
Tempo ainda para que muitas pessoas cumprimentassem o Rev. Padre João Pedro, muito contentes com a sua presença, e lhe desejassem Boas Festas. 

FOLHA DOMINICAL - Informações e reflexões importantes para toda a comunidade


domingo, 25 de dezembro de 2016

MISSA DE NATAL - São Martinho 11h

FELIZ NATAL    FELIZ NATAL     FELIZ NATAL     FELIZ NATAL     FELIZ NATAL

Hoje, a missa de Natal em São Martinho reuniu os fiéis da paróquia que vieram receber a boa nova do nascimento do Salvador e a bênção de Natal.
Com a participação do Sr. Padre João Pedro, que deixou a paróquia de Arouca para o Vaticano, a quem saudamos e agradecemos a presença. 


"Como são belos sobre os montes os pés do mensageiro que anuncia a paz, que traz a boa nova, que proclama a salvação"

"Aleluia! Santo é o dia que nos trouxe a luz. 

Vinde adorar o Senhor. 

Hoje, uma grande luz desceu sobre a terra."


FELIZ NATAL    FELIZ NATAL     FELIZ NATAL     FELIZ NATAL     FELIZ NATAL

DIA INTERNACIONAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA - catequese diferente do 8º ano

No dia 3 de Dezembro o 8º ano teve uma catequese diferente: saímos em grupo e viajámos de comboio desde a estação de Valadares até à de General Torres. A pé, dirigimo-nos ao Centro Cívico de Gaia, ao lado da Câmara, onde decorria uma iniciativa a a assinalar o DIA INTERNACIONAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA. 
Uma venda de Natal, de artesanato e do livro usado, da 
  APPACDM/Gaia (Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental)
  APPDA-Norte (associação Portuguesa para as Perturbações do Desenvolvimento e Autismo),
  CERCI-Gaia (cooperativa para a Educação e Reabilitação de Cidadãos Inadaptados),
  ANAMP (Associação Nacional de Amputados).
Tudo com a colaboração da Câmara Municipal de Gaia.
A iniciativa da divulgação da ANAMP teve a bonita participação de uma nossa catequizanda, num exemplo muito bonito de serviço à comunidade, que nos deixou sensibilizados para a vida e alguns obstáculos do dia-a-dia que as pessoas com deficiência enfrentam e que normalmente escapam à nossa atenção.



Feitas algumas comprinhas já a pensar no Natal, tivemos o prazer de ouvir músicas ao vivo e, já lanchados, regressar de comboio.
A única nota menos agradável desta saída foi mesmo a da chuva, que teimou em acompanhar-nos no regresso.
Tudo o resto teve nota muito positiva.
Os desejos de FELIZ NATAL do 8º ano de catequese!

sábado, 24 de dezembro de 2016

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

MENSAGEM DE NATAL

"O que o Natal mais nos pede e o melhor que o Natal nos dá é a ousadia de manter viva a essência do Natal e a capacidade de trazer até nós a presença do Filho de Deus para O colocar no coração humano, que é o melhor presépio deste mundo novo e diferente. Centrados no Natal – acolhido como nascimento de Jesus, Filho de Deus - devemos traduzir para a complexidade do nosso tempo e para a perplexidade da nossa cultura a mensagem que de Jesus recebemos.

Com Jesus somos chamados a ser famílias missionárias e comunidades evangelizadoras, onde todos tenham lugar, se sintam felizes e se reconheçam amados por Deus.

Ouvi, em maio passado, no termo de uma inesquecível peregrinação de milhares de emigrantes portugueses em torno da imagem de Nossa Senhora de Fátima, o cântico do Ave-Maria na voz melodiosa de uma jovem síria, de família cristã refugiada, acolhida pela Igreja do Luxemburgo. Senti, nessa hora, que, enquanto houver no coração humano dos simples e dos humildes coragem para rezar e alegria para cantar o Ave-Maria, o Natal de Jesus está próximo e um mundo novo e melhor está prestes a nascer.

Ao ver gente de rosto oriental ajoelhada em oração silenciosa diante do tradicional presépio, sonhado por Francisco de Assis, e agora feito com esmero e gosto nas Igrejas da nossa cidade, apercebo-me que o Natal não tem fronteiras."

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

ELE ESTÁ PARA CHEGAR

Se ilumine na luz das estrelas 
Se aqueça nos raios do sol 
Se refresque na chuva que cai 
Sobre a sua cabeça 
Agradeça e respire do ar 
Se concentre diante do mar 
Se procure e se encontre depressa 
Ele está pra chegar

Não se pode negar os sentidos 
Tão pouco tapar os ouvidos 
Pra fugir das verdades 
Que a própria consciência nos diz

Não adianta tentar se esconder 
Nem tão pouco querer se enganar 
Se procure, se encontre depressa 
Ele está pra chegar 

Vista-se no branco desse amor que vem do alto 
Busque o céu dos seus pensamentos 
Veja que a verdade e as palavras do profeta 
Nunca se perderam nos ventos

Pare pra pensar 
Pense muito bem 
Olhe que esse dia já vem 
Pare pra pensar 
Pense muito bem 
Olhe que esse dia já vem

Muito breve uma luz vai brilhar 
Dessa luz Ele então surgirá 
Se materializando ante os olhos 
Surpresos do mundo

Não se pode fugir dessa Luz 
Dessa força chamada Jesus 
Se procure, se encontre depressa 
Ele está pra chegar 

Pare pra pensar 
Pense muito bem 
Olhe que esse dia já vem 
Pare pra pensar 
Pense muito bem 
Olhe que esse dia já vem

Roberto Carlos
Erasmo Carlos

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

CELEBRAÇÃO/CONVÍVIO DE NATAL COM OS MAIS FRÁGEIS

 "Celebramos a Alegria Daquele
que vai chegar até nós!
 Ficamos muito mais felizes
por nos termos encontrado 
 para conviver, para rezar, 
para cantar a nossa alegria e tomar um chá, 
 partilhando uma fatia de bolo, 

mas sobretudo
porque estivemos juntos!
  Obrigada a todos
os presentes e ausentes. 
 Um especial obrigada ao Centro Social 
S. Pedro Vilar do Paraíso 
 que se juntou a nós e nos ajudou 
a tornar mais alegre esta tarde."
Equipa da Pastoral da Saúde/
Ministros Extraordinários da Comunhão/O Pároco

EUCARISTIA COM A CATEQUESE

No passado sábado as crianças e jovens participaram na Eucaristia às 16h00, e nela deixaram para todos nós belas mensagens, para que possamos viver melhor este Natal.
Então, que cada uma dessas mensagens nos toque bem fundo no coração, para que Jesus nele possa nascer e permanecer para sempre.
 
 
  
 
 FELIZ NATAL com o amor de Jesus 

O SENHOR DO ADVENTO

É Aquele-que-Vem
Nascer em Belém,
Bater à nossa porta,
Pedir ao nosso coração
Um bocadinho de pão.

 Tão pouco e tanto
Nos pede Jesus,
E para nosso espanto,
E para encanto nosso,
O Filho de Maria
Vem vestido de irmão nosso
De cada dia.

Ele anda por aí,
Ao frio e ao calor,
Rico e pobrezinho,
Nosso Senhor.

Vem, Menino,
Senhor do mundo,
Do sol e da lua,
Bate à minha porta,
Entra em minha casa,
E que, por graça,
Entre eu também na tua.


D. António Couto

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

EM BICOS DE PÉS, EM SONHOS, EM SILÊNCIO!

A missão paternal de José fica clara no facto de ser José a dar o nome ao filho que vai nascer de Maria. O nome do menino será Jesus, que surge logo explicado «porque salvará o seu povo dos seus pecados» (Mateus 1,21). E aqui se começa a abrir uma grande avenida que atravessa o inteiro Evangelho de Mateus: a avenida do PERDÃO. Esta nota soa vezes sem fim, como obra bela de Deus que nós, seus filhos, devemos imitar, perdoando também. São tantas as vezes que seria fastidioso citá-las todas aqui. Deixo só a pérola do dito de Jesus sobre o cálice: «Isto é o meu sangue da aliança, pelos muitos derramado, para perdão dos pecados» (26,28). O inciso «para perdão dos pecados» é um exclusivo de Mateus!

sábado, 17 de dezembro de 2016

O PAPA FRANCISCO COMPLETA HOJE 80 ANOS!

Felicitamos o Santo Padre pelo seu aniversário, louvamos a Deus pela sua presença entre nós e pedimos-lhe que conceda ao Santo Padre muita saúde para que possa continuar a difícil missão que lhe está confiada.

Quem desejar enviar os parabéns ao Papa Francisco pelos seus 80 anos, pode enviar um e-mail para o seguinte endereço: PapaFrancisco80@vatican.va

DOMINGO IV DO ADVENTO - ANO A


SALMO RESPONSORIAL Salmo 23 (24), 1-2.3-4ab.5-6 (R. 7c e 10b) 
Refrão: Venha o Senhor: é Ele o rei glorioso. 

Do Senhor é a terra e o que nela existe, 
o mundo e quantos nele habitam. 
Ele a fundou sobre os mares 
e a consolidou sobre as águas.  

Quem poderá subir à montanha do Senhor? 
Quem habitará no seu santuário? 
O que tem as mãos inocentes e o coração puro, 
que não invocou o seu nome em vão nem jurou falso. 

Este será abençoado pelo Senhor 
e recompensado por Deus, seu Salvador. 
Esta é a geração dos que O procuram, 
que procuram a face do Deus de Jacob.  

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

FELIZ NATAL, É O QUE DESEJAM OS CATEQUISTAS

TEMPO DE NATAL

É Natal ! Tempo de União e Paz!
De amizade e Amor, de Compreensão!
De sentir e pensar, de reflexão,
Pela mensagem bela que nos traz!...

Foi Jesus, que há dois mil anos atrás,
Nos trouxe tão deslumbrante lição…
Ela foi para o mundo: Redenção,
E nela meditar, só bem nos faz!...

É Tempo de Natal! Tempo de Amar
Tempo de vida nova despertar
Entre os homens, num elo fraternal!

Comigo erguei a voz irmãos poetas,
Cantemos o Natal, de asas libertas,
- Que é tempo de ser tempo de Natal!...

Castro Reis
O Grito das Fragas

CEIA DE NATAL DOS CATEQUISTAS


Sábado,  17 de dezembro, realizar-se-à a Ceia de Natal dos catequistas que está a ser organizada pelo 1º e 6º anos de catequese.
Relembramos que cada catequista deve levar para si e para quem o acompanha, uma posta de bacalhau, talheres e prato. 
O bacalhau deve ser entregue no Centro Paroquial logo a seguir à Eucaristia com a Catequese, ou o mais tardar até à 18h00.
Como habitualmente os homens são convidados a levar uma bebida e as senhoras uma sobremesa.
Haverá, tal como nos anos anteriores, troca de prendas (pequenas lembranças cujo valor não deve ser superior a 5 euros). 
Cada elemento presente na Ceia - se quiser participar na troca de prendas - deve levar uma, para receber outra em troca. Quem optar por não levar, não recebe.
Para as crianças, quem desejar pode levar uma prenda personalizada que lhes será entregue no momento das trocas.