domingo, 1 de maio de 2016

FELIZ DIA DA MÃE!

Junto de Nossa Senhora, nossa Mãe do céu, 
fazemos hoje uma oração muito especial
por todas as mães da terra.
Rogamos-lhe a sua especial protecção
e dizemos:
OBRIGADA, MÃE!

sábado, 30 de abril de 2016

DOMINGO VI DA PÁSCOA - Ano C

SALMO RESPONSORIAL Salmo 66 (67), 2-3.5.6.8 (R. 4) 
Refrão: Louvado sejais, Senhor, 
pelos povos de toda a terra. 

Deus Se compadeça de nós e nos dê a sua bênção, 
resplandeça sobre nós a luz do seu rosto. 
Na terra se conhecerão os vossos caminhos 
e entre os povos a vossa salvação. 

Alegrem-se e exultem as nações, 
porque julgais os povos com justiça 
e governais as nações sobre a terra. 

Os povos Vos louvem, ó Deus, 
todos os povos Vos louvem. 
Deus nos dê a sua bênção 
e chegue o seu louvor aos confins da terra. 

FOLHA DOMINICAL - informações e reflexões importantes para toda a comunidade


PEREGRINAÇÃO DOS ACÓLITOS A FÁTIMA

SIGA EM DIRECTO  AQUI

sexta-feira, 29 de abril de 2016

PEREGRINAÇÃO DE ACÓLITOS A FÁTIMA

Estarão presentes alguns dos nossos Acólitos
Oração do Acólito

Senhor Jesus Cristo,
sempre vivo e presente connosco,
tornai-me digno de Vos servir no altar da Eucaristia,
onde se renova o sacrifício da Cruz
e Vos ofereceis por todos os homens.
Vós que quereis ser para cada um
o amigo e o sustentáculo no caminho da vida,
concedei-me uma fé humilde e forte,
alegre e generosa,
pronta para Vos testemunhar e servir.
E porque me chamaste ao vosso serviço,
permiti que vos procure e vos encontre,
e pelo sacramento do vosso Corpo e Sangue,
permaneça unido a Vós para sempre. 
Ámen.

IMAGEM PEREGRINA DE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA

Os últimos dias na Diocese do Porto
Dia 29 de abril, Matosinhos 
Dia 30 de abril, Porto Nascente e Poente 
Dia 1 de maio/manhã - Bênção dos Finalistas - Porto
Gaia Sul e Gaia Norte -Despedida - Santuário do Monte da Virgem
13h30 - Acolhimento da Imagem na Afurada e saída para o Monte da Virgem 
15h00 - Celebração no Santuário do Monte da Virgem
Depois da Celebração e despedida a imagem Peregrina 
partirá para a Diocese de Leiria/Fátima.

quinta-feira, 28 de abril de 2016

1º ANO DE CATEQUESE - Visita do Coelhinho da Páscoa

A catequese também é
espaço de brincar, sorrir e cantar. 
 Nesta Páscoa,
o coelhinho fez-nos uma visita 
 e escondeu doces
para os nossos meninos...
  Nesta "Caça ao Ovo"
a amizade, entreajuda e partilha 
foram os valores que estiveram bem presentes,
  e que queremos manter sempre
na nossa vida.
Colaboração de Marília Ventura

AINDA EM TEMPO PASCAL

 Recordamos a amanhã da Páscoa... 
 Percorremos ruas
e entramos em cada porta que se abre, 
 porque é com muita alegria que renovamos
a paz e a amizade 
com aqueles que nos "esperam"!
ALELUIA! ALELUIA!

Colaboração de Alexandra Silva

IGNORAR O SOFRIMENTO HUMANO É IGNORAR DEUS


«Se eu não me aproximo daquele homem, daquela mulher, daquela criança, daquele idoso, daquela idosa que sofrem, não me aproximo de Deus».
«Podes conhecer toda a Bíblia, podes conhecer todas as rubricas litúrgicas, podes conhecer toda a teologia», mas «amar não é automático, amar tem outro caminho, com inteligência, mas com algo mais».

Papa Francisco
http://www.snpcultura.org/ignorar_o_sofrimento_humano_e_ignorar_Deus.html

quarta-feira, 27 de abril de 2016

CELEBRAÇÃO DA FESTA DA LUZ

Antes da Páscoa o 1º ano de catequese 
celebrou a Festa da Luz, na Capela de S. Martinho, com os
seus catequistas e também os pais, recordando que:
  "Jesus é amigo de todos, 
Jesus gosta de mim, 
Eu gosto de Jesus, 
Eu quero ser como Jesus...."
Depois desta grande preparação, 
chegou a hora de sabermos que Jesus deu a vida por nós!
Por mim, por ti, por cada um....que Ele é a Nossa Luz!!
Por isso, cantamos com alegria:
"Esta Luz pequenina,vou deixa-la brilhar....
Vou deixa-la, vou deixa-la brilhar...."
Colaboração de Marília Ventura

terça-feira, 26 de abril de 2016

IMAGEM PEREGRINA DE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA

A Imagem Peregrina da Senhora de Fátima saindo da festa das Famílias para a casa Sacerdotal... nesta continuidade de peregrinos que, em igreja, somos!

domingo, 24 de abril de 2016

COMO EU VOS AMEI

A grande questão que se levanta do chão
E do “eu”
Não é de ordem gnoseológica e científica,
Acerca do que se pode conhecer
E da constituição de qualquer ser.

A grande questão que se levanta do chão
É da ordem do amor,
Acerca do que é o amor,
Se eu amo
E se sou amado.

Se colocares no Google a pergunta: “o que é o amor?”,
Obténs para cima de trezentos milhões de respostas.
Mas, na Bíblia, as respostas reduzem-se a uma só: dar a vida.

Por isso, na Bíblia, amar é amar o estrangeiro,
Que é o outro diferente de mim,
E amar o inimigo,
Que é o outro contra mim.

Em suma, amar é amar o próximo,
Que é aquele que está agora a passar por mim,
Aquele que agora está mais perto de mim,
Que é o significado do superlativo latino proximus.

Salta à vista que este amor não brota de nós,
Não está em nós a fonte deste amor.
A fonte e o modelo de um amor assim é Deus,
É Jesus que se debruça sobre o estrangeiro e o inimigo que eu sou.

Senhor Jesus, ensina-nos a amar sem medida, como Tu.

D. António Couto
https://mesadepalavras.wordpress.com/2016/04/23/como-eu-vos-amei-3/

«Que vos ameis uns aos outros assim como Eu vos amei.»

"Digo sempre que o amor começa em casa. Primeiro está a família, depois a cidade. É fácil fingir amar as pessoas que estão longe; mas é muito menos fácil amar aqueles que vivem connosco ou que estão muito perto de nós. Desconfio dos grandes projectos impessoais, porque o importante são as pessoas. Para se amar alguém, é preciso estar perto dessa pessoa. Toda a gente precisa de amor. Todos nós precisamos de saber que temos importância para os outros e que temos um valor inestimável aos olhos de Deus. 

Cristo disse: «Que vos ameis uns aos outros assim como Eu vos amei.» E disse também: «Aquilo que fizerdes ao mais pequeno dos meus irmãos, a Mim o fazeis» (Mt 25,40). É a Ele que amamos em cada pobre, e todos os seres humanos são pobres de alguma coisa. Disse Ele também: «Tive fome e destes-Me de comer, estava nu e vestistes-Me» (Mt 25,35). Recordo sempre às minhas irmãs e aos nossos irmãos que o nosso dia consiste em passar as vinte e quatro horas com Jesus. "

[texto de Madre Teresa de Calcutá]

sábado, 23 de abril de 2016

DOMINGO V DA PÁSCOA

SALMO RESPONSORIAL Salmo 144, 8-13ab (R. 1) 
Refrão: Louvarei para sempre o vosso nome, 
Senhor, meu Deus e meu Rei.

O Senhor é clemente e compassivo, 
paciente e cheio de bondade. 
O Senhor é bom para com todos 
e a sua misericórdia se estende a todas as criaturas.

Graças Vos dêem, Senhor, todas as criaturas 
e bendigam-Vos os vossos fiéis. 
Proclamem a glória do vosso reino 
e anunciem os vossos feitos gloriosos.

Para darem a conhecer aos homens o vosso poder, 
a glória e o esplendor do vosso reino. 
O vosso reino é um reino eterno, 
o vosso domínio estende-se por todas as gerações.

sexta-feira, 22 de abril de 2016

EUCARISTIA COM A CATEQUESE

Sábado, 23 de Abril, 16h00
 Para todas as crianças e adolescentes 
com a animação missionária dos seminaristas 
do seminário da Boa Nova.

quarta-feira, 20 de abril de 2016

PEREGRINAÇÃO DOS FRÁGEIS

Foi no passado Domingo do Bom Pastor, 
que se realizou a Peregrinação dos Frágeis, 
no Europarque, em Santa Maria da Feira.
 A Pastoral da Saúde e alguns MEC's 
acompanharam cerca de 40 peregrinos 
da nossa comunidade.
Peregrinos que nas suas fragilidades, 
pediram a proteção maternal da Virgem Peregrina 
e a ternura e misericórdia de Deus.
  
Foi com enorme alegria e emoção que ouviram o
Sr. Bispo D. António Francisco dizer que também eles 
fazem parte da Igreja e que tem um lugar privilegiado. 
São uma "lição de vida que é página do Evangelho"!
Agradecimentos a Alexandra Silva, pela partilha.

VIGÍLIA DE ORAÇÃO PELAS VOCAÇÕES COM A VIRGEM PEREGRINA

 “Hora a hora Deus melhora”, diz o povo com o seu saber. Assim aconteceu na tarde de sábado do passado dia 16. Pôs-se uma tarde amena e radiosa de primavera anunciada, mas que tarda em chegar.
Lançado o desafio aos jovens crismandos do 11.º para uma vigília de oração junto da imagem peregrina da Virgem de Fátima, na Igreja de Cedofeita, o grupo dos que disseram “sim” apanharam o autocarro junto à Capela de S. Martinho e foram até à Praça da Batalha, no Porto, descendo até à baixa da cidade. 
Pelo caminho puderam admirar a arquitetura da imponente Igreja de S. Ildefonso e, ainda, na Estação de S. Bento puderam apreciar a beleza e a arte da azulejaria portuguesa.
Depois de uma paragem para jantar no local escolhido pela maioria do grupo, foi também tempo de convívio que a mesa sempre permite, e no final do jantar pudemos ainda apreciar o cair da noite na cidade.
Prosseguindo a pequena “peregrinação”, atingimos a Praça Carlos Alberto seguindo pela mui antiga e conhecida Rua de Cedofeita, onde a arte urbana do Graffiti também faz a sua apresentação.
Em marcha moderada, com o tempo de feição, rapidamente chegámos ao destino, com antecedência para tomar lugar e apreciar a arquitetura do templo, bem como o impacto da aparatosa torre que anuncia à cidade um espaço de oração e convida cada um a entrar e ficar….
 Ali estava a imagem peregrina da Virgem de Fátima, ao lado do altar, como que nos apontando e dizendo: “Fazei tudo quanto Ele vos disser”
Deram testemunho da alegria na entrega à missão e na resposta ao chamamento de Deus, uma monja contemplativa, uma monja ao serviço da educação e de um jovem padre. 
Estes três testemunhos tinham em comum a sua inquietação primeira de saber o que Deus queria para cada um deles e a disponibilidade para corresponder ao que Deus lhes ia pedindo… 
O templo foi-se enchendo. Muitos grupos de jovens, grupos de escuteiros, grupos de religiosas, famílias…homens e mulheres unidos na mesma fé e na mesma busca… em comunhão com o D. António Francisco que ali respondeu às questões colocadas por três elementos da assembleia.
O grupo dos nossos jovens escolheu de imediato uma fila de bancos logo à entrada do templo, o mesmo é dizer, logo à saída…
Mas Deus encontra-nos primeiro! Não se aperceberam que logo por cima das suas cabeças se situava o órgão de tubos! Por isso a música que esteve presente ao longo da vigília, não lhes permitiu ficar indiferentes ao que se passou durante cerca de 2,30h!
Momento muito especial a Exposição e Adoração Eucarística, que foi trazido em procissão ao som do órgão,  por um Diácono e jovens com círios acesos.
O Diácono colocou sobre o altar a custódia com a hóstia para adoração, o Senhor Bispo aproximou-se do altar e incensou o Santíssimo Sacramento, seguindo-se depois silêncio, oração e cânticos.
No final, a imagem peregrina seguiu o seu percurso, ao encontro de outras comunidades… 
E todos regressámos a casa com a ajuda e colaboração inestimável dos pais que assim possibilitaram mais uma “aventura fora de portas” que é sempre encontro com o mesmo Senhor, mas com outros rostos …  Assim se faz comunhão…
Igreja de S. Martinho de Cedofeita 2016/04/16
Agradecimentos ao Tiago Silva, pela cedência de algumas fotos.
Os catequistas do 11.º