segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

I DOMINGO - ARREPENDE-TE

Para meditar e viver 
Proposta para o caminho quaresmal dos Catequistas e Catequizandos 
Sugere-se que leia e reflita o trecho do Evangelho Mc 1,12-15 e a citação da “Evangelii Gaudium”:

«Como nos faz bem voltar para Ele, quando nos perdemos! Insisto uma vez mais: Deus nunca Se cansa de perdoar, somos nós que nos cansamos de pedir a sua misericórdia. Aquele que nos convidou a perdoar «setenta vezes sete» (Mt 18, 22) dá-nos o exemplo: Ele perdoa setenta vezes sete. Volta uma vez e outra a carregar-nos aos seus ombros. Ninguém nos pode tirar a dignidade que este amor infinito e inabalável nos confere.» E.G.3 (Evangelii Gaudium nº 3, do Papa Francisco) 
«A Igreja deve ser o lugar da misericórdia gratuita, onde todos possam sentir-se acolhidos, amados, perdoados e animados a viverem segundo a vida boa do Evangelho.» E.G.114

Reflexão para o catequista

No Evangelho, em que «Jesus desce ao chão de Israel -deserto- para assumir as suas fragilidades, elevando a dura realidade do pecado do povo, do nosso pecado, a um registro de salvação (D.A.C.)» que descubro do projeto de Salvação que Deus tem para o seu povo, para mim?
Ao contemplar o jeito como Deus salva e perdoa, que experiências da minha vida precisam de ser perdoadas e curadas? Como voltar o coração para Deus, arrepender-me?
Em que medida, converter-me e voltar a minha vida para Deus, me faz viver na alegria e me faz querer contagiá-la ao próximo?

No grupo de catequese 

Um tempo para construir (ou montar as portas já feitas, de preferência) as 7 portas que se abrirão, na sala de catequese. Sugere-se que se peça a colaboração das famílias para esta construção.

Um tempo de reflexão

Abrir a 1ª porta e ler/escrever a palavra “Arrepende-te”.  Ler o Evangelho do dia e as citações do Papa Francisco. (Até ao 3 ano ler alguns versículos do Evangelho e uma frase significativa do Papa Francisco). Estabelecer um breve diálogo (a partir da perguntas feitas para a comunidade-junto dos textos) Escolher e escrever na porta a frase mais significativa para o grupo.

Um tempo de oração 
Convidar a repetir, no silêncio interior, várias vezes:  “ Dou-te graças Pai, porque me amas e perdoas sempre”. Convidar os catequizandos a rezar. Senhor Jesus,

Obrigado, porque me perdoas sempre,
Porque me convidas a arrepender, a voltar para ti o coração.
Bem sabes que sozinho não sou capaz de viver ao teu jeito,
de perdoar como perdoas, de fazer o bem a toda a gente.
Peço-te, que durante este tempo de quaresma,
me ajudes a compreender que quando vivo como Tu desejas
e rezo, converso contigo, as coisas correm bem melhor
sinto mais força e nunca me sinto só.
Fica comigo, ao longo destas 7 semanas, 
e ajuda-me a ter o coração voltado para ti 
e para todos os que me rodeiam. Ámen.

Um gesto significativo - compromisso a realizar ao longo da semana. Convidar a recordar o dia e a rezar antes de adormecer: “ Dou-te graças Pai, porque me amas e perdoas sempre”. Convidar a realizar o gesto proposto na comunidade

Para uma memória agradecida

Dar um breve tempo para que os catequizandos escrevam o compromisso, a palavra da semana e uma mensagem no seu diário, na “porta pessoal”.

Arrepende-te- para viver pessoalmente e em FAMÍLIA 

Convite: Escrever na 1ª porta o nome de três pessoas com quem se deseja mudar de atitude e, ao longo da semana, pôr em prática gestos de proximidade, reconciliação, ajuda, atitudes que permitam viver a verdadeira alegria.

Sem comentários: