segunda-feira, 20 de março de 2017

O OUTRO COMO DOM

“Dá-Me de beber” – pede Jesus. A Samaritana estranha esta atitude de Jesus. “Mas quem é este que me pede de beber?” – interroga-se. Ela tem uma atitude que é, também, muitas vezes, a nossa. Quando alguém nos interpela, estranhamos. Quando alguém nos pede uma esmola, afastamo-nos. Muitas vezes, repugnados. Olhamos desconfiados, como a Samaritana olhou para Jesus. 
Jesus inverte a matriz nesta parábola. Ele, o Mestre, o doador por excelência, é quem pede esmola. É Ele quem tem sede. É o necessitado. É quem Se humilha. Por isso, Ele é dom. Porque é primícia de todos os que pedem, de todos os necessitados. Aquele que pede é dom para quem dá. O outro é dom, porque se coloca no lugar de Jesus. Aquele que dá coloca-se no lugar da Samaritana e, por isso, é quem serve Jesus. Portanto, quando servimos, aproximamo-nos de Jesus. Quando damos esmola, damo-la, também, a Jesus. E, assim, a esmola é dom.

Oração
Senhor, 
ajuda-me a ser generoso, 
a servir aqueles que mais precisam, 
a aproximar-me de todos os que têm sede. 
Ensina-me
a ter o olhar da samaritana 
e a ver em todos os necessitados, 
o teu rosto.

Proposta
Esta semana vou pagar uma refeição a um mendigo que encontrar na rua.

http://www.apostoladodaoracao.pt/o-outro-como-dom/

Sem comentários: