quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

8º CICLO DE CONVERSAS AMPLAS - 1ª CONVERSA com o Professor Bernardino Silva

O Ciclo de Conversas Amplas, que é de realçar vai já na sua 8ª edição, teve ontem o seu início no Grupo Dramático de Vilar do Paraíso.
Por que a música é sempre um bom começo, a plateia foi brindada com um momento musical do Grupo de Cantares de Música Portuguesa do Dramático. 
Seguiu-se a intervenção do Pe. Jerónimo, que começou por saudar todos os presentes, agradeceu ao Grupo Dramático o acolhimento, dando também os parabéns à nova direcção que recentemente tomou posse.  
Louvou depois a iniciativa da Pastoral da Família e o tema que foi escolhido para este ano. Referindo que “O Cuidado da Casa Comum” do Papa Francisco é um alerta a todos, "pois não somos donos do universo mas estamos a ser protagonistas da sua destruição."
Na linha das edições anteriores, foi apresentado um pequeno vídeo com uma mensagem que visa fazer a ligação com tema e nos deu a conhecer a palavra UBUNTU que apresenta significados como acolhimento, empatia, respeito, generosidade… Ubuntu: "Humanidade para os outros" ou "Sou o que sou pelo que nós somos". 
Foi depois apresentado o ilustre convidado Professor Bernardino Silva, que não desiludiu os que nesta noite estiveram no Dramático.
A sua intervenção dividiu-se em duas partes sendo a primeira a abordagem ao tema: “refugiados - presente no futuro”, desmistificando o número de refugiados que Portugal recebeu e os valores gastos… e que nesta questão dos refugiados já há poucas novidades… as imagens já deixaram de chocar quem as vê… e tudo se está a tornar banal… mas é uma realidade dramática para quem a vive.
Referiu ainda que é um tema muito delicado, mas em que todos nos podemos envolver à luz do que nos pede o Papa Francisco, que é a missão que cada um de nós tem no lugar onde está. Não é possível que todos possam ser voluntários num campo de refugiados onde nem sequer há comida para os que já lá estão, mas há acções que de longe podem ser feitas. 
Abordagem também para outras acções de voluntariado do Professor Bernardino Silva, com os seus alunos do 11º e 12º anos da Escola Secundária de Amares, nas nossas periferias, com os sem-abrigo, e no projecto Missão Amare(es) em Moçambique.
A segunda parte da intervenção centrou-se na partilha da sua vivência enquanto voluntário, em que é necessário fazer escolhas a nível pessoal e familiar, nem sempre fáceis, com viagens por países em conflito - já esteve em mais de 20 - e vivendo riscos permanentes. 
Dias difíceis que acontecem em cenários de guerra e não só. Um quadro pouco atractivo e cuja descrição só foi suavizada com algumas pelas pinceladas de humor com que o professor o ia "pintado"...
E, porque tudo o que foi dito merecia mais algum debate, da assistência foram colocadas algumas questões que o Professor  não hesitou em responder. 
  
Em final de conversa os agradecimentos do Pe, Jerónimo ao orador, as flores e uma pequena lembrança. 
É assim a medida do AMOR, dos que, voluntariamente, o multiplicam em favor dos outros, em doação que não é por muitos entendida, mas que faz com que o mundo - "a nossa casa comum"- se torne um lugar melhor para todos usufruirmos dele. Obrigada, Professor Bernardino! 
Que muito em breve todas as vivências do Professor Bernardino Silva possam chegar até nós na edição de um novo livro, e desejamos-lhe as maiores felicidades na continuação de todos os seus projectos.  
Agradecimento: Pastoral da Família VP, Grupo Dramático de Vilar do Paraíso, Otília Florista e Foto Martinho, pela cedência das fotos.

Sem comentários: