segunda-feira, 12 de junho de 2017

CELEBRAÇÃO DA EUCARISTIA - Peregrinação 2017

Eis-nos no meio da multidão de gente miúda que continua a chegar, mas entretanto já se vão ensaiando os cânticos e ultimando os preparativos para a celebração da Eucaristia.
A celebração da 39ª Peregrinação das Crianças, presidida pelo Bispo de Leiria-Fátima, centrou-se na sexta aparição de Nossa Senhora aos Pastorinhos a 13 de outubro de 1917, tendo como lema a “Senhora mais brilhante que o Sol”, celebrando assim o Milagre do Sol.
Toda a celebração foi, por isso, assente na ideia da luz convidando os peregrinos a acolher e transmitir a luz de Deus, “que Nossa Senhora trouxe quando veio a Fátima”. 
A celebração iniciou-se com a procissão e, logo que a Nossa Senhora é avistada, milhares de chapéus se erguem no ar em saudação de alegria.
O tema da peregrinação, inscrito por cima das colunatas era bem visível, e atrás do andor, no Altar, estava uma roda giratória simulando o Sol. Também na escadaria, em frente ao Altar, eram visíveis as floreiras onde as crianças foram convidadas a colocar os vários trabalhos sobre o Sol, que realizaram no mês de maio, período de preparação para esta peregrinação.
Além do Sol também as candeias estiveram muito presentes na celebração. Durante o Ato Penitencial foram acesas três `candeias´,  de um metro e meio de altura, em esferovite e colocadas na parede onde assenta o andor de Nossa Senhora e se podiam ler três palavras que oferecem a chave de leitura da Mensagem de Fátima: Compaixão, Contemplação e Consagração.
Estas candeias pretendiam recordar a luz que representam para a humanidade as três candeias que aceitaram o desafio de oferecer as suas vidas a Deus, permanecendo hoje como memória de um percurso de santidade que nos desafia também a todos.
Os jovens foram desafiados a rezar, a iluminar a vida de alguém com um gesto simples como um sorriso, a lembrar-se de pessoas que são portadoras da luz e a descobrir mais sobre a vida dos pastorinhos e como eles podem ser a luz.
D. António Marto, lembrou que a “Senhora do Rosário mais brilhante que o Sol, espalhava luz das suas mãos”, segundo a descrição dos pastorinhos na qual descreveram a beleza de Nossa Senhora.
“O Sol com os seus imensos raios leva luz, cor e calor a toda a parte, sem a luz e o calor do sol não haveria luz e vida”, acrescentou.
Disse ainda aos mais pequenos que “a Luz de Jesus ilumina a nossa vida e o caminho do bem”, uma vez que “Jesus quer-Se fazer chegar a nós através da sua Mãe”.
“Para receber a Luz de Jesus é preciso escutá-Lo, o mesmo pedido que Nossa Senhora fez aqui em Fátima”.
O prelado afirmou ainda aos “amiguitos e amiguitas” que quando estiverem “tristes, cansados, desanimados”, “ lembrai-vos dos pastorinhos e confiai-vos ao coração materno da Mãe Celeste que não nos abandona nem deixa sós”.
Como é habitual todos os anos, o Santuário reserva uma surpresa às crianças que participam nesta peregrinação e que as deixa sempre muito contentes.  
Este ano foram distribuídas 34 mil azinheiras, a árvore característica de Fátima, e para recordar que foi numa pequena azinheira que Nossa Senhora apareceu aos três pastorinhos.
Uma lembrança simbólica mas muito bonita, acondicionada num saco plástico e dentro de bonita caixa, com a gravação da Oração do Ano Jubilar de Consagração, que foi rezada por todos. 
Mais uma surpresa estava ainda reservada e, no final da celebração, cem jovens encheram as escadarias do Santuário, trazendo balões brancos e uma vela, que se acendeu e, em coro com a assembleia, foram cantados os parabéns a Nossa Senhora.
Depois, foram largados os balões, que rapidamente subiram e encheram o céu de pequenos pontos brancos que muito bem lá ficavam.
Momento único, bonito e que fez com que todos os olhos se virassem para as alturas, onde certamente a Senhora do Rosário sorria...
Terminada a celebração foi tempo de dizer adeus, mas levando o coração cheio de alegria e esperança,  onde esperamos guardar para sempre todas as palavras de D. António Marto.
E, por isso, fechamos com estas: -  “Não deixem apagar a Luz de Jesus no vosso coração, e tornai o vosso mundo mais belo e melhor."
 Texto: baseado na homilia de D. António Marto 

Sem comentários: